sexta-feira, 28 de novembro de 2014

ANTONOV AN-124 POUSA NO AEROPORTO DE PORTO VELHO




Dezenas de populares curiosos em ver a chegada do segundo maior avião do mundo, em Porto Velho, se concentraram na Avenida Lauro Sodré, próximo à cabeceira da Pista do Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira de Oliveira. A aeronave chegou à Capital Rondoniense no final da tarde desta quarta-feira (26).

Segundo informações, o Antonov AN-124 decolou da Rússia e trouxe em seu interior, três helicópteros modelo MI-35 M, que serão usados pela Força Aérea Brasileira, através da Base Aérea de Porto Velho, para integrar o Esquadrão POTI. Apesar do tempo nublado e uma leve chuva que caia no momento do pouso, os populares não desistiram de ver esta grande aeronave que já passou outras vezes por Porto Velho.

fonte/foto/NewsRondonia

NOVA FOTO DO HÉRCULES C-130M, FAB 2470, ACIDENTADO NA ANTÁRTDA

Nova imagem, via ModoCharlei.com, mostra o FAB 2470, Hércules C-130M, na pista da base chilena Tenente Rodolfo Marsh, Ilha Rei Jorge, na Antártida Chilena.

fonte/ModoCharlie/foto/Felipe Prado

COMANDANTE DA GOL CANCELA VOO POR CANSAÇO

Um comandante da companhia aérea brasileira GOL anunciou aos passageiros que já se encontravam sentados no avião para levantar voo, que estava exausto e que não reunia as condições físicas necessárias para fazer a viagem.

O caso aconteceu no último domingo, dia 23 de Novembro, e foi revelado hoje, quinta-feira, pelo canal televisivo de notícias ‘Jornal da Band’ que, no trabalho apresentado inclui até um vídeo em que estão gravadas as palavras do comandante na ocasião em que se dirigiu aos passageiros.

O comandante informou que “não tinha condições nem reflexos” e seria “uma irresponsabilidade” voar naquele estado, refere um texto publicado sobre a matéria no site da Band. O piloto estaria se sentindo cansado após uma longa jornada de trabalho.

“Eu vou ser sincero com todos vocês: nós já estamos regulamentados, eu não tenho nem mais reflexos, eu não tenho condições. Seria uma irresponsabilidade com todos vocês”, disse o comandante aos passageiros do voo que acataram ordeiramente a posição do piloto, entendendo as razões que o moviam e, alguns até, se mostraram sensibilizados com a sua franqueza e decisão.

O avião, um Boeing 737-800, realizaria o voo 2125 do Aeroporto Internacional de Confins, na cidade de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, para o Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Os passageiros foram alojados num hotel e retomaram a viagem no dia seguinte, segunda-feira, pelas 21h00, acrescenta o canal televisivo

Em nota, a GOL reconhece o incidente e afirma que a decisão do piloto foi correta. A companhia não explica, no entanto, porque o comandante que já havia enfrentado longa jornada de trabalho estava na aeronave nem porque a decisão de desistir da viagem teve que partir dele, o que, no mínimo, é extremamnente preocupante, em termos de segurança de um voo e da responsabilização da companhia perante os seus clientes.

O trabalho transmitido pelo canal televisivo ‘Jornal da Band’ volta a suscitar o debate sobre a excessiva carga de trabalho que algumas companhias aéreas exigem aos seus tripulantes, situação condenada pelos reguladores e associações sindicais, além dos organismos internacionais, mas muitas vezes bem visível na carga horária exigida aos pilotos, outros tripulantes e pessoal de terra que está diretamente relacionado com as questões operacionais. Contudo, tolerado, muitas vezes, pela voluntariedade e empenho dos funcionários de cumprir horários e acompanhar a forte competitividade que existe entre as empresas de transporte aéreo no Brasil. A reportagem da Band levanta questões e aponta que algo tem de ser feito para segurança dos passageiros e dos tripulantes e para que os clientes não percam a confiança nas suas companhias aéreas.

fonte/JornalBand/NewsAvia

ICAO SOBE ALERTA PARA VERMELHO - VULCÃO DO FOGO

Vulcão Ilha_do_Fogo Fausto_Rosário_VOA 960dpi

A Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) voltou a colocar o espaço aéreo do arquipélago de Cabo Verde em alerta vermelho, depois de na quinta-feira ter reduzido o nível para laranja. O presidente do Conselho de Administração da ASA – Aeroportos e Segurança Aérea, Mário Paixão, confirmou ao jornal digital ‘A Semana’ que o nível de segurança voltou a ostentar o sinal vermelho.

Os dados foram divulgados pelo Centro de Instruções de Ciências Vulcânicas e reproduzidas pela ICAO para todo o mundo.
“A situação continua em progresso com a presença de cinzas vulcânicas nas imediações do vulcão afectando a cidade de São Felipe e com presença de nuvens de dióxido de enxofre que se movimentam para o sentido. Ontem essas nuvens dirigiam-se para Oeste, mas tiveram uma mudança de 180 graus e no momento estão a trinta milhas do vulcão. Vamos esperar a próxima notificação”, refere Mário Paixão, em declarações publicadas na madrugada de hoje, sexta-feira, dia 28 de Novembro.

Mário Paixão explicou ao jornal cabo-verdiano que na FIR Oceânica do Sal (zona de informação de voo que controla o tráfego aéreo que atravessa o Atlântico entre a Europa, África e América do Sul) continuam os procedimentos, que se baseiam em informações e desvios de aeronaves por causa do aumento do alerta para vermelho, e de acordo com a movimentação das nuvens de cinzas e com a intensidade do vulcão que nesta madrugada sofreu novo agravamento, unindo numa única boca as diversas erupções que tinham rompido desde a manhã do passado domingo.

fonte/foto/NewsAvi

TAP ESTÁ PREPARADA PARA NOVA GREVE DOS TRIPULANTES

 A TAP contactou a “larguíssima maioria dos passageiros” com voos marcados para os próximos domingo e terça-feira para reprogramarem as suas viagens e encara a greve de dois dias com “absoluta tranquilidade”, disse à Lusa fonte oficial da companhia aérea.

A 15 de Outubro, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) entregou um pré-aviso de greve de quatro dias, repartido em dois períodos: o primeiro foi a 30 de Outubro e a 1 de Novembro e o segundo será a 30 de Novembro e a 2 de Dezembro.

Fonte oficial da TAP adiantou à agência noticiosa portuguesa Lusa que, quando foi entregue o pré-aviso de greve, a companhia suspendeu a venda de viagens para os dias em causa e, entretanto, a “larguíssima maioria dos passageiros” já reprogramaram as suas viagens.

Por isso, a companhia liderada por Fernando Pinto encara com “absoluta tranquilidade” a paralisação dos tripulantes, lamentando “todo o impacto negativo que a greve terá para os passageiros e para a empresa”.

Em causa, acrescentou, estão prejuízos diários de cerca de cinco milhões de euros, além de afetar a “reputação e imagem da TAP”.

Na quarta-feira, o SNPVAC anunciou a intenção de manter o segundo período de greve para exigir o cumprimento do acordo de empresa em vigor desde 2006, por considerar que as conversações com a empresa foram infrutíferas.

De acordo com o comunicado do sindicato, a TAP apresentou uma proposta de alteração ao acordo de empresa que foi refutada pelos representantes dos trabalhadores e o SNPVAC apresentou uma contra-argumentação que não teve resposta, encerrando-se assim o processo.

Fonte da TAP disse à agência Lusa que “as conversações entre as duas partes têm vindo a decorrer e que a empresa mantém as portas abertas ao diálogo”, mas que “há coisas que não são possíveis de satisfazer” por terem impacto remuneratório.

fonte/NewsAvia

BARULHO DE AVIÃOASSUTA MORADORES DE SANTOS


Um forte barulho de avião ouvido de diversos lugares de Santos intrigou os moradores na tarde desta quarta-feira (26). Imediatamente, mensagens nas redes sociais começaram a questionar o que seria este forte ruído e, inevitavelmente, lembraram a tragédia ocorrida no dia 13 agosto, quando o avião do candidato a presidente Eduardo Campos caiu no bairro do Boqueirão, em Santos.
 
"Tem um avião fazendo piruetas aqui na Ponta da Praia. Tá todo mundo na janela", disse Maria Aparecida Tilly. "Aqui no Embaré pensei que era um avião prestes a cair. Passou muito baixo. Barulho alto! Meu coração veio na boca", escreveu Suzana Di Renzo. "Estou aqui na Conselheiro e também ouvi", afirmou Rita Marcelo.

"É a terceira vez que ouço, em menos de cinco minutos, um jatinho a milhão, sentido Guarujá", afirmou Vanessa Leão. “Estou com medo. Será que vai cair outro avião”, disse Tatiane Almeida.
Outras "brincaram" com o fato de um vidente ter previsto a queda de um avião na Avenida Paulista, em São Paulo. "E o medo de o vidente ter errado o local e o tipo de avião?", ironizou Guilherme Rutigliano.

Explicação
Um caça do Exército da Força Aérea Brasileira (FAB) do Rio de Janeiro está fazendo um treinamento na costa da Baixada Santista. A aeronave sobrevoava baixo e chamou a atenção da população. De acordo com a Base Aérea, trata-se de uma simulação para ver como o Exército e a Aeronáutica reageriam em situação de ataque. A previsão é que os treinamentos durem até as 18 horas.

O forte barulho foi gravado pela internauta Mariana Azevedo. Ela captou o áudio em Vicente de Carvalho.

Previsão
O ronco de uma aeronave sobrevoando por ruas próximas à avenida da praia, no Embaré, Aparecida e Ponta da Praia, além de causar temor aos moradores de Santos, que ainda se recuperam do susto após a queda da aeronave com o ex-presidenciável Eduardo Campos, preocupa ainda mais após a previsão de uma queda de avião em São Paulo ganhar força nas redes sociais.

Nas últimas semanas, o vidente Juscelino Nóbrega da Luz, que ganhou fama após afirmar que havia previsto a morte do político, fez um alerta para a queda de uma nova aeronave, desta vez, na Avenida Paulista. O acidente, que segundo o vidente, ocorreria com um avião da TAM, estava previsto também para esta quarta-feira.

fonte/TribunaDeSantos

JATO KC-390 PODERÁ VOAR JÁ EM 2016


A implementação de uma metodologia inovadora reduziu pela metade o tempo de certificação do jato de transporte militar KC-390, o maior avião desenvolvido pela Embraer. Já adotada mundialmente por agências reguladoras de aviação como a Easa (European Aviation Safety Agency), a nova metodologia vai permitir que o KC-390 entre em operação no segundo semestre de 2016, dois anos e meio antes do prazo previsto anteriormente.
 
"A nova metodologia, que delega parte das atividades de engenharia de certificação para a Embraer, já é uma tendência mundial, mas no Brasil representa uma mudança de paradigma nos processos de certificação que eram seguidos até então para aeronaves militares", disse o diretor do Instituto de Fomento à Indústria (IFI), órgão responsável pela certificação do KC-390, coronel Marcelo Franchitto.

O diretor ressalta que a transferência de atividades tipicamente realizadas pelas autoridades de certificação só pode ser feita para empresas com alto nível de maturidade tecnológica e gerencial, como é o caso da Embraer. "Dessa forma conseguimos manter a qualidade e a confiabilidade do processo elevadas", afirmou.

Segundo o diretor, a nova estratégia de certificação foi adotada para evitar que qualquer tipo de gargalo no desenvolvimento do KC-390 acarretasse atraso no projeto e prejudicasse a janela de oportunidade comercial do novo avião no mercado mundial. A aeronave vai disputar um mercado de 728 unidades para 77 países, nos próximos 20 anos. A empresa espera abocanhar entre 15% e 20% desse mercado.

O avião já recebeu uma encomenda de 28 unidades da Força Aérea Brasileira (FAB) e ainda conta com um total de 32 cartas de intenção de compra feitas pela Argentina, Portugal, República Tcheca, Chile e Colômbia. Equador, Peru e Emirados Árabes também estão discutindo a possibilidade de compra do avião com a Embraer.

O K-390, que tem seu primeiro voo previsto para o próximo mês, só tem autorização para operar após a emissão do certificado de tipo (do projeto), feita pelo IFI. O certificado é uma garantia da segurança de operação da aeronave e do cumprimento dos requisitos de projeto.

Para garantir o cumprimento dos prazos previstos no cronograma de trabalho da certificação do KC-390, o IFI está pedindo autorização para a contratação de 34 servidores temporários. A Divisão de Certificação de Produtos Aeroespaciais do IFI, de acordo com Franchitto, conta hoje com 90 engenheiros civis e militares. O pedido de contratação está sendo analisado pelo Ministério do Planejamento, que já enviou uma comitiva ao IFI para conhecer de perto o trabalho de certificação e as necessidades do Instituto.

"A nossa expectativa é que até janeiro já tenhamos a aprovação dessas contratações, que serão feitas com base na Lei 8745/03", disse o coronel. O diretor explica que o KC-390 tem dois processos de certificação em andamento, sendo um no IFI, que cuida da versão militar do avião e outro na Anac, responsável pela certificação civil da aeronave.

O plano de certificação do KC-390 (com 600 páginas), apresentado pela Embraer em maio, encontra-se em fase de avaliação no IFI. Para assumir algumas atividades do processo de certificação, como a confecção de relatórios, pareceres técnicos, simulações e ensaios, a Embraer submeteu à aprovação do IFI um manual de credenciamento. O documento habilitou a empresa como Organização de Projeto Credenciado (OPC).

Segundo o assessor técnico do IFI, tenente coronel José Renato de Araújo Costa, 624 requisitos do KC-390 deverão ser certificados pelo Instituto. A previsão é que num período de dois anos o processo de certificação da aeronave utilize um total de 47.202 homem/hora.

O projeto do KC-390 envolve hoje a participação de 1500 funcionários, sendo mil engenheiros. A Embraer informou que as atividades da produção seriada da aeronave já foram iniciadas. A primeira entrega está prevista para o fim de 2016 e a FAB deverá receber um avião por trimestre.

O diretor do IFI estima que o desenvolvimento do KC-390 tenha um consumo da ordem de 16 milhões de homem/hora num prazo de oito anos. O certificado de tipo para a plataforma básica do KC-390, também conhecida como Green, e que será emitido pela Anac, está previsto para sair no primeiro semestre de 2016.

fonte/ValorEconomico

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

ACIDENTE COM AVIÃO DA FAB NA ANTÁRTIDA




Uma aeronave C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) acidentou-se, nesta quinta-feira (27/11), durante o pouso na base chilena Eduardo Frei, na Antártida. A ocorrência foi por volta das 11h da manhã (horário local). Não houve feridos.

A aeronave realizava uma missão do Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR). A Força Aérea Brasileira vai investigar os fatores contribuintes para a ocorrência.

Brasília, 27 de novembro de 2014.

Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

fonte/FAB/foto/Blog Poder Aéreo

FORÇAS ARMADAS DA NAMÍBIA ADQUIREM 141 VIATURAS AGRALE MARRUÁ



A Agrale fechou acordo para o fornecimento de 141 unidades da viatura Marruá para a Namibia Defense Force (NDF). As primeiras 60 unidades chegarão a Walvis Bay (principal porto na Namíbia) ainda neste mês e serão dos modelos AM 11 VTNE (Viaturas de Transporte não Especializado), AM 11 VTL REC (Viatura de Reconhecimento Leve), AM 21 VTNE e AM 23 VTNE ¾ Ton.
Segundo Flávio Crosa, diretor de vendas da Agrale, a linha Agrale Marruá foi especialmente projetada para atender às necessidades de Forças Armadas. “Os veículos podem ter diversas configurações e diferentes equipamentos e ser utilizados em diferentes tipos de serviços e terrenos. O Marruá foi escolhido por suas características de robustez, durabilidade e capacidades técnicas. No ano passado já havíamos enviados algumas unidades para teste e demonstração. Nossos veículos são homologados pelas Forças Armadas Brasileiras e também utilizados pelos exércitos da Argentina e do Equador, entre outros países”, afirma o executivo.

Além dos veículos, a Agrale também fornecerá um pacote tecnológico que inclui treinamento para mecânicos, entrega técnica e ainda peças para manutenção e reposição. “Preparamos uma estrutura completa para concretizar esse negócio. Ofereceremos treinamento, serviço de pós-vendas e acompanhamento no dia a dia para melhor utilização dos veículos e sua manutenção”, explica Crosa.
Os utilitários 4x4 Agrale Marruá são ideais para utilização em qualquer tipo de terreno e foram desenvolvidos para transporte de tropas ou carga de 500 kg a 2.000 kg. Possuem amplo curso de suspensão, com ângulos de ataque de até 64° e de saída a partir de 30°, inclinação lateral de 30% e rampa máxima de 60%, que garantem melhor desempenho em terrenos acidentados. Fabricados de acordo com rigorosas especificações, destacam-se por sua versatilidade, robustez e capacidades técnicas.

As viaturas Agrale Marruá são equipadas com motor diesel MWM Sprint de 140 cv de potência. São ideais para o deslocamento dos soldados no dia a dia de patrulhamento em vias de difícil acesso, inclusive para romper barricadas e desobstruir as ruas.

Nos últimos anos, a Agrale tem se firmado como fornecedora de veículos militares na América Latina. Os modelos foram adquiridos pelo Exército do Equador, Força de Paz do Brasil em missão da ONU no Haiti, pelo Exército da Argentina e pelas Forças Armadas do Brasil.

fonte/AgraleDivulgação/foto/Júlio Soares

NOVO VULCÃO NO JAPÃO PROVOCA CANCELAMENTO DE VOOS

Vulcão Monte_Aso_Japão 27nov2014 800dpi

Mais um vulcão está a provocar desvios no movimento aéreo e a obrigar a cancelamentos de voos. Depois da erupção na ilha do Fogo, no arquipélago-república de Cabo Verde, em pleno Oceano Atlântico, entre a África e a América do Sul, uma nova erupção no Monte Aso, no sudoeste do Japão, obrigou ontem à tarde as companhias aéreas japonesas a anularem ou a desviarem para outros destinos pelo menos uma dezena de voos, a fim de evitarem uma nuvem de cinzas.

A Japan Airlines (JAL) e a All Nippon Airways (ANA) advertiram os passageiros para “um número de cancelamentos ou mudanças de destino” nas rotas de ou para o aeroporto de Kumamoto, por causa da coluna de cinzas de 800 metros expelida do Monte Aso.

“Hoje cancelámos oito partidas e quatro chegadas”, disse um porta-voz da JAL, indicando que também houve um voo que teve de mudar de destino, seguindo para um aeroporto próximo, e reconhecendo a possibilidade de mais voos serem afetados no caso da erupção vulcânica se agravar.
Situado na prefeitura de Kumamoto, na ilha de Kyushu, o vulcão do Monte Aso entrou em erupção na terça-feira passada, pela primeira vez desde 1995, começando a expelir cinzas que ontem, quarta-feira, chegaram a atingir mil metros de altitude.

Um porta-voz do aeroporto, o mais próximo do Monte Aso, informou que um voo internacional foi cancelado e um outro desviado.

A companhia ANA indica no seu ‘site’ que, “à exceção de alguns voos, muitas partidas e chegadas foram anuladas no aeroporto de Kumamoto”. Dos dez voos Kumamoto-Tóquio/Haneda previstos para hoje, sete foram já suprimidos, de acordo com a agência noticiosa francesa.
O Monte Aso faz parte dos 47 vulcões sob vigilância de um total de 110 ativos no Japão. Atualmente, o nível de alerta corresponde ao 2, numa escala de 5, o grau mais alto que determina a retirada da população em torno do vulcão.

Em Setembro passado, a repentina erupção vulcânica no Monte Ontake, no centro do Japão, entre as prefeituras de Gifu e Nagano, fez mais de 60 mortos, entre eles diversos turistas que circulavam em passeios a pé na zona do vulcão.

fonte/foto/NewsAvia

terça-feira, 25 de novembro de 2014

VULCÃO DO FOGO - TACV CANCELA VOOS E CINZAS DESVIAM TRÁFEGO AÉREO OCEÂNICO

Vulcão Fogo 23nov2014 900dpi

O presidente do Conselho de Administração da ASA –Aeroportos e Segurança Aérea de Cabo Verde, disse hoje, segunda-feira, dia 24 de Novembro, que foram tomadas medidas de segurança, em resultado da erupção vulcânica deste domingo, na ilha do Fogo, com desvio de rotas e cancelamento de voos por parte das companhias aéreas, conforme já tinha noticiado ontem o ‘Newsavia’.

Mário Paixão, que falava em declarações à Inforpress, agência noticiosa da República de Cabo Verde, indicou que o aeródromo de São Filipe está aberto mas tendo em conta a presença de poeira vulcânica nessa região, e que está a cobrir o espaço aéreo de Cabo Verde, tem havido desvios e cancelamentos de tráfego.

Porém, no domingo, após a erupção vulcânica, notou, foram realizados três voos, para São Filipe, no Fogo, sendo um voo comercial da TACV e dois voos charters da Cabo Verde Express, um deles com turistas.

Ainda hoje de manhã, disse, a TACV não realizou um voo para São Filipe, devido a essa ocorrência, também desviou o voo de São Vicente para a Praia, tendo vindo para o Sal, em consequência da presença dessa poeira vulcânica no ar que, segundo disse, afeta as turbinas dos aviões.

“Mas isso são decisões das operações das companhias aéreas que avaliam as informações concedidas por nós e outras instituições, e tomam as suas decisões. O aeródromo está aberto e continua aberto”, esclareceu Mário Paixão, informando que um voo da Cabo Verde Express deveria chegar hoje a São Filipe por volta do meio-dia.

Quanto a cuidados e medidas nos próximos dias, já que a situação é imprevisível, Mário Paixão disse que isso vai depender da evolução do desastre natural.
“A situação está preocupante na medida em que, como se sabe, as emissões de lavas estão aumentando, os acessos a Chã das Caldeiras praticamente bloqueados, muita poeira vulcânica na área do aeroporto… há essa incerteza, não sabemos como é que as coisas podem evoluir já que pode durar semanas e meses”, observou.

Mário Paixão garantiu, entretanto, que a nível da aviação civil a situação está “sob controlo”, tendo desde o início da ocorrência entrado em contacto com o Instituto da Meteorologia e Geofísica (INMG), a Agência da Aviação Civil, membros do Governo para monitorizar a situação e adoptar as medidas que se impõem em relação ao aeródromo de São Filipe, transportes aéreos domésticos e internacionais, e também com a FIR Oceânica do Sal.

“Lançámos imediatamente um alerta, e como as coisas evoluíram rapidamente, com emissões de gases e poeira a alta altitude, tivemos de emitir uma circular de informação aeronáutica a toda a aviação sobre essa ocorrência de erupção de um vulcão com emissão de gases e nuvens”, apontou.
“Estamos adaptando desde domingo, procedimentos especiais de aviões que entram na FIR Oceânica do Sal, desviando-os para outras rotas, para o sentido Oeste ou Leste, em função da sua posição evitando as nuvens de poeira vulcânica e de gases. Está tudo sob controlo”, assegurou.

Mário Paixão, finaliza referindo que neste momento há uma mudança constante de regime de ventos tendo sido também detectados gases na direção Norte, ou seja, para São Nicolau e São Vicente a alta altitude, cerca de 27/30 mil pés, portanto a uma altitude de dez quilometros, o que põe “de fato” em causa a navegação aérea a alta altitude.

fonte/foto/NewsAvia

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

INCIDENTE COM JATO PHENOM 100 NO TEXAS



Um Jato EMBRAER Phenom 100, registro N584JS, ns 50000140, saiu da pista ao pousar no Aeroporto de Houston-Sugar Land (HOU/KHOU). A aeronave pousou na pista 35 e não conseguiu parar, acabou deslizando até um pequeno riacho. O incidente aconteceu no dia 21 de novembro, e sem ferimentos nos dois tripulantes.


METAR Weather report:
16:03 UTC / 10:03 local time:
KSGR 211603Z 12009KT RA 2SM BR SCT008 BKN035 OVC044 19/18 A3015 RMK AO2 P0002 T01890178
16:12 UTC / 10:12 local time:
KSGR 211612Z 13008KT 6SM -RA BR FEW008 19/18 A3015 RMK BKN033 OVC042 AO2 P0003 T01890178
Wind 130 degrees at 8 knots; Visibility: 6 miles; light rain, mist; few clouds at 800 feet AGL; broken clouds at 3300 feet AGL; overcast cloud deck at 4200 feet AGL; Temperature: 19°C; Dewpoint: 18°C; Pressure 1021.1 mb
16:25 UTC / 10:25 local time:
KSGR 211625Z 13008KT 10SM FEW006 BKN018 A3015 RMK AO2 OVC044 19/18 RAE20 ACRFT MISHAP P0003 T01940178
16:53 UTC / 10:53 local time:
KSGR 211653Z 13009KT 10SM FEW007 FEW011 A3015 RMK AO2 OVC017 20/18 RAE20 SLP212 ACRFT MISHAP P0003 T02000183

fonte/ASN/foto/Twitter

EXAME PARA PILOTAR AERONAVES PODE SER FEITO EM VOO OU SIMULADOR

O exame para pilotar aeronave pode ser feito em voo ou em simulador. Por isso, dois pilotos comerciais do Rio de Janeiro foram desobrigados pela Justiça de fazerem as provas de habilitação para voar em avião modelo Cessna Mustang CE-510 nos Estados Unidos. Eles poderão fazer os exames no Brasil, em aeronave da companhia para a qual trabalham.

A decisão foi da 8ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Segundo o relator, desembargador federal Marcelo Pereira da Silva, a experiência de voo e perícia podem ser verificadas tanto na aeronave quanto no simulador, conforme determina o Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica 61 (RBHA 61).

O regulamento diz que os interessados devem comprovar experiência de voo ou prática em simulador, sempre sob a supervisão de um piloto habilitado para o modelo pretendido, seja de avião ou de helicóptero. 

Os dois profissionais ingressaram com ação na Justiça Federal do Rio de Janeiro contestando determinação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que pretendia obrigá-los a fazer os exames no equipamento americano, que reproduz os controles do Cessna. Para fazerem a prova, os aeronautas teriam de pagar uma taxa de R$ 9.782 mil. Eles sustentaram que a demora do procedimento os impede de exercer sua profissão e que estariam correndo risco de perderem os empregos. 

Já a Anac alegou que a efetuação do exame no simulador permitiria testar os pilotos em manobras críticas de emergência, o que não seria possível em uma situação real de voo.

A decisão da 8ª Turma confirma sentença da Justiça Federal do Rio. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-2.

fonte/ConsultorJuridico

CABO VERDE SUGERE DESVIO DAS ROTAS AÉREAS PARA OESTE EM RAZÃO DA ERUPÇÃO DO VULCÃO NA ILHA DO FOGO

Vulcão  Fogo_23nov14 Edsom_Patrick_Dos_Santos 900dpi

A ASA emitiu uma nota dirigida a toda a comunidade aeronáutica internacional dando conta da erupção vulcânica na ilha do Fogo, que se verifica desde a manhã de hoje. Este alerta é no sentido de desviarem os voos dessa rota, para uma outra melhor, no sentido Oeste, anunciou esta tarde a edição online do jornal cabo-verdiano ‘A Nação’.

“Desde o primeiro minuto que os serviços de controlo de tráfego aéreo foram avisando as aeronaves da possível erupção, porque estávamos em situação de alerta”, afirmou o presidente do Conselho de Administração da ASA, Mário Paixão, explicando que depois da erupção as aeronaves desviaram a sua rota para Oeste, de forma “tranquila e segura”.

A ASA vai agora notificar as companhias aéreas para que nos seus planos de voo mudem a sua rota para Oeste.
Segundo Mário Paixão, a erupção do vulcão do Fogo está a provocar fumo, que já alcança alguma altitude, em torno de 4.500 metros.

Entretanto, o Aeródromo do Fogo está aberto às operações aéreas e, neste domingo, de manhã foram realizados dois voos comerciais para a ilha do Fogo, um da TACV e outro da Cabo Verde Express, noticiou o jornal ‘A Nação’, na sua edição online. Esta indicação altera a nossa notícia anterior, pois guiámo-nos pelo site do aeródromo, que, infelizmente, não está actualizado como seria de esperar da parte de uma entidade pública que tem responsabilidades de informar os seus utentes.

Durante a tarde iria aterrar um outro avião com pessoal dos Serviços de Protecção Civil, anunciou o director da instituição, em declarações à Televisão de Cabo Verde.

Nem no site da ASA – Aeroportos e Segurança Aérea, nem no da AAC – Agência de Aviação Civil, constam quaisquer indicações, notícias ou recomendações sobre a erupção vulcânica desta manhã, na ilha do Fogo.

Governo declara situação de contingência que abrange ilhas do Fogo e da Brava
O Governo da República de Cabo Verde, através do Ministério da Administração Interna, distribuiu na tarde deste domingo um comunicado em anuncia a emissão de uma “declaração de contingência”, temporalmente indefinida, que abrange as ilhas cabo-verdianas do Fogo e Brava, na sequência do vulcão que entrou hoje em erupção em Chão das Caldeiras.

Num comunicado, o Ministério da Administração Interna (MAI) cabo-verdiano considera que a erupção vulcânica, iniciada às 09h45 de hoje e cuja actividade sísmica que a antecedeu começou às últimas horas de sábado, é um “acontecimento que consubstancia um acidente grave”.

É “mensurável na escala 5 (está actualmente na fase 3), cujo grau de perigosidade é susceptível de provocar elevados prejuízos materiais e vítimas, afectando intensamente as condições de vida e o tecido socioeconómico dos municípios da ilha do Fogo e da Brava e consequentemente do país”, lê-se no documento.

“O MAI, após contactos prévios e a audição dos respectivos presidentes das câmaras municipais da ilha, vem pela presente, ao abrigo do disposto do número 2, do artigo 17 da Lei de Bases da Protecção Civil, Lei n.º 12/VIII/12 de 07 de Março, declarar situação de contingência por força da erupção vulcânica em actividade em Cabo Verde”, decreta.

O “âmbito material e territorial” da declaração de contingência circunscreve-se aos municípios das ilhas do Fogo e da Brava, onde já foram accionados os “procedimentos adequados à coordenação técnica e operacional” dos serviços e agentes da protecção civil, bem como dos recursos a utilizar.
O “âmbito temporal” é “neste momento, indefinido”, até se conhecer dados mais precisos sobre o fenómeno.

O Governo da República de Cabo Verde esteve reunido esta tarde de emergência para analisar a situação e já confirmou que, se necessário, irá recorrer a ajuda internacional. Até ao fim da tarde, a Espanha, através da Comunidade Autónoma das Canárias, tinha oferecido ajuda, nomeadamente em helicópteros se for aconselhada a sua intervenção para evacuação das populações.

fonte/foto/NewsAvia

PASSAGEIROS ESPERAM 10 HORAS PARA ATERRISAR EM CUIABÁ E DENUNCIAM DESCASO DA GOL


As duas horas de viagem de avião entre São Paulo e Cuiabá acabaram se transformando em 10 horas de espera, falta de informação e qualquer tipo de suporte para os passageiros do voo 2056 da Gol, desta sexta-feira (21/11). Eles partiram às 16h50 do aeroporto de Guarulhos (SP), com previsão de chegada no Marechal Cândido Rondon às 18h05, mas só conseguiram colocar os pés em solo cuiabano às 3h da madrugada de sábado (22).

Nesse meio tempo, cada um deles ganhou um pacote de amendoim de 30 gramas para se alimentar, passaram pela experiência de três arremetidas e de um raio atingir o avião. Para alguns dos passageiros, a Gol Linhas Aéreas tratou os clientes com descaso, sem dar informações ou suporte necessário, para tentar evitar gastos adicionais.

Um passageiro, que preferiu se identificar apenas como Bruno, contou ter começado a se sentir inseguro quando o piloto da aeronave – um Boeing 737-700 com capacidade para 144 passageiros e seis tripulantes – não conseguiu explicar direito aos viajantes o motivo da primeira arremetida no aeroporto de várzea-grandense.

O piloto ainda tentou aterrissar em Cuiabá mais uma vez, teve de realizar outra arremetida e então seguiram para o aeroporto de Campo Grande (MS). Chegaram no local às 19h40. Todos os passageiros precisaram ficar no avião, que reabasteceu e retornou para Cuiabá para tentar um novo pouso e novamente precisou arremeter. Depois da tentativa frustrada, o piloto se manteve na área aérea cuiabana para tentar nova aterrissagem, quando aconteceram alguns dos momentos de maior tensão.
“Pensamos que a Gol não colocaria nossa vida em risco, mas às 20h voltamos para Cuiabá, tentamos pousar mais uma vez, não conseguiu. Caiu raio no avião. Pessoas passaram mal, vomitar. Tinha adolescentes, pessoas de muita idade. Pessoas chorando, pessoas ouvindo musica religiosa e outras fazendo oração com medo do avião cair. E o avião ficou rodando em Cuiabá. Estava todo mundo muito nervoso”, disse Bruno.

De acordo com o jornalista Lucas Bólico, que também estava no voo, o avião voltou a aterrissar em Campo Grande após às 22h30. Dessa vez os passageiros foram liberados para desembarcar, mas a equipe da Gol não tinha informações concretas sobre o que fariam.

Depois de 40 minutos de indecisão, afirmaram que não ia ter como hospedar ninguém na cidade e que todos teriam de reembarcar para nova tentativa de aterrissagem. Contudo, precisariam trocar a tripulação, pois aquela já havia passado do tempo de trabalho permitido por lei.

E como o restaurante conveniado com a Gol não estava servindo alimento, somente depois da meia-noite algo para comer foi dado aos passageiros, o kit de emergência: uma pacote de amendoim de 30 gramas. Então, depois de esperar até 1 da manhã, os passageiros remarcaram. Nesse momento, uma mulher passou mal e precisou ser levada de ambulância para atendimento.

Quando conseguiram pousar em Cuiabá, com oito horas de atraso, 10 horas após ter decolado de Guarulhos, os passageiros receberam um vale de R$ 25 que somente poderia ser consumido na loja do aeroporto do Rei do Mate. "Eles fizeram de tudo para não ter que pagar hospedagem. Só pensaram em economizar o dinheiro deles e não se importaram com os passageiros", disse Bruno.

O Olhar Direto entrou em contato com a assessoria da Gol Linhas Aéreas, mas até o momento da publicação desta matéria não houve retorno. Além do voo 2056 da Gol, um voo da Azul Linhas Aéreas teve um atraso de aproximadamente uma hora. Mais três voos que partiriam de Cuiabá foram cancelados devido ao mau tempo.

fonte/OlharDireto

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

PRESIDENTE DA QATAR AIRWAYS "DISPARA" CONTRA COMPANHIAS EUROPÉIAS E SINDICATOS





As companhias aéreas da Europa, que se queixam  da concorrência das transportadoras do Golfo, são "ineficazes", afirmou  hoje, dia 19 de Novembro, o presidente da Qatar Airways, insurgindo-se contra a política protecionista  da União Europeia.
As companhias europeias "não param de gritar contra as três companhias  do Golfo", declarou Akhbar al-Baker em alusão à sua empresa, à Emirates  e à Ethiad, que estão em pleno crescimento.
"Há mercado suficiente (...) e elas são ineficazes", criticou.
Akhbar al-Baker, que falava num fórum sobre transporte aéreo, no Dubai,  considerou que os sindicatos estão na origem das dificuldades nas companhias  europeias numa altura em que as transportadoras do Golfo conseguem apropriar-se  de parte importante do mercado de voos intercontinentais entre países ocidentais,  a Ásia e a Austrália.
"Os sindicatos devem ser responsabilizados", afirmou.
A Air France-KLM e a Lufthansa registaram greves em Setembro e Outubro  que afectaram gravemente os passageiros e causaram prejuízos de milhões de  euros.
O presidente da Qatar Airways acusou ainda a União Europeia de ser bem  pior do que os Estados Unidos quando se trata de proteger as companhias  europeias.
"Temos problemas com a França, Alemanha e Holanda", declarou, apontando  em particular os dois primeiros países.
Transportadoras europeias como a Air-France-KLM e a Lufthansa têm criticado  e acusado as companhias do Golfo de serem subvencionadas pelos Estados.
fonte/NewsAvia

SAAB INVESTE US$ 9 BI NA PRODUÇÃO DO GRIPEN NG

 Na fábrica. Técnicos da Saab, fabricante do Gripen, trabalham na estrutura do avião na fábrica da empresa em Linköping, no sul da Suécia. Parceria de produção do novo modelo, o New Generation, que será feita com o Brasil, criou um clima de otimismo entre os suecos, que aguardam a chegada de engenheiros brasileiros

A empresa sueca Saab vai investir US$ 9 bilhões nos próximos 30 anos no desenvolvimento do caça supersônico Gripen NG (New Generation), ou Gripen E, como é conhecido na Suécia.
O alto investimento será aplicado no desenvolvimento do novo modelo, produção, operação, manutenção e treinamento de pilotos, segundo informou o CEO e presidente da Saab, Häkan Buskle, em entrevista em Estocolmo.

Queridinho dos especialistas e técnicos ligados à aviação de caça, o Gripen é o avião escolhido pela FAB (Força Aérea Brasileira) para substituir os F-5. O Brasil assinou contrato para comprar 36 Gripen NG, que serão feitos pela Saab e Embraer, com transferência de tecnologia. O valor do contrato é US$ 5,4 bilhões. 

O Gripen também era o preferido da Aeronáutica quando a Presidência da República ai nda não tinha se definido por ele, entre os concorrentes F-18 (Boeing, EUA) e Rafale (Dassault, França). Hoje o modelo também é apontado como o sendo de melhor custo de aquisição, operação e suporte.

Vantagem. Para o Brasil, a vantagem é que o avião escolhido é um modelo em desenvolvimento de caças já existentes --Gripen C e Gripen D. Isso dará ao Brasil, autonomia para produção de caças de última geração, por meio da parceria.
Segundo a Saab, a Embraer tem total condição de absorver e desenvolver excelência em tecnologia para ser fabricante da nova aeronave. O Gripen NG é considerado o mais moderno caça multimissão do mundo, com 10 anos de tecnologia à frente dos rivais.
Segundo a Saab, o custo por hora de vôo do Gripen é o menor entre os concorrentes. "Nossos engenheiros tiveram que maximizar o desempenho sem modificar custos", disse Ulf Nilsson, chefe do Gripen na Área Aeronáutica.
Outra vantagem apontada pela Saab para o Gripen NG é a capacidade de encontrar e explorar informações. Sensores avançados fazem a comunicação e detecção de todos os alvos e fornecem dados de rastreamento para os pilotos.


Compra prevê 36 unidades do caça
O contrato assinado entre o Brasil e a Suécia prevê a compra de 36 aviões Gripen NG, 28 de um lugar e 8 de dois lugares (biposto), que podem ser produzidos no Brasil. A Embraer é a principal parceira do programa e assumirá a liderança no processo de transferência de tecnologia. Contrato dessa etapa está previsto para ser assinado em março de 2015.

fonte/foto/OVale

TRANSAERO ADMITE COMANDATES ESTRANGEIROS PARA A FROTA BOEING

Transaero B747 aterrando 800dpi

A companhia aérea russa Transaero abriu candidaturas para os lugares de comandantes para aviões Boeing – B737, B767, B777 e B747 – aos quais podem concorrer estrangeiros não residentes nos países da Federação Russa, desde que estejam habilitados com as necessárias licenças internacionais, e entendam e falem bem o Inglês (nível 4 de proficiência operacional em inglês). É condição fundamental que tenham 3.000 horas de voo em aeronaves comerciais, 500 das quais aos comandos de um dos quatro modelos atrás referidos.

A Transaero é hoje a maior companhia aérea de aviação na Rússia, tendo a melhor taxa de ocupação (84,8%) entre as cinco principais do país. É a única empresa aérea que opera com os Boeing 747-400 no longo curso. Tem a maior frota de aparelhos comerciais de dois corredores de entre as companhias concorrentes, quer na Comunidade de Estados Independentes que agrega 11 repúblicas que antes estavam integradas na ex-União Soviética, quer da Europa de Leste. Entre os 103 aviões da sua frota contam-se 20 B747-400, 14 B777 e 18 B767.

A companhia tem se destacado pela sua rápida evolução, para padrões de equipamento ocidental, com uma gestão moderna e uma estrutura operacional montada à semelhança das companhias ocidentais.

A Transaero promete no anúncio de abertura das candidaturas um alto salário aos seus novos comandantes, 70 dias de férias, plano de saúde e seguros pagos, assim como viagens ilimitadas nas rotas para onde voa a companhia (215 destinos até meados do próximo ano).

fonte/foto/NewsAvia

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

VÍDEO - PARTE I - AVIAINDRA 2014 (Exercícios Rússia-Índia)


FAB HABILITA PILOTOS PARA INSTRUTORES DOS NOVOS CAÇAS GRIPEN D NA SUÉCIA

FAB Pilotos_GripenD_Suécia 19nov14 800dpi

Dois pilotos brasileiros voaram hoje, quarta-feira, dia 19 de Novembro, pela primeira vez, em aviões Gripen D, anunciou esta manhã a Força Aérea Brasileira (FAB). Os voos aconteceram na Suécia, em dois aparelhos distintos, onde os pilotos estão a treinar e acompanhados por pilotos da Força Aérea da Suécia.

Os capitães Gustavo de Oliveira Pascotto e Ramon Santos Fórneas (ambos na foto obtida após o primeiro voo de hoje de manhã na Suécia) tornaram-se assim nos primeiros pilotos brasileiros a cumprir uma missão de treino em aeronaves Gripen. Voaram durante 50 minutos em aviões Gripen D, acompanhados por pilotos suecos. O pouso ocorreu às 10 horas da manhã na base de Satenas, na Suécia (seis horas da manhã no horário de Brasília).

“Foi melhor do que eu esperava”, disse o capitão Fórneas. “A aeronave é de pilotagem dócil”, elogiou. A principal característica notada pelos brasileiros até agora foi a vantagem aerodinâmica proporcionada pelos canards, pequenas asas localizadas na frente do Gripen. “A distância de pouso é extremamente pequena”, contou.

Os dois Gripen voaram em uma área de instrução sobre a Suécia e o Mar Báltico. Após a decolagem, foi realizada uma subida até 10.638 metros de altura em um minuto e meio, uma taxa de subida de 118 metros por segundo. Para cumprir o cronograma de treino proposto pelos suecos, e nesta fase de familiarização com o novo aparelho, os pilotos brasileiros também realizaram acrobacias.

Diferentemente dos demais brasileiros que já voaram no Gripen em testes, os dois aviadores têm agora a responsabilidade sobre as aeronaves e treinam para dominarem todos os sistemas dos caças. Três horas após o pouso, os pilotos já seguiram para um novo treino no simulador de voo.

Formados pela Academia da FAB, o capitão Fórneas era piloto de caças F-5 e o capitão Pascotto comandava caças Mirage 2000. Ambos vão passar seis meses em treino na Suécia e tornar-se-ão os primeiros brasileiros instrutores de Gripen.

fonte/foto/NewsAvia

TAP REDUZ NÚMERO DE TRABALHADORES EM EMPRESA DE MANUTENÇÃO NO BRASIL

TAP ME PortoAlegre Raul Pereira 900dpi

A VEM, empresa de engenharia e manutenção da TAP no Brasil, empregava 4.000 trabalhadores em 2007, mas desde então o grupo aéreo português já reduziu os quadros para cerca de metade, refere o ‘Diário Económico’, um dos principais jornais económicos que se publica em Portugal.
A matéria publicada é da autoria da jornalista Hermínia Saraiva. Reproduzimos em seguida o texto na íntegra, para melhor entendimento do que está exposto na publicação portuguesa:

«A TAP voltou a reduzir em Outubro o número de trabalhadores na operação de Manutenção & Engenharia no Brasil (TAP M&E Brasil). A empresa fala numa reestruturação que afectou 45 trabalhadores desde Outubro de 2013, com “o objectivo de viabilizar” a unidade brasileira, mas os sindicatos dizem que desde o início do ano já foram dispensadas mais de 100 pessoas.

“A TAP vem deste 2007 despedindo trabalhadores. Éramos em torno de 4.000 quando a TAP assumiu o controlo da empresa, hoje estamos na faixa de 2.150 a 2.200. O fato é que, desta vez, foram despedidos 61 trabalhadores em 30 dias”, afirma Paulo Sérgio da Silva, director de Imprensa do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre.

A empresa confirma a redução dos quadros, clarificando que “em Outubro de 2013 o total era de 2.209 e agora é de 2.164″; destes, cerca de 1.200 trabalham nos hangares da empresa em Porto Alegre, enquanto os restantes estão baseados no Rio de Janeiro. “É decisivo adequar a mão-de-obra às necessidades do mercado”, diz fonte oficial da empresa, lembrando que “a VEM trabalhava exclusivamente para a Varig e a M&E trabalha para o mercado global, o que obrigou a um esforço enorme de formação e ao reforço de mais competências”. A mesma fonte assegura, numa visão contrária à do sindicato, que o número de trabalhadores se manteve “praticamente estável” em 2014, “tendo havido saídas mas também entradas”.

Paulo Silva garante que a empresa não deu qualquer explicação “nem ao sindicato nem aos trabalhadores” e em comunicado os Aeroviários dizem que “não existe um critério lógico para as demissões, nem para as avaliações internas, e o descrédito diante dessa gestão da TAP ME é gigante”.
A TAP diz que “este movimento é decisivo para atingir os objectivos de consolidação da empresa”, que no ano passado reduziu os prejuízos em cerca de 18,6%, com perdas de 41 milhões de euros, contra um resultado negativo de 50,4 milhões registado em 2012. “Dentro do objectivo que é viabilizar a empresa trabalha-se no plano das receitas e dos custos. No primeiro caso a melhoria este ano é de 12%, o que compara com os 6% de média que se verifica neste negócio na América Latina, traduzindo o esforço que tem vindo a ser feito”, diz fonte oficial da TAP, sem esclarecer qual a variação em termos de despesa. Em 2012, e de acordo com o relatório e contas da companhia aérea, os custos de exploração reduziram-se em 4,8%, apesar do aumento de 1,4% dos custos com pessoal, “bem abaixo do dissídio compulsório de 5,8%”, o aumento salarial imposto por lei independentemente dos resultados da operação.

Fonte oficial da companhia aérea assegura ainda, sem referir valores, que a TAP M&E Brasil, que no passado afastou alguns dos interessados na privatização da TAP, deverá “atingir já este ano o break-even no EBITDA”.

E os potenciais interessados na privatização da companhia aérea, cujo processo de venda foi lançado na última quinta-feira, terão mesmo que assumir o deficitário negócio do Brasil. “A Manutenção & Engenharia do Brasil estará sempre incluída” no perímetro de venda da TAP, afirmou Sérgio Monteiro, secretário de Estado dos Transportes, admitindo, no entanto, a possibilidade de poder alienar o negócio separadamente: “Se aparecer um comprador antes da privatização [pode ser vendida], mas o inverso não pode acontecer”.

fonte/foto/NewsAvia

VÍDEO DO F-35C EM OPERAÇÃO NOTURNA


VÍDEO DOS THUNDERBIRDS


ENCONTRO NACIONAL DE AVIAÇÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA ACONTECE EM FORTALEZA

BRASIL Fortaleza Praia de Iracema 900dpi

A cidade de Fortaleza, capital do Estado do Ceará, no Nordeste Brasileiro, sedia a partir desta terça-feira, dia 18 de Novembro, o Encontro Nacional de Aviação de Segurança Pública 2014 (Enavseg 2014).

A iniciativa é da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), em parceria com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE).

A abertura da Enavseg 2014 acontece às 20h30, no Quality Inn Hotel (Avenida Beira-Mar, 2340 – Meireles), com participação da Secretária Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ), Regina Miki. A programação do evento segue até a próxima quinta-feira (20). O encontro técnico abordará, através de palestras e workshops, assuntos voltados à Aviação de Segurança Pública e Defesa Civil.

Cento e vinte profissionais das Organizações de Aviação da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Força Nacional de Segurança Pública e das Unidades Aéreas das Polícias Militares (PMs), Polícias Civis (PCs) e Corpos de Bombeiros Militares (CBMs) dos 26 Estados da Federação e do Distrito Federal (DF) participarão da iniciativa.

Durante o evento, os participantes poderão conhecer os trabalhos de integração e estruturação da Aviação de Segurança Pública, bem como o acesso às informações disponíveis para o provimento logístico de operações aéreas policiais e de Defesa Civil e, ainda, consolidar uma proposta de implantação de uma Política Nacional para o segmento.

fonte/NewsAvia

ANIVERSÁRIO DO C-2A GREYHOUND


AEROPORTO DE BRASÍLIA RECEBE AUTORIZAÇÃO PARA OPERAR ATÉ 52 VOOS POR HORA


O Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA) aumentou a capacidade do sistema de pista do Aeroporto de Brasília, passando de 44 movimentos/hora para 52 movimentos/hora. Com a autorização, o terminal se torna o aeroporto com maior capacidade de pista do Brasil, podendo realizar um voo a cada um minuto e nove segundos, aproximadamente.

Depois de estudos e informações obtidas a partir de uma média ponderada das diferentes condições de operação das pistas, como qualidade, visibilidade em situações meteorológicas adversas, tempo de ocupação, capacidade de pátio, direção do vento e a categoria das aeronaves, o órgão militar definiu que o Aeroporto de Brasília poderá receber mais oito novos voos por hora. Isso significa um crescimento de até 8 mil passageiros a mais todos os dias, considerando a média de movimentação do aeroporto.

fonte/CorreioBraziliense

terça-feira, 18 de novembro de 2014

AVIÃO DA TAM É ESVAZIADO NO RECIFE POR SUSPEITA DE BOMBA


 / Foto: Reprodução/Internet

Um avião da TAM que fazia o voo 3304 do Recife (PE) para Manaus (AM), com conexões em Salvador (BA) e Brasília (DF), sofreu um atraso de 3h depois da suspeita de que havia uma bomba na aeronave. O voo sairia do Aeroporto Internacional dos Guararapes, no Recife, às 6h10, mas só decolou depois das 9h.

Os passageiros já se encontravam acomodados na aeronave quando a tripulação informou sobre a suspeita de uma bomba e solicitou que todos se retirassem com suas bagagens, para passar por nova vistoria. De acordo com Marcília Fernandes, arquiteta que se encontrava no voo, "todos foram encaminhados ao embarque internacional, onde fica o posto da Polícia Federal. As nossas bagagens passaram novamente pela máquina de raio-X e os passageiros pelo detector de metal".

"Quando voltamos ao avião, nos informaram que o artefato havia sido encontrado em uma bagagem e retirado da aeronave, assim como os passageiros responsáveis por ela, mas não informaram o tipo de artefato", conta Marcília. Ainda de acordo com a passageira, muitas pessoas acabaram desistindo do voo, por medo.

A Polícia Federal não informou o que aconteceu com o dono da bagagem.

A aeronave era um Airbus A320, com capacidade de transportar entre 107 e 220 passageiros. A reportagem do JC tentou contactar durante toda a manhã a assessoria de imprensa da TAM, mas não obteve sucesso.

fonte/foto/JComercio/UOL

MILITARES OCIDENTAIS PREOCUPADOS COM OBJETO DESCONHECIDO NO ESPAÇO

espaço, Rússia, Ocidente, ciência, tecnologia, satélite

O jornal The Financial Times informa que astrônomos ocidentais e militares americanos acompanham com atenção o objeto desconhecido 2014-28E que pode pertencer, segundo eles supõem, à Rússia. Receiam que Moscou tenha reiniciado o programa Aniquilador de Satélites.

Inicialmente o objeto foi considerado lixo cósmico que tinha ficado na órbita juntamente com três satélites de comunicação Rodnik que a Rússia tinha lançado em maio deste ano. Mais tarde os peritos acharam que este objeto podia ser estritamente civil, utilizado para a luta contra o lixo espacial ou para o conserto e manutenção de satélites que se encontram na órbita. Todavia, o objeto despertou interesse especial pois o seu lançamento não tinha sido anunciado.

“Seja o que for, mas o objeto 2014-28E tem aspecto de experimental. Pode ter várias funções, tanto civis, como militares...” Esta opinião da perita em segurança cósmica Patrícia Lewis foi mencionada pelo jornal.

fonte/foto/VozDaRussia

MULHERES REPRESENTAM APENAS 1,88% DOS COMANDANTES E COPILOTOS NO BRASIL

Apenas 1,88% dos pilotos e comandantes aéreos no Brasil são mulheres, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Esse número fica muito abaixo da média mundial de 5%, de acordo com dados do Institute for Women of Aviation, consórcio global sem fins lucrativos de empresas e organizações.
Passados 82 anos do feito da norte-americana Amelia Mary Earhart (1897-1937) – a primeira mulher a voar sozinha sobre o oceano Atlântico, em 20 de maio de 1932 – ainda não é possível verificar se o número de 637 pilotas e copilotas que trabalham na aviação civil brasileira hoje no Brasil tem crescido ou diminuído. 
Já o número de homens tripulantes técnicos - excluindo comissários - chega a 33.190. Segundo a Anac, esse levantamento por gênero está sendo feito pela primeira vez no País neste ano. Portanto, a comparação só será possível no fim de 2015.
De acordo com dados da Anac, há hoje em atividade no mercado doméstico de aviões 505 pilotas distribuídas entre aviação comercial, que contam com 220 profissionais do sexo feminino; privada; com 251, e de linha aérea, com 34. As outras 132 profissionais são pilotas de helicóptero.
Do número de comissários de bordo hoje em atuação, 67,7% composto por mulheres, o que equivale a 7.464, enquanto os homens são 3.547.
A Gol tem cinco comandantes e 13 copilotas, segundo informado em workshop promovido pela empresa em 4 de novembro em São Paulo. Elizabeth Diniz, gerente de Tripulação Comercial da Gol, disse na ocasião que o número de mulheres entre tripulantes tem crescido. "É mais comum do que se imagina ver comissárias estudando e sendo aproveitadas internamente pela empresa para ir para a tripulação técnica, ser copiloto e comandante", ressaltou Elizabeth.
A TAM se destaca no setor onde 33.190 tripulantes técnicos são homem, ante 637 mulheres, por ter no comando, desde maio de 2013 uma presidente mulher – Cláudia Sender, de 39 anos. Segundo a companhia, neste ano, a empresa opera voos com quatro comandantes, 24 copilotas e 3.448 comissárias.
Já a Avianca tem em seu quadro técnico de tripulantes duas comandantes, cinco copilotas e mais de 50% dos comissários são mulheres.

fonte/ÚltimoSegundo

QUEDA DE HELICÓPTERO MILITAR DEIXA AO MENOS 9 MORTOS NA TAILÂNDIA


Pelo menos nove pessoas morreram em um acidente envolvendo um helicóptero do Exército da Tailândia no norte do país, informaram os militares nesta terça-feira (18).

A aeronave partiu do destacamento de infantaria de Phayao com destino a sua base em Chiang mai. No entanto, cerca de dez minutos após a decolagem, as autoridades perderam o contato com o helicóptero, declarou o porta-voz militar Sirichan Ngathong.

Os nove tripulantes morreram no acidente, detalhou o porta-voz, mas, até o momento, apenas seis corpos foram recuperados.

Uma testemunha do acidente relatou que o helicóptero voava em baixa altitude quando caiu contra o solo e explodiu após o impacto, informou o jornal "Bangkok Post".

"É hora de voar contra os ventos frios outra vez. Um helicóptero velho e um piloto novo. A visibilidade é ruim, as portas do inferno estão abertas", publicou no Facebook um dos passageiros antes da decolagem, segundo essa publicação local.

As autoridades tailandesas abriram uma investigação para esclarecer as causas do acidente.

fonte/G1

PARA COMPETIR TEMOS QUE SAIR DA SUÉCIA


A parceria entre a Saab e o Brasil, para desenvolver o caça Gripen NG, é uma estratégia que o grupo Investor AB, controlador de grandes empresas suecas, tem procurado aplicar em suas mais de 20 companhias instaladas no mercado brasileiro. "Nós somos do Oeste Europeu onde tradicionalmente os custos são altos. Para sermos capazes de competir no mercado temos que estar fora da Suécia", diz Marcus Wallenberg, diretor da Investor AB, holding que reúne empresas como Ericsson, Electrolux, AstraZeneca, Saab, Atlas Copco, Stora Enzo, entre outras.
Não é por acaso que São Paulo e Curitiba são conhecidas como as maiores cidades industriais da Suécia no mundo e onde também estão os principais investimentos do grupo. "Eu acredito que a presença da indústria sueca no Brasil continuará a se desenvolver, principalmente agora com o Gripen. Como uma companhia direcionada para exportação nós devemos manter o foco no país", afirmou.
O CEO e presidente da Saab, Hakan Buskhe, estima que o desenvolvimento e a operação da nova geração do Gripen vão absorver mais de US$ 9 bilhões nos próximos 30 anos. Ele calcula que mil novos postos de trabalho estão sendo criados na cadeia aeronáutica sueca e que o mesmo número de engenheiros e técnicos de alta qualificação serão contratados nas indústrias do Brasil.
Na Saab os investimentos em pesquisa e desenvolvimento respondem por 27,5% do faturamento da empresa. Algo em torno de 70% do que produz é exportado. Espinha dorsal da área de defesa na Suécia, a Saab atua nas áreas de comando e controle, sensores, aeronáutica, segurança e armamentos. Este ano retomou suas atividades no mercado naval, com a compra da Kockuns, fabricante de submarinos e navios de superfície.
A Suécia, segundo Wallenberg, tem provavelmente o maior número de empresas per capita do mundo, assim como um alto nível de desenvolvimento tecnológico per capita em relação ao PIB. "A única maneira que encontramos para competir é investir em inovação e expandir a eficiência de custos com tecnologias modernas", diz. Mais de 50% do PIB sueco, segundo ele, depende das exportações das empresas.
Sobre o Gripen NG e os ganhos da parceria entre a Embraer e a Saab, Wallemberg diz que "será uma oportunidade de crescimento para as vendas e exportações futuras das duas companhias".

fonte/ValorEconomico

AVIÃO EXPOSTO PARA VISITAÇÃO APARECE PICHADO EM SOROCABA


Uma cena deixou muita gente indignada ao passar em frente à Universidade do Trabalhador em Sorocaba (SP), no domingo (16). Um avião que está exposto foi pichado por vândalos.

O avião se tornou atração turística com muita gente parando para fotografar. Mas na manhã de domingo, quem apareceu para ver o avião se deparou com ele todo pichado.

Muitas pessoas reclamaram e enviaram fotos pelo aplicativo TEM Você. O telespectador César Oliveira passou pelo local à noite e fotografou o vandalismo.

As pessoas que passaram pelo local ficaram indignadas (Foto: César Oliveira/TEM Você) 
As pessoas que passaram pelo local ficaram indignadas (Foto: César Oliveira/TEM Você)

fonte/G1 

Dados da aeronave via RAB



MATRÍCULA: PTBKW

Proprietário:
BLUE AIR AVIACAO S.A
CPF/CGC:

Operador:
CFA CURSOS ESCOLA DE AVIAC.CIVIL LTD-EPP
CPF/CGC:

Fabricante:
CESSNA AIRCRAFT
Modelo:
150J
Número de Série:
15070815
Tipo ICAO :
C150
Tipo de Habilitação para Pilotos:
MNTE
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 1 MOTOR CONVENCIONAL
Peso Máximo de Decolagem:
726 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
001


Categoria de Registro:
PRIVADA INSTRUCAO
Número dos Certificados (CM - CA):
5960
Situação no RAB:
ARRENDAMENTO OPERACIONAL
Data da Compra/Transferência:
201014


Data de Validade do CA:
28/07/16
Data de Validade da IAM:
050513
Situação de Aeronavegabilidade:
CERTIFICADO DE AERONAVEGABILIDADE (CA) SUSPENSO
Motivo(s):


  • IAM vencida
  • Consulta realizada em: 18/11/2014 09:40:23

     

    MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

    Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...