quinta-feira, 23 de março de 2017

ATR DA TOTAL SAI DA PISTA EM PORTO DE URUCU, COARI, AMAZONAS

Um avião ATR42-500 da companhia brasileira Total Linhas Aéreas, matrícula PR-TTH, saiu de pista e imobilizou-se na mata da floresta que rodeia o Aeroporto do Porto de Urucu, em Coari, no interior do Estado Amazonas, no norte do Brasil. A bordo seguiam apenas dois pilotos e dois tripulantes de cabina que desembarcaram ilesos. Contudo, o avião sofreu importantes danos na sua estrutura.

Segundo relato da estação de rádio ‘Radar10’ do ‘Portal Amazónia’, que confirmou a ocorrência junto de fontes locais, o incidente ocorreu pelas 21h00 locais da passada segunda-feira, dia 20 de março, mas só foi noticiado na quarta-feira, dia 22, pela Petrobras, empresa petrolífera estatal, que tinha fretado a aeronave para transportar funcionários que trabalham na Plataforma Petrolífera de Urucu, situada a cerca de 650 quilometros de Manaus, a capital do Estado Amazonas. No momento do pouso da aeronave chovia torrencialmente na zona do aeroporto.

A ‘Radar10’ referiu que a Força Aérea Brasileira distribuiu um comunicado em que esclarece que o incidente está a ser investigado pelo CENIPA, entidade nacional com autoridade para analisar e apurar as causas de incidentes e acidentes aéreos no Brasil.

A Total Linhas Aéreas atende a Petrobras no transporte de seus colaboradores, de Manaus, Coari e Carauari para Porto Urucu, onde a estatal realiza extração de petróleo e gás. Esta operação, realizada em plena Floresta Amazónica, é altamente dedicada e requer uma logística especial, que é garantida pela Total, empresa de fretamentos aéreos fundada em 1988 na cidade de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais. A companhia tem um hangar próprio no Amazonas.

A Total Linhas Aéreas tem presentemente três ATR42-500 com capacidade para transportar até 47 passageiros e mais cinco Boeing 727-200 cargueiros que trabalham na Rede Noturna dos Correios, transportando mala postal por todo o Brasil, indica o site da empresa aérea.

fonte/foto/NewsAvia/AvHerald

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...