quinta-feira, 23 de agosto de 2012

AEROLÍNEAS ARGENTINAS RECEBE MAIS DOIS BOEING 737NG

A Aerolíneas Argentinas incorporou este mês mais dois novos Boeing 737-700 Next Generation à malha regional e doméstica. Esses são, respectivamente, o sétimo e o oitavo aviões de uma série de dez encomendados à Internacional Lease Finance Corporation (ILFC).

Dessa forma, a frota de novos Boeing 737 NG já conta com 20 aeronaves do modelo 700 e 800, que são incorporados desde 2009. Na versão 700, a configuração tem oito assentos na executiva e 120 na econômica; na versão 800, há oito poltronas na executiva e 162 na econômica. 
 
fonte/PanRotas
Enhanced by Zemanta

FAB ENCONTRA PARTE DE MONOMOTOR DESAPARECIDO NO RIO


A Força Aérea Brasileira encontrou no começo da tarde desta quinta-feira (23) a tampa de entrada de ar do monomotor PA-46 Piper Malibu, matrícula PT-FEM, que está desparecido desde a noite de terça-feira (21). O avião partiu do aeroporto de Jacarepaguá, zona oeste do Rio, às 19h35, com destino ao aeroporto Campo de Marte, zona norte de São Paulo e logo perdeu contato. 

O helicóptero militar já sobrevoou uma área de mais de 760 Km², ao sul de Jacarepaguá, entre a restinga de Marambaia e a Barra de Guaratiba. A peça estava a 3,7 km da costa. 

Por falta de visibilidade, as buscas aéreas foram novamente interrompidas ao anoitecer e devem ser retomadas pela manhã. 

Já o 1º Distrito Naval afirmou que, assim como na madrugada passada, as buscas prosseguirão com o navio-patrulha Gurupi.

fonte/FolhaSP
Enhanced by Zemanta

PORTÕES ABERTOS - DOMINGO 2 DE SETEMBRO - BAVEX TAUBATÉ - SP




VÍDEO - F-16 E A PONTE GRAND BELT NA DINAMARCA


Ponte do Grande Belt é uma ponte suspensa da rede rodoferroviária dinamarquesa que conecta as ilhas Zelândia e Fiónia atravessando o Grand Belt. A Ponte do Grande Belt, como também é conhecida, possui o terceiro maior vão livre do mundo com 1 600 metros. A manutenção é feita somente com os fundos retirados dos pedágios.

Fonte/Wikipedia

INFRAERO DEFINE PROJETO PARA AMPLIAR AEROPORTO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS


Aeroporto de S. José opera voos comerciais e é usado pela Embraer Foto: Warley Leite / O Vale
 
A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) planeja lançar nas próximas semanas licitação para contratar a ampliação do aeroporto de São José dos Campos.

A informação foi divulgada ontem pelo prefeito Eduardo Cury (PSDB), após se reunir na terça-feira, em Brasília, com o presid[/TXT]ente da empresa, Gustavo Vale.

O prefeito relatou que o presidente da Infraero informou que já está autorizado o processo de ampliação do terminal, obra prevista para ficar pronta em oito meses.

O valor do investimento não foi divulgado, segundo o prefeito. “O presidente da Infraero disse que a obra é para agora”, afirmou Cury.

Novidade.
A ampliação será feita por meio da instalação de um MOP (Módulo Operacional de Passageiros) na área onde hoje está o estacionamento do terminal aeroportuário.

Segundo Cury, será um MOP maior do que o previsto anteriormente, anunciado no ano passado, que permitirá ao menos quadruplicar a capacidade de passageiros do terminal, que atualmente é de 90mil por ano.

“Segundo a Infraero, a licitação para a construção do MOP deve levar quatro meses e outros quatro para a implantação do novo terminal”, disse Cury.

Ele disse que será um MOP similar aos implantados em outros aeroportos administrados pela empresa, como o de Vitória (ES). 

Já o novo estacionamento será construído em outro espaço do terminal, em área do DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), proprietária da gleba. O prefeito relatou que a Infraero e o DCTA já entraram em entendimento para a execução do plano.

“Com essa ampliação, aumentará também a capacidade do aeroporto de receber voos diários para pelo menos dez”, disse Cury.

“Esse projeto é emergencial e tem o objetivo de melhorar as instalações”, afirmou. A assessoria da Infraero confirmou a reunião do prefeito com a empresa e o plano de implantar um MOP no terminal.

Novo.
Já o projeto do novo aeroporto, previsto para ser construído às margens da rodovia dos Tamoios, ainda não tem previsão de sair do papel.

“Por enquanto, esse projeto ainda está em estudo. Ainda não está definido se o novo terminal será municipal ou concedido à iniciativa privada. Isso depende de estudos da Secretaria de Aviação Civil”, disse o prefeito, que pediu a municipalização do terminal. A proposta ainda está em análise pelo governo. 

Para o presidente da ACI (Associação Comercial e Industrial), Felipe Cury, para a cidade o interessante é que o aeroporto deslanche. “Quem sabe agora decola.”

Terminal está na ‘lista’ da Copa
São José dos Campos

O aeroporto de São José pode ser uma alternativa para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

A cidade foi selecionada pela Fifa (Federação Internacional de Futebol) como uma das cidades que pode abrigar um centro de treinamento para a Copa.

Além da localização do município, outros fatores que contribuíram para isso foram a rede hoteleira e o aeroporto, pela logística de deslocamento da cidade para outras localidades, como São Paulo.

O terminal foi inaugurado na década de 1950 para atender voos militares e passou a ser administrado pela Infraero em 18 de junho de 1996.

A empresa tem a concessão de administração do terminal até o próximo ano.

O aeroporto está em terras da Aeronáutica, do DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial).

A pista do terminal é compartilhada pelos militares com a aviação civil. A Embraer também utiliza a pista, para ensaios e testes de aeronaves.

fonte/foto/OVale /VarleyLeite

BUSCAS POR AVIÃO DESAPARECIDO NO RIO ENTRAM NO SEGUNDO DIA



As buscas pelo monomotor que desapareceu depois de decolar do Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, entram pelo segundo dia nesta quinta-feira (23). Durante toda a madrugada, o navio-patrulha Gurupi, da Marinha, procurou no litoral do Rio pelo avião que sumiu com dois tripulantes. A Aeronáutica, que interrompeu o trabalho durante a noite, deve retomar as buscas nesta manhã, como informou o Bom Dia Rio.

A previsão é de que o navio continue o trabalho pelos próximos dois dias, até completar 72 horas. O prazo é considerado mínimo, faz parte de um procedimento padrão da Marinha, e pode ser estendido. As buscas estão sendo feitas da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, à região da cidade de Paraty, no Sul Fluminense.

O monomotor, modelo PA-46, prefixo PT-FEM, pertencia à empresa exploradora Fernandes e Martins Catanduva Limitada e tinha duas pessoas a bordo. O avião saiu às 19h30 de terça-feira do Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, com destino ao Aeroporto Campo de Marte, em São Paulo.

O controle do tráfego aéreo de São Paulo não foi informado sobre o desaparecimento, o que para a Infraero pode ser um indício de que o avião não chegou a entrar no espaço aéreo paulista.
A Capitania dos Portos informou que quem estava na aeronave era o piloto e o proprietário do monomotor. Eles foram identificados como Fernando Rubinho Lopes e o empresário Francisco Fernandes.

Ainda segundo a Capitania dos Portos, que comanda as buscas, o trabalho em alto mar deve ser feito por três dias, porque não foi descartada a possibilidade de sobreviventes.

fonte/G1

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...