quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

TAM DEVE COMEÇAR A VOAR AO ' CONGONHAS' ARGENTINO EM ABRIL

  Após ter despertado polêmica pela abertura do Aeroporto central de Buenos Aires para voos ao Brasil, atendendo a um pedido da Aerolíneas Argentinas, o governo argentino cede e promete dar tratamento isonômico às demais companhias aéreas. Com isso, a TAM se antecipou às concorrentes e pediu para fazer quatro voos diários ao Aeroparque Jorge Newbery - dois de Guarulhos, um do Galeão e um de Porto Alegre - a partir de 26 de abril. Mas a Aerolíneas sai na frente, estreando o novo trajeto entre Brasil e Argentina a partir de 14 de março.
A ideia da TAM, que ainda aguarda o sinal verde do governo argentino, é orientar esses voos principalmente ao público corporativo, mantendo as demais frequências para o Aeroporto internacional de Ezeiza com foco nos passageiros que viajam a lazer.

A expansão operacional do Aeroparque, localizado a dez minutos do centro de Buenos Aires, foi anunciada há duas semanas como uma medida que beneficiaria a Aerolíneas Argentinas. Reestatizada, a companhia recebeu subsídio de US$ 600 milhões no ano passado e só tem perspectivas de voltar ao azul em 2013.
"Operacionalmente [o Aeroparque] é um Aeroporto mais central, que oferece maior comodidade e agiliza as conexões para o interior da Argentina", disse a diretora da Aerolíneas para o Brasil, Eliane Pucciariello. Ela garante que a utilização do Aeroporto central não trará mudança nos preços das passagens.

A Aerolíneas pretende iniciar novos voos para Chile, Uruguai e Paraguai, via Aeroparque, na segunda quinzena de março.
Atualmente, a companhia argentina possui 58 frequências semanais para o Brasil, via Ezeiza. A distribuição dos novos voos ainda não está totalmente definida. Mas passageiros de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Florianópolis e Salvador já conseguem comprar bilhetes para a capital portenha utilizando o Aeroporto central, disse a diretora da Aerolíneas.

Sentindo-se prejudicadas e com operações apenas em Ezeiza, a 23 quilômetros do centro e com acesso por duas rodovias com pedágio, as aéreas estrangeiras - lideradas por TAM, Gol e LAN - levaram suas preocupações à Secretaria Nacional de Transportes e cobraram tratamento isonômico pelo governo. Hoje o Aeroparque é usado para rotas domésticas e na ponte aérea Buenos Aires-Montevidéu.

A migração de parte das frequências de Ezeiza para o Aeroparque será mais um dos ajustes que a TAM fará na Argentina para sustentar sua expansão no país, após o susto causado pela gripe suína, em meados do ano passado. A companhia brasileira já opera nove frequências diárias para Buenos Aires, além de outras duas feitas pela TAM Mercosur entre a Argentina e o Paraguai, e não pode expandir a oferta devido às limitações do acordo aéreo bilateral.

Para driblar as restrições e manter o crescimento, a TAM aproveitou uma recente renegociação promovida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e pelas autoridades argentinas. Pelo novo entendimento, o limite foi fixado em 133 voos operados por companhias de cada um dos dois países.
Antes, o limite era definido pela oferta de assentos. Do lado brasileiro, todas as frequências já foram distribuídas, mas a TAM fez um remanejamento de sua frota para atender à demanda crescente.



Das seis rotas por dia de São Paulo a Buenos Aires, três passaram a ser feitas por aeronaves A330, 

normalmente usadas em voos transatlânticos. A primeira entrou em operação, nessa rota, no início de 2009. As outras duas foram remanejadas em outubro e em janeiro. Com capacidade para 224 passageiros (184 na classe econômica e 40 na classe executiva), substituíram parcialmente os A320 (que têm 144 assentos na econômica e 12 na executiva). A configuração permite atender melhor o público corporativo e encher o porão dos aviões com cargas paletizadas, o que antes era inviável, por limitações de espaço.

Com as mudanças no uso dos Aeroportos portenhos, a TAM deverá manter em Ezeiza quatro voos para Guarulhos e um para o Galeão, além de duas frequências operadas pela TAM Mercosur, entre a Argentina e o Paraguai - que seguem ao Brasil após conexões. Para o Aeroparque, ficariam quatro voos. A Aeropuertos Argentina 2000, empresa que detém a concessão dos terminais aeroportuários no país, informou que há espaço disponível no Aeroparque para novos voos entre 13h e 16h, entre 18h e 22h, e entre 1h e 5h.

Os horários foram considerados satisfatórios pela TAM, mas há preocupação em relação à capacidade do pátio. Atualmente, na madrugada, ele é ocupado por aviões da Aerolíneas. Como domina o mercado doméstico argentino, a companhia pode trazer uma aeronave do Brasil no fim da noite e ainda usá-la numa rota ao interior, evitando deixá-lo no Aeroparque, à beira da saturação.

fonte/ValorEconomico

AVIÃO DA UNITED AIRLINES É DESVIADO POR AMEAÇA DE BOMBA


Um avião da United Airlines, com 193 passageiros e seis tripulantes, foi desviado para o aeroporto de Salt Lake City, capital do Estado americano de Utah, devido a uma ameaça de bomba e pousou em segurança, afirmaram autoridades locais nesta quinta-feira.

"Os comissários de bordo encontraram um bilhete ameaçador" a bordo do voo 741 da United Airlines, programado para operar o voo de Denver para San Francisco, afirmou a porta-voz do aeroporto de Salt Lake City, Barbara Gann.

O superintendente de operações do terminal aeroportuário, Dave Korzep, disse que foi uma ameaça de bomba. Os passageiros deixaram o avião e foram retidos pelo FBI para interrogatório, afirmou Gann.

O voo foi desviado como "medida de precaução", afirmou a controladora da United Airlines, UAL Corp.
A Agência Federal de Aviação (FAA, nas siglas em inglês) não emitiu nenhum comentário sobre a natureza do alerta mas, segundo a imprensa local, a decisão de desviar o avião foi tomada depois da descoberta de uma nota com ameaça de bomba.

Segundo uma funcionária do aeroporto, a situação de emergência foi declarada em pleno voo, depois que um tripulante leu a carta com a ameaça, afirmou o jornal Salt Lake Tribune. Os 193 passageiros e seis integrantes da tripulação foram evacuados por agentes do FBI e a polícia que realizaram uma busca no aparelho.

fonte/AFP

HOMEM INCENDIA CASA ROUBA AVIÃO E COLIDE CONTRA PRÉDIO NOS ESTADOS UNIDOS



 



Um pequeno avião monomotor atingiu um prédio localizado próximo a um escritório do FBI na cidade de Austin, no Texas, iniciando um incêndio após uma violenta explosão nesta quinta-feira. Segundo informações da CNN, o piloto teria roubado a aeronave e provocado a colisão intencionalmente. Antes disso ele teria colocado fogo na própria casa.

Segundo as autoridades, dois jatos F-16 ocuparam o espaço aéreo da cidade por precaução, mesmo que tudo indica não se tratar de um atentado terrorista. Duas pessoas foram levadas a um hospital. Outra está desaparecida, mas os bombeiros acreditam que todos os outros ocupantes do edifício conseguiram sair em segurança.

"O prédio balançou, foi quase como um terremoto", contou Cynthia Reed, que estava em um prédio vizinho no momento do impacto, entrevistada pela rede de televisão CNN. Cynthia e seus colegas de escritório deixaram o edifício e viram pessoas correndo em direção ao prédio atingido pelo avião.

"As pessoas estavam no segundo andar. Elas não conseguiam sair. Elas estavam penduradas nas janelas gritando por ajuda", afirmou. Os bombeiros ainda combatem as chamas. "O que estamos vendo é um incêndio pesado no segundo andar. Há muita fumaça, muito calor, muito fogo", indicou Harry Evans, chefe assistente dos bombeiros.

fonte/foto/AFP/Terra/

AIRBUS FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA EM SIDNEY

Um avião com 197 passageiros a bordo fez um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Sydney, na Austrália. O piloto percebeu uma falha no trem de pouso do Airbus A330-203, prefixo VH-EBG, da empresa aérea Qantas, assim que levantou voo.

O Airbus fazia o voo QF-129, de Sydney, na Austrália para Shanghai, na China.

A aeronave precisou sobrevoar a cidade australiana por cerca de duas horas para queimar combustível e tornar a aterrissagem menos arriscada. O avião pousou com segurança 3,5 horas após a partida.

Os passageiros retomaram o voo utilizando o Airbus A330-301, prefixo VH-QPC, em substituição a aeronave avariada.

Em 2008, autoridades australianas da aviação determinaram que a companhia aérea melhorasse o sistema de manutenção da empresa depois de registrar um pouso forçado nas Filipinas.

fonte/ G1 / Aviation Herald/NoticiasSobreAviação

CAMPO DE MARTE REABRE APÓS INCIDENTE COM JATO PHENOM

O aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte de São Paulo, reabriu às 6h desta quinta-feira (18) após ficar fechado desde 18h de quarta-feira (17) devido a um avião de pequeno porte que deslizou na pista durante a operação de pouso. De acordo com a Infraero, não houve vítimas. Nesta manhã, o aeroporto funcionava normalmente, em condições visuais.

O incidente aconteceu quando chovia forte no fim da tarde de quarta. Durante a madrugada, voltou a chover em São Paulo, e o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura colocou toda a cidade em estado de atenção.

O aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, operava por instrumentos para pousos e decolagens por volta das 6h. De acordo com a Infraero, o aeroporto alternou entre operações visuais e por instrumentos durante a madrugada.

Já o aeroporto de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista, abriu em seu horário normal, às 6h, com pousos e decolagens feitos em operações visuais.

fonte/ G1

NOVA FASE DE BUSCAS DOS DESTROÇOS

"A  terceira fase de buscas submarinas das duas caixas-pretas do voo 447 da Air France vai começar em meados de março e será a "operação da última chance" para tentar localizar os objetos fundamentais para descobrir as causas do acidente, afirmou nesta quarta-feira Jean-Paul Troadec, diretor do BEA, órgão francês que investiga a catástrofe.

O Airbus da Air France caiu no oceano Atlântico em 31 de maio (pelo horário brasileiro) com 228 pessoas a bordo, após decolar do Rio de Janeiro.

Dois navios, um americano e um norueguês, equipados com quatro sonares e dois robôs, vão vasculhar uma área de 2 mil quilômetros quadrados ao noroeste da última posição conhecida do avião antes da queda, a cerca de 1,2 mil quilômetros da costa brasileira, informou o diretor do BEA."


fonte/BBC/Oglobo

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...