Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 17, 2014

APÓS ASSINATURA DO CONTRATO, F-X2 ENCARA SEU MAIOR DESAFIO

Após a euforia da assinatura do contrato entre o Brasil e a Suécia em outubro, pelo programa F-X2, começa agora o desafio de fazer o acordo funcionar na prática. A partir de março de 2015, começam os preparativos para a etapa mais complexa do programa --a transferência de tecnologia, prevista no contrato de US$ 5,4 bilhões.
O acordo prevê a compra de 36 caças Gripen NG, que serão produzidos pela empresa Saab na Suécia em parceria com empresas brasileiras mediante transferência de tecnologia.
Sob a tutela da Aeronáutica, essa etapa ainda requerer negociações entre os países e empresas parceiras do contrato, a principal delas, a Embraer, de São José.
“As reuniões bilaterais estão ocorrendo para definição dos detalhes”, disse em Linköping, na Suécia, o brigadeiro Ricardo Machado Vieira, chefe do Estado Maior das Forças Armadas do Brasil, no início de novembro.
A Embraer, que terá a liderança no processo de transferência de tecnologia, informou que o contrato definitivo para …

"FOI UMA PENA", DIZ SENADOR DE RONDÔNIA SOBRE MULHER QUE INVADIU VOO

Avião sairia de Porto Velho com destino a Brasília, às 12h24, deste domingo (Foto: Ísis Capistrano/G1) O senador Valdir Raupp (PMDB/RO) disse que "foi uma pena" todo o episódio envolvendo uma mulher não identificada que se passou por comissária de bordo para entrar no voo TAM JJ 3527, que iria de Porto Velho a Brasília, neste domingo (16), e tirar fotos com o parlamentar, o governador de Rondônia, Confúcio Moura, e a deputada Marinha Raupp (PMDB/RO). Após a saída da mulher, os passageiros foram retirados do avião e as bagagens e a aeronave tiveram que ser inspecionadas, para garantir a segurança do voo, que seguiu viagem com cerca de duas horas de atraso.
"Foi uma pena, porque foi um erro dela. Ela disse que era comissária para poder ter acesso ao avião", comentou Raupp. A mulher informou ainda que seria afilhada de Marinha Raupp. "Ela usou esse argumento para poder transitar com mais facilidade", disse o senador, negando a informação. O parla…

AVIÃO QUE IA PARA AMESTERDÃ VOLTA AO RIO POR CAUSA DE RACHADURA NA JANELA

Rachadura em janela de avião da
companhia KLM levou aeronave a
retornar ao Galeão, Rio
(Foto: Fernando Wiktor/TV Globo)
O voo 0706 da companhia aérea KLM - Royal Dutch Airlines, que seguia do Rio de Janeiro com destino a Amsterdã na noite de sábado (15), foi obrigado a retornar para a capital fluminense por causa de uma rachadura em uma das janelas do avião.
De acordo com um dos passageiros do voo, a aeronave decolou do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, no Galeão, às 21h45 de sábado (15), mas voltou ao Rio e pousou às 01h50 da madrugada de domingo (16) depois que o problema foi detectado.
"Já passava de 23h30 quando o comandante avisou que retornaríamos ao Rio devido a uma rachadura em uma janela. Já tínhamos passado de Salvador. O avião baixou para 12000 pés [3600m] para reduzir a pressurização da cabine, despejou combustível no mar e baixou a velocidade", contou Fernando Wiktor, que seguia para um congresso em Genebra.
O Consórcio Rio-Galeão, …

APÓS FOGO EM MOTOR, AVIÃO QUE IA DE SÃO PAULO PARA ANGOLA POUSA NO RECIFE

Avião que seguia para Luanda pousou no Recife após fogo em motor (Foto: Reprodução / TV Globo) Um avião da Angola Airlines (TAAG) que seguiria para Luanda, capital da Angola, fez um pouso no Recife após a constatação de um problema técnico, na noite do último sábado (15). O Boeing 777-300, registro D2-TEI, realizando o voo DT-746, que vinha de São Paulo com 199 passageiros e oito tripulantes e deverá seguir viagem nesta segunda-feira (17), segundo a Infraero.
Houve sinal de chamas em um dos motores e o piloto acionou o extintor e fechou o reservatório de combustível, seguindo para o aeroporto mais próximo, que era o da capital pernambucana. A aeronave passa por consertos neste domingo (16) e os passageiros foram encaminhados para hotéis na cidade.
fonte/G1

ÍCONE DA PAZ, SUÉCIA SE PREPARA PARA A GUERRA

Associada ao Prêmio Nobel da Paz – que tem indicação e entrega na Noruega, embora seja parte das distinções concedidas por instituições suecas –, a Suécia está reforçando o arsenal de guerra. As recentes intervenções da Rússia na Crimeia e no leste da Ucrânia, além de temores dos países bálticos – Estônia, Letônia e Lituânia – provocaram uma reviravolta na política de defesa sueca.  Depois de reduzir o tamanho de suas forças armadas, com extinção do serviço militar obrigatório em 2010, o país nórdico quer se preparar para enfrentar ameaças. No início do mês, o novo primeiro-ministro do país, Stefan Löfven, recebeu um grupo de jornalistas brasileiros e descreveu o novo momento: – Temos observado, há seis ou sete anos, um aumento da capacidade militar da Rússia. Isso não significa que estejamos identificando ameaça militar imediata da Rússia. Mas temos de considerar o que está ocorrendo nos arredores. Estamos aumentando nossa capacidade de defesa, desenvolvento cooperação co…