quinta-feira, 1 de setembro de 2011

AZUL TRANSPORTA 55% A MAIS DE PASSAGEIROS EM CONFINS

A Azul obteve um crescimento de 55% no número de passageiros de janeiro a agosto do aeroporto de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte. Neste ano, já foram transportados mais de 430 mil clientes. Em 2010, 277 mil e, em 2009, quando foi o início das operações da companhia na região, 51 mil.

Os pousos e as decolagens realizados em 2009 pela companhia superaram 1,1 mil. Já em 2010, foram 6,1 mil e, até o mês passado, foram mais de 9,6 mil pousos e decolagens em Confins – um crescimento de 58%.

A Azul parte do Aeroporto de Confins para 12 cidades brasileiras. 
 
fonte/PanRotas
Enhanced by Zemanta

COMISSÃO APROVA ÁGUA GRÁTIS EM AVIÃO, ÔNIBUS E TREM


A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou hoje o Projeto de Lei 838/11, do deputado Felipe Bornier (PHS-RJ), que obriga as empresas aéreas brasileiras a fornecer água gratuitamente aos passageiros.

A proposta foi aprovada com emenda do deputado José Carlos Araújo (PDT-BA), que estende a obrigatoriedade aos demais meios de transporte (ferroviário, rodoviário e naval), exceto em viagens urbanas.

Bornier argumenta que impor barreiras ao acesso a água potável atenta contra a dignidade da pessoa humana e, portanto, afronta um dos fundamentos da Constituição. Ele concorda com a cobrança por comida e outras bebidas, mas diz que essa prática não pode ser estendida à água.

O relator, deputado Dimas Ramalho (PPS-SP), afirma que, em algumas empresas, o passageiro só recebe água de graça se estiver passando mal. “Se precisar apenas ingerir um remédio, ganha ´dois dedos´ de água, e os demais estão pagando por ela”, acrescenta. 
 
fonte/PanRotas

EMIRATES SOLICITA AUTORIZAÇÃO PARA USAR A380 NO PAÍS


Um dos A380 da aérea decola de aeroporto (foto divulgação Emirates)
Um dos A380 da aérea decola de aeroporto (foto divulgação Emirates)
 
A Emirates, dos Emirados Árabes Unidos, solicitou a Infraero autorização para operar o Airbus A380 no aeroporto de Guarulhos (SP). A informação é da Agência Reuters.

Segundo informações da assessoria de imprensa da estatal que administra o terminal, o processo de autorização não foi concluído porque os horários solicitados pela Emirates – 18h30 para pouso e 1h para decolagem – atingem os horários de pico do aeroporto, quando é grande o volume de passageiros.

Mas a Infraero propôs à companhia aérea um novo horário: entre 16h e 16h30 para o pouso e 2h para a decolagem. A Emirates, disse a assessoria de imprensa da empresa responsável pela gestão de Cumbica, ainda não respondeu se aceita a contraproposta.

Caso aceite a contraproposta da Infraero, a Emirates será a primeira aérea a operar regularmente com o super avião em um aeroporto brasileiro.

“A Emirates está verificando a possibilidade de operar o A380 em vários aeroportos ao redor do mundo, incluindo o Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. O Brasil é um destino muito importante para a Emirates, e esperamos trazer o A380 para São Paulo quando for o momento correto”, disse em nota diretor da Emirates no Brasil, Ralf Aasmann. 
 
fonte/PanRotas
Enhanced by Zemanta

FUNCIONÁRIO MORRE EM ACIDENTE NA EMBRAER - SÃO JOSÉ DOS CAMPOS


Um funcionário da Embraer morreu na manhã desta quinta-feira (1) em um acidente dentro da empresa, em São José dos Campos. Segundo informações do Sindicato dos Metalúrgicos, o trabalhador teve a cabeça prensada por uma porta semi-automática no setor F-220.

Em nota, a assessoria de imprensa da Embraer confirma a morte do trabalhador. A empresa divulgou uma nota oficial sobre o acidente, leia na íntegra abaixo.

O acidente aconteceu por volta das 9h. Segundo informações do sindicato, o monitor de montagem elétrica acionou um botão para que a porta se abrisse. Mas a porta de aço - com cerca de 10 metros de altura - baixou e o atingiu. O funcionário teria sido levado com vida para o pronto-socorro da Vila Industrial.

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos acionou a Delegacia Regional do Trabalho, que já seguiu para a Embraer para apuração dos fatos.

NOTA OFICIAL DA EMBRAER

A Embraer lamenta profundamente informar o falecimento do empregado Vinicius Machado Mendes, decorrente de um acidente ocorrido por volta das 8:30 na manhã de hoje, no hangar de montagem final de aeronaves, na sua Unidade de São José dos Campos, em São José dos Campos.

O empregado foi socorrido com vida no local e transferido pelo serviço de atendimento de emergência da Embraer para o Pronto Socorro do Hospital Municipal de São José dos Campos, onde veio a falecer. A Embraer se solidariza com a família do empregado, à qual está prestando total assistência. O acidente foi imediatamente comunicado aos órgãos competentes que, com total apoio da Embraer, estão conduzindo as investigações e análises do ocorrido para definir as causas e tomar as providências necessárias.
 
fonte/VNews

BOMBEIROS CONFIRMAM LOCALIZAÇÃO DE HELICÓPTERO EM MATA DO LITORAL DE SÃO PAULO


O Corpo de Bombeiros localizou, no fim da manhã desta quinta-feira (1º), o helicóptero que estava desaparecido desde terça-feira (30) após deixar Campinas, no interior de São Paulo, com destino a Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. A aeronave caiu em uma área de mata fechada em Maresias, no litoral de São Paulo. O capitão Danilo de Oliveira Godoy, comandante do Corpo de Bombeiros do Litoral Norte, disse que há três corpos carbonizados no interior do helicóptero.

“É a aeronave mesmo, já foi confirmado que há três corpos carbonizados”, disse o capitão, por volta das 12h15. No horário, ele seguia até o local onde estão os destroços com os peritos e a Polícia Civil. O ponto da queda está isolado para a realização da perícia. Dois helicópteros e equipes da Polícia Ambiental também auxiliam nos trabalhos.
 
Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), o helicóptero decolou às 8h de terça e tinha uma parada prevista no Guarujá, no litoral paulista, antes do destino final em Angra dos Reis. O último contato foi feito entre 10h e 10h15, quando a aeronave sobrevoava Mauá, no ABC. 
 
O piloto e dono do helicóptero modelo Robinson 44, com prefixo PP-CLE, é o empresário André Martins, proprietário de uma loja de carros em Campinas. Dois homens que não tiveram os nomes e profissões divulgados também estavam na aeronave.

fonte/foto/G1

PILOTOS DE AVIÃO TORNAM-SE MENOS CAPAZES POR CAUSA DA TECNOLOGIA





O sucesso do piloto automático e de outras tecnologias automatizadas em aviões comerciais estão tornando os pilotos em preguiçosos e incompetentes, que não sabem o que fazer quando os sistemas do avião param de funcionar direito. Oficiais de aviação estão chamando este fenômeno de “vício em automação”.

A Associated Press atribui parte desta tendência a regulamentações da FAA  – a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) americana – que exige o piloto automático ligado por quase toda a duração do voo, exceto decolagem e pouso, privando os pilotos da oportunidade de voar com controles manuais.
Um projeto de estudo da FAA descobriu que os pilotos às vezes “abdicam responsabilidade demais a sistemas automatizados”. Como esses sistemas são tão integrados hoje em dia, uma parte do equipamento que funcione mal ou uma instrução errada de computador pode de repente disseminar-se em uma série de outras falhas, afetando pilotos que foram treinados para depender do equipamento.

O estudo examinou 46 acidentes e grandes incidentes, 734 relatórios voluntários de pilotos e outros, e dados de mais de 9.000 voos nos quais um oficial de segurança entrou na cabine do piloto para observá-los em ação. O estudo descobriu que em mais de 60% dos acidentes, e 30% dos grandes acidentes, os pilotos tiveram problemas em pilotar manualmente o avião, ou cometeram erros com controles de voo automatizado.
Mas a regulamentação do governo americano não é a única culpada aqui: afinal, os passageiros não devem ser ratos de teste para o piloto adquirir experiência sem o piloto automático. A regulamentação não impede que as empresas aéreas forneçam treinamento extra para os pilotos, é o medo de reduzir as margens de lucro. Como o artigo da AP diz, empresas aéreas comerciais se tornaram sovinas demais para recrutar os melhores pilotos disponíveis. E elas são sovinas demais para dar aos pilotos o tempo necessário com controles manuais de voo.

Vale lembrar que empresas aéreas americanas fazem voos para o Brasil, ou seja, isso pode nos afetar também, de forma semelhante ao voo 447 (Rio – Paris) da Air France. A Air France não é americana, mas o acidente mostra o que a falta de preparo dos pilotos pode causar. No voo, os sensores do Airbus A330 pararam de funcionar, o que desligou o piloto automático – mas os pilotos não reagiram de maneira correta, e o avião caiu no oceano Atlântico. Esse é um problema onde o consumidor sai perdendo, de um jeito ou de outro. 

fonte/AP/Jalopnick
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...