Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 20, 2009

MERCADO PARA 25.00 AVIÕES NOS PRÓXIMOS 25 ANOS, PREVÊ AIRBUS

A Airbus, em sua nova Previsão Global de Mercado, prevê a demanda de algo em torno de 25.000 novos aviões comerciais e de cargas, no valor aproximado de $ 3.1 trilhões de dólares, nos próximos 20 anos, em função de vários fatores, entre os quais podem ser destacados: as novas economias emergentes, as redes compartilhadas entre as companhias aéreas, a expansão das companhias de baixo custo e a crescente quantidade de megacidades; afora o crescimento do tráfego aéreo e a substituição dos velhos aviões, menos eficientes, por novos aviões eco-eficientes.

Aviões maiores em todas as categorias de tamanho são necessários para minorar o problema do excesso de tráfego e para acomodar o crescimento das rotas existentes e atingir mais com uma quantidade menor de aeronaves. Comparando-se aos períodos de investimento em novos aviões, sua maturação e renovação de frota, os períodos de declínio econômicos são relativamente curtos. Em 2009 espera-se um declínio no lucro por passageiro transportado ( R…

C27J PARA GANA

A DSCA (Defense Security Cooperation Agency) informou ao congresso dos EUA no último dia 9 de setembro que o governo de Gana pretende adquirir quatro aeronaves C-27J. Além das aeronaves o pacote inclui dez motores AE-2100 , quatro sistemas ECM AN/ALE-47, quatro sistemas de comunicação AN/ARC-210 (VHF/UHF), quatro sistemas IFF AN/APX-119, peças de reposição equipamentos de testes, apoio e treinamento e documentação técnica. O valor total do contrato está estimado em 680 milhões de dólares. O C-27J é um produto desenvolvido pela empresa italiana Alenia Aeronautica em cooperação com a L-3 Communications norte-americana e, por esse motivo, precisa de aval do governo dos EUA para ser vendido para outros países. O mercado do C-27J também será disputado pelo futuro KC-390, em desenvolvimento pela Embraer, para o mercado de aeronaves de transporte tático entre 5 e 20 toneladas de carga.fonte/foto DCSA/Spartan.com

UPS EM ALTA VELOCIDADE

No coração do worldport: mais de 300 mil pacotes percorrem os 240 quilômetros de esteiras a cada hora. Ninguém toca neles, é tudo automático

Todas as noites, infalivelmente às 23h, os céus se abrem sobre a cidade de Louisville, no Estado americano de Kentucky. O movimento é preciso, no exato ponto de encontro entre a latitude 38°09' Norte e a longitude 85°44' Oeste. Começa, então, uma diferente revoada. Pássaros metálicos gigantes, de corpo branco e cauda marrom, decolam e pousam às centenas até o amanhecer seguinte, num ritmo cadenciado: um a cada 90 segundos. Chegando ou partindo, estão sempre carregados. Em terra, descansam alinhados enquanto alimentam um imenso ninho, com o tamanho equivalente a 40 campos de futebol, e dão vida a uma frenética atividade em plena madrugada. Naquele pedaço de 371 mil metros quadrados encravado dentro dos limites do aeroporto internacional de Louisville não se dorme nunca. Dali, a UPS, uma das maiores empresas de logística do mundo, se conecta…

TEMPORADA DE COMPRAS DEIXA EXÉRCITO IMPACIENTE

Com um efetivo quase três vezes superior aos da Marinha e da Aeronáutica, o Exército aguarda impaciente uma definição do Planalto sobre o programa de reaparelhamento da tropa.

Há insatisfação entre os generais com a preferência do governo Lula pelos investimentos de R$ 34 bilhões na compra de submarinos e caças para as demais forças, em detrimento do esquálido orçamento verde-oliva.

– A ciumeira é evidente entre os altos oficiais – assegura um general de quatro estrelas, grau mais elevado na hierarquia do Exército.

Para 2010, o Ministério da Defesa destinou apenas R$ 361 milhões para a modernização dos equipamentos do Exército, valor três vezes menor que o dispensado à Aeronáutica (1,3 bilhão) e sete vezes inferior ao da Marinha (R$ 2,7 bilhões). Por conta da escassez de recursos, desde a semana passada não há expediente nos 652 quartéis nas manhãs de segunda-feira e nas tardes de sexta-feira. Além de economizar na alimentação da tropa, a medida visa a racionar as despesas com água e ene…

HELICÓPTERO CAI NO IRAQUE E MATA 1 SOLDADO

Um soldado americano morreu e 12 ficaram feridos quando o helicóptero em que viajavam caiu dentro de uma base por causas desconhecidas, informou hoje o comando das tropas internacionais posicionadas no Iraque.


O helicóptero, um Blackhawk UH-60, caiu ontem (19) à noite, por volta das 20h (14 de Brasília), na base conjunta de Balad.

A identidade do militar que morreu não foi divulgada. Também não foram dados mais detalhes do acidente, que já está sendo investigado.

Com mais essa morte, o número de soldados americanos que perderam a vida no Iraque desde março de 2003 subiu para 4.343.

fonte EFE/G1

AMERICAN AIRLINES VAI RECICLAR ROLHAS DE CORTIÇA USADAS NO AEROPORTO

A American Airlines vai passar a reciclar as rolhas de cortiça usadas nos seus espaços de espera em aeroportos como os de Nova Iorque, Miami, Chicago ou Atlanta. A adesão ao programa de reciclagem da Corticeira Amorim, de Portugal, vai permitir transformar a cortiça em solas de sapatos, revestimentos ou isolamentos.

Segundo um comunicado da Corticeira Amorim, aderiram ao programa "ReCORK America" a rede de 24 lounges Admirals Club e a Sodexo, empresa que faz a gestão dos serviços prestados nesses espaços.

As rolhas serão encaminhadas para unidades responsáveis pela sua transformação pelo "ReCORK America", serviço criado há dois anos e que já recolheu mais de três milhões de rolhas de cortiça usadas nos Estados Unidos.

Atualmente, o programa contra com a participação de reputadas empresas norte-americanas, como a maior cadeia de supermercados de produtos orgânicos do mundo Whole Foods Market, de algumas das maiores caves, como a Kendall-Jackson Wine Estates, a Foster´s…

AGESUL DIVULGA LICITAÇÃO PARA OBRAS NO AEROPORTO MUNICIPAL SANTA MARIA, CAMPO GRANDE, MATO GROSSO DO SUL

A Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) divulgou na quinta-feira (17) o resultado da licitação para as obras de infraestrutura no Aeródromo Municipal Santa Maria, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A proposta da empresa vencedora tem o valor de R$ 14.746.112,19.

Do total de recursos, 85% (R$ 12.631.908,82) virão do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa), e 15% (R$ 2.229,160,38) são investimentos do governo do Estado. A inclusão desse aeródromo e de outros no Profaa é resultado de articulações desencadeadas desde 2007 pelo governador André Puccinelli, visando dotar 16 municípios pólos de aeroportos estruturados e homologados pela Infraero e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Podem ser incluídos no Programa aeródromos de propriedade dos governos municipal ou estadual.

Em agosto, o Ministério da Defesa publicou portaria destinando R$ 6.378.183,62 da primeira etapa do Plano de Investimentos de 2009, do Profaa, para o aeródromo Santa Maria. Os rec…