Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 12, 2014

SUPER TUCANO DA FAB CAI EM MATO GROSSO DO SUL E PILOTO SOBREVIVE

Um Super Tucano A-29 da Força Aérea Brasileira (FAB) caiu durante treinamento às 17h05 (de MS), desta quarta-feira (12), em uma área rural de Campo Grande. Segundo informações divulgadas pela FAB, o único ocupante da aeronave era o piloto, que acionou o assento ejetável e sobreviveu.
De acordo com a corporação, o militar foi resgatado minutos após o acidente por um helicóptero Força Aérea. Ele estava consciente e não tinha ferimentos.

Há equipes da FAB no local, que fica a cerca de 55 quilômetros da área urbana da capital sul-mato-grossense. A Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar as causas do acidente.

fonte/G1

Nota da Força Aérea

 O Comando da Aeronáutica informa que nesta quarta-feira (12/03), às 18h05 (Horário de Brasília), uma aeronave A-29 Super Tucano da Força Aérea Brasileira (FAB) caiu a 55 quilômetros a sudoeste de Campo Grande (MS). O piloto da aeronave, e único ocupante, acionou seu assento ejetável e foi resgatado minutos depois por um helicópter…

"BOA NOITE" FOI A ÚLTIMA MENSAGEM DO VOO QUE DESAPARECEU NA ÁSIA, DIZ EMBAIXADOR

Militares da Força Aérea da Indonésia participam dos trabalhos de busca pelo avião da Malaysia Airlines Foto: ATAR / AFP A última mensagem de rádio transmitida ao controle aéreo pelo Boeing 777 desaparecido com 239 pessoas a bordo desde sábado foi "tudo bem, boa noite", informou nesta quarta-feira o embaixador da Malásia em Pequim, em um encontro com parentes de passageiros chineses.

Estas palavras foram pronunciadas por um dos pilotos no momento em que a aeronave, que viajava entre Kuala Lumpur e Pequim, deixava o espaço aéreo malaio para entrar no do Vietnã, destacou o embaixador Iskandar Sarudin, informa o jornal Straits Times, de Cingapura.

Pressionado pelos familiares a apresentar respostas para as muitas perguntas provocadas pelo misterioso desaparecimento do avião, após cinco dias de buscas infrutíferas, o embaixador disse que "não chegou o momento" de revelar as informações transmitidas pelos militares às autoridades civis.

O …

ANAC SUSPENDE HABILITAÇÃO DE PILOTO QUE FEZ VOOS RASANTES NA ORLA DA PARAÍBA

O piloto apontado como responsável pelos voos rasantes no litoral de João Pessoa em janeiro de 2014 teve sua habilitação e licenças cautelarmente suspensas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A informação foi divulgada pela Anac na terça-feira (11). Para poder voltar a guiar uma aeronave, o piloto natural do Tocantins terá que passar por um curso básico de prevenção de acidentes aeronáuticos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Auronáuticos (Cenipa) com duração de seis semanas.
Os voos rasantes foram feitos pelo piloto no dia 12 de janeiro de 2014 nas praias do Bessa, Manaíra, Tambaú e Cabo Branco, todas em João Pessoa. Segundo informações do Aeroclube da Paraíba após análise das imagens dos rasantes feitas por banhistas na época, o avião chegou a sobrevoar a 2 metros do nível do mar, aproximadamente 298 metros abaixo do permitido pela Anac em locais povoados.
Ainda de acordo com a Anac, o piloto recebeu seis autos de infração por voar abaixo da…

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PERDE OZÍLIO SILVA, UM DOS PIONEIROS DA EMBRAER

Ozilio Silva durante evento na Apve, em São José_Foto: Divulgação

Será enterrado nesta quarta-feira o corpo do engenheiro aeronáutico Ozílio Carlos da Silva, que morreu na noite de segunda-feira, em São José dos Campos, de mal súbito.
Ele tinha 77 anos e estava em casa, acompanhado da mulher, Dagmar da Silva. Ozílio deixa três filhos e cinco netos.

O enterro está marcado para às 16h, no cemitério Horto São Dimas, no Jardim Ismênia, região leste de São José.

O engenheiro foi um dos fundadores da Embraer, ao lado do amigo e também engenheiro Ozires Silva, coronel da Aeronáutica e ex-presidente da Embraer, entre 1969 e 1986.

Ozílio sucedeu Ozires no comando da companhia, liderando a Embraer de 1986 a 1990.

Ele deixou a empresa após a crise que provocou a demissão de quase 4.000 funcionários, em outubro de 1990, a maior demissão em massa da Embraer. Ozílio sai em janeiro de 1991.
“Não tenho saudades. Fiquei traumatizado com o que ac…