domingo, 30 de novembro de 2008

AZUL DE PIRES NA MÃO

De empresário capitalizado e com as portas do mundo financeiro abertas, David Neeleman está de pires na mão para colocar sua esquadrilha no ar.Em meio à despressurização da economia internacional, Neeleman vem tentando jogar todo o peso da Azul nas costas do BNDES. O acordo com o banco é fundamental para a decolagem da companhia. Seu pedido de financiamento ao banco gira em torno de R$1,5 bilhão. Não se pode negar que o principal argumento usado pelo empresário para obter o crédito soa bem aos ouvidos do BNDES. Os recursos serão usados para dar prosseguimento ao programa de compra de aeronaves da Embraer. A Azul fez 36 pedidos firmes e mantém ainda a opção de aquisição de mais 40 aviões.Ao mesmo tempo que estica o chapéu de aba maior na direção do BNDES, David Neeleman tenta passar o boné junto a um pool de brancos privados, entre eles o Santander. O valor do crédito negociado é mais modesto: R$ 400 milhões.Como solução-estepe para a captação de recursos, Neeleman também já sondou os principais acionistas da companhia – entre eles o Gávea Investimentos e o ex-banqueiro Julio Bozano, sobre a possibilidade de um aporte de capital. A crise internacional abateu, ao menos no curto prazo, a carta que David Neeleman tinha na manga para capitalizar a Azul: a abertura de capital da empresa. A operação chegou a ser amplamente discutida com os sócios, mas o projeto está congelado desde setembro, quando as condições meteorológicas dos mercados internacionais se agravaram. Neeleman garantiu aos sócios que retomará os planos de IPO assim que houver uma melhoria na economia.O empresário chegou a falar até mesmo na hipótese de pulverização do controle da Azul, a exemplo do que ele próprio fez com a JetBlue, nos Estados Unidos. Em uma das reuniões, inclusive, teria sido cunhada a expressão “Renner dos ares”, em alusão à rede varejista, que diluiu o seu controle em Bolsa.
Fonte: Relatório Reservado, 27 de novembro de 2008, Edição 3517

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

QUEDA DE BIMOTOR BARON EM ANÁPOLIS

Uma aeronave modelo Baron 58 com capacidade para seis pessoas caiu durante uma decolagem no aeroporto de Anápolis, no início da noite de hoje. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a aeronave foi totalmente destruída e incendiada. Dentro haviam seis pessoas, quatro morreram carbonizadas e duas ficaram gravemente feridas e foram encaminhadas ao Hospital de Urgências de Anápolis. As vítimas ainda não foram identificadas.
Fonte: CBN

TRÁFEGO AÉREO INTERNACIONAL CAI 1,3% EM OUTUBRO

O tráfego internacional de passageiros caiu 1,3% em outubro em relação ao mesmo mês do ano anterior, informou nesta quinta-feira a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, sigla em inglês).
Pelo segundo mês consecutivo o número de passageiros diminuiu, embora em menor ritmo em outubro do que em setembro, quando caiu 2,9%. Em relação ao tráfego de cargas houve recuo de 7,9% em outubro, o quinto mês consecutivo de queda acentuada.
"A sombra continua e a situação da indústria permanece crítica. Enquanto a queda do preço do petróleo é um alívio, agora a recessão é a maior ameaça para os lucros das companhias", declarou o diretor-geral da Iata, Giovanni Bisignani.
"A diminuição no número de passageiros pode ser temporária. Entretanto, a forte queda do tráfego de mercadorias indica que o pior ainda está por vir", acrescentou.
Por áreas geográficas, a África teve queda de 12,9%, seguida da região da Ásia e Pacífico (6,1%). A América Latina registrou recuo de 4,5%, o Oriente Médio de 3,5% e a América do Norte de 0,8%, enquanto a Europa foi a única a registrar crescimento (1,8%).
Em relação ao transporte de cargas, a maior redução aconteceu na América Latina (11,4%), seguida da região da Ásia e Pacífico (11%), da América do Norte (7,6%) e da Europa (5,4%). O Oriente Médio e a África tiveram aumento do tráfego de mercadorias, de 1% e 3%, respectivamente.
Fonte: EFE

AZUL DEVERÁ INICIAR VÔOS EM 30 DIAS

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras aguarda autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar as rotas Campinas-Porto Alegre e Campinas-Salvador em até 30 dias. Os pedidos de rotas e horários (Hotran) foram refeitos pela companhia, que enviou os requerimentos antes da assinatura da concessão pela entidade reguladora.
Para entrar em operação ainda no mês de dezembro deste ano, a Azul afirmou que os processos de recrutamento e seleção tiveram que ser acelerados. A empresa espera fechar o ano com 900 funcionários e pretende ampliar o efetivo para 5 mil em cinco anos de operação.
A nova aérea brasileira começará as atividades com três aviões da Embraer 190 e programou um vôo inaugural para a próxima terça-feira, a partir do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas. A viagem de demonstração deve durar 45 minutos e faz parte de um programa que visitará diversas cidades.
Até o fim de 2009, a Azul planeja contar com uma frota de 16 aeronaves. Ao todo, a empresa encomendou 40 aviões Embraer e fez opção de compras para outras 36. A entrega da primeira aeronave nova deverá acontecer em dezembro.
fonte : Terra

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

VIDEO - DECOLAR E POUSAR EM 15 METROS

VIDEO - MENOR PISTA DO MUNDO

VIDEO - SHOW MANOBRA - HELI

VIDEO CONSTELATION - Histórico

VIDEO DO MENOR AVIÃO DO MUNDO

VIDEO DO MAIOR AEROMODELO DO MUNDO

ACIDENTE COM AIRBUS A320 NA FRANÇA

Airbus A320 fazia um vôo de treinamento na região.Segundo autoridades locais, há registro de pelo menos uma morte. Uma pessoa foi encontrada morta e seis estão desaparecidas após um acidente com um Airbus A320 perto da costa sudoeste da França nesta quinta-feira, disseram autoridades regionais."Sete pessoas estão envolvidas. Recuperamos um corpo", afirmou um porta-voz da localidade de Pyrenees-Orientales.Ele acrescentou que o avião era da Air New Zealand.O Airbus A320 fazia um vôo de treino, informaram autoridades regionais mais cedo."O avião se acidentou por volta das 17h (14h no horário de Brasília) na região costeira perto de Perpignan. Era um A320", declarou um porta-voz do serviço marítimo na região.O A320 é um dos modelos da Airbus de corredor único mais vendidos.Representantes do DGAC, a autoridade de aviação civil da França, estavam checando as informações do acidente.Não foram informados mais detalhes, e a Airbus, unidade do grupo europeu EADS, não comentou imediatamente.
fonte: Reuters

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

VIRGIN PEDE A CE QUE REJEITE À ALINÇA DA BA, IBERIA E AA.

A companhia aérea britânica Virgin Atlantic pediu hoje à Comissão Européia (CE) que rejeite o projeto de aliança entre a também britânica British Airways (BA), a americana American Airlines (AA) e a espanhola Iberia.Em um documento remitido à CE, Virgin, especializada em vôos transatlânticos, advertiu que a aliança causaria um aumento dos bilhetes por parte de BA e AA e a modificação dos horários de vôos para derrubar seus concorrentes.A Virgin, de propriedade do magnata Richard Branson, também afirma que a aliança de BA e AA faria um monopólio ou posição dominante nas rotas mais rentáveis e movimentadas entre os EUA e o aeroporto londrino de Heathrow, o mais importante do Reino Unido."Solicitamos à CE a rejeitar plenamente esta terceira tentativa de BA e AA de achatar a competição entre Heathrow e Estados Unidos", disse o diretor de Virgin, Steve Ridgway.Em setembro Branson já lançou uma campanha para impedir a planejada aliança porque, na sua opinião, criaria um "monopólio monstruoso".Segundo Branson, o projeto -que daria lugar a uma rede de rotas combinadas a 443 destinos em 106 países e com 6.200 vôos diários- conduzirá à fixação de preços e obrigaria as agências de viagens a mudar suas pautas comerciais.No entanto, um porta-voz da BA replicou hoje que "mais uma vez, a Virgin expõe o mesmo e velho argumento, ignorando a liberalização de Heathrow sob o acordo de 'Céus Abertos" entre EUA e Europa, que entrou em vigor em março deste ano e libera o tráfego aéreo entre ambos os lados do oceano Atlântico.O porta-voz da British Airways acrescentou que sua rival "parece reticente em avançar com o tempo e se contenta em criticar quem o faz".Em agosto, British Airways, Iberia e American Airlines anunciaram um acordo para formar uma empresa mista que operaria rotas entre Europa e América do Norte.As três companhias aéreas, que manteriam sua independência jurídica, afirmam que a nova aliança permitiria aos consumidores ter acesso a rotas mais amplas e com mais horários, enquanto esperam que os reguladores internacionais se pronunciem sobre sua intenção.Trata-se da terceira tentativa da British Airways, que atualmente negocia sua fusão com a Iberia, para conseguir uma aliança com American Airlines, após duas tentativas fracassadas, em 1997 e em 2002.
Fonte: EFE

MORADORES SE MOBILIZAM CONTRA DESAPROPRIAÇÕES PERTO DO AEROPORTO DE CONGONHAS

Cerca de 300 moradores do Jabaquara se reuniram num galpão, na Rua Freire Farto, anteontem à noite, para lançar a campanha "Desapropriação, não!", contra a ampliação do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo. A maioria alega que o motivo do movimento não é o valor da avaliação do imóvel - que pode ficar abaixo do esperado - mas porque não querem deixar o bairro.A reunião marcou o início do movimento contra a desapropriação de imóveis, parte do projeto dos governos federal, estadual e municipal para ampliar as pistas de Congonhas depois do acidente com o Airbus da TAM, que deixou 199 mortos."Queremos mostrar que os moradores do Jabaquara não estão dispostos a sair do bairro", disse um dos organizadores do movimento, o representante comercial Ciríaco Camargo Filho. A Assessoria de Imprensa da Prefeitura não foi encontrada pela reportagem para comentar o caso.
Fonte: Agência Estado

TAM E PLUNA FIRMAM PARCERIA

A TAM Linhas Aéreas e a PLUNA, companhia aérea uruguaia, assinaram acordo de compartilhamento de vôos (code-share) que amplia a oferta entre São Paulo e Montevidéu, principal rota aérea que liga o Brasil ao Uruguai, beneficiando os passageiros de ambas as companhias. A parceria deverá ser iniciada ainda este ano, após aprovação das autoridades dos dois países.O acordo permite que uma companhia possa oferecer aos seus respectivos clientes o vôo operado pela sua parceira, e vice-versa. Na prática, as duas empresas, passam a oferecer três freqüências diárias na rota que liga o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, ao Aeroporto Internacional de Carrasco, em Montevidéu.
Fonte: Brasilturis

AVIÃO CESNNA 310 FAZ POUSO DE ERMEGÊNCIA NA CALIFÓRNIA

O aparelho, um Cessna 310 de propriedade privada, teve que retornar ao terminal do qual havia decolado após uma falha no equipamento relacionado ao trem de pouso, disseram as autoridades.Segundo Ian Gregor, porta-voz da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês), o piloto, que seguia para a localidade californiana de Camarillo, se deu conta de que o trem de pouso não havia se retraído completamente.Por conta da falha, o responsável pelo avião recebeu instruções para sobrevoar a região até a gasolina acabar.Durante a aterrissagem, transmitida ao vivo por várias redes de TV, nenhum dos acupantes da aeronava sofreram danos.
Fonte: EFE

GOVERNO ANUNCIA MEDIDAS PARA EVITAR CAOS NOS AEROPORTOS NO FINAL DE ANO

O Ministério da Defesa anunciou nesta terça-feira (25) medidas para tentar evitar caos nos aeroportos durante o fim-de-ano com o aumento do movimento de passageiros. O ministro Nelson Jobim se reuniu com representantes da Infraero, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), da Polícia Federal, da Receita Federal, dos comandos militares da Aeronáutica e das empresas aéreas para definir as ações.A operação nos aeroportos, batizada de "Feliz 2009", acontece do dia 19 de dezembro até 7 de janeiro, considerado o período de “pico”. A operação, segundo o ministro, é baseada na "pontualidade dos vôos e na informação aos passageiros".As empresas se comprometeram, segundo o ministério, a não praticar overbooking (quando o número de passagens vendidas é maior que a capacidade da aeronave) e a endossar passagens de outras companhias em caso de cancelamentos e atrasos "muito longos". A Defesa, no entanto, não especificou de quanto tempo deve ser o atraso para o passageiro pedir endosso.De acordo com Jobim, haverá um reforço de funcionários nos aeroportos, principalmente em Congonhas e Guarulhos (SP), Galeão (RJ) e Confins, em Belo Horizonte (MG). Técnicos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estarão nos aeroportos para orientar os passageiros.ReforçoAs companhias aéreas também disseram que vão reforçar o número de aeronaves e tripulantes. De acordo com o presidente da TAM, David Barioni Neto, a empresa vai deixar cinco aviões de reserva: três em Congonhas, um em Guarulhos e um no Galeão. “É mais do mesmo”, disse.Em 2006, passageiros da empresa tiveram problemas para embarcar após uma série de “manutenções não-programadas” em aeronaves, segundo disse a companhia na época.De acordo com Barioni, não chegou a se discutir a utilização de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) como reserva em caso de problemas –como aconteceu em 2006.Malha aéreaSegundo o presidente da Infraero, Sergio Gaudenzi, neste ano não será necessário elaborar uma nova malha aérea para o período de férias. No ano passado, o governo modificou várias rotas para atender ao maior fluxo de pessoas. “Neste ano estamos mais tranqüilos, até porque estamos mais integrados e já sabemos quais são as principais dificuldades”, explica Gaudenzi.“Nossa expectativa é que seja um final de ano absolutamente tranqüilo, sem grandes problemas”, afirmou o presidente da Infraero. As empresas aéreas também terão que manter equipes com comissários de bordo e pilotos à disposição em solo para atender emergências, como cancelamento de vôos e atrasos.
Fontes: G1 / Globonews

PASSAGEIROS OBESOS TÊM DIREITO A DOIS ASSENTOS, DECIDE JUSTIÇA CANADENSE

A maior companhia aérea do Canadá está tentando definir quais passageiros obesos ou com deficiência terão direito a assentos adicionais sem cobrança extra, após decisão da Suprema Corte do país contra um recurso da empresa.Foto: Air Canada terá de ceder assento extra para passageiros com obesidade e deficiênciaA Agência de Transportes do Canadá expediu uma ordem em janeiro deste ano para que a Air Canada e outras companhias nacionais disponibilizassem gratuitamente assentos extras para viajantes que necessitassem deles.A empresa entrou na Justiça, que por duas vezes rejeitou a apelação - em maio, pelo Tribunal Federal, e na semana passada, pela Suprema Corte.Peter Fitzpatrick, porta-voz da companhia, afirmou anteontem que a Air Canada está definindo as regras para os assentos extras.A decisão da última quinta-feira (20) valerá a partir de 9 de janeiro de 2009, para vôos domésticos no Canadá.
Fonte: Folha Online

BRASIL COMPRA HELICÓPTEROS DE COMBATE RUSSOS

O governo brasileiro confirmou nesta quarta-feira a compra de 12 helicópteros de combate russos para Força Aérea Brasileira e afirmou querer aprofundar a colaboração tecnológica entre os dois países.O anúncio da compra, cujo valor do negócio não foi divulgado, foi feito logo após reunião bilateral entre o presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Rio de Janeiro.Além do contrato para compra dos helicópteros, os dois países também assinaram outros quatro atos. Um deles amplia o acordo de cooperação na área espacial, assinado por Brasil e Rússia em 2006.A venda dos helicópteros é um antigo objetivo dos russos, que "aguardavam por esse acordo há 15 anos", segundo um integrante da delegação que acompanhou Medvedev.Plano de DefesaOs russos disputam com franceses e americanos um espaço na indústria de defesa brasileira. De acordo com o Itamaraty, há grande expectativa em torno do novo Plano de Defesa, que prevê a modernização de parte das aeronaves nacionais.Na licitação da Força Aérea para compra de novos caças, os russos foram desclassificados recentemente - continuam na disputa Estados Unidos, França e Suécia.Os dois países se comprometeram a desenvolver estudos para maior utilização, no Brasil, do sistema de global de navegação por satélite russo, o Glonass.O objetivo, segundo uma fonte do Itamaraty, é criar uma alternativa viável ao Global Positioning System (GPS), de tecnologia americana e bastante utilizado no Brasil.No documento conjunto, há ainda menções a parcerias genéricas nas áreas técnico-militar e de apoio logístico e à aquisição de produtos de defesa.
fonte: BBC

EMBRAER ENTREGA O 150º JATO EXECUTIVO LEGACY 600

A Embraer entregou o 150º jato Legacy 600 produzido pela Empresa à operadora alemã DC Aviation. Este é o sétimo Legacy 600 da frota do cliente e será usado para vôos fretados na Europa e no Oriente Médio. “Desde a entrada em operação do nosso primeiro Legacy 600, em 2006, observamos um contínuo crescimento na demanda por esse tipo de aeronave”, disse Stefan Buschle, Diretor- Executivo da DC Aviation. “A ótima relação custo-benefício e a enorme cabine do jato convenceu não somente a nós, operadores, como também muitos dos nossos clientes, e atende à demanda da nossa sofisticada clientela em rotas de média e longa distância. Não é uma surpresa o 150º Legacy 600 da Embraer ser o sétimo em nossa frota.” “É uma honra entregar o 150º Legacy 600 para a DC Aviation. Este é um marco importante e acontece pouco mais de um ano após termos entregue o 100º avião”, disse Luís Carlos Affonso, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Executiva. “Em menos de seis anos de operação, o Legacy 600 conquistou 15% de participação de mercado na categoria super midsize.” Operando no mercado europeu desde 2002, o Legacy 600 obteve uma grande aceitação devido à sua confortável e espaçosa cabine com três ambientes distintos e amplo compartimento de bagagem acessível em vôo. Além disso, o jato é o único da categoria super midsize certificado para pousar e decolar dos aeroportos de London City, na Inglaterra, e Cannes-Mandelieu, na França.
fonte: Airway Online

AIR FRANCE TESTA COMPATIBILIDADE DE HANGAR PARA A380

A Air France está avaliando os primeiros resultados dos testes de compatibilidade para o seu novo hangar dedicado ao seu futuro A380, com uma série de ensaios envolvendo uma aeronave no Aeroporto Internacional de Paris Charles de Gaulle no terminal S3. O hangar H6 será reservado exclusivamente para a frota de 12 aeronaves Airbus A380 que a primeira unidade será entregue em outubro do próximo ano. A equipe da divisão de manutenção de aeronaves, a Air France Industries, posicionou as estruturas das plataformas mecânicas para trabalhar no A380 no hangar. Testes foram realizados nestes equipamentos em volta das asas, fuselagem, piso superior e deriva, tudo movido com suavidade disse a Air France. Níveis de ruído no hangar e intensidade de luz também foram avaliados, como também a rede WiFi na aeronave e os terminais de IT da empresa francesa. Mesmo o hangar H6 sendo reservado para a grande aeronave da frota, a Air France declarou que o espaço também será usado para a manutenção de algumas aeronaves. O hangar H6 tem 90 metros de comprimento, 110m de largura e 40m de altura com um total de área construída de 25.800m² e os trabalhos de construção envolveram 455.000 horas de trabalho.
fonte: Airway OnLine

LUFTHANSA REVELA DIVISÃO ITALIA OPERANDO AIRBUS 319


Lufthansa está formalmente revelando a nova divisão Itália da empresa alemã, com as operações começando a partir do norte do país no próximo ano. A empresa irá prestar serviços como uma operadora italiana certificada e empregará uma frota de seis jatos A319. Os primeiros vôos serão operados para o Charles de Gaulle em Paris e Barcelona a partir de 2 de fevereiro, seguindo rotas para Bruxelas, Bucareste e Madrid um mês depois. As rotas serão estendidas até Londres em Heathrow e Lisboa em março de 2009. A Lufthansa divulgou planos para estabelecer uma forte presença em Milan Malpensa com o A319, operado pela parceira Air Dolomiti, tendo iniciado uma estratégia com aeronaves EMBRAER 195 no aeroporto. “Iremos oferecer a nossos clientes italianos, muitas opções de rotas a partir do norte da Itália com atraentes destinos na Europa”, disse o diretor da Lufthansa Wolfgang Mayrhuber.
fonte: Airway OnLine

REINO UNIDO QUER MAIS C-17 PARA COBRIR ATRASO DO A400M


O Ministério da Defesa Britânico pode alocar ou comprar um lote adicional do transporte estratégico Boeing C-17 resultado da incerteza rondando o calendário de entregas para futura frota de 25 aeronaves Airbus Military A400M. Os A400M estavam originalmente planejados para entrar em operação em 2011 na Royal Air Force, mas a Grã Bretanha e os outros parceiros no projeto europeu estão agora esperando para ver os vôos de testes e datas firmes do calendário de entrega da EADS. “Segundo recente anúncio dos atrasos pela Airbus Military do programa A400M, estamos considerando um número de opções como uma contingência operacional e alguma capacidade potencial que deve tomar forma”, disse Quentin Davies, Ministro para Defesa, Equipamento e Suporte. “Opções estão sendo consideradas como extensão da vida útil da frota de C-130K e locação ou compra de um adicional de aeronaves C-17”, disse Davies. “Estamos monitorando de perto a situação e estamos pressionando a Airbus Military para apresentar-nos mais informações assim que tiver maiores detalhes do impacto na produção e entrega dos A400M e a data planejada para entrada em serviço”. A RAF espera aposentar seus últimos C-130K em 2012, 46 anos depois da aeronave entrar em serviço, quando enfrentará a transição na capacidade de transporte como resultado da entrada em serviço tardia do A400M.
fonte: Airway OnLine

EQUIPES ENCERRAM BUSCAS POR SUPOSTO AVIÃO QUE TERIA CAÍDO EM VILA VELHA

O Corpo de Bombeiros, suspendeu as buscas a aeronave de pequeno porte que, segundo boatos de moradores da região da Barra do Jucu, teria caído no mar.O Comandante da 1ª Companhia, Capitão Wagner Borges, destacou ser arriscado colocar equipes no mar nas condições adversas em que aquela parte do litoral se encontra."Até agora não tivemos confirmação de que houve queda de avião e não posso colocar homens no mar nessas condições, pois há muita arrebentação.Além disso, tem muitos corais no local. Por enquanto, as buscas estão suspensas. Continuaremos colhendo informações que nos dê indícios do acidente e só voltaremos ao local de houver confirmação do acidente".Além do Corpo de Bombeiros, deixaram a área equipes de inspeção da Capitania dos Portos e um navio patrulha da Marinha enviado para auxiliar nas buscas. Uma equipe do Corpo de Bombeiros e um helicóptero do Núcleo de Operações de Transportes Aéreos da Polícia Militar (Notaer) foram mobilizados, na manhã desta segunda-feira (24), após o boato de que uma aeronave teria caído no mar, mas já deixaram o local.
Contradição
Moradores do bairro Interlagos, também em Vila Velha, um objeto foi avistado no mar nesta manhã. Alguns relatam que pode ser uma aeronave, mas a definição disso não é um consenso entre eles.
Segundo moradores do bairro Interlagos, também em Vila Velha, um objeto foi avistado no mar nesta manhã. Alguns relatam que pode ser uma aeronave, mas a definição disso não é um consenso entre eles. As características variam como as de um bimotor e outras, de um ultraleve. O Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) foi acionado e o Corpo de Bombeiros deslocado.A moradora da região, Milda Maria, de 54 anos, ouviu um forte barulho por volta de 9h30 e foi até a praia ver o que tinha acontecido. "Eu ainda ouvi o barulho, mas até então eu não sabia que era alguma coisa que tinha caído no mar. Quando a gente chegou na praia a gente ainda viu uma coisa grande, a onda batia em cima e estava chovendo muito. Não deu para identificar o que era, se era um helicóptero, se era um ultraleve, se era uma avião, mas vimos alguma coisa afundando."O aposentado Joel Rangel também viu um destroço no mar na manhã desta segunda-feira. "Quando cheguei na praia eu vi um objeto afundando depois que o policial que estava próximo a mim recebeu a informação da suposta queda pelo rádio. Eu acho que eu vi uma parte da asa, eu vi uma parte pequena afundando, porque caia muita chuva.", disse.O Aeroclube da Barra do Jucu, localizado na região da possível queda, informou que somente uma aeronave decolou nesta manhã do local. O aparelho é um Sêneca e já se encontra com Jacarepaguá, Rio de Janeiro. O piloto, identificado apenas como Samuel, já fez contato com a torre de controle e o vôo dele transcorreu normalmente.
De acordo com o tenente Calente, que atua na chefia de operações da corporação nesta segunda, o mar está bravio e não há segurança para enviar embarcações ou homens na água à procura do objeto, mas um helicóptero do Notaer sobrevoou a área. Por volta das 10h30 a equipe do Corpo de Bombeiros deixou o local, sem ter localizado o possível objeto.Segundo o tenente Calente as informações dos moradores são desencontradas porque ninguém diz ter visto a queda do objeto. O helicóptero da Polícia Militar realizou buscas por cerca de meia hora e também deixou a área. A Infraero diz não ter registrado nenhuma mudança em planos de vôos.
Fonte: Gazeta Online

terça-feira, 25 de novembro de 2008

PERNAMBUCO JÁ PRESENCIOU DIVERSOS ACIDENTES AÉREOS

O acidente de domingo (23), envolvendo um avião modelo King Air B200 e que deixou dois mortos e oito feridos, entra para uma longa lista de acidentes aéreos ocorridos em Pernambuco.Em dezembro de 1987, o Hércules C-130 da FAB decolou do Recife à noite, com vinte e nove pessoas a bordo. A quinze quilômetros de Fernando de Noronha, o avião caiu, matando todos os passageiros e tripulantes.Os moradores de Noronha foram testemunhas de outro acidente aéreo em setembro de 1990. Três minutos depois da decolagem, um Bandeirantes do Governo de Pernambuco caiu no mar. Na ilha, os parentes acompanhavam as buscas sem esperança.Em novembro de 1991 aconteceu o maior acidente aéreo da Região Metropolitana do Recife: a turbina de um Bandeirante da Nordeste Linhas Aéreas pegou fogo na decolagem. O piloto conseguiu desviar do conjunto residencial onde moravam mais de mil famílias, bateu em várias árvores, até cair no meio de uma praça no bairro do Ipsep. Dezessete pessoas morreram.Outro acidente aconteceu em novembro de 1993, quando um avião voando baixo, em São Caetano, no Agreste de Pernambuco, chamou a atenção. Um Bandeirante da Força Aérea caiu a trinta metros de uma casa, matando nove militares que estavam a bordo. A suspeita é de que a hélice de outro avião tenha atingido o Bandeirante, provocando o acidente.Em 2002, no dia do Aviador, 23 de outubro, outra tragédia aconteceu nos céus do Recife: mais uma aeronave modelo Bandeirante da FAB caiu bem no meio do Hospital da Aeronáutica. Cinco militares morreram queimados. A explosão destruiu o almoxarifado e o berçário, que estava vazio.
Fonte: pe360graus.com

HELICÓPTERO CAI NA COLÔMBIA E MATA TRÊS

Um helicóptero Bell da empresa AKA, a serviço da transportadora de valores Brinks, caiu às 8:15 (hora loval) desta segunda-feira (24)no município de Vetas, nas imediações do Páramo de Berlín, no noroeste da Colômbia, minutos depois de entregar dinheiro no Banco Agrario da cidade.O coronel Omar González, comandante da Polícia em Santander, informou que o aparelho se dirigía ao vizinho município de Tona e que por razões ainda desconhecidas, caiu ocasionando a morte de seus três ocupantes.A vítimas foram identificadas como o capitão José Nelson Géneco (piloto) e os funcionários da Brinks, Juan Miguel Quintero e Pablo Contreras Villarreal.O pessoal da Aeronáutica Civil se deslocou para o municipio para tratar de estabelecer o que gerou o acidente fatal."Ao que parece, as pás do helicóptero se enroscaram em cabos elétricos e isso teria ocasionado a queda. O aparelho havia saído às 7:00 do Aeroporto Palonegro de Bucaramanga com a rota Vetas-Tona.", acrescentou o coronel González.A Polícia mantém isolada a área onde caiu o helicóptero e recuperou os 270 milhões de pesos que ia transportar ao vizinho município de Tona.
Fonte: El Tiempo

EQUADOR NEGA TER PEDIDO EMPRÉSTIMO AO BNDES PARA COMPRA DE AVIÕES DA EMBRAER

Quito, 25 nov (EFE) - O ministro de Defesa equatoriano, Javier Ponce, assegurou hoje que o país não pediu crédito ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para comprar 24 aviões Supertucanos da Embraer, já que planeja pagá-los "com dinheiro"."É preciso esclarecer que não há nenhum crédito", afirmou Ponce aos jornalistas."Os Supertucanos não estão sendo comprados com crédito nem do Brasil nem de lugar algum, é o Estado equatoriano quem está pagando com dinheiro. Já deu um adiantamento de US$ 69 milhões previsto em contrato e depois cumprirá os pagamentos", acrescentou.O ministro respondeu assim a uma notícia publicada hoje pelo jornal "O Estado de S. Paulo", que afirmava que o Governo brasileiro tinha decidido suspender a autorização para que o BNDES financiasse a venda dos aviões ao Equador.Segundo o jornal, a medida seria conseqüência da decisão do Governo equatoriano de pedir a um tribunal internacional a arbitragem sobre a dívida de US$ 242,9 milhões que contraiu com o BNDES para construir a hidrelétrica de San Francisco.A publicação ressalta que o crédito de US$ 261 milhões para a compra dos aviões da Embraer também seria concedido pelo BNDES.A compra dos aviões militares foi anunciada em abril pelo presidente equatoriano, Rafael Correa, que destacou que as aeronaves seriam usadas na fiscalização da fronteira.
fonte: http://www.uol.com.br/

GENERAL MOTORS REDUZIRÁ FROTA DE JATOS EXECUTIVOS

A General Motors decidiu reduzir sua frota de cinco jatos executivos, mas não prevê que seus diretores passem a pegar vôos comerciais, após as críticas de parlamentares contra os excessos do grupo.Segundo o porta-voz da GM, Tom Wilkinson, o grupo manterá apenas dois aviões, e a decisão não está relacionada às críticas dos legisladores, que acusam os diretores de esbanjar em pleno debate sobre uma nova ajuda estatal às montadoras, de 25 bilhões de dólares."Trata-se de uma resposta às reduções de gastos ligadas à queda das vendas e à crise de crédito", garantiu Wilkinson, lembrando que a GM já havia entregue dois aviões, em setembro passado.GM, como as outras grandes empresas, determina que "seus diretores viajem em aviões privados por questão de segurança", disse o porta-voz.
Fonte: AFP

FORD IRÁ VENDER FROTA DE JATOS EXECUTIVOS

A Ford Motor está estudando a venda dos cinco jatos executivos da companhia, segundo informou o Wall Street Journal, afirmando que a decisão segue-se a outra semelhante adotada pela General Motors.A decisão de se desfazerem das respectivas frotas de jatos, que servem os executivos das empresas, surgiu depois de críticas de congressista após os responsáveis daquelas empresas terem viajado nos jatos privados das companhias para ir pedir ajuda a Washington.
Fonte: Dinheiro Digital (Portugal)

AIRBUS E BOEING QUEDA DE ENCOMENDAS EM 2008

Com apenas um mês para o final do ano, e as indicações das encomendas para Airbus e Boeing sinalizam uma substancial baixa de vendas em comparação ao ano recordista de 2007. Até o fim de outubro a Airbus havia assegurado 794 encomendas e a fábrica européia (segundo o a consultoria Grupo Marsans da Espanha) com as últimas 61 adicionadas neste mês com receita bruta totalizando 855 encomendas contando com as reservas. A Airbus teve 119 cancelamentos apenas este ano, com a mais recente sendo de 65 aeronaves A319 por concordata da empresa americana SkYbus Airlines. Esta performance comercial está além das expectativas segundo o chefe de vendas da empresa européia, John Leahy, que no início do ano de 2008 disse que as vendas seriam menores que os números de 1458 do total de 2007. A Boeing não emitiu nenhuma orientação oficial de encomendas, mas o balanço de 2008 totalizou 639 aeronaves. As encomendas das duas empresas combinadas nos últimos 10 meses totalizaram 1.433, uma baixa de 28% nas vendas nos mesmo período do ano passado quando a Airbus vendeu 958 aeronaves e a Boeing 1.021.
fonte: Airway Online

AEROPORTO INTERNACIONAL DE BANGCOC FECHADO

O aeroporto internacional de Bangcoc foi fechado na noite desta terça-feira devido à ocupação do principal terminal por manifestantes contrários ao governo, anunciaram as autoridades aeroportuárias.
Milhões de turistas passam a cada ano pelo aeroporto Suvarnabhumi, que foi fechado até nova ordem, destacou uma porta-voz. A autoridade encarregada dos aeroportos da Tailândia (AOT) "decidiu fechar Suvarnabhumi depois que manifestantes invadiram o terminal", explicou uma porta-voz da AOT.
"As companhias aéreas já foram informadas", frisou. "Vôos serão redirecionados para Chiang Mai (norte), Phuket (sul) ou outros aeroportos, mas Suvarnabhumi foi fechado às 21h (12h de Brasília)", acrescentou a porta-voz.
A tensão aumentou segunda-feira na Tailândia, onde manifestantes contrários ao governo estão determinados em derrubar o primeiro-ministro eleito Somchai Wongsawat, cunhado do dirigente deposto Thaksin Shinawatra.
Enfrentamentos entre partidários e opositores do governo deixaram pelo menos 11 feridos nesta terça-feira em Bangcoc, segundo a polícia e um hospital. Estes incidentes aconteceram longe de Suvarnabhumi.
Entretanto, pelo menos 2 mil manifestantes anti-governo foram ao aeroporto internacional na tarde desta terça-feira, cercando o complexo e provocando engarrafamentos.
O coronel de polícia Theeradej Chanurak confirmou na noite desta terça-feira que manifestantes invadiram o terminal do aeroporto de Suvarnabhumi.
"Alguns dos manifestantes entraram nas instalações e a polícia tentou impedi-los, mas não conseguiu. Os policiais tinham sido orientados a não usar a força", destacou o coronel.
AFP

domingo, 23 de novembro de 2008

QUEDA DE KING AIR B200 - RECIFE

O avião que caiu na manhã deste domingo em Recife (PE) pertencia à banda Calypso. Duas pessoas morreram: o funcionário do grupo José Gilberto da Silva, 46, e o piloto da aeronave. Segundo Pedro Motta, ex-empresário da banda, os músicos do grupo não estavam no bimotor.
Segundo Motta, o avião pertencia ao músico Chimbinha. O avião vinha de Teresina (PI), onde a banda fez um show na noite deste sábado (22), com a dupla Zezé Di Camargo e Luciano.
A assessoria de imprensa da banda informa que Silva chegou a ser levado para o hospital Getúlio Vargas, em Recife, mas morreu no local. A família da vítima está se dirigindo de Campina Grande (PB) para Recife. O piloto, ainda não identificado, morreu no lugar do acidente.
De acordo com a assessoria, o grupo está "muito abalado, principalmente Chimbinha, que tinha uma relação de amizade com o produtor". Silva foi segurança da banda e se tornou empresário há pouco tempo.
Segundo testemunhas, uma das duas hélices do aparelho chegou a pegar de raspão o telhado de uma casa antes de cair, o que em parte amorteceu o impacto. De acordo com o Corpo de Bombeiros, outras seis pessoas que estavam no avião ficaram feridas.
Os Bombeiros afirmam que o acidente ocorreu por volta das 11h. Informações preliminares indicavam que o avião teria atingido de raspão uma residência próxima a escola. Os bombeiros não souberam informar se algum pedestre foi atingido.
No entanto, o Corpo de Bombeiros ainda não divulgou para quais hospitais elas foram encaminhadas. Também não há informações sobre as circunstâncias do acidente.
fonte: folha online

CAÇA F-5 INTERCEPTA AVIÃO DE GANA NO LITORAL DO RJ

Toca a sirene. O piloto corre para o caça F-5 e decola. Em poucos minutos, intercepta um avião cargueiro que não se identificou corretamente. A missão desta sexta-feira, dia 21, ocorrida por volta de 15h10, não foi um exercício, mas uma ação real, e considerada mais uma demonstração de prontidão da defesa aérea brasileira.
O F-5 do Primeiro Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA) interceptou o avião DC-8 (matrícula 9G-AXA), da empresa Air Charter Express, de Gana, que pretendia pousar no aeródromo de Cabo Frio (RJ) para reabastecimento. A aeronave havia decolado de Falklands, no Arquipélago das Malvinas, e tinha como destino as Ilhas Ascenção, na África.

O caça brasileiro foi acionado após os pilotos do avião estrangeiro (um peruano e um francês) prestarem diferentes informações para o controle de tráfego brasileiro e de não existir, até aquele momento, documentação prevista para pouso da aeronave no Brasil. A interceptação ocorreu a 35 mil pés de altura. A tripulação estrangeira obedeceu à ordem de pousar no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, para averiguações.
De acordo com informações do Centro de Operações de Defesa Aeroespacial (CODA), o cargueiro havia informado inicialmente para os controladores do Centro de Controle de Área – Atlântico (ACC-AO) que se tratava de uma aeronave militar. Não havia registro daquela aeronave com essa especificação. Depois, a tripulação identificou-se para os militares do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA-II) como aeronave civil.

“Diante das informações contraditórias e da falta de documentação, acionamos o alerta do Grupo de Caça, que acompanhou o avião estrangeiro”, disse o Chefe do CODA, Coronel Álvaro Mário Pandolpho da Costa e Silva. Em terra, militares e agentes da Polícia Federal realizaram as averiguações previstas e foi regularizada a documentação. O avião estrangeiro decolou, neste sábado, 22, pela manhã, para Ilhas Ascenção.
“Como todas as unidades de defesa aérea, estamos em alerta, 24 horas por dia, 365 dias do ano. Nossa prontidão ocorre em situações como essa, mas também em outras ocorrências. Acompanhamos aeronaves que tenham panes de localização, por exemplo, e que precisem de socorro. Nossas tripulações estão sempre prontas para chegarmos muito rápido onde for preciso”, explicou o Comandante do 1º GAVCA, Tenente-Coronel Antonio Ramirez Lorenzo.
DEFESA@NET

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Infraero precisa ajudar o turismo

Atualmente o embarque doméstico no Aeroporto Internacional dos Guararapes está sendo feito pelo lado Sul. Resultado: fila no banheiro feminino enorme porque são apenas três cabines sendo que uma delas está “interditada” há oito dias. Muitas turistas reclamando do descaso com a quantidade (porque agora as três do lado norte não são mais usadas porque estão fechadas).
Domingo, enquanto a zelosa senhora fazia a faxina na cabine sobrou apenas uma. Imagine as passageiras de cinco vôos tentando ir ao banheiro. A prefeitura e/ou estado melhoraram a recepção botando maracatu e caboclinho para receber turistas na chegada… Mas a Infraero precisa fazer sua parte na saída.
Socorro, superintendente Fernando Nicácio Filho?
Fonte: fernando.blogueisso.com

QUANTAS - Incidente

Um A330-300 da Qantas que decolou de Sidney para Shangai retornou à Austrália diante de uma pane que afetou o radar meteorológico. É o mais recente incidente de uma série que já incluiu uma série anomalia com um equipamento de radar em setembro. Na ocasião, a tripulação de um jato da Qantas teve de se valer da orientação de um jato da Air New Zealand que viajava a sua frente na mesma direção.
Fonte: Jetsite

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

EMBRAER pode levar linha de produção do Legacy para Gavião Peixoto

Empresa brasileira quer deixar as instalações de São José dos Campos apenas para a produção de aeronaves comerciais.
A Embraer está planejando focar a sua atividade de produção de aeronaves comerciais apenas nas instalações de São José dos Campos e está considerando uma possível realocação da linha de produção do jato executivo Legacy para a fábrica de Gavião Peixoto. A fábrica de São José dos Campos tem um pequeno potencial de crescimento tendo alcançado os seus limites, mas há muito espaço para crescimento nas instalações da filial de Gavião Peixoto. Durante uma recente entrevista a imprensa em São José, o porta-voz da Embraer disse: “Os planos são de eventualmente levar o Legacy para lá”. “O objetivo é mover o nosso jato executivo e a maior parte da nossa atividade militar para Gaviao Peixoto e focar Sao Jose dos Campos na atividade comercial”.
O jato Legacy é baseado no jato comercial ERJ-145, que é o produto ainda em produção em maior tempo de atividade e o único produzido na China pela joint venture Harbin Embraer.
Fonte: Airway Online

Clientes do Phenom 100 concluem treinamento de pilotos


Primeiros clientes do Phenom 100 concluem treinamento de pilotos, programa é o primeiro conduzido pela Embraer CAE Training Services (ECTS)
Os primeiros clientes do Phenom 100 concluíram com sucesso os testes práticos realizados no novo jato executivo da Embraer para a categoria entry level junto à Federal Aviation Administration (FAA), no Aeroporto Alliance, em Fort Worth, Estado do Texas, EUA. James Frost, o primeiro cliente autorizado a voar o Phenom 100, é um executivo que atua no setor imobiliário e de minerais e já possui um certificado de Piloto de Transporte Aéreo (Air Transport Pilot), com 2.500 horas de vôo acumuladas em 35 anos de experiência. A esposa de Frost, Elizabeth, também concluiu o programa com sucesso e é a primeira mulher certificada como piloto do Phenom 100. “Parabenizamos os primeiros clientes-pilotos do Phenom 100”, disse Edson Carlos Mallaco, Diretor de Suporte ao Cliente e Serviços da Embraer – Aviação Executiva. “A bem-sucedida conclusão do programa de treinamento demonstra o comprometimento da Embraer em oferecer serviços pontuais e de qualidade, desde produtos inovadores a treinamento superior e apoio ao cliente.” “A conclusão do programa de treinamento me deixou ainda mais empolgado para voar o meu próprio jato Phenom 100. Fiquei impressionado com o alto nível de automação e o projeto otimizado do avião e, por meio das aulas práticas, pude experimentar o confortável interior do jato, a cabine de pilotagem com interface simples e sistemas de última geração”, disse o proprietário James Frost. O programa geral de treinamento de pilotos terá dois novos simuladores de vôo completos (Full-Flight Simulators – FFS) construídos pela CAE, localizados nos Estados Unidos, e outro em Burgess Hill, Reino Unido. A Embraer CAE Training Services (ECTS) é uma joint venture entre a Embraer e a CAE criada em 2007 para fornecer aos clientes do Phenom amplo treinamento para pilotos e tripulações em terra.
Fonte: Airway Online

TAM amplia freqüências para Belém, São Luís e João Pessoa

A TAM Linhas Aéreas inicia hoje as operações de quatro novos vôos diários. A companhia passa a oferecer ligações diretas de Guarulhos para João Pessoa (Paraíba) e São Luís (Maranhão), além de novas freqüências entre Guarulhos e Belém e entre Brasília e Belém. Os novos vôos - operados com as modernas aeronaves A320, com capacidade para transportar até 174 passageiros - foram criados para atender à demanda crescente de passageiros dessas regiões. O vôo JJ 3532 decola do aeroporto internacional de São Paulo às 7h e chega a Belém às 9h30. No sentido inverso, o JJ 3533 parte da capital paraense às 15h30 e pousa em Guarulhos às 20h15. Já o vôo com destino a São Luís é o JJ 3350, que decola às 19h35 de Guarulhos e chega à capital maranhense às 22h05. Na volta, o JJ 3351 parte às 5h30 e chega a São Paulo às 10h.A freqüência para João Pessoa decola de Guarulhos às 11h e pousa às 13h15. No sentido inverso, o JJ 3357 parte da Paraíba às 14h05 e chega a São Paulo às 18h45. O vôo que liga Brasília a Belém é o JJ 3446, que sai da capital federal às 14h30 e pousa na capital paraense às 16h05. No retorno, o JJ 3447 decola às 10h20 de Belém e aterrissa em Brasília às 13h55.
Fonte: Aviação Brasil

AZUL Linhas Aéreas solicita suas duas primeiras rotas

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A. solicitou, na semana passada, duas rotas iniciais para começar a operar em dezembro, Campinas-Porto Alegre e Campinas-Salvador, num total de até 35 freqüências semanais em cada rota. Esses serviços devem integrar a malha inicial de rotas da companhia, mas dependem ainda de aprovação da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para que possam ser operados. A companhia pretende começar a voar em meados de dezembro. O início das vendas de passagens, condicionado à aprovação dos horários de trânsito (HOTRAN), está previsto para a primeira semana de dezembro. Nas próximas semanas, Azul irá divulgar novas rotas e cidades servidas.
Fonte: Aviação Brasil

AEROMOÇA ajuda a fazer pouso de emergência na Irlanda

Uma aeromoça de um Boeing 767, que fazia a rota Toronto-Londres, assumiu o controle da aeronave para ajudar o piloto a fazer um pouso de emergência na Irlanda, depois que o co-piloto sofreu uma crise nervosa, revelou nesta quarta-feira um relatório oficial.
O segundo comandante do aparelho começou a "desvairar e falar coisas sem sentido" quando o avião, com 146 passageiros, sobrevoava, em janeiro, o oceano Atlântico, o que obrigou o piloto a tomar a decisão de pousar no aeroporto de Shannon, ao oeste da Irlanda.
A investigação destaca que outra aeromoça ficou ferida ao tentar conter o co-piloto, que, por fim, foi afastado dos controles e imobilizado em um assento da cabine de comando.
Sem assistente a seu lado, o comandante do avião, a dez mil metros de altitude, perguntou: "Há algum membro da tripulação com conhecimentos de pilotagem?.
Por sorte, uma das aeromoças tinha uma licença para pilotar aviões comerciais e sentou-se ao lado do comandante para iniciar a descida e posterior aterrissagem em Shannon, indica o relatório.
Após chegar, o piloto elogiou o trabalho da aeromoça e o co-piloto foi levado ao hospital da localidade de Ennis, no condado de Clare, onde permaneceu internado durante onze dias.
O relatório oficial, elaborado pela Unidade de Investigação de Acidentes Aéreos da Irlanda (AAIU), não especifica o tipo de crise nervosa sofrida pelo co-piloto, mas inclui as opiniões de dois médicos que o trataram e que qualificaram seu estado de "confundido e desorientado".
O piloto explicou que seu colega se tornou "agressivo, reticente a cooperar e incapaz" de desenvolver suas funções, enquanto um passageiro lembra de ter ouvido o co-piloto mencionar no viva voz "Deus".
"Para seu próprio bem e pela segurança do avião, a medida mais apropriada foi retirá-lo de suas responsabilidades e solicitar qualquer atendimento médico disponível a bordo", destaca a investigação.
"Ao perceber que era uma situação difícil, o comandante agiu com tato e conhecimentos e manteve o controle da situação o tempo todo.
Portanto, o comandante e os assistentes de vôo devem ser parabenizados por seu profissionalismo", acrescentou a AAIU.
fonte: EFE

terça-feira, 18 de novembro de 2008

EMBRAER IPANEMA BIOCOMBUSTÍVEL MOSTRADO NA EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL SOBRE BIOCOMBUSTÍVEL EM SÃO PAULO

A Embraer mostrará a aeronave Ipanema movida a álcool na Exposição Internacional sobre Biocombustíveis, que acontece no Hotel Hyatt, em São Paulo, entre os dias 17 e 21 de novembro. Paralelamente ao evento, ocorrerá a primeira Conferência Internacional sobre Biocombustíveis, cujo tema será "Os biocombustíveis como vetor do desenvolvimento sustentável"."A Embraer acredita que o crescimento da indústria da aviação passará pela utilização dos biocombustíveis sustentáveis, a médio-longo prazo", disse Satoshi Yokota, Vice-Presidente Executivo de Planejamento Estratégico e Desenvolvimento Tecnológico da Embraer. "É por isso que a Empresa investe em pesquisa e desenvolvimento de produtos ambientalmente eficientes, incluindo os biocombustíveis. O Ipanema é uma prova disso, sendo o primeiro avião no mundo produzido em série certificado para voar com álcool."Com o objetivo de contribuir para a discussão internacional sobre os desafios e oportunidades apresentados pelos biocombustíveis, o evento contará com a participação de representantes de governos, entidades internacionais, parlamentares, comunidade científica e acadêmica, iniciativa privada, sociedade civil e Organizações Não-Governamentais (ONG), entre outros.Líder no mercado de aviação agrícola no Brasil, com cerca de 75% de participação, o Ipanema é fabricado pela Embraer e comercializado pela Neiva, subsidiária integral da Embraer localizada no município de Botucatu, no interior do Estado de São Paulo. Em 35 anos de produção ininterrupta, mais de mil unidades foram entregues.O Ipanema é utilizado na aplicação e pulverização de defensivos agrícolas, e também pode ser usado no combate a incêndios, reboque de planadores, entre outras aplicações. Originalmente movido à gasolina, o Ipanema é a primeira aeronave do mundo fabricada em série certificada para voar com álcool combustível. Desde 2005, foram entregues 54 aeronaves a álcool e 170 kits de conversão, totalizando uma frota de 224 aviões voando no Brasil com este tipo de combustível, que é de duas a três vezes mais barato que a gasolina de aviação. O álcool combustível melhora o desempenho geral do avião e reduz os custos de operação e manutenção, além de apresentar impacto consideravelmente menor sobre o meio ambiente.Esse projeto é uma das práticas implementadas pela Embraer nos últimos anos para mitigar a emissão de gases que causam o efeito estufa e outros problemas ambientais. Nesse sentido, a Embraer foi a primeira empresa do setor aeronáutico no mundo a conquistar a certificação internacional ISO 14001, que é um atestado das corretas práticas ambientais.Perfil - A Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. - NYSE: ERJ; Bovespa: EMBR3) é uma Empresa líder na fabricação de jatos comerciais de até 110 assentos que tem 36 anos de experiência em projeto, desenvolvimento, fabricação, venda e suporte pós-vendas de aeronaves destinadas aos mercados globais de aviação Comercial, Executiva, e de Defesa e Governo. Sediada em São José dos Campos, no Estado de São Paulo, a Embraer mantém escritórios e bases de serviços ao cliente nos Estados Unidos, França, Portugal, China e Cingapura. A Embraer está entre os principais exportadores brasileiros. Em 31 de março de 2006, a Embraer contava com 17.144 empregados e sua carteira de pedidos firmes totalizava US$ 21,6 bilhões.
Fonte: Revista Fator

ACIDENTE HELICÓPTERO DA FAB

Os restos mortais dos três tripulantes do helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), que caiu no Município de Icapuí (a 202Km de Fortaleza), na tarde de sexta-feira, já estão no Instituto Médico Legal da Capital e serão submetidos a exames periciais, incluindo o de DNA para a comprovação oficial das identidades. Durante a madrugada, oficiais da Aeronáutica solicitaram da Polícia Civil a expedição de guias cadavéricas e identificaram os mortos.Conforme o chefe da Unidade Policial de Icapuí, inspetor Raimundo Moreira da Silva, os mortos no acidente aeronáutico foram: Leonardo Lourenço Barbosa, 25 (tenente); Lamberto Morais Ferreira, 46 (suboficial) e Ulisses Nogueira Rego, 26 (tenente). Eles pertenciam ao Esquadrão Falcão, sediado na Base Aérea de Belém (PA), e participavam dos exercícios de guerra simulada - a ´Operação Cruzeiro do Sul IV´ - no Ceará e Rio Grande do Norte.Os restos mortais dos três tripulantes - que morreram carbonizados - foram recolhidos no local do desastre, na comunidade de Berimbau, por volta de uma hora da madrugada de sábado. A princípio, seriam levados para o Núcleo de Ciências Forenses de Quixeramobim, mas, pela necessidades de exames mais apurados, o Comando da Base Aérea de Fortaleza solicitou que os restos mortais fossem encaminhados ao Instituto Médico Legal da Capital. Peritos da Aeronáutica acompanham o trabalho de necropsia realizado pelos médicos legistas do IML.FeridosDos três tripulantes que sobreviveram ao desastre com o helicóptero, somente um permanece no Instituto Doutor José Frota. Um deles, o oficial Fábio Marinho Freire, teve ferimentos leves e está sendo acompanhado pela equipe médica da própria Base Aérea. O sargento Ernesto Francisco Barreta Júnior, 38, sofreu queimaduras e deu entrada no IJF com suspeita de trauma na bacia. Outro ferido grave, o sargento André Luiz Barbosa, 38, foi transferido para um hospital particular da Capital.Ontem, dois helicópteros da FAB pousaram na cidade de Icapuí com oficiais da Aeronáutica. São peritos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), que serão os responsáveis pela apuração das causas do acidente.Durante toda a madrugada, o local onde o helicóptero caiu permaneceu isolado por soldados da Base Aérea de Fortaleza. Pela manhã, os peritos fizeram medições, fotografaram e filmaram a cena do desastre e recolheram todas as peças que sobraram da aeronave. Apenas um pedaço da cauda estava intacto. A fuselagem ficou completamente destruída por conta do incêndio que atingiu a aeronave, causando a morte de três dos seis ocupantes.
Fonte: Diário do Nordeste

ACIDENTE AÉREO NO CANADÁ

Sete pessoas morreram e uma sobreviveu na queda de um avião em uma ilha da costa oeste do Canadá, informaram as autoridades locais nesta segunda-feira (17). A aeronave Grumman Goose transportava oito passageiros quando caiu em Thormanby, pequenha ilha 50 km ao noroeste de Vancouver, segundo o major Mitch Leenders, do centro de coordenação de resgates. Leenders informou que o sobrevivente caminhou quase dois quilômetros do local do acidente até a costa da ilha, onde foi encontrado por um barco da Guarda Costeira. A imprensa revelou que a aeronave era um avião comercial da companhia Pacific Coastal que transportava funcionários de um projeto hidrelétrico em uma costa remota da província canadense de Columbia Britânica.
Fonte: France Presse

AZUL ENCOMENDA EMBRAER 190

A Azul alterou sua encomenda à Embraer para ter mais aviões adequados à operação no Santos Dumont, aeroporto carioca que tem duas das pistas mais curtas do mundo. A companhia aérea novata, que inicialmente compraria apenas jatos do modelo 195, incluiu no seu pedido aviões do modelo 190, ligeiramente menores.Se fosse hoje, a empresa não poderia operar no Santos Dumont porque o aeroporto está restrito para vôos a Congonhas, em São Paulo, e uso de avião turboélice. A limitação foi criada para estimular o uso do Galeão, mas não tem fundamentos técnicos. A Azul, que fará seu primeiro vôo comercial em 15 de dezembro, conta com a abertura do aeroporto em breve, uma vez que a própria Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) é contra as atuais limitações. Nesta semana, a Anac abre uma consulta pública sobre o assunto." A possibilidade de usar o 190 só surgiu depois que o Santos Dumont entrou na equação " , diz Adalberto Febeliano, diretor de relações institucionais da empresa. Segundo ele, a Azul não planejava voar no aeroporto carioca quando foi criada, em março. A perspectiva só mudou em meados deste ano quando o governo acenou com a possibilidade de abrir completamente o local.Com plano de servir 22 cidades a partir do aeroporto central do Rio de Janeiro, a Azul fez os cálculos e concluiu que teria limitações para usar o Embraer 195. Como as pistas do Santos Dumont são curtas - a maior mede 1.323 metros, contra 3.180 metros da menor pista do Galeão, por exemplo -, há restrição técnica quanto ao peso dos aviões. Para adequar o 195, a Azul teria que voar com parte das 118 poltronas vazias ou fazer apenas vôos curtos, em que os jatos podem decolar com menos combustível e, portanto, mais leves.Já com o modelo 190, que transportará até 106 passageiros, a Azul poderá vender todos os assentos e também partir do Rio para destinos mais longínquos, como algumas capitais nordestinas. A possibilidade de fazer vôos mais longos pode ser uma vantagem competitiva, à medida que empresas como TAM e Gol, cujos aviões levam mais de 140 pessoas, teriam dificuldades de fazer os mesmos trajetos devido ao peso dos jatos.Até o fim de 2009, a Azul terá dez aviões 190 e mais seis jatos 195, num total de 16. A Azul já tem dois aviões 190 que alugou da americana JetBlue e receberá sete aeronaves novas até janeiro, sendo cinco 195 e dois 190. " Não deu tempo de converter esses 195 em 190 porque já estavam sendo fabricados " , diz Miguel Dau, vice-presidente de operações da Azul. A aérea tem 40 pedidos firmes e mais 36 opções com a Embraer.Por ter localização privilegiada na capital carioca, o Santos Dumont é tão atraente quanto Congonhas. Segundo Alexandre Gomes de Barros, diretor da Anac, a agência também vai levar à consulta pública uma regra para distribuir novos horários de vôo no aeroporto. Com a perspectiva de sua abertura completa, TAM e Gol já pediram mais espaço e empresas como a WebJet, cuja sede é no Rio, também têm interesse em crescer no local.
Fonte: Roberta Campassi (Valor Econômico)

American Airlines - Tripulação acusada de praticar agressão e ofensas de cunho racista.

Na viagem de volta dos Estados Unidos, o sambista Dudu Nobre e sua mulher, Adriana Bombom, aterrissaram na delegacia da Polícia Federal, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro.O casal desembarcou na noite de segunda-feira (17) fazendo queixa de agressão e racismo, sofridos, supostamente, num vôo da American Airlines.Segundo Adriana, um comissário teria chamado seu marido de macaco no desembarque; e ainda, numa discussão, o tripulante teria cravado uma caneta no ombro de Júnior, produtor de Dudu Nobre.A assessoria da American Ailines informou que só tomou conhecimento do incidente na manhã desta terça-feira (18). A empresa está averiguando o que ocorreu no vôo 951 entre a tripulação e os passageiros.Rainha de bateria da Portela, Adriana contou que desde o início da vôo, que partiu de Nova York, ela teria sido alvo do preconceito da tripulação.A comissária da primeira classe teria debochado que teve dificuldades para abrir a porta do banheiro do avião.“Desde o início eles estavam de implicância. Durante todo o vôo, essa mulher me perturbou. Mas não quis fazer alarde para não criar confusão. Fui levando. Quando o avião pousou em São Paulo, demoramos um pouco a descer, porque eu estava calçando o sapato das crianças. Aí, a mulher me chamou de estúpida, em inglês. Dudu ouviu e resolveu comprar minha briga”, contou a passista.Segundo Adriana, houve discussão e um comissário, que ela identificou como sendo um chileno chamado Carlos, começou a imitar macaco e a xingar Dudu Nobre.“Houve briga, mas o Dudu evitou bater no cara para não perder a razão. Eles ficaram discutindo e aí surgiu o piloto e co-piloto. Nessa confusão toda, o tal comissário pegou uma caneta e enfiou no braço do Júnior. Ele queria acertar o pescoço do Júnior, mas não conseguiu”, disse Adriana, contando que, para não perder o vôo de conexão para o Rio, decidiram registrar o caso no aeroporto Tom Jobim.Comissário teria agredido produtor Júnior, que teve a camisa rasgada e o ombro machucado, foi encaminhado para fazer exame de corpo de delito. Adriana disse que, segundo ouviu de brasileiros que trabalham na American Airline, o comissário envolvido no caso já teria sido demitido depois de reclamações de passageiros.“Não dá para dizer que não vou mais viajar pela American. A companhia não tem culpa. Mas deveria dar uma formação melhor para os funcionários, principalmente para quem tem de lidar com o público. Nunca passei por isso na minha vida. Fiquei muito triste. A gente sai do país da gente, gasta no país deles e ainda é esculachado desse jeito. Isso é um absurdo”, reclamou Bombom.O casal passou duas semanas nos Estados Unidos. Dudu Nobre fez apresentações em Miami e Nova York, enquanto Bombom passeou com as filhas na Disney.
Fonte: G1

INFRAERO - Protesto de funcionários contra privatização.

Cerca de 40 funcionários da Infraero fizeram um protesto, na manhã desta terça-feira (18), no Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, subúrbio do Rio.A manifestação é contra a privatização do aeroporto e a possível demissão de 600 funcionários, o que representa 50% do efetivo que trabalha no Galeão.Com faixas e cartazes, eles criticaram o governador Sérgio Cabral, que defende o projeto.Os funcionários acreditam que, com a privatização, alguns serviços como o uso de carrinhos de bagagem e a limpeza do local passem a ser cobrados aos passageiros. No dia 26 de setembro, a Infraero já tinha protestado contra a privatização.
Fonte: G1/GloboNews

BOEING 747-8 SOFRE ATRASO

A Boeing vai atrasar as entregas da nova versão do seu jumbo 747. A companhia alega que os motivos do atraso são limitações de recursos de engenharia e também a recente greve de operários, que durou 58 dias.
A Japan Airlines Cargo e a Cargolux Airlines, de Luxemburgo, que receberiam o novo 747-8 nos últimos meses de 2009, tiveram as entregas adiadas para o segundo trimestre de 2010. As encomendas das aeronaves foram feitas em 2005.
A Lufthansa, que encomendou a versão para passageiros do 747-8, chamada de Intercontinental, com capacidade para 467 passageiros, receberá somente no segundo trimestre de 2011.
Fonte: Agência Reuters

Quem ganhou a CRUZEX IV?

A quarta edição da Operação Cruzeiro do Sul (CRUZEX IV) chega ao fim, após 14 dias de trabalho árduo e mais de 650 missões realizadas. Todas estas missões ocorreram em intensa atividade de treinamento de combate para pilotos e planejadores e, o mais importante: sem a ocorrência de nenhum acidente aéreo.
Na guerra simulada, a Força de Coalizão atingiu todos os objetivos militares previstos, o que propiciaria a expulsão das Forças invasoras do país Vermelho e a restauração da liberdade e da ordem no país Amarelo.
No treinamento real, a Força Aérea Brasileira (FAB) ganhou de diversas formas. Primeiro, por treinar nossos pilotos a combater numa Força de Coalizão. E, fundamentalmente, por permitir aos nossos militares aperfeiçoar a qualidade de planejamento de emprego do poder aéreo.
Apesar dos números superlativos, a avaliação positiva da Operação CRUZEX IV não pode ser aferida apenas pela frieza do cálculo, uma vez que os ensinamentos provenientes do convívio amigável e da troca de experiência entre os 2,4 mil participantes do exercício, vindos de diversas nações diferentes, é imensurável.
Por todo o profissionalismo dos militares e pela demonstração pública de reconhecimento da população nordestina, esta Operação CRUZEX foi um sucesso e destaca a Força Aérea Brasileira no cenário continental.
A vitória final da Operação Cruzeiro do Sul é da população brasileira que teve, por meio deste exercício, a inequívoca percepção de possuír uma instituição que tem por objetivo buscar o constante aperfeiçoamento na missão de proteger o Espaço Aéreo Brasileiro.
Que venha a CRUZEX V!
Fonte: CECOMSAER

Mulheres em combate na CRUZEX IV

Mulher, do latin Muliere: Pessoa do sexo feminino; esposa; senhora; mãe. Pensando bem, essa é uma definição generalizada daquele que ficou popularizado como “sexo frágil”, mas não é bem assim. Na CRUZEX IV, as mulheres estão em combate lado a lado com os homens. E mais, prontas para a guerra como nunca.
Há 25 anos as mulheres conquistam um espaço significativo na Força Aérea Brasileira. Enfermeiras, médicas, jornalistas e, mais recentemente, aviadoras. Daniele Lins, de 23 anos, entrou para a aviação na primeira turma feminina da Academia da Força Aérea, a AFA, em Pirassununga. “ Como não existia mulheres como piloto na Força Aérea, nem tive condições de sonhar em ser aviadora. Apareceu a oportunidade de entrar para o curso e eu fui, sem muitas expectativas, mas hoje sou realizada”, diz Daniele, piloto do Esquadrão Flecha.
Outra pioneira na aviação feminina foi Maria Eugênia Etcheverry, piloto da Força Aérea Uruguaia, que está participando da operação pela segunda vez. Envolvida pela idéia de entrar na aviação, ela teve que passar por diversas dificuldades para conquistar espaço nesse universo tão masculino. “No começo houve um pouco de estranhamento por parte dos homens, principalmente porque a mídia deu muito destaque ao fato de sermos pioneiras aviadoras. Mas depois do convívio profissional tudo mudou”, ressalta ela.
Aviadoras, jornalistas, enfermeiras e até mecânicas. Ao caminhar pela Base Aérea não é tão difícil encontrá-las trabalhando. Em um ambiente que até bem pouco tempo era predominantemente masculino, já se pode ver mulheres prontas para a guerra.
Fonte: Laila Lopes/UFRN/CECOMSAER

CRUZEX IV - Jogos de Guerra no Nordeste

Quanto mais próximo de uma situação real de conflito tanto melhor será o exercício militar. E a CRUZEX tem esse mérito. É a copia fiel do que aconteceria num conflito real, de média intensidade. O País Vermelho invadiu o País Amarelo e a coalizão liderada pelo País Azul vai entrar em ação para restaurar a paz.
A CRUZEX IV é um Exercício Aéreo, de dupla-ação, ou seja, existem Forças de Coalizão e uma Força Oponente Real. A operação coordenada pela Força Aérea Brasileira conta com 2500 militares e aeronaves das Forças Aéreas da França, Argentina, Chile, Venezuela e Uruguai. Estas máquinas vão esquentar o céu do Nordeste no período de 1º a 14 de Novembro de 2008. O Teatro de Operações ou área de operação abrange os Estados do Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco.Tensão crescente entre países vizinhos. A diplomacia falha, e a escalada de violência culmina com uma invasão de território. Uma Grande Força de Coalizão é criada, com o respaldo do Conselho de Segurança da ONU, para expulsar o país invasor e restabelecer a integridade territorial da nação agredida. Este enredo é o pano de fundo da quarta edição da Operação Cruzeiro do Sul (CRUZEX IV).
Fonte: CECOMSAER

PASSAREDO alugará jatos da EMBRAER

A Passaredo, companhia aérea regional de Ribeirão Preto (SP), começará a usar o jato mais vendido na história da Embraer e que há anos não voa comercialmente em céus brasileiros: o ERJ 145, para 50 passageiros. Otimista com a demanda, apesar da desaceleração do crescimento econômico prevista, a empresa receberá cinco desses aviões em 2009 e mais do que dobrará sua capacidade.
A Passaredo vai alugar parte dos jatos ERJ 145, que têm de cinco a sete anos de uso, da própria Embraer. Ao todo, vai gastar US$ 75 milhões com os aviões nos próximos quatro anos, diz José Luiz Felício Filho, presidente da empresa. As aeronaves serão entregues a partir do segundo trimestre de 2009. Hoje, a Passaredo opera seis aviões turboélice do modelo Embraer 120 (o Brasília), com trinta assentos cada um. Com os ERJ 145, serão 11 aviões e mais do que o dobro da oferta de assentos.
Fonte : Valor Econômico.

AZUL troca o Rio por Campinas

RIO - A Azul Linhas Aéreas trocou o Rio por Campinas (SP) para iniciar suas operações, a partir de 15 de dezembro. A empresa voará do aeroporto local para cidades como Goiânia, Londrina, Aracaju e Recife, com a promessa de tarifas até 35% menores do que as da concorrência e vôos ponto a ponto (sem conexões). Nenhum vôo saindo de Campinas pousará no Rio.
O presidente da Azul, Pedro Janot, disse que todas as explicações técnicas sobre a necessidade de iniciar vôos partindo do Santos Dumont foram detalhadas ao governo do Estado, que ofereceu o Galeão como alternativa, durante cinco meses de conversações. Mas não houve avanço.
- Voar do Galeão não nos traz competitividade hoje. Os planos para o Galeão serão em 2013. Não iremos para lá antes de estarmos no Santos Dumont. Se o Santos Dumont for aberto, faremos uma base lá.
Fonte: O Globo

ESCUTA AÉREA

Para quem gosta de ouvir a fonia entre os órgãos de Controle de Tráfego Aéreo e as aeronaves em vôo ao vivo, com a visualização da tela do radar.
Visite o site www.maquinasvoadoras.com.br

FAB anuncia lista dos finalistas do programa F-X2

No dia 2 de outubro o Comando da Aeronáutica anunciou os finalistas do programa F-X2 (caça de nova geração que irá equipar a Força Aérea Brasileira), os 36 jatos do primeiro lote serão escolhidos entre os Boeing F/A-18E/F Super Hornet, o francês Dassault Rafaele e o sueco Saab Gripen NG. Em 2009 será divulgado o vencedor do F-X2.

CELULARES autorizado o uso em aviões na União Européia

União Européia aprova o uso de celulares em aeronaves comerciais que sobrevoam os países da comunidade, diversas cias. já estão testando os equipamentos que possibilitam essas ligações sem afetar a segurança do vôo.

LIVRO "Boeing versus Airbus"

Livro do jornalista e consultor político John Newhouse descreve a batalha comercial entre os dois maiores fabricantes de aeeronaves do mundo. Publicado pela Editora Novo Século, com 288 páginas, tradução de Ana Maria Mandim.
Visite o site www.novoseculo.com.br.

VOE UM MUSTANG P-51 POR US$ 4.500,00 A HORA

A aeronave de dois lugares está disponível no aeroporto de Kissimmee, Orlando, Flórida, o preço não é dos mais baratos, mas vale cada centavo para os fãs de aventura aérea. Visite o site www.stallion51.com.

COPA Airlines

Companhia panamenha recebe mais um jato E190, somando 13 aeronaves do tipo na frota.

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...