sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

AVIÃO É DESVIADO PARA FLÓRIDA POR NOVO ALERTA DE SEGURANÇA

WASHINGTON (Reuters) - Um voo da Continental Airlines, que ia de Nova Jersey para a Colômbia, foi desviado para a Flórida nesta sexta-feira devido a um novo alerta de segurança sobre um passageiro, mas a pessoa foi liberada pelo FBI e o voo retomou sua rota, informou a Administração da Segurança dos Transportes (TSA).

"O voo 881 da Continental Airlines do Aeroporto Internacional de Newark para o Aeroporto Internacional de Bogotá foi desviado para o Aeroporto Internacional Jacksonville devido ao interesse potencial em uma pessoa. O avião pousou sem incidentes por volta das 20h45 (horário de Brasília)", informou a TSA em um comunicado.

"O passageiro foi liberado pelo FBI e o voo para Bogotá continua", acrescentou.
O incidente é o mais recente de uma série de alertas de segurança aérea dos Estados Unidos desde o atentado fracassado de 25 de dezembro em um voo de Amsterdã para Detroit.

fonte/Reuters/UOL

VÍDEO - BEECH 18 EM ACROBACIAS NOTURNAS

TAM E GOL PROTESTAM CONTRA AEROPARQUE LIVRE

O governo argentino prometeu liberar o Aeroparque Jorge Newbery, aeroporto central de Buenos Aires, para voos ao Brasil a partir de março. A medida causou irritação na TAM e na Gol, que veem na medida uma tentativa de favorecer a Aerolíneas Argentinas e aumentar artificialmente sua competitivade nas rotas ao Brasil. Representantes das duas brasileiras - além de outras que operam no Mercosul, como a chilena LAN - pediram esclarecimentos ao governo. Uma reunião com o secretário de Transportes, Juan Pablo Schiavi, foi marcada para amanhã à tarde.

Hoje o Aeroparque recebe somente voos domésticos e a ponte aérea para Montevidéu. Todas as demais rotas internacionais usam o aeroporto de Ezeiza, a 22 quilômetros de Buenos Aires, cujo acesso se dá por duas rodovias pedagiadas. Costuma-se gastar pelo menos 35 minutos até Ezeiza, enquanto o trajeto ao Aeroparque raramente passa de dez minutos, saindo do centro.



A pedido da Aerolíneas, o governo argentino está tomando procedimentos para expandir o uso do Aeroparque e permitir voos ao Brasil, ao Chile e ao Paraguai. Isso coincide com o novo plano de negócios da Aerolíneas, reestatizada em 2008, que aposta nos países vizinhos para crescer. Até 2013, a empresa deverá ter 49 voos semanais de Buenos Aires a Guarulhos, 35 para o Galeão e 40 para Santiago. Em todos os casos, é mais do que o dobro da oferta atual.

O problema, para TAM e Gol, é que o Aeroparque tem infraestrutura relativamente limitada e pouco espaço disponível. Por isso, a Aerolíneas se aproveitará da presença que já possui. "Dificilmente haverá acréscimo de voos, mas apenas uma substituição. Para fazer um voo a Guarulhos, bastante lucrativo, provavelmente a Aerolíneas terá que desviar para outro aeroporto uma frequência atual a alguma cidade do interior argentino", diz uma fonte da TAM.

A grande preocupação das empresas brasileiras, segundo o Valor apurou, não é tanto com a eventual perda de passageiros brasileiros. Avalia-se que a Aerolíneas, com passivo de quase US$ 1,5 bilhão e sem perspectivas de voltar ao azul antes de 2013, não conseguirá atrair muitos brasileiros pelo fato de pousar no centro de Buenos Aires. O temor é que a medida interrompa a lenta, porém constante, migração dos passageiros argentinos para as aéreas brasileiras. Como empresa de bandeira nacional, há forte apelo emocional entre os argentinos para escolher a Aerolíneas - processo semelhante ao que ocorria com a Varig - e o uso do Aeroparque pode tornar--se favor decisivo na escolha.

Temendo não ter espaço no Aeroparque, TAM e Gol temem uma competição desleal com a Aerolíneas. "O governo argentino tem todo o direito de estabelecer o uso do Aeroparque como quiser. O que combateremos é a discriminação", disse o diretor de relações institucionais da Gol, Alberto Fajerman.

O governo negou que a medida tenha sido desenhada sob medida para fortalecer a Aerolíneas. Mas essa suspeita se confirmou, segundo fontes brasileiras, depois que a associação de empresas aéreas estrangeiras na Argentina obteve uma cópia da resolução que libera o Aeroparque - e ainda não publicada no Boletim Oficial - com os próprios executivos da Aerolíneas.

"Todas as companhias poderão solicitar e ter autorização para voar para a região pelo aeroporto metropolitano. Mas, como ocorre na maioria dos países, vamos dar prioridade aos requerimentos da nossa empresa de bandeira", admitiu o secretário de transportes, por meio de comunicado. Um auxiliar de Schiavi informou que a análise dos pedidos de operação no Aeroparque deverá demorar em torno de 90 dias. Como a Aerolíneas apresentou a solicitação em janeiro, ele previu para março a expansão operacional do aeroporto.

Para esse auxiliar, as empresas estrangeiras - incluindo as brasileiras - buscam evitar a duplicação de custos, instalando bases simultâneas em Ezeiza e no Aeroparque, e por isso querem evitar sua liberação. Segundo ele, há espaço para a entrada das companhias no aeroporto central, que recebe 180 voos diários. "Em 2001, esse número chegava a 400", afirmou o auxiliar, que aposta em um entendimento na sexta-feira, na reunião das aéreas com Schiavi.

"Vamos expor os nossos temores e preocupações", diz Fajerman, da Gol. "A infraestrutura do Aeroparque está esgotada e a presença já existente da Aerolíneas torna essa competição desigual. É como se Congonhas voltasse a ter voos internacionais", comparou. Para as duas brasileiras, o melhor cenário é que os voos continuem concentrados em Ezeiza, evitando a duplicação de bases operacionais (balcões de check-in e lojas de passagens, por exemplo). Observam, porém, que o pior cenário é a Aerolíneas ir sozinha para o "Congonhas portenho".

fonte/CONTATO RADAR/PousadaDasNoticiasCmraDanieleCarreiro

AVIÃO DERRAPA E THAILA AYAlLA PASSA APURO

 
Na manhã de quinta-feira (28) não começou nada bem para Thaila Ayala. A atriz acordou cedo para encarar um voo em Porto Alegre.
 
Ao decolar, o avião derrapou na pista devido a uma pane nos computadores, contou a atriz em seu Twitter. “Se fosse em Congonhas, eu já estaria na Bandeirantes ou no céu. Quantas aventuras nesses aeroportos da vida…Decolagem abortada, o avião fica para manutenção e o piloto diz para a senhora: ‘pelo menos foi em solo e deu tempo’“, escreveu.
 
fonte/foto/Portal Ctv/PousadaDasNoticiasCmraDanieleCarreiro

VÍDEO - A IMPORTÂNCIA DA AVIAÇÃO GERAL NOS ESTADOS UNIDOS - POR MORGAN FREEMAN

MORGAN FREEMAN DEIXA A ESPANHA PILOTANDO SEU AVIÃO PARTICULAR




O ator americano Morgan Freeman se despediu nesta sexta-feira de Madri, onde esteve vários dias promovendo seu último filme - 'Invictus' -, pilotando seu avião particular rumo a Londres.

Freeman interpreta seu amigo Nelson Mandela no filme de Clint Eastwood e após a promoção na Espanha, deixou Madri do aeroporto de Torrejón de Ardoz.

O ator realizará em seu próprio avião todas as viagens da breve viagem promocional europeia iniciada na Espanha, informou hoje a distribuidora do filme, Warner Bros. Pictures.

O avião é o SJ30, prefixo N30GZ, comprado recentemente da Emivest Aerospace em Dubai (Emirados Árabes Unidos) e exibe na cauda o anagrama do Ground Zero, o bar de blues que o ator possui em Clarksdale (Mississipi, EUA), sua cidade natal e residência habitual.

fonte/EFE/EPA/NoticiasSobreAviaçãofoto/Divulgação/Emivest Aerospace / EFE

COMEÇA RETIRADA DOS DESTROÇOS DO AVIÃO QUE CAIU EM IPERÓ, SÃO PAULO


Não há previsão para a retirada total dos destroços do avião bimotor da Embraer EMB 810C Seneca II, prefixo PR-UGO, que caiu na manhã de quarta-feira numa área fechada de mata atlântica, dentro da Fazenda São José, localizada na Estrada do Cagerê, no bairro Bananal, no município de Iperó. Como explicou o major do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), Luís Renato Horta de Castro, a retirada completa depende de vários fatores como a disponibilidade do proprietário da fazenda para a operação e até questões meteorológicas, como a chuva que pode atrapalhar o processo.

Uma oficina especializada em Sorocaba é a responsável pela retirada dos destroços, acompanhados por oficiais do Cenipa. Além de retirarem, também receberão as partes do bimotor para análise.

Como adiantou o major do Cenipa que acompanhava a retirada na tarde de ontem, o relatório com as análises preliminares do acidente deve sair no prazo de um mês e o laudo final, com a resposta sobre os possíveis motivos que ocasionaram a queda, pode demorar de um ano para mais.

Retirada

Na tarde de ontem, cerca de seis funcionários da oficina especializada para onde estão levando os destroços iniciaram a retirada da fuselagem, a partir das 14h. Meia hora após o início das atividades já haviam retirado as hélices e trabalhavam na retirada das partes mais pesadas como fuselagem, asas e os motores.

Carta de navegação, revistas e roupas dos ocupantes que estavam a bordo: o piloto José Andrei Ferreira dos Santos, de 32 anos, e Maria Leonor Salgueiro Galeazzi, 69, mãe do proprietário da aeronave e mulher do empresário Cláudio Galeazzi, ex-presidente e atual diretor do grupo Pão de Açúcar, misturavam-se em meio aos destroços.

fonte/ Jornal Cruzeiro do Sul

JULGAMENTO DO ACIDENTE COM O CONCORDE EM 2000 COMEÇA EM PARIS


Dez anos depois do acidente com um Concorde quando decolava de Paris rumo a Nova York e no qual morreram 113 pessoas, começou em Paris o julgamento para determinar a responsabilidade dessa catástrofe aérea que pôs fim ao mito do avião supersônico.

Seis acusados deverão comparecer ante o Tribunal Correcional de Pontoise, norte de Paris.

Em 25 de julho de 2000, dois minutos depois de decolar rumo a Nova York, um Concorde da Air France se chocou contra um hotel na localidade de Gonesse, causando a morte das 109 pessoas a bordo, em sua maioria alemães, e quatro em terra.

O Birô de Investigações e Análises (BEA), autoridade francesa encarregada dos aspectos técnicos do acidente, elaborou seu informe ao final de 18 meses, mas a instrução do sumário penal levou oito anos.

As investigações da BEA concluíram que o acidente foi provocado por uma lâmina de titânio que se desprendeu de um avião DC10 da Continental Airlines, que acabara de decolar do aeroporto parisiense Charles de Gaulle.

Uma pneu do Concorde estourou depois de passar sobre essa lâmina. Os pedaços expelidos depois do estouro esburacaram o depósito de combustível, o que provocou um vazamento de combustível e um incêndio. Em seguida, explodia pela primeira vez um exemplar do emblemático avião.

A americana Continental Airlines, dois de seus funcionários, dois ex-chefes do programa Concorde e um da Direção-Geral da Aviação Civil (DGCA), responsável pela segurança do transporte aéreo, foram indiciados por homicídio culposo.

Continental Airlines negou qualquer responsabilidade e afirma que o aparelho pegou fogo antes de passar por cima da lâmina.

Depois do acidente, os Concordes da Air France e da British Airways permaneceram 15 meses em terra. E, depois de retomar seus voos por pouco tempo, deixaram de voar em 2003.

fonte/AFP/NoticiasSobreAviação

AERUS



Líderes do Sindicato Nacional dos Aeronautas, Aeroviários de Porto Alegre e Fentac/CUT, na rápida audiência com o presidente  Lula,  no FSM,  em Porto Alegre,  terça-feira,  acertaram  reunião  em fevereiro com  Dilma   Rousseff e o ministro Luís Inácio Adams, da AGU, buscando solução para o caso Aerus.


fonte/ZeroHora

FALSO ALARME DE BOMBA EM AVIÃO DA SUNEXPRESS PELA SEGUNDA VEZ EM MENOS DE UMA SEMANA

Um  Boeing 737-800, prefixo TC-SUY, da SunExpress, realizando voo XQ-131 a partir de Munique, na Alemanha, para Antalya, na Turquia, com 133 passageiros, abortou a aterrissagem em Antalya cerca de 5 minutos antes do estimado para o toque na pista, após uma ameaça de bomba.

Foi encontrado em um dos banheiros do avião um bilhete com a ameaça dizendo que o avião sofreria uma explosão.

Durante 40 minutos a tripulação realizou buscas por algum artefato na aeronave sem sucesso.

Os passageiros relataram que o capitão anunciou ainda sobre o mar Mediterrâneo, que havia uma ameaça de bomba que dizia que o avião iria explodir no momento da aterrissagem e, também, que passou as instruções para um possível pouso forçado.

Em seguida, o avião realizou uma aterrissagem segura em Antalya. Os passageiros foram evacuados.

Uma pesquisa posterior no avião não revelou nenhuma evidência de explosivos. Os passageiros foram interrogados e tiveram que se submeter a testes de comparação com o exemplar manuscrito.

Quatro dias antes, outro Boeing da SunExpress foi desviado para Salônica, devido a uma outra bomba brincadeira semelhante.

fonte/samanyoluhaber.com / Aviation Herald/Noticias Sobre Aviação

AVIÃO DE CARGA FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NA ÍNDIA APÓS ALERTA DE INCÊNDIO

Um Boeing 737-200, da Blue Dart Aviation, com quatro tripulantes a bordo, havia decolado para um voo de carga do Aeroporto de Chennai em torno das 10:30 (hora local) em direção a Hyderabad, também na Índia, quando a tripulação recebeu uma indicação de incêndio no motor.

A aeronave já estava em altitude de cruzeiro quando soou o alarme de incêndio no cockpit. O piloto contactou imediatamente o controle de tráfego aéreo em Chennai e pediu permissão para retornar imediatamente.

O aeroporto foi colocado em modo de emergência completo e as decolagens e aterrissagens foram colocadas em espera. Bombeiros e ambulâncias foram para a pista para prestar auxílio após a aterrissagem de emergência.

O Boeing fez um pouso seguro por volta das 11:30 hs..

A aeronave foi então rebocada para a pista de taxiamento para uma averiguação. Verificou-se que houve uma faísca, que pode ter começado um incêndio na unidade auxiliar de potência da aeronave, disseram fontes.

A carga foi levada para Hyderabad por outra aeronave.

fontes/The Times of India / Aviation Herald /Noticias Sobre Aviação

AVIÃO SAI DA PISTA CONGELADA NA DINAMARCA


Alguns dias depois do drama vivido pela Família Real da Dinamarca, outro avião se envolveu num incidente no país nesta quarta-feira (27).
O avião Aerospatiale ATR-72-500, prefixo OY-CIN, da Cimber Air, realizando o voo QI-625 a partir de Copenhagen para Bornholm, ambas cidades da Dinamarca, com 34 passageiros e quatro tripulantes, partiu de Copenhagen com mais de duas horas de atraso devido às condições meteorológicas.

Depois de abortar a primeira aterrissagem em Bornholm devido ao forte vento, o avião passou a sobrevoar as imediações da cidade por cerca de 40 minutos antes de a tripulação tentar a segunda aterrissagem na pista 29.

O avião aterrissou às 19:09 (hora local - 18:09 Z), com cerca de 2:45 hs de atraso, mas, ao tocar a pista, virou à esquerda, saindo cerca de 15 metros para fora da borda da pista, no solo congelado.

Não houve lesões entre os ocupantes nem o avião ficou avariado.
fonte/boarding.no / Aviation Herald/NoticiaSobreAviação/foto/Soren Jensen/Google Earth

DRAMA REAL NO CÉU DA DINAMARCA


A Princesa Marie, mulher do príncipe Joachim da Dinamarca, estava viajando num voo doméstico entre Sønderborg, em Jutland, e a capital, Copenhagen, no final de semana passado, quando ela e seus filhos foram apanhados em um drama no ar.

Marie estava voando com seu filho Henrik e os enteados Nikolai e Felix a Copenhagem a bordo de um voo da Cimber Sterling quando, na aproximação para a aterrisagem, o trem de pouso não teria funcionado, informou jornal Ekstra Bladet.

A roda da frente, do nariz da aeronave Bombardier CRJ, não desceu automaticamente como o planejado.

A aterrissagem foi abortada e o avião passou a circular o aeroporto enquanto era tentada uma solução para o problema. Logo, o piloto conseguiu liberar o trem de pouso dianteiro manualmente.

Mas o drama não havia acabado. A aeronave estava com pouco combustível e foi liberada para uma aterrissagem prioritária.

Carros do Corpo de Bombeiros e ambulâncias estavam de prontidão aguardando a aeronave que, finalmente, aterrissou sem incidentes.

Todos os 43 passageiros a bordo foram informados sobre o incidente pelo piloto antes de desembarcarem.

fonte/TheCopenhagenPostOnline/NoticiaSobreAviação

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...