sábado, 2 de novembro de 2013

CORREIO AÉREO NACIONAL E SADIA TRANSPORTES AÉREOS NOS ANOS 60 E 70


EMBRAER ATRASA ENTREGA DE JATOS E FRUSTRA MERCADO


Os resultados da Embraer vieram abaixo das expectativas do mercado no terceiro trimestre. O lucro da fabricante de aeronaves foi 10,5% inferior ao obtido em igual período de 2012, totalizando R$ 118,7 milhões, ou o equivalente a US$ 52,9 milhões. Cinco analistas consultados pelo Valor estimavam que o resultado da companhia ficaria em torno de US$ 85 milhões. 

Em reunião com analistas, o diretor-presidente da Embraer, Frederico Fleury Curado, disse ontem que a empresa enfrenta desafios, mas espera um mix de produtos mais equilibrado durante o quarto trimestre. "A nossa expectativa é de um resultado melhor no último trimestre deste ano, quando existe uma concentração natural de entregas de jatos", afirmou vice-presidente executivo financeiro da Embraer, José Antônio Filippo, em teleconferência com jornalistas. 

A empresa manteve as projeções para o ano de 2013, em termos de entregas de aeronaves, apesar de alguns adiamentos. De acordo com as metas já divulgada anteriormente, a Embraer espera entregar de 90 a 95 jatos comerciais e entre 80 e 90 jatos executivos leves, além de 25 a 30 jatos de grande porte. O aumento dos estoques reflete o maior volume de entregas que a empresa não conseguiu cumprir e que foram transferidas para o quarto trimestre, disse Filippo. 

Sobre o adiamento da entrega de 24 aeronaves para a americana Jet Blue, anunciado esta semana, o presidente da Embraer afirmou que espera preencher esse espaço com outros contratos. "A decisão da Jet Blue não terá impacto nas nossas entregas de 2013 e 2014", disse. 

Além dos EUA, que hoje respondem pela maior parte das vendas de jatos comerciais da Embraer, especialmente do modelo E175, para até 80 passageiros, Curado enxerga boas oportunidades de negócios para os aviões de maior porte na América Latina e China. 

A receita da companhia cresceu 3,4%, atingindo R$ 2,9 bilhões no terceiro trimestre, enquanto a geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes do pagamento de juros, impostos, depreciação e amortização) aumentou 5,4%, para R$ 358,5 milhões. Filippo disse que a companhia continua firme no objetivo de ter uma margem Ebitda na faixa de 13% a 14%. No acumulado do ano, a empresa registra uma margem Ebitda de 11,7%. 

Principal concorrente da Embraer, a canadense Bombardier também registrou um recuo de 21% no lucro líquido no terceiro trimestre, para US$ 147 milhões, além de queda nas entregas e na carteira de pedidos. 

Ontem, os trabalhadores do primeiro turno da Embraer decidiram fazer uma paralisação de 24 horas. Eles pedem um reajuste de 8%, enquanto a empresa apresentou uma proposta de 6,07%, a ser aplicada em janeiro. A companhia afirmou que a paralisação não afetou a produção. 

fonte/ValorEconomico

EUA INVESTIGAM EMBRAER POR SUBORNO EM CONTRATO DE US$ 90 MILHÕES

As autoridades americanas e do Brasil estão investigando se a brasileira Embraer subornou funcionários da República Dominicana em troca de um contrato de US$ 90 milhões para fornecer aeronaves para as Forças Armadas do país, segundo o The Wall Street Journal, citando documentos e fontes com conhecimento da situação.
O terceiro maior fabricante de aviões civis do mundo está sob investigação do Departamento de Justiça e do regulador dos mercados dos EUA (SEC, na sigla em inglês) desde 2010. A Embraer afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que divulga, desde 2011, "a existência de um processo interno de investigação relativo a certas operações comerciais ocorridas fora do Brasil, no qual a Empresa vem cooperando de forma plena com as autoridades".A Embraer disse ainda em nota que a referida investigação é realizada em caráter de sigilo, "de modo que não é permitido à Empresa se pronunciar a respeito". "Sempre que a Embraer foi procurada para comentar esse assunto, reiterou sua impossibilidade legal de fazê-lo, pelo que lamenta quaisquer especulações antes da efetiva conclusão da investigação", completou em nota, acrescentando que "integridade, transparência nos negócios e ética nos relacionamentos são princípios que sempre nortearam a atuação da Embraer".
De acordo com documentos analisados ​​pelo jornal, os reguladores dos EUA dizem que têm provas, que incluem registros bancários e emails, para provar que autoridades da Embraer aprovaram um suborno de US$ 3,4 milhões a um funcionário da República Dominicana com influência em aquisições de equipamento militar.

fonte/Terra

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...