sexta-feira, 3 de junho de 2011

TARIFAS AÉREAS DEVEM AUMENTAR COM PREÇO DO PETRÓLEO, DIZ ASSOCIAÇÃO


Passageiros estão se deparando com tarifas mais altas, já que as companhias aéreas tentam repassar um incremento estimado em US$ 50 bilhões no preço dos combustíveis este ano, afirmou um órgão líder do setor na Ásia nesta sexta-feira. Andrew Herdman, diretor-geral da Associação de Companhias Aéreas da Ásia-Pacífico, disse que as tarifas terão que aumentar 10% para compensar os altos preços do petróleo, mas analistas questionaram se as companhias conseguirão repassar os custos por completo.

Seus comentários antecipam o encontro anual da Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata), no qual companhias aéreas globais devem cortar suas previsões de lucro. "No ano passado, quase nos acostumamos ao preço (do petróleo) a US$ 80 o barril e tivemos um ótimo ano. Mas com os preços a US$ 100 ou mais, o desafio agora é como repassar o alto custo", disse Herdman em uma entrevista.

"No momento, o setor está basicamente lidando com um aumento de custo anualizado de US$ 50 bilhões e isso deve elevar as tarifas. Quando as receitas estão (ao redor) de US$ 500 bilhões, as taxas têm que aumentar em 10%", acrescentou. 

Em 2010, o setor se recuperou da recessão mais rápido que o esperado, reportando lucro recorde de US$ 16 bilhões graças ao crescimento da demanda e a estratégias para aumentar a capacidade de passageiros. Mas o Iata afirmou que sua recente previsão de lucro de US$ 8,6 bilhões em 2011 agora parece otimista e pode ser reduzida na segunda-feira. 

O Iata usou um preço médio de US$ 96 o barril para o petróleo tipo Brent quando calculou sua previsão, mas o preço médio anual até o momento já passa de US$ 110 o barril. Herdman disse que um preço médio de US$ 120 para o barril pode resultar em perdas anuais para o setor, porque opera em marges razoavelmente apertadas.

No pico da recessão global em 2009, o setor reportou uma perda anual de quase US$ 10 bilhões, forçando as companhias aéreas a reduzir sua capacidade ao tirar aeronaves de circulação e reduzir sua ocupação. 

fonte/Reuters

VÍDEO - PNEU EXPLODE NA DECOLAGEM DO 767-300 DA DELATA EM DTW

REPARO COM FITA PREOCUPA PASSAGEIROS DA WEBJET, MAS AÉREA DIZ QUE PROCEDIMENTO É SEGURO


RIO - Alguns passageiros do voo 6700 da Webjet (Rio-Porto Alegre) que faziam o trajeto na manhã do último domingo (29) tomaram um susto ao olhar pela janela do avião. Parte da fuselagem da aeronave havia sido reparada com uma fita, que é permitida pelas autoridades para uso em consertos temporários; no entanto, o tamanho do reparo impressionou e assustou quem estava a bordo.


"Ficamos todos assustados quando vimos. Duas pessoas na minha timeline (do Twitter) disseram que isso é aceito pela Anac, mas, pela quantidade de gente assustada como nós - e também pelo tamanho do buraco - me parece preocupante", contou, em entrevista pelo Facebook, Marcos Sketch, empresário da banda Forfun, que fez as fotos e divulgou no Twitter. 


O empresário lembrou que costuma viajar de avião com frequência e nunca tinha visto algo do tipo. "O que me intriga é que, como disse um amigo meu, o Detran não aprova carros com o pisca-alerta quebrado. Então é natural a gente se preocupar ao ver um buraco desse tamanho", relatou. 

Em nota enviada por e-mail, a Webjet explica que o material usado na aeronave é uma fita homologada para aplicação em superfícies externas das aeronaves. "Os critérios para utilização e aplicação também são especificados nos manuais dos fabricantes das aeronaves, tal como o manual de reparos estruturais, e são sempre usadas em caráter temporário até que o reparo definitivo seja realizado, não comprometendo a segurança. Neste evento em que foi usado um excesso redundante da fita, o problema foi resolvido de forma permanente no mesmo dia em que foi detectado pelo nosso passageiro", afirma a empresa. 

A Anac, por sua vez, diz que "a fita foi colocada para cobrir a falta da porta de acesso em questão. A aeronave pode ser despachada para vôo sem esta porta de acesso" e, no caso em questão, "pode ser colocada uma fita aeronáutica".


fonte/foto;OGlobo/Marcos Sketch
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...