sexta-feira, 4 de maio de 2012

VÍDEO - KAWASAKI C-2 CONCORRENTE PARA O EMBRAER KC-390 E AIRBUS A400 ???

VÍDEO - HELICÓPTEROS EM RODEIOS


FAB REALIZA LANÇAMENTO DE BOMBAS GUIADAS A LASER

A Força Aérea Brasileira realizou nesta terça-feira (1/5) o primeiro lançamento de bomba guiada a laser no estande de tiro de Saicã, a 110 km da cidade de Santa Maria (RS), tendo o A-1 (AM-X) como aeronave plataforma. 
O lançamento faz parte da campanha de certificação das configurações armadas do A-1 com bombas guiadas a laser no Brasil. O kit de guiamento laser é instalado em diversas bombas de fins gerais (BAFG). A partir da instalação dos kits, a BAFG passa a ter uma excelente precisão.

Os voos são realizados com uma aeronave A-1, nas configurações armadas definidas pelo Estado Maior da Aeronáutica (EMAER) e serão utilizados para o processo de modernização das aeronaves (projeto A-1M), em execução pela EMBRAER. 

A Operação Poker é coordenada pelo Departamento de Ciência e Tecnologia da Aeronáutica (DCTA), com a participação do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). 

Além do DCTA, participam da campanha os Esquadrões 1º/10º GAv, 3º/10º GAv, 1º/12º GAv, com o suporte da Base Aérea de Santa Maria (BASM), do Parque de Material Bélico (PAMB) e das empresas Aeroeletrônica e Rafael. Os voos de certificação continuarão até 10 de maio na cidade de Santa Maria (RS).

fonte/FAB/foto/Divulgação
Enhanced by Zemanta

ACIDENTE COM ULTRALEVE EM SÃO JOSÉ, FLORIANÓPOLIS, NO DIA 2 DE MAIO





Ultraleve cai em São José na Grande Florianópolis Jessé Giotti/Agencia RBS

Avião caiu sobre um rancho que servia de abrigo para gado Foto: Jessé Giotti / Agencia RBS
Caroline Passos
 
Um ultraleve Zenair STOL 701 caiu perto das 17h desta quarta-feira nas proximidades do Aeroclube de Santa Catarina, no Bairro Sertão do Maruim, em São José, na Grande Florianópolis. De acordo com o tenente Roberto Weingartner, co-piloto do helicóptero Arcanjo do Corpo de Bombeiros, a aeronave estava sendo testada, conseguiu levantar voo na pista do aeroclube, mas não teve estabilidade para se manter no ar. 

O avião caiu em um rancho que servia de abrigo para gado em uma propriedade próxima à pista. Os animais não estavam no local. Cristian Winter, 37 anos, e Júlio Marques Vieira, 41, estavam no ultraleve avançado, modelo Stol 701. Não foi confirmado quem era o piloto.

Segundo os bombeiros, Winter sofreu ferimentos leves e foi liberado. Vieira foi encaminhado ao Hospital Regional de São José com fratura em um dos braços.

Os helicópteros Arcanjo do Corpo de Bombeiros e o Águia da Polícia Militar atenderam a ocorrência.

fonte/foto/DiarioCatarinense/JoseGiotti
Enhanced by Zemanta

ACIDENTE COM SPITFIRE SUPERMARINE T9 NA ALEMANHA

Uma aeronave Spitfire Supermarine T9, matrícula D-FMKN, da Air Fighter AcademyGmbH, sofreu pequenos danos ao pousar na pista de grama do aeroporto de Bremgarten na Alemanha.

Durante a proximação para pouso o trem de pouso não desceu e o piloto foi obrigado a gastar o combustível para fazer um pouso de emergência que foi feito com segurança e sem feridos.

fonte/ASN/foto/Badishe
Enhanced by Zemanta

ACIDENTE COM CARAVAN DA ONU NA AFRICA

Um Cessna Gran Caravan 208B, matrícula  5Y-NGO, sofreu danos substanciais em um acidente durante pouso no aeródromo de Yambio (HSYA), Sul do Sudão.
Um dos pilotos e um passageiro ficaram feridos, mas nenhuma das lesões parece ser fatal.
O Cessna operado em um vôo da ONU a partir de Juba para Yambio, e durante o pouso o avião atingiu um canal de drenagem, capotou e parou de cabeça para baixo.

fonte/ASN/foto/NewVision
Enhanced by Zemanta

GOL É AUTORIZADA A CORTAR 1 DOS 4 COMISSÁRIOS DE 30% DE SEUS AVIÕES



A GOL foi autorizada a usar três comissários, em vez dos quatro habituais, em voos com aeronaves Boeing 737-700, que correspondem a cerca de um terço da frota atual  e com os quais realiza a maioria de seus voos nacionais. Atualmente, a empresa possui 43 aviões do modelo.

A medida já foi adotada em um voo recente, segundo relato feito por um leitor do G1 e confirmado pela Gol.

Segundo a companhia aérea, a redução do número de comissários foi autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) após a realização de testes de segurança. Até 2010, o número de comissários necessários a bordo no Brasil levava em conta o número de saídas de emergência da aeronave, mas a norma foi modificada e, desde então, para que a empresa seja certificada a operar com menor número de comissários, a Anac exige testes de evacuação.

A agência informou que a demonstração de evacuação de emergência foi realizada pela Gol em 31 de outubro de 2011 e que, após análises internas, a companhia foi autorizada a utilizar três comissários no Boeing 737-700. A data da homologação não foi divulgada.

A empresa diz que tomou a medida como forma de cortar gastos e que já havia informado, em 2011, que ela estava em estudo. Em nota enviada ao G1, a Gol informa que "vem estudando alternativas que visem a sustentabilidade de suas operações. Dentre as medidas tomadas, a companhia já recebeu homologação da Agência Nacional de Aviação Civil para operar com três comissários em suas aeronaves Boeing 737-700, que correspondem a cerca de 30% de sua frota, considerando a frota da Gol e Webjet combinadas".

Desde o início do ano, após a divulgação de balanço financeiro no qual apresentou prejuízo de cerca de R$ 700 milhões em 2011, a empresa divulgou cortes na tripulação e no número de voos para reduzir os custos. Em 12 de abril, a companhia suspendeu o serviço de bordo e o cliente tem de pagar por sanduíches, snacks ou bebidas quentes, cervejas, refrigerantes e sucos, entre outros. A água será dada ao cliente, segundo a Gol, caso ele peça.


Nesta sexta-feira (4), a Gol divulgou que teve um prejuízo líquido no primeiro trimestre de 2012 de R$ 41,4 milhões.
Na nota enviada ao G1 sobre o corte de comissários a bordo, a Gol diz que, para colocar em vigor a medida, "é necessário treinar sua tripulação nos procedimentos do novo formato" e que "esta já é uma prática adotada internacionalmente e é realizada de modo a garantir os altos níveis de segurança de seus clientes e colaboradores, item prioritário de sua política de gestão".
 
Sindicato critica"As empresas estão diminuindo cada vez o número de tripulantes. Comissário não é um mero bandejeiro, uma garçonete. É um profissional treinado para garantir a segurança de voo", critica Carlos Camacho, diretor de segurança de voo do Sindicato Nacional dos Aeronautas.

"Se ocorrer um acidente, um incêndio, qualquer coisa a bordo e for necesário uma evacuação, é preciso um profissional qualificado, um comissário que conheça o ambiente e saiba coordenar isso mesmo sob condições adversas, como fumaça ou fogo. Só um comissário sabe a localização das saídas de emergência e de extintores, os procedimentos para retirada de crianças e idosos e o que precisa realmente ser feito. Não é possível delegar uma função destas a um passageiro", acrescenta ele.
Para ele, "a retirada de um comissário afeta todo o voo".

"Em uma possível evacuação, uma das portas ou saída de emergência poderá contar com apenas um tripulante e haverá riscos. Em uma simulação é tudo combinado. Você usa seus melhores profissionais, treinados, para que a evacuação dê certo. Em um acidente, não tem jogo combinado. Nada acontece como esperado", critica Camacho.

Apesar de ter o aval para reduzir o número de tripulantes a bordo, o Gol ressalta que o procedimento ainda não entrou em operação. "É necessário treinar sua tripulação nos procedimentos do novo formato", informou em nota a Gol.

O G1 recebeu por meio do canal de interatividade Fale Conosco o relato de uma ocorrência em um voo recente em que apenas três comissários estavam presentes e foi solicitado a um passageiro que, se necessário, atuasse na remoção do restante a bordo. A Gol confirmou que o fato ocorreu, mas disse que a companhia não divulgou quando foi e nem qual o percurso afetado. Explicou que o caso foi fora do planejado porque um tripulante teve problemas de saúde e como já havia a autorização, o corte na tripulação foi realizado.

A companhia ressaltou que é um procedimento mundial a orientação de passageiros que estejam sentados na saída de emergência para que saibam operar em uma possível evacuação e que, por isso, as poltronas não são utilizadas por idosos ou crianças.

Após a divulgação do déficit no ano passado, o presidente da empresa, Constantino de Oliveira Junior, anunciou que estão sendo eliminados entre 80 e 100 voos diários (essa revisão da malha teve início em março e deve ser concluída em abril). O número equivale a 8% dos voos diários totais da Gol e da WebJet.

fonte/G1

IRMÃO DO PILOTO NELSON PIQUT É PRESO POR CRIME AMBIENTAL


O irmão do piloto Nelson Piquet, Geraldo Piquet, foi preso na tarde da última quinta-feira (03) acusado de crime ambiental.

De acordo com a polícia, ele é proprietário da Fazenda Piquet que fica no Lago Sul. Ele teria ampliado uma pista de pouso de aviões sem autorização do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e da Dema (Delegacia Especial do Meio Ambiente).

As investigações apontam que a ampliação da pista invadiu uma área de reserva e proteção ambiental, provocando a derrubada de várias árvores nativas do cerrado.

Alvará de soltura
Logo após ser preso,  os advogados dele conseguiram um alvará de soltura no mesmo dia e ele já está solto.

A polícia descobriu a irregularidade na fazenda após sobrevoar a área, depois de uma denúncia anônima. Agora a investigação segue para analisar se a finalidade da duplicação dessa pista está relacionada a interesses comerciais de Geraldo. Nesse caso, segundo a polícia, a pena pode aumentar.

Geraldo Piquet será indiciado por crime ambiental e se condenado pode ficar de um a três anos preso.

fonte/R7

Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...