domingo, 13 de março de 2011

TAM CANCELA VOO E PASSAGEIROS RECLAMAM DE TRATAMENTO

São Paulo - Passageiros de um voo da TAM que sairia na manhã de ontem de Nova York com destino a São Paulo reclamam do atendimento prestado pela companhia aérea após o cancelamento da viagem. 

Segundo informaram os passageiros, o voo JJ 8083 da TAM estava pronto para decolar quando a tripulação informou que a aeronave estava com problemas. Após uma hora e meia de espera ainda dentro do avião, os passageiros foram informados que o voo sofreria atraso de cinco a oito horas.

Conforme relato de uma passageira, que preferiu não se identificar, todos foram orientados a esperar por um ônibus para ir até um hotel em Nova York. A partir daí, afirmou a passageira, os problemas só aumentaram. A TAM não devolveu as malas dos passageiros, que ficaram sem poder trocar de roupa ou ter acesso a itens como remédios, que não estavam nas bagagens de mão. Ela informou ter ouvido de uma aeromoça que, por prevenção, todos deveriam viajar com uma roupa sobressalente na bagagem de mão. 

As condições do hotel onde foram alojados também foram motivo de reclamações. Segundo a passageira, houve reclamações de que o restaurante do hotel era pequeno, não tinha condições para atender a todos e de que os quartos e banheiros estavam sujos.

Em nenhum momento, qualquer funcionário da TAM acompanhou os passageiros, embora entre os clientes estivessem duas meninas de cerca de 12 anos, que viajavam sozinhas. A passageira ouvida pela Agência Estado enviou por e-mail a foto de um cartaz afixado pela companhia aérea no hotel. Escrito a mão, o aviso recomendava que os passageiros não deixassem seus quartos até que o voo, com atraso indefinido, fosse remanejado.

Na manhã deste domingo, um ônibus estacionou em frente ao hotel e coube aos próprios passageiros descobrir que ele tinha vindo para levá-los ao aeroporto. Os passageiros foram realocados no voo JJ 9374 e a última informação era que deixariam Nova York em direção a São Paulo ao meio-dia (horário local). A Agência Estado procurou a TAM e ainda aguarda um posicionamento oficial da companhia sobre o caso. 

fonte/AgEstado

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...