quarta-feira, 10 de agosto de 2011

PREFEITO DE BELO HORIZONTE DIZ QUE CONTINUARÁ A FRETAR AVIÃO


O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, disse hojeque vai continuar fretando aviões nas suas viagens oficiais, apesar da ação movida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) que aponta prejuízo de R$ 875,9 mil aos cofres do município. A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público analisou 39 viagens entre 6 de fevereiro de 2009 e 20 de julho de 2011.

Lacerda disse que os custos se justificam em função da "dupla agenda": ele tinha que estar na capital mineira antes e depois de tais viagens e, portanto, não poderia estar sujeito à disponibilidade de horários e eventuais atrasos nos voos comerciais. Não foi o que aconteceu, no entanto, quando o prefeito viajou a São Paulo para a festa de aniversário de um jornal de circulação nacional. O próprio Lacerda disse que deixou Belo Horizonte às 16 horas e retornou na manhã seguinte.
Questionado sobre o motivo de não pegar um voo comercial diário que sai do Aeroporto da Pampulha às 17 horas em direção a São Paulo, o prefeito respondeu: "Se fosse para ir a São Paulo através de um voo comercial, dada a insegurança do transporte aéreo brasileiro de passageiros, eu nem teria ido a essa atividade". Ele disse que a viagem foi importante para fazer contatos com políticos e empresários.
fonte/AgEstado

FORÇA AÉREA BRASILEIRA - 4 ACIDENTES EM CINCO MESES


Em sete meses, cinco aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) sofreram acidentes ou tiveram problemas técnicos. Em três deles, foram registradas 13 mortes. Um ex-piloto da FAB e especialista em segurança de voo ouvido pelo GLOBO afirma que essas ocorrências em série sugerem a falta de manutenção das aeronaves ou deficiências no treinamento dos pilotos. A FAB nega.
O acidente mais recente aconteceu na última terça-feira, quando oito ocupantes de um avião, modelo C-98 A Grand Caravan, morreram após a aeronave bater em um morro e cair em Bom Jardim da Serra, a 135 km de Florianópolis, Santa Catarina
- A FAB é das Forças Armadas. E nesses casos, em todos os países do mundo, os padrões de segurança não são tão elevados como na aviação civil. Em alguns países, os aviões participam de missões de combate com mais riscos, o que pode resultar em acidentes. Mas, no caso da FAB, esses incidentes ocorreram em voos administrativos. Isso sugere duas coisas: ou o treinamento dos pilotos é deficiente ou a manutenção dos aviões precisa melhorar – diz o especialista em segurança de voo e ex-piloto da FAB Jorge Barros, Barros.
Barros, que foi piloto da FAB nos anos 80, relembra que viveu uma época em que chegou a faltar verba para treinamento e manutenção de aeronaves.
A série de acidentes graves envolvendo aviões da FAB registrou no dia 6 de julho o choque no ar de duas aeronaves T-25 da Aeronáutica em Pirassununga, São Paulo, matando os quatro tripulantes. O acidente ocorreu durante uma missão de treinamento. No dia 12 de maio, um caça modelo A-29 (Super Tucano) caiu a 50 km ao norte de Natal. O piloto, de 24 anos, único ocupante, morreu.

Também neste ano, em 25 de fevereiro, um avião de caça, modelo A-29 (Super Tucano) caiu próximo à pista de pouso do aeroporto de Porto Velho, em Rondônia. O piloto Marcelino Feitosa sobreviveu porque conseguiu acionar o mecanismo de ejeção da aeronave. No Rio de Janeiro, em janeiro, um Bandeirante, que iria para Vitória no Espírito Santo, fez um pouso de emergência no aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, na Ilha do Governador. O avião, segundo a Aeronáutica, modelo C-95, teve que retornar cerca de 30 minutos depois, devido a uma pane hidráulica. Havia sete tripulantes no voo, mas ninguém ficou ferido. Por causa do incidente, uma das pistas do aeroporto ficou fechada por cerca de 30 minutos.

A FAB informou que, exceto as aeronaves que se chocaram no ar em São Paulo, todos os aviões são modelos novos e com poucas horas de uso. E que após a conclusão das causas de cada acidente, surgem recomendações de segurança. Ainda segundo a FAB, essas recomendações são repassadas aos operadores, com o objetivo de evitar repetições dos erros, em situações semelhantes e que podem levar a novos acidentes.


fonte/OGlobo

AERONAVE DA WEBJET APRESENTA PROBLEMAS TÉCNICOS E PRECISA RETORNAR APÓS DECOLAGEM EM CONFINS




Passageiros que embarcaram em um voo no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Grande BH, com destino a Guarulhos, em São Paulo, passaram por um grande susto na manhã desta quarta-feira (10). Por medida de segurança, o piloto da aeronave da empresa Webjet teve que retornar ao aeroporto mineiro pouco tempo depois de decolar em Confins.


De acordo com a assessoria da Webjet, o imprevisto foi ocasionado por uma anormalidade técnica e ninguém ficou ferido com o imprevisto.

Segundo a empresa, 108 pessoas estavam na aeronave e todos foram atendidos por funcionários da Webjet assim que pousaram em Confins. Conforme a Webjet, parte dos passageiros foi realocada em voos de outras companhias e o restante pediu reembolso.

fonte/OTempo

PROJETO PREVÊ QUE AÉREA REEMBOLSE EM DOBRO POR VOO CANCELADO


A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou na última terça-feira um Projeto de Lei da senadora Ângela Portela (PT-RR) que visa alterar o Código Brasileiro de Aeronáutica (Lei 7.566/1.986), de acordo com informações da assessoria de imprensa do Senado. Entre as mudanças, está previsto que as companhias aéreas devem reembolsar os passageiros que tiverem os voos cancelados em duas vezes o valor da tarifa cheia do bilhete.
A medida também prevê que as companhias aéreas terão necessidade de prévia autorização para a exploração de serviços de transporte aéreo doméstico, informando horário, números de voos e frequência. Caso a empresa queira desistir da exploração de alguma linha aérea, deve anunciar com três meses de antecedência e terá de esperar um prazo de dois anos para retomar o serviço.
Com a aprovação na CAE o projeto segue para a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle e após isso será repassada a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, antes de entrar em vigor.
fonte/Terra

TRIBUNAL CHILENO ACOLHE QUEIXA CONTRA FUSÃO DE LAN E TAM


Um tribunal chileno acolheu nesta quarta-feira uma queixa da companhia aérea local PAL Airlines contra a chilena LAN, que aguarda a aprovação de sua fusão com a brasileira TAM, mas disse que não irá suspender uma investigação antitruste sobre a união.
A chilena PAL apresentou ao Tribunal Constitucional - responsável pelo cumprimento da legislação do país - um recurso de inconstitucionalidade de um acordo da LAN com a Fiscalía Nacional Económica para mitigar os efeitos da anunciada fusão no mercado.
Entretanto, a PAL havia solicitado a interrupção da investigação de meses de um tribunal antitruste, que está próximo a uma decisão sobre a fusão.
A LAN espera que o tribunal se pronuncie este mês sobre a fusão, que criaria uma das maiores companhias aéreas do mundo, caso aprovado.
Mais cedo, o presidente da TAM, Marco Antonio Bolonha, afirmou que esperava todas as aprovações necessárias para a fusão com com a LAN para o primeiro trimestre de 2012.
fonte/Reuters/Terra

EMBRAER MOSTRA MODELO DO LEGACY 500 NA LABACE


São José dos Campos – A Embraer participará da oitava Latin American Business Conference and Exhibition (Labace), de 11 a 13 de agosto (quinta a sábado), no Aeroporto de Congonhas (CGH), em São Paulo. A Empresa mostrará um modelo com interior avançado do jato Legacy 500, da categoria midsize, ao lado dos jatos executivos Phenom 100, Phenom 300 e Legacy 650, das categorias entry level, light e large. Na quarta-feira [10 de agosto], às 11 horas, a Embraer organizará uma conferência de imprensa, na sala Santos Dumont, para apresentar uma atualização dos programas de jatos executivos da Empresa.


“A Labace é uma oportunidade importante para mostrar ao mercado latino-americano, que cresce aceleradamente, a tecnologia e o projeto vencedor dos nossos jatos executivos”, disse Breno Corrêa, diretor de marketing e vendas da Embraer para a América Latina – Aviação Executiva. “Temos a satisfação de mostrar no evento o modelo do nosso novo midsize, o Legacy 500, que incorporará a tecnologia de controles de vôo totalmente eletrônicos (full fly-by-wire), 5.560 km (3 mil milhas náuticas) de alcance e velocidade de cruzeiro de Mach 0,82. Também temos a satisfação de exibir o nosso entry level Phenom 100, o jato executivo mais entregue no mundo em 2010, bem como o Phenom 300 e o Legacy 650.”

Diversas etapas importantes do programa Legacy 500 foram finalizadas recentemente, confirmando o cronograma estabelecido. Em junho, o último segmento da fuselagem chegou às instalações da Embraer em São José dos Campos, possibilitando o término da montagem na fuselagem central. Os engenheiros de produção também instalaram com sucesso o compartimento dianteiro pressurizado, tarefa concluída em um terço do tempo planejado. O próximo passo foi a junção das três seções da fuselagem: cabine de pilotagem, fuselagem central e traseira, que aconteceu em meados de julho. Este é um importante avanço rumo ao início dos ensaios em vôo, que está previsto para este ano.

Com a junção da fuselagem do primeiro Legacy 500 concluída, as próximas etapas do processo de montagem avançam. Os engenheiros iniciaram a instalação dos cabos elétricos e suportes para os sistemas e componentes da aeronave. No final de julho, a fuselagem foi transferida para o hangar de montagem final, onde será preparada para receber a estrutura da asa. Em termos de tecnologia de ponta, as seções anterior e posterior da fuselagem são totalmente feitas de materiais compósitos e o processo produtivo utiliza técnicas de robôs e manufatura enxuta (lean manufacturing). A certificação está prevista para 2012.

Os jatos executivos Embraer exibidos na Labace-Lançado em 2008, o Legacy 500 está estabelecendo novos paradigmas para a categoria midsize. O interior, projetado em parceria com o BMW Group DesignworksUSA, oferecerá espaço e estilo inigualáveis. A aeronave será equipada com os aviônicos Rockwell Collins Pro Line Fusion™ e terá a maior cabine e o melhor isolamento acústico da sua classe. Piso plano, altura de cabine de 1,82 metro, ótima pressurização e toalete a vácuo são outras características de destaque do Legacy 500 que complementam o desempenho superior e o baixo custo operacional do jato.

O entry level Phenom 100 foi o jato executivo mais entregue em 2010. Com capacidade para até oito ocupantes, oferece sete opções de tonalidades de cores para o interior, projetado em parceria com o BMW Group DesignworksUSA. O alcance de 2.182 km (1.178 milhas náuticas), incluindo reservas de combustível NBAA IFR, permite voar de São Paulo para Montevidéu sem escalas. O projeto da cabine de pilotagem do jato, certificado em dezembro de 2008, é de última geração. O Phenom 100 confirmou ser o mais rápido e com a maior capacidade de bagagem da sua categoria. O lavatório traseiro privativo é um dos diferenciais competitivos da aeronave.

O light Phenom 300 transporta até 11 ocupantes em um espaçoso e confortável interior, também projetado em parceria com o BMW Group DesignworksUSA. As asas enflechadas e com winglets e os modernos sistemas a bordo foram desenvolvidos com foco no excelente desempenho em vôo. Ponto único de reabastecimento, lavatório com serviço externo e excelente pressurização de cabine são alguns dos diferenciais do jato. O Phenom 300 é um dos aviões mais velozes da categoria light, atingindo 839 km por hora ou 453 nós (KTAS), e voa a uma altitude de 45 mil pés (13.716 metros). Com alcance de 3.650 km (1.971 milhas náuticas), a aeronave é capaz de voar de Brasília para Buenos Aires sem escalas, incluindo reservas de combustível NBAA IFR.

O large Legacy 650 entrou em operação em 2010. Baseado na bem-sucedida plataforma do Legacy 600, o jato possibilita viagens mais longas para até 14 passageiros, com o mesmo nível de conforto. O alcance de 7.223 km (3.900 milhas náuticas) para quarto passageiros, ou 7.112 km (3.840 milhas náuticas) com oito passageiros, ambos incluindo reservas de combustível NBAA IFR, permite voos sem escalas de Londres para Nova York; de Dubai para Londres ou Singapura; de Miami para São Paulo (Brasil); de Singapura para Sydney (Austrália); ou de Mumbai para a Europa Central. O Legacy 600 e o Legacy 650 são equipados com os aviônicos Primus Elite™, que incorporam uma moderna interface gráfica com o usuário, permitindo tomadas de decisões mais rápidas e inteligentes e reduzindo a carga de trabalho do piloto, e características de navegação de última geração.

Perfil-A Embraer S.A. (NYSE: ERJ; BM&FBovespa: EMBR3) é uma empresa líder na fabricação de jatos comerciais de até 120 assentos e uma das maiores exportadoras brasileiras. Com sede em São José dos Campos, no Estado de São Paulo, mantém escritórios, instalações industriais e oficinas de serviços ao cliente no Brasil, China, Estados Unidos, França, Portugal e Singapura. Fundada em 1969, a Embraer projeta, desenvolve, fabrica e vende aeronaves e sistemas para os segmentos de aviação comercial, aviação executiva e defesa e segurança. A Empresa também fornece suporte e serviços de pós-vendas a clientes em todo o mundo. Em 30 de junho de 2011, a Embraer contava com 17.194 empregados – número que não inclui funcionários das subsidiárias não-integrais – e possuía uma carteira de pedidos firmes a entregar de USD 15,8 bilhões.

fonte/EMBRAER

TAM VÊ APROVAÇÕES PARA FUSÃO COM LAN ATÉ PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2012


As aprovações necessárias para que a fusão entre a companhia aérea brasileira TAM e a chilena Lan seja concluída devem ser dadas até o primeiro trimestre de 2012, o que vai permitir a criação da Latam, maior companhia aérea da América do Sul, disse o presidente do grupo TAM, Marco Antonio Bologna.


O Tribunal Constitucional do Chile deve julgar ainda nesta quarta-feira um requerimento da também chilena PAL Airlines para bloquear a fusão e a decisão sobre o pedido deve sair até a quinta-feira, segundo o executivo.

"A gente continua bastante confiante na implementação da Latam", reafirmou Bologna em teleconferência com analistas sobre os resultados do segundo trimestre. "Nós estamos trabalhando com o prazo do primeiro trimestre de 2012."

Bologna disse ainda que "obviamente" o mais importante é a consolidação da operação por meio de uma oferta pública de aquisição (OPA) na BM&FBovespa.

Além disso, disse o presidente o grupo, a fusão ainda depende da aprovação de outros órgãos de análise de concorrência de diversos países. A Alemanha, por exemplo, já aprovou o negócio, enquanto são aguardadas as decisões de Itália e Espanha.

"Aqui no Brasil, apesar de ter autorização prévia, a gente está confiante, querendo que exista uma aprovação do Cade ainda esse ano", disse Bologna. "A gente está trabalhando com todas as nossas assessorias legais, jurídicas, para mostrar realmente que essa transação, essa fusão, é realmente uma fusão em que quem ganha primeiramente são os consumidores. Nós estamos bem confiantes de que ao final tudo isso será aprovado."

Na manhã desta quarta-feira, a TAM informou que reverteu no segundo trimestre prejuízo de um ano antes, mas o resultado representou uma queda de 53% sobre os três primeiros meses do ano, em meio a aumento de custos e redução de preços de tarifas.

Às 12h58, as ações da TAM exibiam alta de 2,91% enquanto o Ibovespa mostrava queda de 1,13%.

fonte/Folha

VEJA A PINTURA DO PRIMEIRO 787 DO MUNDO DA ANA


Na home, o avião no hangar de pinturas da Boeing; acima, o 787 da Ana com a pintura pronta (fotos divulgação Boeing)

O avião no hangar de pinturas da Boeing

A Boeing finalizou neste sábado (dia 6), na fábrica em Everett, nos Estados Unidos, a pintura do primeiro 787Dreamliner do mundo, que pertence à All Nippon Airways (Ana). A fabricante planeja entregar esse jato no próximo mês. E a Ana deve estrea-lo com um voo fretado entre Tóquio, no Japão, e Hong Kong, na China.

fonte/PanRotas/foto/divulgação

RESUMO 03


Aeromexico tem avião movido a biocombustivel


Aeromexico e a Boeing, membros da Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (Alta), em conjunto com o governo mexicano por meio da Asa (Aeroportos e Serviços Auxiliares), anunciaram na semana passada o primeiro voo transcontinental feito por um avião comercial movido a biocombustível.

“O setor vem investindo pesadamente em céus mais verdes, apoiando o uso de novas tecnologias, a melhoria dos processos operacionais, com a aplicação de recursos eficazes em infraestrutura e o desenvolvimento de biocombustíveis. Estamos honrados por trabalhar lado a lado com estas companhias líderes”, disse o diretor executivo da Alta, Alex de Gunten.

Aeroporto de Macapá inicia segunda fase de obras

Infraero iniciou na última quinta-feira (dia 4) a segunda etapa das obras do Aeroporto Internacional deMacapá. O término dessa fase está previsto para dezembro de 2011.

Orçados em R$ 6,8 milhões, os serviços compreendem a adequação, complementação e conclusão das pistas de taxiamento e pátio do novo terminal de passageiros do aeroporto, envolvendo serviços de drenagem, terraplanagem, pavimentação e instalação de torres de iluminação e balizamento noturno.

A primeira fase das melhorias no Aeroporto de Macapá foi concluída em dezembro de 2010, com a execução das obras da estrutura metálica e cobertura do novo terminal de passageiros.

Tam transporta 25% mais passageiros no 2º trimestre


A Tam apresentou hoje seus resultados do segundo trimestre de 2011 (2T11). A eeceita líquida foi de R$ 3,1 bilhões, um aumento de 16,9% comparado com o 2T10, devido principalmente, de acordo com a companhia, ao aumento nas receitas com passageiros, além da criação do Multiplus. Houve um aumento de 24,7% no número de passageiros transportados, chegando a 9,6 milhões no segundo trimestre.

O EBIT foi de R$ 15,6 milhões representando uma margem de 0,5%, comparado com R$ 1,4 milhão e uma margem de 0,1% no 2T10. E o lucro líquido ficou em R$ 60,3 milhões, revertendo o prejuízo líquido de R$ 175,5 milhões no mesmo trimestre do ano passado.

O CASK (sem combustível) ficou em 10 centavos de real, uma redução de 3,5% comparado ao mesmo período do ano anterior. A taxa de ocupação média foi de 73,9% no 2T11, combinando os mercados doméstico e internacional, um aumento de 6.8 p.p versus o 2T10. Houve crescimento de 26,4% na demanda (em RPKs) comparando o 2T11 com o mesmo trimestre do ano anterior.

fonte/PanRotas

GREVE DOS CONTROLADORES AÉREOS DA ALEMANHA DEVE AFETAR VOOS EM GUARULHOS


Uma greve de controladores de voo na Alemanha, programada para hoje, deve afetar voos em todo o País, sobretudo as rotas São Paulo-Munique e São Paulo-Frankfurt, que saem do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.



A União do Controle de Tráfego Aéreo alemã (GDF) afirma que vai parar das 6h às 12h para reivindicar um aumento de 6,5% nos salários. A greve já havia sido anunciada na semana passada, mas foi barrada pela Justiça alemã. Ontem, foi autorizada.

A Lufthansa afirma que a greve pode afetar principalmente a rota São Paulo-Frankfurt, que sai do Brasil à noite e chega na cidade alemã pela manhã. Como a greve está programada para terminar ao meio-dia, os voos da tarde terão menos prejuízo. É o caso das rotas da TAM e da KLM.

fonte/EstadoSP

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...