Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 19, 2008

EMBRAER pode levar linha de produção do Legacy para Gavião Peixoto

Empresa brasileira quer deixar as instalações de São José dos Campos apenas para a produção de aeronaves comerciais. A Embraer está planejando focar a sua atividade de produção de aeronaves comerciais apenas nas instalações de São José dos Campos e está considerando uma possível realocação da linha de produção do jato executivo Legacy para a fábrica de Gavião Peixoto. A fábrica de São José dos Campos tem um pequeno potencial de crescimento tendo alcançado os seus limites, mas há muito espaço para crescimento nas instalações da filial de Gavião Peixoto. Durante uma recente entrevista a imprensa em São José, o porta-voz da Embraer disse: “Os planos são de eventualmente levar o Legacy para lá”. “O objetivo é mover o nosso jato executivo e a maior parte da nossa atividade militar para Gaviao Peixoto e focar Sao Jose dos Campos na atividade comercial”. O jato Legacy é baseado no jato comercial ERJ-145, que é o produto ainda em produção em maior tempo de atividade e o único produzido na Chin…

Clientes do Phenom 100 concluem treinamento de pilotos

Primeiros clientes do Phenom 100 concluem treinamento de pilotos, programa é o primeiro conduzido pela Embraer CAE Training Services (ECTS)
Os primeiros clientes do Phenom 100 concluíram com sucesso os testes práticos realizados no novo jato executivo da Embraer para a categoria entry level junto à Federal Aviation Administration (FAA), no Aeroporto Alliance, em Fort Worth, Estado do Texas, EUA. James Frost, o primeiro cliente autorizado a voar o Phenom 100, é um executivo que atua no setor imobiliário e de minerais e já possui um certificado de Piloto de Transporte Aéreo (Air Transport Pilot), com 2.500 horas de vôo acumuladas em 35 anos de experiência. A esposa de Frost, Elizabeth, também concluiu o programa com sucesso e é a primeira mulher certificada como piloto do Phenom 100. “Parabenizamos os primeiros clientes-pilotos do Phenom 100”, disse Edson Carlos Mallaco, Diretor de Suporte ao Cliente e Serviços da Embraer – Aviação Executiva. “A bem-sucedida conclusão do programa de trei…

TAM amplia freqüências para Belém, São Luís e João Pessoa

A TAM Linhas Aéreas inicia hoje as operações de quatro novos vôos diários. A companhia passa a oferecer ligações diretas de Guarulhos para João Pessoa (Paraíba) e São Luís (Maranhão), além de novas freqüências entre Guarulhos e Belém e entre Brasília e Belém. Os novos vôos - operados com as modernas aeronaves A320, com capacidade para transportar até 174 passageiros - foram criados para atender à demanda crescente de passageiros dessas regiões. O vôo JJ 3532 decola do aeroporto internacional de São Paulo às 7h e chega a Belém às 9h30. No sentido inverso, o JJ 3533 parte da capital paraense às 15h30 e pousa em Guarulhos às 20h15. Já o vôo com destino a São Luís é o JJ 3350, que decola às 19h35 de Guarulhos e chega à capital maranhense às 22h05. Na volta, o JJ 3351 parte às 5h30 e chega a São Paulo às 10h.A freqüência para João Pessoa decola de Guarulhos às 11h e pousa às 13h15. No sentido inverso, o JJ 3357 parte da Paraíba às 14h05 e chega a São Paulo às 18h45. O vôo que liga Brasília…

AZUL Linhas Aéreas solicita suas duas primeiras rotas

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A. solicitou, na semana passada, duas rotas iniciais para começar a operar em dezembro, Campinas-Porto Alegre e Campinas-Salvador, num total de até 35 freqüências semanais em cada rota. Esses serviços devem integrar a malha inicial de rotas da companhia, mas dependem ainda de aprovação da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para que possam ser operados. A companhia pretende começar a voar em meados de dezembro. O início das vendas de passagens, condicionado à aprovação dos horários de trânsito (HOTRAN), está previsto para a primeira semana de dezembro. Nas próximas semanas, Azul irá divulgar novas rotas e cidades servidas. Fonte: Aviação Brasil

AEROMOÇA ajuda a fazer pouso de emergência na Irlanda

Uma aeromoça de um Boeing 767, que fazia a rota Toronto-Londres, assumiu o controle da aeronave para ajudar o piloto a fazer um pouso de emergência na Irlanda, depois que o co-piloto sofreu uma crise nervosa, revelou nesta quarta-feira um relatório oficial.
O segundo comandante do aparelho começou a "desvairar e falar coisas sem sentido" quando o avião, com 146 passageiros, sobrevoava, em janeiro, o oceano Atlântico, o que obrigou o piloto a tomar a decisão de pousar no aeroporto de Shannon, ao oeste da Irlanda.
A investigação destaca que outra aeromoça ficou ferida ao tentar conter o co-piloto, que, por fim, foi afastado dos controles e imobilizado em um assento da cabine de comando.
Sem assistente a seu lado, o comandante do avião, a dez mil metros de altitude, perguntou: "Há algum membro da tripulação com conhecimentos de pilotagem?.
Por sorte, uma das aeromoças tinha uma licença para pilotar aviões comerciais e sentou-se ao lado do comandante para iniciar a descida e po…