Ontem, 18 de abril, aproximadamente às 11h50, durante a realização de Medidas de Policiamento do Espaço Aéreo, aviões de caça da Força Aérea Brasileira (FAB) realizaram Tiro de Aviso sobre uma aeronave, com matrícula do Paraguai, que realizava voo suspeito no espaço aéreo brasileiro.

Essa medida, que antecede o Tiro de Destruição, foi aplicada em virtude de a tripulação da aeronave não obedecer aos procedimentos previstos nas Medidas de Policiamento do Espaço Aéreo Brasileiro, ou seja, realizar o pouso imediato em aeródromo brasileiro para averiguação. Na verdade, a aeronave suspeita optou por fugir pela fronteira do Brasil com a Argentina em voo a baixa altura.

O Comando da Aeronáutica ressalta que são duas as situações em que uma aeronave pode ser considerada suspeita no espaço aéreo brasileiro:
a) a que entrar em território nacional, sem plano de voo aprovado, oriunda de regiões reconhecidamente fontes de produção ou distribuição de drogas ilícitas; ou
b) a que omitir aos órgãos de controle de tráfego aéreo informações necessárias à sua identificação, ou não cumprir determinações dessas mesmas autoridades, caso esteja trafegando em rota presumivelmente utilizada na distribuição de drogas ilícitas.

Brasília, 18 de abril de 2010.
Jorge Antônio Araújo Amaral – Cel Av
Chefe inteirino do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

fonte/FAB/NOTIMP