quinta-feira, 14 de julho de 2011

GOTEIRAS ALAGAM TERMINAL 2 DO AEROPORTO SALGADO FILHO

A forte chuva que atingiu Porto Alegre nesta quinta-feira causou alagamentos em diversos pontos da cidade. Goteiras no terminal dois do aeroporto Salgado Filho, onde as pessoas costumam assistir partidas e chegadas de aviões, causaram pontos de alagamentos e cerca de 12 baldes tiveram que ser colocados para diminuir o transtorno.

— Tem que botar umas plaquinhas aqui dizendo que é "proibido pescar" — brincou o aposentado José Carlos Sousa Santos, 59 anos, que acompanhava o embarque de um familiar.


Para conter a água, baldes foram colocados no terminal 2
Foto: Ronaldo Bernardi




Ruben Schimdit, autônomo, 62 anos, que esperava a filha, funcionária da companhia aérea Trip, acredita que as goteiras são decorrência do mal acabamento do prédio.

— Para gente, que é acostumado, tudo bem. Porém, pra quem vem de longe, fica difícil — relatou.

Como a chuva não cessou, os baldes encheram e começaram a transbordar,  respingando água nos assentos.

Contraponto

O que diz Jorge Herdina, superintendente da Infraero

"Estamos desde junho com execução da reforma do telhado do terminal dois. Foi dado a empresa seis meses para concluir o trabalho. Tivemos pontos isolados com incidência da água. Estamos verificando para estancar o vazamento". 
 
fonte/foto/ZroHora

FABRICANTE DE AVIÃO QUE CAIU NO RECIFE DIZ ESTAR CHOCADO E OFERECE APOIO


O diretor-geral do fabricante do avião LET-410, que caiu na quarta-feira (13) no Recife, divulgou um comunicado dizendo que a empresa da República Tcheca, LET Aircraft Industries, está chocada e triste com o acidente que matou 16 pessoas.

“Oferecemos nosso apoio e ajuda aos responsáveis pela aeronave, bem como às autoridades da aviação brasileira", dizia a nota de Ilona Plšková. A empresa também afirmou que não fará nenhum outro comentário a respeito do acidente até que os resultados das investigações sejam divulgados.

fonte/G1
Enhanced by Zemanta

MULHER MORRE APÓS AVIÃO POUSAR NO RIO DE JANEIRO

RIO - Uma mulher de 59 anos, morreu de causas naturais em um avião que acabara de pousar no Aeroporto do Galeão, na madrugada desta quinta-feira. De acordo com os policiais da Delegacia do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, a filha da vítima, que estava com ela no voo, contou que quando a aeronave pousou, a mulher, que não teve o nome revelado a pedido da família, disse que não se sentia bem. A tripulação tentou socorrê-la, mas ela faleceu dentro do avião. O voo 1744 da Gol decolou de São Paulo, à 1h05m da manhã e pousou no Rio por volta das 2h da manhã. Em seguida a aeronave seguiu viagem para Recife.


fonte/G1

DISCUTINDO FUTURO DA AVIAÇÃO, COMEÇA EXPO AERO BRASIL 2011 EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Começou nesta quinta-feira (14) a 14ª edição da Expo Aero Brasil, evento que movimenta a região até domingo (17). São José, que já é um pólo aeronáutico brasileiro, se torna palco de um dos principais eventos da América Latina. Espera-se que o evento movimente US$ 35 milhões em negócios, e que até 50 mil pessoas passem pelo local. Mil aeronaves estarão expostas.

O evento será realizado pelo terceiro ano consecutivo na cidade, que abriga o maior complexo latino-americano com empresas ligadas à aviação e seus sistemas e é considerada um dos quatro mais importantes clusters aeroespaciais do mundo.


Além da exposição e comercialização de aeronaves, equipamentos, serviços e shows aéreos, a EAB 2011 trará presenças nacionais e internacionais e discutirá temas para o contexto atual do Brasil, que já vem redefinindo sua estrutura aeroportuária para receber a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.


O evento será realizado no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) de São José dos Campos e é direcionado aos profissionais, aos amantes de aviação e àqueles que desejam conhecer um pouco mais do setor que representa um dos pilares da nossa economia.

Setor em alta

Anualmente, o setor aeroespacial brasileiro fatura cerca de US$ 20 bilhões e emprega, direta e indiretamente, um milhão de pessoas altamente qualificadas. A tendência é que os números aumentem com a proximidade dos eventos esportivos que o país irá receber.

Atividades paralelas

Além de apresentar os lançamentos do setor aeroespacial, a EAB traz outras atividades. Os rumos da formação aeronáutica no Brasil serão discutidos no 1º Congresso Brasileiro de Formação Aeronáutica e no 1º Fórum Brasileiro de Manutenção Aeronáutica, temas importantes para a aviação e que o Brasil terá que resolver em curto prazo para continuar crescendo com qualidade e segurança.


Todos os olhares serão atraídos para o céu com a 1ª Revoada Nacional de Aeroclubes e os tradicionais e aguardados shows e acrobacias aéreos com grandes nomes do segmento.

Novidades do setor

Entre as mil aeronaves que serão expostas na EAB 2011, os visitantes poderão conferir as novidades da Embraer, terceira maior empresa em aviação executiva no mundo e a que mais cresceu em 2010. A Goodyear e a Embaixada da França, que organiza a participação coletiva de empresários franceses, também já estão confirmadas.


As empresas ABS Indústria de Aeronaves, Cirrus Brasil, Giroflay Innovations, Aristek, Evektor, Radiohaus, Arieltek e Linford Aviation também apresentam seus lançamentos em aeronaves, equipamentos e acessórios.


A Expo Aero Brasil 2011 está disponível até domingo (17), das 10h às 18h. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada). Crianças de até 7 anos não pagam. Os valores do estacionamento são de R$ R$ 30,00; R$ 50,00 (ônibus); motos não pagam.
 
fonte/Vnews 

COPILOTO AOS 20 ANOS, JOVEM OBTEVE HORAS DE VOO ATUANDO COMO INSTRUTOR

Aos 20 anos de idade e ainda concluindo o curso de ciências aeronáuticas na Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, Victor Hugo Figueiredo Marques já é copiloto em linha comercial.

Ele conta que ingressou na faculdade, há três anos, sem ter nenhuma hora de voo. Há três meses conseguiu ingressar no mercado devido à experiência aérea que acumulou neste período, principalmente trabalhando como instrutor de voo para principiantes, e também muita dedicação e estudo na área.

“Ser piloto não é fácil, não é só ter hora de voo. Precisa reunir tudo, ter vivência, experiência real, além da técnica e da teoria, que se aprende na faculdade. Cursos fora do país e outros treinamentos que podem te dar maior bagagem e visão ampla da aviação civil”, acredita o jovem.

“Só piloto antiquado que acha que só ter horas de voo resolve. O mundo hoje exige outro profissional”, diz Victor Hugo, comentando relatórios da Organização Internacional da Aviação Civil e da Boeing de que haverá falta de pilotos nos próximos 20 anos. O jovem é um exemplo da demanda do mercado brasileiro, que aumentou em 23% as contratações de pilotos em 2010.

Victor Hugo fez as 150 horas exigidas pela Anac para obter a habilitação de piloto comercial e, para adquirir horas de voo e conseguir entrar no mercado, começou a atuar como instrutor em uma escola de aviação no Rio.
“Entrar em companhia aérea é difícil para iniciantes, mas também não é algo impossível. Ingressei com 400 horas de voo e aí fui obtendo mais experiência. Aprende-se fazendo", diz"Eu tinha as 150 iniciais e consegui mais 250 horas orientando e dando instruções para novatos. É uma forma de aprender também e conseguir a quantidade mínima de horas que as empresas pedem”, afirma ele.

 
“Como instrutor, a gente cresce vendo e corrigindo com os erros dos outros. Acredito ainda que um piloto nunca pode parar de estudar e se aperfeiçoar, pois tem que ter uma visão de futuro, sempre pode-se apreender mais”, diz ele, que demorou um ano e meio para conseguir as 400 horas de voo.

Victor voa há três meses uma aeronave Embraer 190. Nesta semana, conversou com a reportagem antes da fazer a linha área Campinas-Rio de Janeiro. “Tive várias instruções, passei por simulador durante algum tempo. O comandante é o responsável pelo voo, mas os copilotos têm a qualificação e a formação necessárias para atuar e assumir sempre que for necessário”, diz.

fonte/G1

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...