terça-feira, 7 de maio de 2013

HOMEM FLAGRA TRURBINA DE AVIÃO PEGANDO FOGO NA FINLÂNDIA

Imagem mostra avião com problemas no ar, logo após a decolagem na Finlândia (Foto: Marjo Karppanen/MVphotos/Polaris)Imagem mostra avião com problemas no ar, logo após a decolagem na Finlândia (Foto: Marjo Karppanen/MVphotos/Polaris)
 
Um voo comercial da aérea Lufthansa que saía de Helsinque (Finlândia) com direção a Frankfurt (Alemanha) passou por momentos de tensão no último final de semana, e a cena foi registrada do chão.

Marjo Karppanen fotografou o momento em que uma das turbinas do Airbus A321-200, com 168 pessoas a bordo, pega fogo durante problemas mecânicos. A pane ocorreu logo após a decolagem, e o avião conseguiu dar meia-volta e pousar em segurança após cerca de 15 minutos de voo para a manobra, segundo um porta-voz da Lufthansa citado pelo site do "NY Daily News".

O caso ocorreu no sábado (4), mas imagem e mais detalhes só foram divulgados posteriormente. A empresa aérea se recusou a explicar se houve uma explosão; a imagem, no entanto, mostra a chamas saindo da turbina esquerda da aeronave.

O jornal especializado "Aviation Herald" deu informações sobre o incidente em sua página. O registro diz que o voo "com 162 passageiros e seis tripulantes estava deixando a pista de decolagem 22R de Helsinque quando a turbina esquerda (V2533) emitiu vários estouros acompanhados de chamas".

"A tripulação desligou o motor e nivelou a 2.500 pés antes de retornar para a pista 15 de Helsinque para um pouso seguro cerca de 15 minutos após a decolagem", completa o periódico. O voo foi cancelado, e a Lufthansa investiga o caso.

fonte/G1
Enhanced by Zemanta

TURKISH AIRLINES PROÍBE O USO DE BATOM E ESMALTE VERMELHO PELAS COMISSÁRIAS DE BORDO

A Turkish Airlines, a maior transportadora aérea da Turquia, emitiu um comunicado onde dá a conhecer as novas regras da empresa. Com os novos desígnios, as comissárias de bordo estão proibidas de usar batom e esmate vermelhos porque, explica a companhia aérea, “os uniformes não incluem as cores vermelho e rosa escuro, por isso, o uso de batom e verniz nessas cores compromete a integridade visual da tripulação”.

Estas regras surgem depois de a companhia aérea ter também proibido a venda de bebidas alcoólicas a bordo nos voos domésticos e com destino a países islâmicos. No início do ano, a transportadora tentou inserir um novo tipo de indumentária com vestidos até aos tornozelos, mas a ideia não foi bem recebida e a gerência acabou por recuar na decisão.

Os ativistas defendem que estas alterações foram impingidas pelo governo islâmico. O presidente do sindicato de trabalhadores do sector, Atilay Aycin, disse à Reuters que “estas novas normas são parte do desejo da gerência da Turkish Airlines de moldar a companhia aos seus padrões políticos e ideológicos”, acrescentando ainda que “não podemos negar que a Turquia se tornou num país mais religioso e conservador”.

fonte/InNoticias.pt

PILOTO FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA COM HELICÓPTERO NO MAR NA NOVA ZELÂNDIA




Peter Maloney pilotava a aeronave de fibra de carborno, projetada e construída por sua empresa, quando viu um alerta no painel que apontava uma pane no motor.

O piloto então declarou emergência pelo rádio e começou uma manobra de rotação para permitir que o helicóptero atingisse a água de forma controlada. Além dele, a copiloto Nina Heatley também estava na aeronave.

As imagens do pouso de emergência foram registradas pelo marido de Nina, que filmava o voo para promover o helicóptero em uma feira na Rússia.

Antes que o helicóptero afundasse, os dois foram resgatados pela polícia marítima neozelandesa, que estava treinando na área.

fonte/foto/BBC



EQUIPE DA ESQUADRILHA DA FUMAÇA LAMENTA FALECIMENTO DE ANTIGO INTEGRANTE















É com grande pesar que o grupo da Esquadrilha da Fumaça recebeu a notícia do falecimento de um dos oficiais que fez parte de sua história, o Tenente Coronel Aviador Décio Francisco Pôssas Santos.

Ele fez parte da equipe no período de 1964 a 1969, época em que atuou como Ala Direita e Ala Esquerda, nas aeronaves North American T-6.

Com essa mensagem, também expressamos os mais profundos sentimentos a toda a família neste momento tão difícil.

E lembramos, sempre, que um rastro de fumaça branca jamais se apaga...


Fotos: Arquivo Histórico do EDA

fonte/foto/EDA

HOMEM É PRESO APÓS POUSAR HELICÓPTERO EM PRAÇA DE CURVELO, MINAS GERAIS


A aeronave foi apreendida pela Polícia Civil e o piloto levado para o presídio da cidade (Polícia Civil/Divulgação)
A aeronave foi apreendida pela Polícia Civil e o piloto levado para o presídio da cidade

Um homem foi preso depois de pousar um helicóptero, que estava impedido de voar e tinha sido apreendido pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em fevereiro deste ano, na Praça Central do Brasil, em Curvelo, Região Central de Minas Gerais. No local acontecia um evento de motociclistas. Felipe Ramos Morais estava com a habilitação para pilotar vencida desde 2009.

Morais já estava sendo procurado pela Anac depois que retirou irregularmente a aeronave, prefixo PR-HDA, de um pátio em Santa Fé do Sul, em São Paulo. “Ele teria pedido a funcionários para pegar alguns objetos dentro do helicóptero e, quando entrou, ligou a aeronave e fugiu. Algumas pessoas tentaram correr para impedir, mas não conseguiram”, explica o delegado regional de Paracatu, André Pelli. A aeronave estava retida pela Anac desde 24 de fevereiro por estar com a inspeção anual de manutenção vencida e o Certificado de Aeronavagabilidade cancelado.

Após a fuga, a Anac enviou um documento para o delegado informando que o suspeito poderia ir para a cidade participar da Motoshow que aconteceu no último sábado. “Ficamos monitorando o aeroporto e, quando assustamos, ele pousou em um espaço na praça”, conta André Pelli. Policiais militares, que já haviam sido informados sobre as investigações, conseguiram fazer a prisão. “O homem estava oferecendo voos panorâmicos para os participantes”, explica o delegado.

Na delegacia, Morais informou que saiu de Sete Lagoas e foi até Paracatu. Também confessou que sabia da documentação atrasada e que estava providenciando a renovação. O piloto foi encaminhado para o presídio da cidade. “Ele entrou com um pedido de fiança e a juíza arbitrou em R$ 50 mil. Porém, até hoje, não pagou”, diz Pelli. O piloto foi autuado em flagrante pela prática do crime previsto no Art. 261 do Código Penal (Atentando contra a segurança de transporte marítimo, fluvial ou aéreo). 

fonte/foto/em.com.br

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...