quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

NUVEM GIGANTE DE POEIRA DO SAARA CAUSA TRANSTORNOS NA ÁFRICA OCIDENTAL


Uma nuvem de pó do deserto do Saara com milhares de quilômetros de extensão ofuscou o sol e impediu voos em todo o oeste da África, na pior tempestade de areia a atingir a região em dois anos.
Uma imagem por satélite da Nasa mostrou uma coluna marrom-amarelada do norte do Saara ocidental até o Mali.

Imagem da Nasa mostra a nuvem de poeira (Foto:  NASA image courtesy Jeff Schmaltz) 

Imagem da Nasa mostra a nuvem de poeira (Foto: NASA , cortesia de Jeff Schmaltz)

Moradores da capital da Mauritânia, Nuakchott, cobriram os rostos com véus ou ficaram dentro de casa enquanto os motoristas ligavam os faróis no meio do dia para enxergar através da névoa. A tempestade, que começou em 6 de fevereiro, deixou camadas grossas de poeira nas calçadas e nas vitrines das lojas.

"Eu estou comendo areia nos últimos dois dias", disse Lea Polony, uma empresária em Nuakchott. "Os locais aonde vou trabalhar foram abandonados por funcionários e clientes".

No vizinho Sengal, o aeroporto Leopold Sedar Senghor cancelou mais de uma dezena de voos na terça-feira, depois que partículas de pó obscureceram o sol e reduziram a visibilidade para menos de 400 metros.

Um meteorologista disse que a poeira vinha na maior parte do noroeste do Saara, provocada pelo chamado Harmattan, um vento sazonal que ocorre durante o inverno no hemisfério norte.
"Esse é um fenômeno anual durante o Harmattan, mas a última vez que vimos uma nuvem de poeira como esta foi em 2010", disse Mamina Kamara, da Agência de Meteorologia do Senegal. "Esperamos que comece a levantar amanhã".

O Ministério do Meio Ambiente do Senegal disse na quarta-feira que a qualidade do ar continuava "ruim" em Dacar - um aglomerado urbano de 4 milhões de pessoas -, o que representa um risco para a saúde.

fonte/Reuters/G1
Enhanced by Zemanta

AZUL COBRA ATÉ R$ 300,00 A MAIS NAS PASSAGENS POR ÔNIBUS QUE ANUNCIA COMO "GRATUITO"

 Atenção.....é um caso de propaganda enganosa???? cabe ao PROCON e o Ministério Público investigar....


A Azul Linhas Aéreas iniciou suas operações em 2008 tendo como principal base um aeroporto até então pouco usado pela maioria dos passageiros: Viracopos, na cidade de Campinas. Para competir com as rivais que operam nos aeroportos de Guarulhos e Congonhas  a empresa lançou um recurso interessante: ônibus rodoviários gratuitos, partindo de diversos pontos da capital paulista e região para Viracopos. A estratégia deu resultado e a Azul fez o mesmo em outra regiões. Hoje, a empresa oferece saída de oito pontos em São Paulo e de Blumenau, em Santa Catarina. 

Mas a comodidade, que é sempre anunciada como GRATUITO pela empresa, pode acabar pesando no bolso do passageiro. Comparando os trechos com e sem o ônibus, os valores mudam na maioria das rotas – sempre sendo mais caro para quem precisa serviço rodoviário. Fizemos várias simulações e o problema ocorreu em quase todas – dependendo do trecho escolhido, a tarifa sobe de R$ 10 a R$ 180, por um serviço que é anunciado como gratuito!


É o caso dos voos para Manaus. Selecionando a saída de Campinas, o menor preço de saída no dia 18 de fevereiro é R$ 559. Alterando para alguma saída com o ônibus, como Piracicaba ou Barra Funda, o valor do mesmo voo sobe para R$ 739. Na volta, o problema se repete: o trecho sem o ônibus custa R$ 489 e com o transporte rodoviário pula para R$ 609 no voo R$ 171. No resultado final, ida e volta saem R$ 1.086,69 para descer em Campinas e R$ 1.386,69 para usar os ônibus – uma diferença de exatamente R$ 300 nos mesmos voos! Antes de publicar esse post, refizemos o mesmo processo várias vezes para ter certeza.


A denúncia foi enviada ao Melhores Destinos pela leitora Juliana Plens, que descobriu o problema enquanto pesquisava passagens e ficou inconformada: “Como de costume, entrei no site da Azul para ver se conseguia uma passagem de Joinville ou Navegantes para Campinas e descobri uma coisa que não tinha notado: apesar de a Azul divulgar que o ônibus é gratuito, pode haver diferença no preço das passagens se você seleciona como destino as cidades atendidas pelo ônibus”.

A leitora fez questão de enviar as seguintes telas comprovando a mudança nos preços, que se confirmou em nossas pesquisas:

“A dica que fica: ao comprar passagens da Azul, não procurar por destino final, e sim por aeroporto. Admirava tanto a Azul, era muito fã da empresa. Com essa, fiquei decepcionada, me senti enganada”, lamentou Juliana.
O Melhores Destinos enviou a reclamação à Azul solicitando uma posição da companhia a respeito. A empresa informou, por meio de sua assessoria de Imprensa, que já está averiguando o caso e prometeu enviar um posicionamento ainda nesta semana. Esperamos que haja uma boa explicação e que a cobrança deixe de ocorrer, ou que a Azul aja com transparência e deixe de anunciar que os ônibus são gratuitos.
Entre no site da Azul e faça algumas simulações que você vai confirmar a diferença dos valores.

fonte/MelhoresDestinos

AIR FRANCE CANCELARÁ 40% DOS VOOS DE LONGA DURAÇÃO

English: Air France Airbus A321-200 (F-GTAL) l...Image via Wikipedia
A Air France disse nesta quarta-feira que espera cancelar até 40% dos voos de longa-duração e até 30% dos voos de curta-duração, à medida que a greve de pilotos entra em seu terceiro dia. 
 
A Air France teve de notificar milhares de passageiros dos voos cancelados desta semana por e-mail e mensagens de texto. 

Na terça-feira, quase um em cada dois voos de média e longa duração foram cortados, mas muitos passageiros foram realocados para voos alternativos, afirmou a companhia. 

O sindicato dos pilotos SNPL afirmou que em torno da metade dos membros estão participando da greve em protesto aos planos do governo de fazer com que grevistas do setor aeroviário deem aviso prévio de dois dias antes de qualquer paralisação. Atualmente, eles não precisam dar o aviso prévio.
A greve, que se soma à confusão nas viagens causada pelas temperaturas congelantes na Europa, está programada para continuar até quinta-feira à noite. 

O diário francês La Tribune, mencionando fontes não identificadas, disse que a Air France perde em torno de 15 milhões de euros (US$ 20 milhões) por dia durante a greve, além do gasto que terá com compensações aos passageiros. 

O ministro dos Transportes, Thierry Mariani, afirmou que o governo vai propor legislação que permite que as companhias planejem serviços mínimos para o período de greve, ao invés de descobrir em cima da hora que a equipe não apareceu para o trabalho. 

A legislação, aprovada pela Assembleia, no final de janeiro, passará para o Senado em meados de fevereiro. 

fonte/Reuters/FolhaSP
Enhanced by Zemanta

AIRBUS A380 DEVE PASSAR POR REVISÕES POR FISSURAS NAS ASAS

English: Qantas Airbus A380 (VH-OQA) takes off...Image via Wikipedia
A Agência Europeia de Segurança Aérea (AESA) recomendará nesta quarta-feira a inspeção de todos os aviões Airbus A380 atualmente em circulação, 67, por fissuras detectadas nas asas de algumas aeronaves. 

Em 20 de janeiro, a AESA havia recomendado a revisão dos aviões com maior número de voos, 30 aeronaves. "Levando em consideração o resultado da revisão, decidimos ampliar a ideia para o conjunto da frota em circulação", disse um porta-voz da agência.

A decisão de prosseguir com uma inspeção gradual de todas as 68 unidades do A380 em serviços vai concentrar a atenção em falhas recentemente identificadas nos novos jatos da Airbus e da americana Boeing. 

Ambas as fabricantes mantêm que seus mais novos modelos continuam seguros para voar."Esta é uma ampliação do processo que já estava em andamento", disse uma das fontes, que pediu anonimato. "Um reparo efetivo já foi identificado", acrescentou. 

A Airbus não quis comentar a ampliação das inspeções nas asas. Um porta-voz da Agência Europeia de Segurança na Aviação (Easa) não estava imediatamente disponível para comentar o assunto.O A380 entrou em operação em 2007.

Possui dois andares e quatro motores e, de acordo com informações da fabricante, é a maior aeronave comercial do mundo, com capacidade para transportar 525 passageiros nas três classes (primeira, executiva e econômica). O modelo também já apresentou problemas em um dos motores Trent 900, fabricados pela Rolls-Royce, que explodiu em 4 de novembro, forçando o A380 da companhia aérea Qantas a voltar para Cingapura com uma asa perfurada.
 
fonte/Reuters/Terra
Enhanced by Zemanta

VÍDEO - LOOPING DE HELICÓPTERO

VÍDEO - F-14


TRIBUNAL MILITAR MANTÉM CONDENAÇÃO A CONTROLADOR ENVOLVIDO EM ACIDENTE DA GOL

Por 12 votos a 1, o plenário do Supremo Tribunal Militar (STM) decidiu nesta terça-feira (6) manter a condenação a um ano e dois meses de prisão imposta ao sargento da Aeronáutica Jomarcelo Fernandes dos Santos, por homicídio culposo. Ele foi dos controladores de voo envolvidos na colisão de um jato Legacy com um avião da Gol, em setembro de 2006 - morreram 154 pessoas no acidente com o voo que saiu de Manaus e faria escala na capital federal.

Para o relator do caso, o ministro Almirante-de-Esquadra Marcos Martins Torres, Jomarcelo “ignorou todas as normas de segurança de voo” e “passou o serviço a outro militar” sem alertar que o jato Legacy estava com seu transponder (equipamento que indica a posição da aeronave) desligado. O sargento foi condenado pela primeira vez em outubro de 2010 pelo Conselho Permanente de Justiça da Auditoria.

“[A negligência de Jomarcelo] foi decisiva para o desenlace dos fatos”, afirmou o relator sobre um dos cinco controladores envolvidos no caso e acusados pelo Ministério Público Militar (MPM) de causar o incidente. A defesa alegou que o relator do caso já chegou com seu voto pronto, que Jomarcelo não tinha inglês em um nível que facilitasse o contato com os pilotos americanos e que a Corte pela primeira vez julgava uma colisão de aeronaves.

Entre os erros de Jomarcelo apontados pelo MPM estavam a falta de orientação ao piloto do Legacy sobre a falta de sinal do transponder e sobre a mudança de frequência, inviabilizando as comunicações; a falta de alerta sobre a altimetria das aeronaves em rota de choque e a ausência de cuidado no aviso a seu substituto.

Para o ministro-relator, as atitudes do controlador poderiam ter evitado o acidente. “O fato de o transponder não estar funcionando, não serve de argumento para excluir a responsabilidade do réu”, afirmou. “Em que pese a tecnologia ter reduzido os riscos, ela não substituiu a ação do homem. O apelante ignorou todas normas para a segurança de voo.”

fonte/UOL

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...