quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

EMBRAER A-29 VERSUS BEECHCRAFT AT-6


SUPER TUCANO - SIEERA NEVADA CORP.


EUA SELECIONAM EMBRAER PARA FORNECER AVIÕES DE DEFESA


SPARKS, NEVADA - A Sierra Nevada Corp. anunciou que a Força Aérea dos Estados Unidos selecionou a empresa Embraer e sua parceira, a Embraer Defense and Security, para fornecer aviões A-20 Super Tucano para a Força Aérea do Afeganistão. A encomenda inicial é de 20 aviões, no valor de US$ 427,5 milhões.

Segundo o comunicado da SNC, o A-29 "será usado para prover capacidades de apoio aéreo leve, reconhecimento e treinamento para os militares do Afeganistão. Como tal, ele é um elemento vital da estratégia dos EUA de retirada do Afeganistão e central para a manutenção da segurança naquela região no futuro". Os aviões serão construídos em Jacksonville (Flórida).
O consórcio Embraer/SNC já havia sido declarado vencedor dessa licitação, mas a decisão havia sido contestada em 2011 pela indústria aeronáutica norte-americana Beechcraft, que saiu da concordata no começo deste mês. 

fonte/AGEstado

VITÓRIA DA EMBRAER NOS EUA É BOA PARA BOEING EM DISPUTA NO BRASIL, DIZ FONTE


  
SÃO PAULO, 27 Fev (Reuters) - Um contrato com a Força Aérea dos Estados Unidos conquistado pela Embraer é um "desdobramento muito positivo" para a Boeing na disputa para fornecer caças à Força Aérea Brasileira (FAB), disse uma fonte de alto escalão do governo brasileiro nesta quarta-feira.

A Embraer e sua parceira norte-americana, Sierra Nevada, conquistaram um contrato de 427,5 milhões de dólares para fornecer 20 aviões de ataque leves para as Forças Armadas do Afeganistão, anunciou o Pentágono após a conclusão do negócio nesta quarta-feira.

fonte/Reuters

NA ITÁLIA ATÉ OS DRONES SÃO BONITOS E ELEGANTES




Todos sabemos que os italianos fazem carros bonitos e elegantes. Ferrari, Maserati e Lamborghini são só alguns dos nomes que fabricam os carros mais desejáveis conhecidos pelo homem. Mas você sabia que os italianos também fazem drones bonitos ?

O quê? Drones bonitos? Exatamente. Eu sei que dizer que uma máquina de matar voadora operada por controle remoto é bonita pode ser um paradoxo para muita gente, mas se você olhar para esta máquina com os olhos de um apreciador de aviões, ele tem um perfil bonito e linhas belas e limpas. Não dá para dizer isto de qualquer drone.


O P.1HH HammerHead é feito pela Piaggio Aero, e é um VANT de reconhecimento capaz de voar a 45.000 pés de altitude (13.716 metros) por aproximadamente 16 horas. Ele é movido por um par de motores Pratt & Whitney Canada PT6-66B do tipo turbopropulsor, e é projetado para ser um olho no céu, e não uma aeronave de ataque. Talvez seja por isto que ele parece muito mais amigável do que um Reaper Predator, que definitivamente é feio e assustador. A gente se borraria com um desses se aproximando. Vamos ficar com o italiano.
drone feio
Ele está indo ou vindo?

fonte/foto/Japopnick

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

REBELDES DERRUBAM HELICÓPTERO MIL MI-8 DA FORÇA AÉRIEA SIRIA


8 MINUTOS DE POUSOS DE B727 EM LAX


fonte/YouTube/DiretoDoCockipit

24 PISTAS DE POUSO ATERRORIZANTES QUE VÃO ATIÇAR SEU MEDO DE VOAR

24 pistas de pouso aterrorizantes que vão atiçar o seu medo de voar

Por - 22 fev, 2013 - 03:07
Voos podem ser tensos até para viajantes com coração sem nenhum problema. Mas o que você realmente devia temer são os aeroportos: quase 60% dos acidentes aéreos acontecem durante taxiamento, decolagem ou aterrissagem.  Eis um show de pistas de decolagem ao redor do mundo que podem fazer você repensar sua próxima viagem:

Barra Airport, na costa oeste da Escócia. Sim, é uma praia para pouso e decolagem. Pelo menos só funciona para voos durante o dia.

aeroporto01
Foto: calflier001

Água, água: Aeroporto Internacional Chubu Centrair. Água e mais água (Tokoname, Japão)

JAPAN NEW AIRPORT
Foto: Kyodo News/AP

Pousar no Aeroporto de Congonhas, no meio de São Paulo, é um grande desafio para pilotos.

aeroporto03
Foto: Joao Carlos Medau

Outro aeroporto na praia: o de Copalis State, no estado de Washington, nos EUA, tem a pista localizada entre o Rio Copalis e uma barreira de pedras.

aeroporto04
Foto: Alex Derr

A pista do Aeroporto Courchevel fica em uma montanha e tem apenas 545 metros de largura. E se isso não fosse assustador o suficiente, também tem uma queda vertical bem no seu fim.

aeroporto05
Foto: Peter Robinett

O Aeroporto de Gibraltar está localizado entre uma cidade movimentada e uma montanha. Além disso, a sua pista de 1.800 metros cruza a mais movimentada rua da cidade, que precisa ser fechada toda vez que um avião decola ou pousa.

aeroporto06
Foto: kimhollingshead

Este é o Aeroporto Gustaff III, na Ilha de São Bartolomeu, no Caribe. A pista de pouso é curta e começa com uma inclinação e termina em uma praia.

aeroporto07
Foto: John M

O Aeroporto Internacional Kai Tak, em Hong Kong, famoso e odiado pelo seu acesso que fazia o coração parar, encerrou seu reinado de 73 anos de terror em 1998.

KAI TAK AIRPORT
Foto: Vincent Yu/AP

O Aeroporto Internacional de Kansai, em Osaka, no Japão. Se aproximar dele é como se o piloto estivesse para pousar na água.

aeroporto09
Foto: mrhayata

Entre montanhas e o Oceano Atlântico, nos penhascos da ilha, está o assustador Aeroporto de Madeira (em Portugal).

aeroporto10
Foto: Thilo Hilberer

Veja a aterrorizante pista de Matekane em Lesotho. São 400 metros e, depois, nada.

aeroporto11
Foto: Tom Claytor

O Aeroporto Narsarsuaq, na Groenlândia. Grandes turbulências e ventos dos fiordes tornam este aeroporto uma tarefa árdua para pilotos. Ele só funciona durante o dia, felizmente.

aeroporto12
Foto: Jim Stewart

O Aeroporto Internacional de Paro, lar da Royal Buthan Airlines, está localizado a uma altitude de 2236m e cercado por montes de mais de 5.000 metros de altura no Himalaya. Pousos noturnos ou com neblina são proibidos.

aeroporto13
Foto: Gelay Jamtsho

A pista de Pegasus White, na Antártica, que fica mais ao sul entre as três que servem a Estação McMurdo. Acredite ou não, aviões decolam e pousam aqui durante o ano inteiro.

aeroporto14
Foto: Tech. Sgt. Shane A. Cuomo/U.S. Air Force

Por causa da pista curta (2.300 metros) no Aeroporto Internacional de São Martinho, naves largas voam por cima da cabeça dos turistas na Praia de Maho. É uma vista espetacular – pelo menos em foto.

aeroporto15
Foto: Takashi

Um bairro altamente populoso, uma pista estreita, vulcões ativos e névoa frequente transformam o Aeroporto de Quito em uma ameaça, mas só por mais um tempo: o principal aeroporto do Equador está sendo substituído por um outro em uma área rural a 20km da cidade.

Ecuador Plane
Foto: Dolores Ochoa/AP

O Aeroporto de Svalbard, na Noruega, perto ao Mar de Barents, foi construído acima de uma camada de gelo permanente em 1975. A repavimentação contínua faz dele um lugar duro para pouso – literalmente e figurativamente.

NORWAY RUSSIA PLANE
Foto: rune Petter Ness/AP

O Aeroporto Tenzing-Hillary, no Nepal, está localizado a 2.860 metros acima do nível do mar, e sua pista tem apenas algumas centenas de metros de comprimento.

aeroporto18
Foto: Alex Smith

O Aeroporto Internacional de Toncontín tem uma pista extremamente curta – e montanhas ao redor – em Honduras.

aeroporto19
Foto: Enrique Galeano Morales

O Aeroporto de Toronto, no Canadá, é outro local difícil de se pousar. E também tem uma praia nudista próxima à pista, que eu tenho certeza que é mais uma distração.

aeroporto20
Foto: John Steadman

O Aeroporto Juancho E. Yrausquin, em Saba. Esta pista caribenha está cercada por grandes montanhas, e termina no mar.

aeroporto21
Foto: Patrick Hawks

Wellington, Nova Zelândia: pista curta, paisagem montanhosa, ventos fortes, e pousos com turbulência.

aeroporto22
Foto: Phillip Capper

Williams Field, Antártica. Duas pistas cobertas de neve limitadas a aeronaves com equipamentos de ski durante o verão. Aviões pousam em 8 metros de neve compacta, no topo de 80 metros de gelo, flutuando em 550 metros de água. Deve ser uma experiência ótima para quem tem sangue frio.

aeroporto23
Foto: U.S. Air Force

Pousar no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, dá a impressão de que o piloto vai cair na água a qualquer momento. Apertem os cintos, o piloto mergulhou.

aeroporto24
Foto: Luiz Gadelha Jr.
Imagem do topo: Jamie
fonte/Gizmodo

domingo, 24 de fevereiro de 2013

PILOTO DE ASA-DELTA MORRE DURANTE MANOBRA NO MORRO DA PIPA, GRANDE FLORIANÓPOLIS


Piloto de asa-delta morre durante manobra no Morro da Pipa, na Grande Florianópolis Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Renatinho era considerado por colegas como um dos pilotos mais experientes do Estado Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
 
Um piloto de asa-delta morreu quando realiza manobras de exibição próximo à rampa utilizada para o salto, no Morro da Pipa, em Canelinha, na Grande Florianópolis. Renato Ribeiro, conhecido como Renatinho, 28 anos, era instrutor reconhecido pela Associação Brasileira de Voo Livre e considerado pelos colegas como um dos pilotos mais experientes do Estado.

O acidente aconteceu por volta das 14h, durante a segunda etapa do Campeonato Catarinense de Asa-Delta, que estava sendo realizada desde sábado no local.

De acordo com o piloto e ex-diretor técnico da Federação Catarinense de Voo Livre, Victor Schroeder, Renatinho seria um dos primeiros a saltar. Enquanto os outros competidores se preparavam, ele realizava as manobras próximo à rampa - até que em uma delas, acabou não conseguindo retornar e perdeu o controle do equipamento.

— Ele era um cara arrojado, gostava de fazer essas manobras mais ousadas. Conversávamos com ele sobre isso, pedíamos para maneirar, mas não tinha jeito, era o que ele gostava — diz, emocionado, Victor Schroeder, lembrando que no dia anterior ele havia sido fotografo como o vice-campeão do campeonato de 2012.

Renatinho foi atendido pelo Corpo de Bombeiros de Tijucas, que atende a região de Canelinha. De acordo com a corporação, ele teria sofrido traumatismo craniano e uma grave lesão na coluna. Para chegar ao local, considerado de difícil acesso, os socorristas precisaram utilizar um quadriciclo. O helicóptero Arcanjo também foi acionado.

Cerca de 40 pilotos participavam da competição. Após o acidente, o campeonato foi cancelado e a Federação deve definir nessa semana se a pontuação de sábado será validada.
 
fonte/DIÁRIO CATARINENSE

sábado, 23 de fevereiro de 2013

NÃO OBRIGUE NINGUÉM A SALTAR.....


ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO NA ÍNDIA IRÁ AJUDAR A RÚSSIA

 
 
mi-17v5, helicóptero, Rússia
Helicóptero Mi-17V5
 
© Фото: ru.wikipedia.org/jno/cc-by-sa 3.0

A Índia tenciona substituir os helicópteros italianos de classe VIP por aparelhos russos. O escândalo de corrupção em torno da compra de doze helicópteros italianos Agusta Westland pela Força Aérea indiana promete dividendos inesperados à Rússia. Em vez de convocar um novo concurso, que poderia durar até sete anos, os militares indianos pretendem simplesmente comprar os Mi-17V-5 russos por ajuste direto.

Singularidades do mercado nacional indiano
Esta não é a primeira vez que um escândalo de corrupção sacode o mercado de armas. Escândalos, desde os quase insignificantes até os monumentais, como o famosíssimo caso anglo-saudita de Al-Yamamah, uma história épica que durou vários anos gerando gastos bilionários em subornos e mensalões, ocorrem, de vez em quando, em quase todos os países do mundo. Nenhum dos principais fornecedores de armas hesita, se necessário, em recorrer a métodos similares e não irá perder uma oportunidade de apanhar os concorrentes em flagrante. As instituições públicas dos países compradores encarregadas de combater a corrupção dão um toque de especial delicadeza a todo esse processo.

O problema fulcral originado pelo escândalo indo-italiano consiste no fato de as licitações indianas se estenderem tradicionalmente por períodos bastante longos. Os concursos públicos, inclusive para contratos relativamente pequenos, podem durar seis ou sete anos, enquanto as licitações para negócios de grande vulto se prolongam, às vezes, por dez ou mesmo mais anos. A rescisão do contrato com os produtores italianos, que é bem provável, encerra em si a ameaça de deixar os dirigentes indianos de mais alto nível sem frota de helicópteros de classe VIP.

Nessas circunstâncias, uma compra por ajuste direto dos Mi-171 russos em modificação VIP pode permitir resolver rapidamente o problema. O caso se simplifica ainda mais porque a Índia já tem assinado um contrato com a Rússia para o fornecimento de um grande lote de estes helicópteros para sua Força Aérea e, portanto, o problema poderá ser resolvido reequipando as aeronaves de acordo com os requisitos apresentados a veículos de transporte especiais e acrescentando posteriormente à encomenda outros doze engenhos.

Tomando em consideração a necessidade de munir os helicópteros de distintos equipamentos de telecomunicação adicionais, dotá-los de sistemas de segurança e cabine de luxo, uma remodelação dessa índole poderá custar bastante caro. Assim, o contrato de fornecimento dos doze helicópteros AW-101 atinge mais de 550 milhões de euros, enquanto o preço unitário da versão básica do mesmo AW-101 excede um pouco os 20 milhões. O Mi-171 é, certamente, menos caro do que o helicóptero italiano, mas é pouco provável que o preço de um modelo VIP seja inferior a 30 milhões de dólares. As aeronaves deste tipo têm compartimentos separados para os passageiros VIP e suas comitivas, levam a bordo sofisticados sistemas de comunicação, incluindo telefones satélite, terminais de teleconferência e linhas especiais para chefes de Estado. Além disso, as cabines têm uma melhor proteção contra ruídos e vibrações. Em resumo, diferem dos helicópteros como uma limusine luxuosa difere de um carro standard.

O homem não vive só de escândalos
A empresa Helicópteros da Rússia (Vertolety Rossii, em russo) não pode queixar-se de escassez de clientes: as vendas de aeronaves de fabricação russa continuam crescendo. Não obstante, no próximo decênio, a companhia irá enfrentar um sério desafio de atualizar radicalmente a linha de modelos, pois os Mi-8/Mi-17 projetados há 50 anos atrás, apesar de todas suas virtudes, nem sempre satisfazem os critérios modernos. O lançamento da produção em série de novos modelos – o Mi-38 e, a longo prazo, o Mi-46 e um helicóptero de porte médio que está sendo desenvolvido no âmbito do programa RACHEL para substituir o Mi-8/Mi-17 – deverá assegurar o sucesso da empresa nos mercados internacionais nas próximas décadas.

fonte/VozDaRussia

GOL ALTERA ROTAS, HORÁRIO E NÚMERO DE VOOS A PARTIR DESTE SÁBADO (23)

A Gol começa a operar uma nova malha de voos a partir de hoje, com alterações de rotas, horários e de número do voos. A mudança afeta quem comprou passagens até 31 de dezembro de 2012.
A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) diz que vai monitorar o processo de mudança de voos para que os direitos dos passageiros sejam preservados. 

A Gol se comprometeu a avisar os usuários sobre as mudanças. Quem não tiver recebido o alerta da companhia pode conferir eventuais alterações no site da Gol, na seção "Seu voo", ou ligar para a central de relacionamento (0800 704 0465). 

Segundo a Anac, caso a mudança de voo proposta pela empresa não seja conveniente, a primeira alteração solicitada pelo passageiro deve ser feita sem nenhuma cobrança de taxas. Novas alterações, contudo, poderão ser cobradas. 

De acordo com a resolução nº 141/2010, da Anac, em caso de cancelamento, atraso ou preterição de embarque, os passageiros terão direito a acomodação em outros voos ou a devolução do valor total pago pela passagem. O não cumprimento da resolução pode levar a multas de R$ 4 mil a R$ 10 mil por infração. 

Em nota, a Gol informou que a mudança foi feita para melhorar a eficiência da operação e para adequar voos que envolvam conexão com empresas parceiras internacionais. A nova malha também foi desenhada para atender as demandas do serviço de carga aérea da empresa, o Gollog. 

A nova malha tem 970 decolagens diárias, 20% a mais do que em setembro do ano passado (810). O aumento se deve à incorporação de parte da malha que era da Webjet, companhia adquirida pela Gol e que foi extinta no fim do ano passado. 

O número de destinos (domésticos e internacionais) aumentou de 62 para 65. Agora são 51 domésticos e 14 internacionais. 

Segundo a empresa, a nova malha prevê mais voos diretos e mais frequências nas rotas principais --de maior demanda e também de maior rentabilidade. 

Em uma concorrência direta com a Azul, a Gol reforça sua presença em Guarulhos, com dez novas decolagens diárias do aeroporto paulista para o Santos Dumont, no Rio. Na semana passada, a Azul ampliou sua oferta de voos em Guarulhos, com cinco partidas diárias para o Santos Dumont durante a semana. 

fonte/FolhaSP

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

PILOTO MORTO EM QUEDA DE AVIÃO ERA PRESIDENTE DO AEROCLUBE DE CARAZINHO

Dalton Schlichting, 49 anos, pilotava uma aeronave agrícola no momento do acidente


Piloto morto em queda de avião era presidente do Aeroclube de Carazinho Jeri Luis Rossoni/Esepcial
Aeronave caiu em um matagal ao lado de uma lavoura de soja Foto: Jeri Luis Rossoni / Esepcial
Fernanda da Costa
 
A queda de um avião na manhã desta sexta-feira deixou o Aeroclube de Carazinho, no norte do Estado, em luto. O presidente da entidade Dalton Schlichting, 49 anos, morreu enquanto pilotava uma aeronave agrícola em Chapada, município vizinho.

Conforme a Brigada Militar de Carazinho, Schlichting realizava um voo para pulverização de uma lavoura de soja quando o avião caiu em um matagal ao lado do local, por volta das 7h30min. A lavoura fica localizada às margens da rodovia Carazinho-Chapada (ERS-330). O piloto não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

No Aeroclube de Carazinho, Schlichting atuava como instrutor de voo. Ele também trabalhava como piloto de aviões agrícolas para uma empresa do município. Uma equipe da Aeronáutica realizou a perícia na aeronave.


Schlichting era instrutor de voo
Foto:Mayara Dalla Libera, Diário da Manhã Carazinho


O velório do piloto será realizado no próprio aeroclube e o enterro, ainda sem local definido, deve ser realizado depois das 10h de sábado.

A morte de Schlichting motivou manifestações de lamento dos moradores de Carazinho nas redes sociais. A maioria das mensagens divulgadas no Facebook expressava apoio à família. Segundo a BM, alguns amigos do piloto também foram ao local do acidente durante o dia, em busca de informações. Entre as homenagens públicas, uma faixa de tecido preta foi colocada no monumento em forma de avião que fica no trevo de acesso à cidade, na rodovia Carazinho-Cruz Alta (BR-285). O  site oficial do aeroclubeestampou a capa preta a partir da tarde.

Segundo acidente aéreo na região


Dez dias antes, a queda de um monomotor nas proximidades do Aeroclube de Passo Fundo, a cerca de 90 quilômetros de Chapada, matou o piloto Alexandre Scheidmandel, 43 anos. Sócio de uma escola de aviação, ele também era natural de Carazinho.


Acidentes com aviões cresceram 16% no país

A morte de dois pilotos no norte do Estado em menos de dez dias expôs o aumento no número de acidentes com aeronaves brasileiras. Nos últimos dois anos, o número de ocorrências com aviões saltou de 132 para 154, um aumento de 16%, segundo dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

De acordo com o órgão, apenas o número de acidentes com aviões agrícolas no país cresceu de 16, em 2010, para 26, em 2011, um salto de 62%. A perda do controle da aeronave, manobras à baixa altura e falha no motor são as três principais causas das ocorrências com este tipo de avião, conforme o levantamento da instituição.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a frota de aeronaves agrícolas do Estado é a segunda maior do país, com 384 aviões, atrás apenas do Mato Grosso, que possui 394 aeronaves. 
 
fonte/foto/ZeroHora

OCUPAÇÃO DE VOOS DOMÉSTICOS ATINGE 79,39% EM JANEIRO


A taxa de ocupação dos voos domésticos de passageiros alcançou 79,39% em janeiro, alta de 6,26% em relação à taxa observada em janeiro de 2012. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que divulgou o dado na tarde desta sexta-feira, trata-se da melhor taxa de ocupação doméstica para janeiro desde o início da série, em 2000.

Em sentido contrário, a demanda do transporte aéreo doméstico de passageiros caiu 1,04% no mês passado na comparação com um ano antes. A Anac informa que a redução de demanda doméstica em janeiro é a primeira para o período desde 2004 e ocorreu após 44 meses consecutivos de crescimento. A oferta doméstica também caiu em janeiro, em 6,87%, representando a primeira redução após oito anos seguidos de expansão para o mês.

Internacional
O balanço da Anac destaca ainda que a demanda do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras teve crescimento de 9,56% em janeiro em relação a janeiro de 2012. A oferta internacional registrou aumento de 20,39% no mesmo comparativo. Os níveis de demanda e de oferta são os maiores desde o início da série, em 2000, ressalta a Anac.
A taxa de ocupação dos voos internacionais operados por empresas brasileiras alcançou 76,93% em janeiro, contra 84,53% em janeiro de 2012.

fonte/Estado/ZHora

BÓLIDO SOBRE ASAS - AVIAÇÃO AGRÍCOLA

Dois últimos pilotos que morreram no Rio Grande do Sul eram naturais de Carazinho


Humberto Trezzi

Aviões agrícolas não são aeronaves comuns. São verdadeiros bólidos com asas, que não admitem erros. Sei disso porque me criei em contato com pilotos agrícolas, amigos de meu pai, que pilotava aviões de treinamento _ os chamados teco-teco. Casualmente, em Carazinho, terra natal dos dois últimos pilotos que morreram no Rio Grande do Sul.

Os teco-teco, apesar do motor fraco, são uma delícia para o piloto, porque têm asa acima da fuselagem e, por isso, planam por grandes distâncias. Uma falha de motor quase sempre é contornável, nesse tipo de aeronave. Já aviões agrícolas são praticamente montados em torno do motor, seu componente decisivo. Alguns muito populares no Brasil possuem inacreditáveis 1.295 HP de potência, superior à de uma Ferrari de corrida. É o caso do americano Air Tractor, cuja força começa pelo nome...). Ou de outro um pouco menos potente, o polonês PZL Dromader, com seus 1.000 HP. São como um Fórmula 1 voando rente ao solo. A força cavalar se deve à necessidade de voar em baixíssima altitude, em média ou grande velocidade, para evitar que a nuvem de defensivo agrícola se espalhe além da área de plantio.

Pilotar, como se sabe, requer atenção total e habilidade. Manejar aviões agrícolas requer isso tudo em dobro, já que a potência e a proximidade em relação ao solo não admitem qualquer vacilo. Basta um cochilo involuntário, um pequeno mal-estar do piloto (às vezes, decorrente de um manobra brusca) e o acidente ocorre. E imprevistos em alta velocidade, sem altura para planeio, têm tudo para serem fatais. 
 
fonte/ZeroHora/HumbertoTrezzi

INVESTIMENTOS DEVEM MELHORAR INFRAESTRUTURAS DOS AEROPORTOS DA REGIÃO NORTE DO RIO GRANDE DO SUL


VOAR PELA REGIÃO
Investimentos devem melhorar infraestruturas
Passo Fundo está buscando junto às três esferas dos poderes, municipal, estadual e federal, a ampliação do aeroporto Lauro Kortz, pois recebe muitos turistas por ser uma cidade pólo e a maior da região norte, além de eventos de grande importância no cenário nacional que sedia. Porém, a cidade não está sozinha na busca de melhorias, os municípios de Carazinho e Erechim também aguardam investimentos no setor aéreo 

Uma demanda crescente para toda a comunidade da região norte do Estado, o Aeroporto Lauro Kortz, vem sendo alvo a muito tempo dos olhares preocupados da população que o utiliza, pela falta de infraestrutura para receber grandes aeronaves e um fluxo intenso de passageiros que se impressionam com o estado do local para uma cidade de médio porte, reconhecida como pólo em saúde, educação e comércio como Passo Fundo. 

Contudo, boas noticias estão previstas, conforme o diretor do Departamento Aeroportuário do Estado-DAP, Roberto Barbosa Carvalho Netto, o aeroporto tem grande importância, por isso o investimento estadual para a remodelação do mesmo. “Nossa proposta para Passo Fundo é uma remodelação total do aeroporto, não tanto a ampliação de pátio de pista, que já foi feito a 12 anos atrás e não tem muito o que acertar. 

Mas temos que ajustar o restante, como as área que não sofreram investimentos, dentro do nosso projeto, um novo pátio para aeronaves, num primeiro momento para quatro aeronaves, que hoje só tem espaço para uma, um espaço para aviação geral, para tirar aqueles hangares que estão todos improvisados, para colocar em um espaço específico,com acesso independente inclusive a pista, para a gente não misturar aviação regular com a aviação geral. O pátio de aeronaves onde esta cria obstáculos que restringe de operar com plena capacidade de carga o aeroporto”, afirma.



(Cerca 4 vôos por dia chegam até a pista do aeroporto de Carazinho / FOTO ARQUIVO DM)


Conforme Caravalho Netto, o terminal poderia ser aproveitado como uma área administrativa, contudo, ao expandir a área, seria preciso seguir para um local onde não é possível devido a razões ambientais, já que existe a nascente do Arroio Miranda. “A idéia é direcionar toda a infraestrutura para a parte de traz do terminal, pista continua a mesma. O pátio passa a ser atrás do atual terminal, mais ou menos no início do estacionamento e o terminal ficaria no final do estacionamento e o novo estacionamento mais para trás. São quatro posições do pátio, mas já com projetos para receber aeronaves de grande porte, o Estado esta com o projeto quase pronto a empresa entregou algo em torno de 80% do projeto, que seria feito de 3 fases”, explica.

Os investimentos seriam de R$ 30 milhões, dos quais já estão previsto R$ 16 milhões para o desenvolvimento de uma fase e meia do projeto. “Com o nosso planejamento já licitamos a obra e desde que ocorra tudo bem em 4 meses já teria uma empresa apta, iniciando as obras no segundo semestre desse ano.Mas de qualquer forma com esse anúncio dos investimentos da união federal, provavelmente teremos 100% dos recursos para fazer isso”, diz.

Preparado para receber até 1 milhão de pessoas
Segundo o diretor do DAP, o planejamento está sendo feito para suportar um milhão de passageiros/ano, uma área de terminal de 5 mil metros quadrados. “Peço paciência para comunidade, porque nesse espaço sabemos que temos grandes deficiências, já que inicialmente aeroporto foi preparado para receber aeronaves menores, hoje já está recebendo o Fokker 100 e a Avianca já anunciou que vai operar com Airbus 319, isso vai agravar o problema do terminal que realmente é deficiente em termos de espaço, e a própria estrutura, como banheiros e áreas disponíveis, pois não comporta o fluxo de uma aeronave desse porte. 

Então peço paciência porque não se justifica o Estado fazer um investimento pesado no terminal sabendo que estará arrasado no futuro, por isso estamos tratando com a prefeitura para aprimorar essa relação, fazendo aqueles melhoramentos possíveis de serem feitos, mas o nosso grande projeto é para que ele se adequar a aeroporto regional, mas nesse governo vamos iniciar as obras”, relata.



(Melhorias na infraestrutura do aeroporto estão sendo realizados pela prefeitura / )

Prefeitura incentiva investimentos
Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico, Carlos Eduardo Lopes da Silva, diversas melhorias estão sendo feitas para melhor comodidade dos usuários do aeroporto. “O município se colocou à disposição, oferecendo toda a estrutura, inclusive financeira para que pudéssemos alavancar as obras. Então estamos realizando serviços de embelezamento das áreas de acesso, melhorias internas dos banheiros, vamos instalar um toten de informações turísticas do município, vamos ver se conseguimos instalar internet wireless, máquinas de café a disposição do público, estamos tentando oferecer essas melhorias, fazer com que obras aconteçam e sua estrutura seja modificada para melhor atendermos. As três secretarias de obras, transportes e serviços gerais estarão atuando em conjunto”, afirma o secretário.


CARAZINHO
Decolagens e pousos aumentam durante a Expodireto
O aeroporto de Carazinho é utilizado, atualmente, para as atividades do Aeroclube de Carazinho e para decolagens e aterrissagens de aeronaves particulares. Cerca de 3 a 4 vôos por dia chegam até a pista do aeroporto de Carazinho, e segundo o presidente do Aeroclube, Dalton Schlichting, este número chega a dobrar no período em que ocorre a Expodireto. “Isto se deve a visita de ministros, figuras importantes da política nacional e estadual e de grandes empresários que vem participar da feira. É o período do ano de maior movimento aqui no aeroporto de Carazinho”, comentou Schlichting.

O aeroporto da cidade ainda precisa de investimentos para poder operar vôos comerciais. De acordo com Schlichting, a principal obra que precisa ser feita no aeroporto para que se tenha capacidade de pleitear uma linha comercial, é a construção do terminal de passageiros. “Um aeroporto que não tem essa infraestrutura mínima não tem como negociar a vinda de uma linha comercial”, salientou, porém lembrou que no orçamento do município para 2013 está previsto recurso de R$ 375 mil para a construção da casa de passageiros do aeroporto – R$ sendo que 75 mil provem de recursos próprios.

Porém, a obra mais urgente no aeroporto é a revitalização da cerca que contorna o local. “Há quase um ano a situação da cerca está muito precária, e isto pode causar acidentes, caso uma criança ou animal invada a pista do aeroporto”, declarou Schlichting. Ele ainda ressaltou que esta é uma obra que teria poucos custos ao município e que precisa ser realizada o quanto antes. “Já entramos em contato com o atual prefeito e estamos esperando um posicionamento”, concluiu.



(Investimentos do Estado devem prepara aeroporto pelos próximos 20 anos / FOTO JÉSSICA FRANÇA)


ERECHIM
Aeroporto aguarda nova avaliação para liberação de verba
O Aeroporto Federal Comandante Kraemer de Erechim, tem hoje condições de receber vôos de todas as regiões do Brasil e do exterior, para viagens domésticas, de negócios ou emergências. Além disso, comporta uma Escola de Aviação Civil para aulas práticas e instruções de vôo.
O terminal aeroportuário possui uma pista operacional para pousos e decolagens de 1.280 metros, que foi pavimentada e sinalizada em 2010, com investimento de R$1.798.140,49 dos governos estadual e municipal.

A ampliação e reforma do terminal de passageiros do aeroporto foi inaugurado em janeiro de 2012 com a presença do governador Tarso Genro. A obra aumentou em 65 metros quadrados o espaço físico do local, totalizando mais de 330 metros quadrados, com a capacidade para acomodar 50 passageiros, onde foram incluídos acessos para portadores de necessidades especiais, mobiliário, cozinha, sala para vigilância armada e climatizadores. Tudo isso, demandou recursos de R$ 213.169,69, sendo R$ 170.535,27 oriundos do Estado e R$ 42.633,82 de contrapartida do município.


Ainda para 2012, estava prevista a implantação da Secinc – Seção Contra Incêndios que consiste em dependências e instalações projetadas para servir de sede operacional do serviço de salvamento e contra incêndios do aeroporto e o IFR – Equipamento de Vôo por Instrumentos, no entanto a verba destinada à obra foi aprovada somente no início deste ano e já deveria ter sido liberada. De acordo com o novo administrador do Aeroporto, Francisco Palhano, uma nova vistoria do Seinfra deve ocorrer nos próximos dias e aí sim, o recurso deverá ser finalmente liberado.

Atualmente no aeroporto de Erechim são realizados dois voos diários, sendo um para Porto Alegre/Passo Fundo/Erechim e outro Erechim/Joaçaba/Caçador/Curitiba, além dos vôos particulares.

fonte/foto/DiarioDaManha

PILOTO DE AVIÃO AGRÍCOLA MORRE APÓS QUEDA EM LAVOURA NO NORTE DO RIO GRANDE DO SUL



Um avião utilizado para despejar agrotóxicos em lavouras caiu na manhã desta sexta-feira (22) em Chapada, na Região Norte do Rio Grande do Sul. Segundo a Brigada Militar, a aeronave prestava serviços a uma granja no momento da queda. O proprietário ligou para a polícia para avisar sobre o acidente.

A queda ocorreu por volta das 7h30 às margens da ERS-330, entre Chapada  e Carazinho. A área foi isolada para o trabalho da perícia. A polícia ainda não informou a identificação da vítima.

fonte/G1/rs

domingo, 17 de fevereiro de 2013

MONOMOTOR EXTRA 300 CAI NA ITÁLIA



Uma aeronave Extra 300, prefixo D-EDTQ, caiu logo após decolar do aeroporto de Rivoli di Osoppo - LI33, Itália, no sábado (16).

O  monomotor  acabou caindo ao lado de uma estrada.
 
O piloto Renato Degano (46) morreu no acidente, era considerado um piloto profissional, trabalhou para a Alitalia como Instrutor Comandante e Examinador e como Comandante da Alitalia Cityliner Cityliner, Blue Panorama Airlines e Airdolomiti / Lufthansa.

fonte/ASN/messaggeroveneto/foto/Gazettino/ messaggeroveneto

MONOMOTOR CAI NA PRAIA DE LAGUNA, SANTA CATARINA, NA TARDE DE SÁBADO


Um avião monomotor Aerotec Uirapuru A-122B, prefixo PP-HKS,  caiu na praia do Gi, em Laguna, no Sul de Santa Catarina, na tarde deste sábado (16). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu por volta das 16h. A aeronave caiu na faixa de areia, a poucos metros do mar. As duas pessoas que estavam no avião tiveram ferimentos leves e foram encaminhadas para o Hospital de Laguna.

Segundos os bombeiros, o proprietário do monomotor é de Laguna. Ainda não se sabe o que causou a queda. De acordo com populares que presenciaram o acidente, a aeronave fez uma curva bastante aberta, perdeu altitude até cair na faixa de areia. Ninguém que estava na praia foi atingido.

fonte/G1/foto/SergioGuimaraes

6. ENCONTRO AERONAUTICO DE CRUZ ALTA - RIO GRANDE DO SUL - 4 E 5 DE MAIO


DCTA ABRE 214 VAGAS PARA REPOR DÉFICIT DE ESPECIALISTAS



Portaria do DCTA, emSão José

O DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), de São José dos Campos, abriu concurso público para 241 vagas em cargos de carreira de ciência e tecnologia.


Do total, 234 são para o DCTA e as outras sete oportunidades serão divididas entre os centros de lançamento de Alcântara, no Maranhão, e da Barreira do Inferno, em Parnamirim (RN).
As vagas são para os níveis técnico, médio e superior e os salários variam de R$ 2.867,31 a R$ 9.490,33.

Vale lembrar que DCTA e Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) enfrentam déficit de servidores há cerca de 10 anos. Segundo o SindCT (Sindicato Nacional dos Servidores Públicos Federais na Área de Ciência e Tecnologia), para manter projetos em andamento seriam necessários contratar 1.450 funcionários.

Essa defasagem de profissionais em institutos de pesquisa na cidade tem atrapalhado o desenvolvimento de projetos do programa espacial brasileiro.

Em 2012, a meta do governo era lançar o VLS e o satélite Cbers-3, desenvolvido em parceria com a China, que deveria ter sido em lançado em 2007. Isso não ocorreu.

De acordo com o novo Pnae (Programa Nacional de Atividades Espaciais), documento que estabelece as diretrizes e ações do Programa Espacial Brasileiro entre 2012 e 2021, o Cbers-3 será lançado este ano. Novos projetos de maior complexidade tecnológica devem ser desenvolvidos no período de 2016 a 2021.

“Não há como desenvolver novos projetos com os números de hoje. O investimento é muito pequeno. É preciso atenção”, disse Fernando Morais, vice-presidente do SindCT.
Segundo ele, 1.200 servidores devem se aposentar nos próximos dois anos.
“Há uma demora muito grande em contratar. O servidor aposenta e leva com ele o conhecimento acumulado, não tem a quem repassar.”

A abertura de vagas em órgãos de pesquisa também fez parte do discurso de posse, no início de 2012, do ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp.
Na época, ele afirmou que uma de suas metas seria aumentar a base de pesquisadores e fortalecer os institutos do país. As 241 vagas anunciadas fazem parte do pacote de 800, anunciadas pelo ministro.

Concurso.
As inscrições podem ser feitas das 10h de 18 de março às 16h de 26 de abril de 2013, exclusivamente pelo site www.vunesp.com.br. A taxa varia de R$ 60, para pesquisador, tecnologista e analista em C&T, e R$ 90, para os cargos de técnico e assistente em C&T. Segundo o DCTA, o número atende à demanda para o momento. Hoje, o DCTA tem 3.200 servidores e Inpe, 1.100.

fonte/foto/OVale

PRESENTE DE CASAMENTO, CÃO SOME DE VOO DA TAM EM ESCALA EM BRASÍLIA

 Um casal aguarda há uma semana notícias do cachorro que sumiu durante uma escala de um voo da TAM em Brasília. Dado como presente de casamento pela mãe de Jenyfer Rodrigues, o animal tem dois anos e se chama Lion. A assessoria da TAM disse ao G1, por e-mail, que estava apurando o fato.

 A família se mudava de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para Praia Grande, em São Paulo. O casal chegou a Brasília às 16h de segunda, onde trocaria de aeronave para seguir viagem. O cachorro desapareceu da gaiolinha em que era transportado enquanto funcionários da empresa retiravam as bagagens.

"Esses dias têm sido muito difíceis, já até sonhei com ele. Como ainda não temos filho, ele era o nosso filho", conta Jenyfer, que encaminhou a história por meio do VC no G1.

"Ele faz muita falta. Meu marido era jogador de futebol e viajava muito. O Lion ficava atrás de mim, deitava no meu pé enquanto eu lavava louça", disse a dona de casa.
Jenyfer disse que entrou com uma ação contra a TAM  no Juizado Especial do Aeroporto de Guarulhos. De acordo com a mulher, a companhia aérea custeou hospedagem e alimentação dela o marido até a terça de manhã. Depois, eles foram embarcados em outro voo com a promessa de serem contactados quando o animal fosse encontrado.
Jenyfer disse que liga para a empresa todos os dias atrás de notícias do cachorro. Lion tem um machucado na orelha direita e seis dedos em cada pata traseira.

fonte/G1/foto/ Jenyfer Rodrigues

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

RAFALE EM MALI


AEROPORTO DE CONGONHAS É FECHADO PELA SEGUNDA VEZ NESTA SEXTA-FEIRA


Pela segunda vez nesta sexta-feira, o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, foi fechado devido à forte chuva que atinge a zona sul paulistana. Às 17h42min, o terminal estava inoperante há 20 minutos para pouso e decolagem.

Conforme balanço, até as 17h, 42 voos - o que representa 25% do total previsto - tinham sido cancelados e sete estavam atrasados. Às 15h45min, o aeroporto também foi fechado pelo mesmo motivo, permanecendo assim até as 16h15min.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a capital paulista deve enfrentar um novo temporal hoje, com potencial para queda de granizo, rajadas de vento e alagamentos. 
 
fonte/AgBrasil/ZHora

PHENOM 100 SAI DA PISTA EM BERLIM, ALEMANHA

Um pouso forçado na sexta-feira levou a um bloqueio do aeroporto Berlin-Schönefeld. E o tráfego aéreo foi interrompido. Centenas de passageiros lotaram o terminal do aeroporto e chegadas e partidas foram canceladas.  

O EMBRAER PHENOM 100, prefixo OO-MAS, série 50000196, de propriedade de um empreário belga, único passagerio a bordo, recebeu alguns danos e bloqueou parte da pista de pouso.

O aeroporto deve abrir em torno de 14:00(Local). Aeronaves que deveriam pousar foram desviadas para o Aeroporto Tegel. O clima entre os passageiros que esperavam estavam relaxados, apesar do caos, disse uma testemunha ocular. Alguns assistiam a filmes em seus laptops.

fonte/ASN/Welt/foto/DPA

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

EM MENOS DE 48 HORAS DOIS AVIÕES MONOMOTORES SAEM DA PISTA NO AEROPORTO DE CERES, GOIÁS






 Depois do avião monomotor que saiu da pista do Aeroporto de Ceres na última sexta-feira 8/2 após um pouso forçado, outro avião monomotor também saiu da pista do aeroporto de Ceres, desta vez foi na decolagem. O fato aconteceu neste domingo 10/2 por volta das19h. De acordo com testemunhas que estavam no local e viram no momento em que tudo aconteceu. Ao decolar devido à pista estar em estado péssimo de conservação, a aeronave bateu com uma das rodas em uma pedra num buraco na pista, o piloto perdeu o controle do monomotor, saindo da pista conseguindo parar no meio do mato.

De acordo com Cleones, Sargento do Corpo de Bombeiros de Ceres que foi acionado, o piloto da aeronave realizou uma aterrissagem, ao realizar a decolagem acabou acontecendo o acidente.

Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, já não havia mais ninguém no avião, e que o piloto já tinha sido levado para um hospital em Ceres, o proprietário do monomotor informou ao Corpo de Bombeiros que o piloto foi encaminhado para Goiânia, mas que não havia nem um problema com saúde; Cleones disse que na aeronave só havia o piloto no momento do acidente, disse que a pista apresenta algumas irregularidades e que não está liberada para pouso ou decolagem, as pessoas que insistem em pousar ou decolar estão sabendo que está interditada.  

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) deverá realizar um levantamento para saber se o piloto tem licença para voou e também olhar as condições da aeronave.

Ainda de acordo com Sargento Cleones, o monomotor estava com vazamento de combustível, ao chegar, verificou se havia vítima e realizou os procedimentos necessários como a segurança do local.

fonte/foto/JornalPopulacional

AÉREA É CRITICADA POR GOVERNO APÓS PUBLICIDADE COM MODELOS DE BIQUÍNI


A companhia aérea tailandesa Nok Air foi criticada pelo governo da Tailândia após divulgar um calendário em que modelos posavam de bíquini junto a aeronaves da empresa. O Ministério da Cultura do país afirmou que o calendário demonstra que algumas empresas se recusam a parar de usar imagens de corpos de mulheres como uma ferramenta de marketing. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira pelo jornal britânico Daily Mail.

Segundo a publicação britânica, a Nok Air defendeu sua produção e disse que muitos clientes "adoraram" seu calendário e que desejam comprar um. A empresa ainda afirmou que a ideia de relacionar sua imagem a de aeromoças jovens é que, sendo novas na profissão, essas aeromoças seriam mais apaixonadas pelo trabalho e que o foco delas seria mais em suas carreiras.Embora tenha criticado o calendário, o governo tailandês admitiu que a produção não viola lei alguma e que não irá tomar medidas legais para bani-la.


fonte/Terra
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...