domingo, 24 de fevereiro de 2013

PILOTO DE ASA-DELTA MORRE DURANTE MANOBRA NO MORRO DA PIPA, GRANDE FLORIANÓPOLIS


Piloto de asa-delta morre durante manobra no Morro da Pipa, na Grande Florianópolis Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Renatinho era considerado por colegas como um dos pilotos mais experientes do Estado Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
 
Um piloto de asa-delta morreu quando realiza manobras de exibição próximo à rampa utilizada para o salto, no Morro da Pipa, em Canelinha, na Grande Florianópolis. Renato Ribeiro, conhecido como Renatinho, 28 anos, era instrutor reconhecido pela Associação Brasileira de Voo Livre e considerado pelos colegas como um dos pilotos mais experientes do Estado.

O acidente aconteceu por volta das 14h, durante a segunda etapa do Campeonato Catarinense de Asa-Delta, que estava sendo realizada desde sábado no local.

De acordo com o piloto e ex-diretor técnico da Federação Catarinense de Voo Livre, Victor Schroeder, Renatinho seria um dos primeiros a saltar. Enquanto os outros competidores se preparavam, ele realizava as manobras próximo à rampa - até que em uma delas, acabou não conseguindo retornar e perdeu o controle do equipamento.

— Ele era um cara arrojado, gostava de fazer essas manobras mais ousadas. Conversávamos com ele sobre isso, pedíamos para maneirar, mas não tinha jeito, era o que ele gostava — diz, emocionado, Victor Schroeder, lembrando que no dia anterior ele havia sido fotografo como o vice-campeão do campeonato de 2012.

Renatinho foi atendido pelo Corpo de Bombeiros de Tijucas, que atende a região de Canelinha. De acordo com a corporação, ele teria sofrido traumatismo craniano e uma grave lesão na coluna. Para chegar ao local, considerado de difícil acesso, os socorristas precisaram utilizar um quadriciclo. O helicóptero Arcanjo também foi acionado.

Cerca de 40 pilotos participavam da competição. Após o acidente, o campeonato foi cancelado e a Federação deve definir nessa semana se a pontuação de sábado será validada.
 
fonte/DIÁRIO CATARINENSE

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...