sexta-feira, 5 de novembro de 2010

VOOS TURÍSTICOS DE BALÕES DEVERÃO RETORNAR NESTE FIM DE SEMANA EM BOITUVA, SÃO PAULO


SÃO PAULO - Os voos turísticos de balões poderão ser retomados neste fim de semana em Boituva, cidade a 117 quilômetros da capital, uma semana depois do acidente que provocou a morte de três pessoas e deixou pelo menos 16 feridos. De acordo com a Prefeitura da cidade, os voos estão liberados. Segundo a Prefeitura, os balonistas da cidade informam que já há várias reservas para os passeios e se as condições meteorológicas permitirem, eles devem acontecer.

A previsão para a cidade de Boituva é de um sábado com bastante vento, e possibilidade de chuva, já que uma frente fria avança sobre a região Sudeste, atingindo São Paulo. Para o domingo, entretanto, a meteorologia prevê um dia sem chuva, com bastante sol.

- Pode ventar bastante no sábado na região de Boituva por causa da frente fria, bem parecido com o que vai acontecer na capital, e há possibilidade de chuva pela manhã. Já no domingo, o dia será ensolarado e sem chuva - diz a meteorologista Camila Ramos, da Climatempo.

De acordo com a Prefeitura, os voos não aconteceram no domingo, segunda e terça, feriado prolongado de Finados, por causa do acidente no sábado. As reservas foram canceladas. A Prefeitura informou que não houve proibição por parte do município ou da polícia para os passeios.

A polícia ainda investiga as causas do acidente. A hipótese mais provável é que uma rajada de vento tenha derrubado os dois balões onde estavam as vítimas. Imagens feitas com câmeras dos passageiros vão ajudar a esclarecer se houve mesmo uma rajada de vento ou se a queda foi causada por falha humana.
- Encontramos cartões de memória de máquinas fotográficas que podem nos ajudar a esclarecer as causas do acidente - diz o delegado Silvan Renosto.

Já se sabe que pelo menos uma empresa que promove os passeios de balão cancelou os voos programados no sábado porque havia previsão da passagem de uma frente fria, com chuva.

Uma testemunha contou durante o depoimento que viu um dos balões no ar com o tecido rasgado e os passageiros estavam com as pernas para fora do cesto. Depois, caíram do balão.

Morreram no acidente o casal Daniela Gonçalves Ciarallo e Franklin Ciarallo da Luz, que havia ganhado o passeio como presente de casamento. Também morreu o piloto Carlos Giusti.

Os voos de balão começaram em Boituva no ano 2000 com o Clube de Balonismo e hoje já existem diversos profissionais atuando na área. Os voos podem ser feitos nos fins de semana e nos feriados, desde que previamente agendados. Só há decolagem se as condições do tempo forem favoráveis, de acordo com as empresas.

Segundo os organizadores dos passeios, não é necessário nenhum conhecimento ou experiência prévia dos passageiros. Também não são necessárias roupas especiais para voar. O voo é feito com um piloto habilitado, que dá todas as instruções aos passageiros. Os passeios duram cerca de 1 hora e custam R$ 250, cobrindo uma distância de até 30 quilômetros, dependendo da velocidade do vento. 

fonte/OGlobo
Enhanced by Zemanta

VÍDEO - POUSO DO A380 EM CINGAPURA

BOEING 747 DA QANTAS FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NA INDONÉSIA

 

SINGAPORE, 5 Nov 2010 (AFP) -Outro avião da companhia aérea Qantas, desta vez um Boeing 747-400, fez um pouso forçado nesta sexta-feira em Cingapura por causa de um problema nas turbinas, anunciou um porta-voz da companhia australiana.

O Boeing 747-400 aterrissou sem contratempos no aeroporto de Changi, precisou a porta-voz.


"Pouco depois da decolagem, o comandante teve um problema com os motores", acrescentou.

fonte/foto/AFP/UOL
Enhanced by Zemanta

BEECH 1900C CAI NO PAQUISTÃO

Um Beech 1900C, da companhia JS air, decolando de Carachi para Bhit Shah, Paquistão, com 19 passageiros e 2 tripulantes, caiu após 2 minutos de voo e a tripulação informar emergência em razão de pane no motor direito, e tentariam regressar ao aeroporto internacional Jinnah Karachi.

O avião fretado levava trabalhadores italianos da empresa ENI para os campos petrolíferos de Bhit Shah.

Não houve sobreviventes.

Metars:
OPKC 050330Z 03003KTS 3000 FU SKC 22/18 Q.1014 NOSIG
OPKC 050328Z 03003KTS 3000 FU SKC 22/18 Q.1014 NOSIG
OPKC 050230Z 05003KT 3000 FU FEW030 18/15 Q1014 NOSIG
OPKC 050200Z 04003KT 3000 FU SKC 18/15 Q1013 NOSIG
OPKC 050130Z 00000KT 4000 FU SKC 18/16 Q1013 NOSIG
OPKC 050100Z 36002KT 5000 FU SKC 18/16 Q1013 NOSIG
OPKC 050030Z 05003KT 5000 FU SKC 18/16 Q1013 NOSIG
OPKC 050000Z 02002KT 5000 FU SKC 18/16 Q1012 NOSIG 





fonte/AvHerald/foto/Reuters



Enhanced by Zemanta

QANTAS DIZ QUE AVARIA NA TURBINA DO AIRBUS PODE SER PROBLEMA DE PROJETO

A avaria na turbina sofrida na véspera pelo Airbus A380 da companhia aérea Qantas que fez um pouso de emergência em Cingapura talvez se deva a um problema de concepção, declarou nesta sexta-feira o diretor-geral da empresa australiana, Alan Joyce. Joyce, que revelou que vários pneus do avião arrebentaram no momento do pouso, indicou igualmente que a companhia espera retomar os voos de sua frota de A380 dentro de 48 horas depois de checar os aparelhos.

— Achamos que se trata muito provavelmente de uma avaria material ou uma questão de concepção — afirmou.

O Airbus A380 acidentado está equipado com motores Trent 900 da britânica Rolls Royce, que recomendou exames do conjunto de turbinas desse tipo.

— Achamos que as verificações estarão terminadas daqui umas 24 a 48 horas. Se não encontrarmos nada de negativo, os aparelhos voltarão a votar — explicou.

Por sua parte, a Airbus enviou uma equipe de seis especialistas a Cingapura. Outras duas companhias com aviões A380 equipados com as mesmas turbinas do Rolls Royce anunciaram verificações de seus aparelhos.

Nenhum dos passageiros e tripulantes do Airbus da Qantas ficou ferido no pouso do voo QF32 no aeroporto Changi de Cingapura. O A380 teve problemas pouco depois de decolar de Cingapura com destino a Sydney, quando sobrevoava a ilha de Batam, situada na Indonésia, mas muito próxima da cidade-Estado.

— O piloto pediu permissão para retornar com prioridade a Cingapura — informou a Qantas.

De acordo com o Birô de Investigações e Análises (BEA) da França, sede da Airbus, a avaria aconteceu na parte traseira de um dos quatro motores do A380 e provocou graves danos. A companhia australiana, que nunca registrou acidentes fatais em 90 anos de existência, é uma das principais clientes do A380, com seis aeronaves e 20 pedidos por novos aviões.

A Qantas integra, com Air France, Emirates, Lufthansa e Singapore Airlines, o grupo das cinco companhias aéreas que possuem um total de 37 A380 atualmente em circulação, de acordo com a Airbus. As outras quatro companhias, no entanto, anunciaram que não pretendem imobilizar suas frotas de A380.

Desde seu lançamento, o A380 registrou vários incidentes técnicos, mas nenhum da gravidade do registrado no voo da Qantas. 
fonte/AFP/ZHora
Enhanced by Zemanta

PÁSSARO ENTRA EM TURBINA E IMPEDE DECOLAGEM DE AVIÃO DA TAM NO ESPÍRITO SANTO

VITÓRIA - Os 103 passageiros do voo 3129 da empresa aérea TAM, que decolaria do aeroporto de Vitória para São Paulo, às 6h05m desta sexta-feira, passaram por um susto. Uma ave entrou na turbina direita do avião e interrompeu a decolagem do Airbus 320

Segundo passageiros que estavam na aeronave, o piloto já tinha autorização para decolar quando ouviram um barulho e o procedimento foi abortado. Segundo relato dos passageiros, o avião já estava em velocidade para decolar e houve uma forte vibração do lado direito. Possivelmente a ave se tratava de um urubu. A assessoria de imprensa da Infraero confirmou a ocorrência no Aeroporto de Vitória. 

Nenhum tipo de problema entre os passageiros a bordo foi registrado e o comandante informou que retornaria ao pátio. A empresa realocou os passageiros em outras aeronaves para seguirem viagem para Guarulhos, em São Paulo. 

As operações no aeroporto de Vitória continuaram sem problemas. A aeronave da TAM ficou no solo para reparos. 

fonte/GazetaOnLine/OGlobo
Enhanced by Zemanta

ARGENTINA ENVIA AVIÃO A ACUBA PARA REPATRIAR VÍTIMAS DE ACIDENTE


O governo da Argentina enviará um avião a Cuba para repatriar os corpos dos argentinos mortos nesta quinta-feira em um acidente aéreo ocorrido no centro do país caribenho, informaram fontes oficiais.

"A presidente Cristina Fernández ordenou que preparássemos um avião para trazer as vítimas da aeronave cubana", destacou o chanceler argentino, Héctor Timerman, em mensagem divulgada na rede social Twitter.
A embaixadora da Argentina em Cuba, Juliana Marino, confirmou que nove argentinos viajavam no avião da companhia cubana Aerocaribbean que cobria o voo Santiago de Cuba-Havana e caiu em uma paragem da província central de Sancti Spiritus.

"É um momento de muita dor. Só esperamos poder assistir adequadamente com todos os trâmites às famílias das vítimas", disse o diplomata à rádio "La Red", de Buenos Aires.

No avião acidentado viajavam 40 cubanos, entre eles sete membros da tripulação, e 28 cidadãos estrangeiros de dez nacionalidades: nove argentinos, sete mexicanos, três holandeses, dois alemães, dois austríacos, um espanhol, um francês, um italiano, um japonês e um venezuelano. 

fonte/EFE/Terra
Enhanced by Zemanta

CUBA CONFIRMA QUE NÃO HÁ SOBREVIVENTES NO ACIDENTE AÉRREO

Um avião da companhia aérea cubana Aerocaribbean,  caiu na noite de quinta-feira em uma zona agreste do centro de Cuba, matando seus 68 ocupantes, entre eles 28 estrangeiros, informou o site Cubadebate.cu.

Os estrangeiros mortos são nove argentinos, sete mexicanos, um venezuelano, três holandeses, dois alemães, dois austríacos, um francês, um espanhol, um italiano e um japonês, segundo um comunicado do Instituto de Aeronáutica Civil de Cuba.

A aeronave caiu na região de Guasimal, província de Sancti Spíritus com 61 passageiros e sete tripulantes a bordo, quando fazia a rota entre a cidade de Santiago de Cuba e Havana. As forças de socorro recuperaram os primeiros corpos entre os restos do avião, que se encontravam em chamas numa zona de difícil acesso.

O aparelho, um ATR-72-212, construído pela sociedade franco-italiana Avions de Transports Régional, informou sobre "uma situação de emergência e perdeu contato com o serviço de controle de tráfego aéreo antes de cair. As autoridades aeronáuticas iniciaram uma investigação para determinar as causas do acidente.

O piloto do avião, um ATR-72-212, voo 883, relatou às 17H42 local (20H42 Brasília) "uma situação de emergência, perdendo contato com os serviços de controle de tráfego aéreo" logo em seguida. "Neste momento, as autoridades aeronáuticas e regionais estão apurando detalhes do fato, e foi criada uma comissão para investigar o acidente".

O comunicado oficial não revela se no momento da queda prevalecia o mau tempo na região, de onde se aproxima a tormenta tropical Tomas, colocando a ilha em estado de alerta.

Vizinhos do local, a mais de 30 km da capital provincial, afirmaram que o avião fez vários movimentos bruscos antes de cair em terra, segundo o jornal local Escambray.

Em função da passagem iminente do furacão Tomas, a companhia aérea Cubana de Aviación cancelou todos os voos para Santiago de Cuba e Guantánamo, e o ministério do Transporte anunciou a suspensão das viagens de ônibus e trem para essas duas províncias enquanto o clima não melhorar.

O último acidente aéreo em Cuba ocorreu em março de 2002, quando um avião menor caiu na província central de Villa Clara, matando as 16 pessoas a bordo, incluindo seis turistas canadenses, quatro britânicos e dois alemães, além dos quatro tripulantes cubanos.

O acidente aéreo mais grave das últimas três décadas ocorreu em setembro de 1989, quando um Il-62 com destino a Milão caiu em Havana logo após decolar, matando as 115 pessoas a bordo - dois cubanos e 113 turistas italianos - e 40 em terra, atingida por destroços.

fonte/Terra
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...