segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

PARA EVITAR GREVE NO NATAL, COMPANHIAS AÉREAS E SINDICALISTAS SE REÚNEM NO MPT

Representantes das companhias aéreas e diretores dos sindicatos dos aeronautas e aeroviários se reúnem nessa terça-feira (21) no Ministério Público do Trabalho (MPT), em Brasília, para buscar um acordo que evite a greve nacional convocada pelas categorias para o dia 23, antevéspera do Natal, segundo informou o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea).

Após cancelamentos, TAM reacomoda passageiros com destino a Londres

Depois de cancelar quatro voos entre o São Paulo/Rio de Janeiro e Londres nos últimos dois dias, a TAM afirmou que irá reacomodar os passageiros em viagens programadas para a noite de hoje e amanhã. Os voos foram cancelados por conta do mau tempo que atinge a Europa nos últimos dias.
Os aeronautas e aeroviários reivindicam, respectivamente, aumento salarial de 15% e 13%, mas as empresas oferecem 6,08%. O indicativo de greve já havia sido decidido pelas duas categorias no início do mês, caso as empresas não aumentassem a proposta.

Na semana passada, após reunião fracassada entre as partes, tanto os aeroviários (trabalhadores em solo), quanto os aeronautas (tripulantes e comissários de bordo), ratificaram a greve a partir do dia 23. Se a paralisação realmente ocorrer, será a primeira vez que as categorias cruzam os braços conjuntamente, no país todo.

A única condição para que a greve não ocorra, segundo os trabalhadores, é as empresas aumentarem a proposta de reajuste. As categorias acusam as companhias e o sindicato patronal de terem sido intransigentes durante as negociações. O Snea nega e diz que desde o início as empresas estiveram abertas para a negociação. 

As categorias afirmam que respeitarão a legislação que prevê pelo menos 30% do pessoal trabalhando. Além do reajuste salarial, os trabalhadores reivindicam um aumento de 30% sobre o piso. O percentual oferecido pelas empresas tem como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O Snea afirmou que a proposta não será aumentada, mas disse que as companhias estão dispostas a continuar negociando.

Companhias não acreditam na greve

As companhias dizem que não estão trabalhando com a hipótese de a greve ocorrer de fato e, portanto, não apresentaram medidas para minimizar o impacto de uma possível greve em pleno Natal . A TAM alegou que “sempre negocia condições que sejam boas para os funcionários e para a companhia”. “Assim, como acontece todo ano, estamos confiantes de que vamos concluir adequadamente esse processo”, afirma a companhia.

Já a GOL diz que as negociações com os sindicatos prosseguem e afirma “não acreditar que o processo [de negociação] deixe o caminho do diálogo e do bom senso”. A Azul informa que não irá se posicionar enquanto não for notificada sobre a greve. A empresa diz que está acompanhando as negociações e, se houver necessidade, poderá implementar medidas especiais.

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) informou que as empresas precisam informar em tempo hábil os passageiros sobre eventuais cancelamentos decorrentes da greve e reembolsar o valor integral da passagem. Caso não consiga entrar em contato com o usuário, as companhias são obrigadas a garantir alimentação, telefone ou internet, transporte e hospedagem aos clientes prejudicados.

fonte/UOL
Enhanced by Zemanta

PASSAGEIROS FICAM RETIDOS 9 HORAS EM AVIÃO DA TAM NA ESPANHA

Uma brasileira que ia de São Paulo a Paris nesta segunda-feira relatou que cententas de passageiros que ocupavam o mesmo voo que ela ficaram retidos cerca de 9 horas dentro do avião da TAM em que viajavam na Espanha por causa de uma nevasca na França. Segundo a advogada Bianca Rosieri, 31 anos, durante a espera não foi permitido o desembarque e o serviço de bordo foi restrito.

O trajeto original do voo, que faz a ligação entre Guarulhos, na região metropolitana da capital paulista, e o aeroporto Charles de Gaulle, não previa o pouso em Madri. No entanto, a descida foi necessária em função das nevascas que atingem a Europa. Representantes da companhia aérea declararam aos passageiros que a polícia espanhola impediu o desembarque.

Ainda de acordo com a passageira, que trabalha como analista judiciária no Tribunal de Justiça de Brasília, havia pessoas com problemas de saúde na aeronave e não foi disponibilizado medicamento apropriado. "Acredito que houve um exagero e vamos buscar nossos direitos na Justiça", afirmou.

Em nota, a TAM informou que, em decorrência de problemas meteorológicos na Europa, o voo JJ 8098, que decolou de Guarulhos às 19h do último domingo com destino a Paris, teve de alternar para o aeroporto de Madri, onde pousou às 7h24 desta segunda-feira. Segundo a empresa, os passageiros permaneceram embarcados e receberam informações e assistência da companhia, como alimentação a bordo, até que o prosseguimento da operação fosse autorizado, o que ocorreu aproximadamente às 13h40 (todos os horários são de Brasília). 

fonte/Terra
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...