quarta-feira, 28 de setembro de 2011

BOEING 737-700 DA ANA QUASE VOA INVERTIDO POR CAUSA DE PILOTO DISTRAÍDO





Um Boeing 737-700 da ANA (All Nippon Airways) voando de Ukinawa para a Tóquio com 112 passageiros e 5 tripulantes passaram por momentos de terror quando um dos pilotos, por acidente, operou inadvertidamente um interruptor do leme de direção. A aeronave voava no FL410 e perdeu 6000 pés na manobra, estabilizando no FL350, causando ferimentos em 2 comissários. Aeronave pousou com segurança no aeroporto de Haneda (Tóquio).

A companhia aérea informou que o capitão, 64 anos (16.000 horas de voo,se ausentou da cabine para ir ao baheiro e quando voltou, solicitou ao primeiro oficial, 38 anos (2.400 horas de voo), acesso ao cockpit. 


O interruptor para abrir a cabine fica a cerca de 10 cm (4 polegadas) de distância do interruptor do leme, por engano o primeiro oficial operou a chave do leme fazendo com que a aeronave rolar violentamente para esquerda e descer 6000 pés, antes do capitão entrar na cabine e retornar para o voo nivelado.


Não havia registro de turbulência na rota.


O serviço de Segurança do Transporte Aéreo do Japão (JTSB) classificou o incidente como grave e mandou 3 investigadores para acompanhar a ocorrência.


Nesta data, 28 de setembro, o JTSB divulgou um relatório dizendo que a aeronave da ANA esta em rota no FL410, com piloto automático ativado no rumo de 52 graus, quando o capitão deixou a cabine brevemente. Ao retornar o primeiro oficial teve de operar o interruptor de abertura da porta, no entanto, o gravador de dados do voo registrou que naqule momento o botão esquerdo do leme (rudder trim) foi operado, sem nenhum registro de piloto automático desligado.


Ao pressionar o rudder trim a aeronave rolou para esquerda a um ângulo de inclinação de 131,7 graus, o nariz cai 35 graus e durante a descida o Boeing excedeu o MMP de 0,82 mach atingindo 0,828 na qual resultou uma aceleração vertical de 2,68 G acima do limite de 2,5G.

O primeiro oficial foi capar de estabilizar o avião novamente no FL 347 após perda de 6300 pés de altitude no rumo de 257 graus.


O incidente ocorreu quando a aeronave voava sobre o Pacifico a 40 milhas ao sul de Hamamatsu.

fonte/KyodoNews/AvHerald/ilusreação/Shutterstock/IljaMasik

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...