quarta-feira, 26 de agosto de 2009

ALCANCE DO RAFALE OPERANDO NO BRASIL

rafale-brazil

O alcance do Rafale cobrindo a América do Sul, partindo de três bases da FAB. A linha vermelha refere-se ao alcance High-Low-High, com bombas guiadas a laser. A faixa azul é o alcance com o emprego do míssil de cruzeiro Scalp-EG. Com apenas um reabastecimento em voo, o Rafale pode alcançar as Ilhas Malvinas/Falklands.

rafale

rafale-fab

AUTORIA: Kovy/Keypublishing Aviation Forum

ACIDENTE COM AVIÃO DE CARGA MATA 7 NO CONGO

Pelo menos sete pessoas morreram no acidente hoje (26) de um avião de carga Antonov AN-12 que caiu sobre um cemitério em Nganga Lingolo, nos arredores de Brazzaville, capital da República do Congo, afirmaram emissoras regionais de rádio captadas em Dacar, que citam as autoridades do aeroporto daquela cidade.

As vítimas são os cinco tripulantes do cargueiro da empresa Aero Fret Business, todos de nacionalidade ucraniana, e dois passageiros congoleses, segundo as fontes.

A aeronave, que procedia de Pointe Noire, localidade situada no sudoeste do país, se acidentou quando se preparava para aterrissar no Aeroporto Maya Maya, e as autoridades aeroportuárias estão estudando os dados das "caixas-pretas" do avião para tentar estabelecer as causas do acidente.

O aparelho transportava três automóveis e outras mercadorias, acrescentaram os porta-vozes do aeroporto de Brazzaville.

Fonte: EFE via G1 - Mapa: AFP

CINCO SINDICATOS DA TAP CONFIRMAM GREVE PARA SEXTA-FEIRA E SÁBADO

Os cinco sindicatos que representam os trabalhadores da TAP acusaram hoje o Governo de estar a tentar “sabotar” a paralisação, tendo confirmado que a greve marcada para esta sexta-feira e sábado vai prosseguir, assim como a greve anunciada às horas extraordinárias em Setembro. Só se a administração aceitar rever os salários neste ano, é que poderão as greves ser desconvocadas.

Os sindicatos dos trabalhadores da TAP acusam o Governo de estar a planear utilizar a empresa de handling Portway para assegurar serviços que os grevistas pretendem paralisar a 28 e 29 deste mês.

Os sindicatos, que acusam ainda o presidente da transportadora portuguesa de "arrogância e prepotência", esperam uma greve "histórica" (a 28 e 29 de Agosto, 11 e 12 de Setembro) com adesões de mais de 90 por cento.

"Estamos há dois meses a pedir uma reunião [com a administração] e nem uma resposta tivemos. Enviámos para o Ministério [das Obras Públicas] outro pedido, com conhecimento do gabinete do primeiro-ministro, e só tivemos resposta do primeiro-ministro, quando o ministro nos havia pedido para o contactarmos antes de qualquer greve", explicou André Teies, do sindicato dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA).

A falta de diálogo e a manutenção da intenção de venda da Groudforce pela administração da TAP são as questões principais que levaram os cinco sindicatos a marcar uma greve para a próxima sexta-feira e sábado.

A greve, dizem, provocará um cenário "dantesco" nos aeroportos caso se concretize a adesão "histórica" que prevêem, superior a 90 por cento dos trabalhadores.

Os sindicatos acusam ainda o Governo de, através da ANA-Aeroportos de Portugal, planear utilizar a Portway para assegurar o transporte dos passageiros entre o avião e a zona de embarque caso falte pessoal, algo que dizem ir contra a lei da greve.

As acusações vão mais além, com os representantes dos trabalhadores a afirmarem que a administração da TAP, liderada pelo brasileiro Fernando Pinto, está a desviar a manutenção dos aviões para o Brasil, para a antiga ex-VEM e agora TAP Brasil, rejeitando a contratação de pessoal qualificado e formado pela empresa.

Os sindicatos da TAP vão ser obrigados a assegurar a realização de um total de 35 durante em cada dia de greve. Os trabalhadores têm paralisações agendadas para os próximos dias 28 e 29 de Agosto e 11 e 12 de Setembro.

A decisão foi tomada ontem pelo Tribunal Arbitral, criado no âmbito do Conselho Económico e Social, responsável pela definição dos serviços mínimos, soube o Negócios.

Os 35 voos representam cerca de 25% da operação que é realizada diariamente pela TAP. O Tribunal Arbitral diz que a marcação das greves para estes dias “coloca em causa os movimentos das comunidades portuguesas residentes no estrangeiro” e define como serviços mínimos para esses dias operações para França, Reino Unido, Suíça, Luxemburgo, Alemanha, Nova Iorque, Caracas e Joanesburgo.

Fonte: Jornal de Negócios

TODOS OS DIAS 400 AVIÕES FAZEM A ROTA AFEGANISTÃO-REINO UNIDO

Tropas da 16º Brigada de Assalto Aéreo em um avião de transporte C17 prontos para voltar para casa

Soldados embarcam no Camp Bastion, com a cobertura da escuridão, no voo que vai levá-los para uma escala em Kandahar e, depois, para o Reino Unido

Um Hércules C130 da RAF decolando de Camp Bastion. Ao fundo, um total de 14 helicópteros dos Estados Unidos

Membros do Grupo de Combate à Incêndio e Resgate monitoram a chegada de um Hércules no Camp Bastion

Helicópteros Lynx do 847º Esquadrão Aéreo Naval na chegada ao Camp Bastion para começar a operação de apoio à 3ª Brigada

O Controle de Tráfego Aéreo no Camp Bastion é realizado por soldados dos EUA e do Reino Unido

Mais de 400 aeronaves decolam da Inglaterra para o Afeganistão todos os dias. A rota já é a quinta mais utilizada no Reino Unido e tem como destino a base militar britânica ‘Camp Bastion’, em Helmand, cidade de origem dos talibãs e produtora de 55% do ópio mundial.

“Diariamente operações de combate, equipes médicas e voos de sustentação logística operam a partir do que se tornou um centro vital militar. Os controladores de tráfego aéreo baseado no Camp Bastion são essenciais para o apoio às operações do Exército no sul do Afeganistão", disse a porta-voz do Ministério de Defesa da Inglaterra.

Para o secretário de Defesa, Bob Ainsworth, o nível técnico do aeroporto é “assustadoramente impressionante". "Para desenvolver em três anos, e operar, uma base com todas as complexidades que o ambiente afegão apresenta, é necessário algum talento" disse ele.

Vítimas da guerra

A base militar conta também com um hospital com 200 funcionários. Entre eles metade é formada por uma equipe dinamarquesa, e a outra metade é formada por americanos e britânicos, de acordo com informações do jornal britânico ´Daily Mail´.

Segundo os médicos da base, o número de pessoas que chegam feridas é assustador. ´Você pode ver mais traumas pediátricos em três meses aqui do que você provavelmente veria em uma vida em um hospital público, disse um médico.

Os médicos contam também que é muito difícil lidar com as crianças feridas. “A inocência e vulnerabilidade delas são o que mais nos perturbam".

Para auxiliar a reposição de sangue, a base recebe também sangue doado no Reino Unido para salvar as vidas dos feridos das tropas britânicas no Afeganistão.

Soldados mortos

O ano de 2009 já é o mais sangrento para as forças estrangeiras mobilizadas no Afeganistão desde o final de 2001. A quatro meses do final do ano, 295 militares estrangeiros morreram no país asiático, contra as 294 mortes de todo o ano de 2008, segundo o site independente icasualties.org.

Nesta terça-feira o número de soldados mortos aumentou ainda mais depois que quatro soldados norte-americanos da Otan foram vítimas de uma bomba.

Na semana passada, devido ao período eleitoral, as tropas internacionais e afegãs realizaram diversas operações perdendo muitos de seus homens, em grande parte, vítimas de bombas artesanais.

Fonte: Band (com agências internacionais) - Fotos: Daily Mail

CENIPA CRIA FÓRUM NA INTERNET PARA DISCUSSÃO CIENTÍFICA DO TEMA SEGURANÇA DE VOO

BRASÍLIA [ ABN NEWS ] - O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) acaba de criar um fórum na internet para a discussão científica do tema segurança de voo. A base desse projeto é a revista eletrônica “Conexão SIPAER”, voltada à comunidade científica (pesquisadores, professores, pós-graduandos e graduandos) e técnica (aviadores, controladores de tráfego aéreo, pessoal de manutenção e gestores de empresas aéreas).

“Seu objetivo é promover a disseminação da informação técnico-científica produzida por pesquisadores e profissionais da área da ciência aeronáutica e ciências afins, voltados para a segurança de vôo, com foco nas atividades de investigação e prevenção de acidentes aeronáuticos”, afirma o Brigadeiro-do-Ar Jorge Kersul Filho, chefe do CENIPA.

Os interessados em enviar artigos e contribuições para a primeira edição têm até o dia 30 de setembro. O material será lançado em 17 de novembro, como parte das comemorações do aniversário de 38 anos do CENIPA. Artigos submetidos após essa data seguirão os trâmites do processo editorial para a próxima edição. Para mais informações, acesse a página da Revista Conexão SIPAER no endereço http://inseer.ibict.br/sipaer. O nome da publicação vem do Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SIPAER).

São de interesse para a revista os trabalhos desenvolvidos por pesquisadores e profissionais das seguintes áreas: administração aeroportuária; aviação; busca e salvamento; ciência aeronáutica; comunicação e fraseologia; engenharia aeronáutica; ensaios em vôo; ergonomia; fator humano; gerenciamento de operações; instrução aérea; investigação de acidentes aeronáuticos; manutenção aeronáutica; medicina aeroespacial; sistema de gerenciamento da prevenção de acidentes aeronáuticos; tráfego aéreo e transporte aeromédico. Poderão ser aceitos artigos de áreas transversais, como economia do transporte aéreo, direito aeronáutico, regulamentação aeronáutica, ciência da informação e outras, desde que apresentem trabalhos realizados sob o enfoque da segurança de vôo.

Considerando o pioneirismo da Revista Conexão SIPAER como um periódico científico da área de ciências aeronáuticas com foco na segurança de vôo, a estratégia de atuação editorial está sendo desenvolvida de forma a maximizar a penetração da revista nas comunidades aeronáutica e científica. A captação de autores e de leitores, bem como a participação das diversas instituições ligadas às atividades aéreas e de pesquisa é desenvolvida por meio da criação de uma rede colaborativa, agregadora dos esforços de pesquisa.

O conteúdo de uma revista de comunicação científica é estabelecido por contribuições dos próprios profissionais da área e não pela instituição que edita a publicação. Os artigos serão submetidos ao processo editorial de rotina da revista, o qual estará sendo testado durante o período do pré-lançamento.

fonte: FAB/ABN

LUCRO DA MAIOR COMPANHIA AÉREA CHINESA SOBE 155% NO SEMESTRE

A companhia aérea Air China, a maior do gigante asiático, obteve lucro líquido de 2,878 bilhões de iuanes (US$ 421 milhões) no primeiro semestre de 2009, 155% maior que no mesmo período do ano passado.

A receita da companhia aérea caiu 9,56% na mesma comparação, para 23,1 bilhões de iuanes (US$ 3,382 bilhões).

A companhia atribuiu o lucro à política do governo chinês de impulsionar a demanda interna, à aplicação de medidas no setor da aviação no país para enfrentar a crise econômica mundial, à queda dos preços do combustível e a um bem-sucedido controle de custos.

A Air China é a única das três grandes companhias aéreas estatais que não recebeu ajuda do Governo chinês, apesar das perdas de 9,256 bilhões de iuanes (US$ 1,355 bilhão) em 2008.

fonte: Invertia

AVIÃO PRESIDENCIAL EQUATORIANO É ATINGIDO POR RAIO A CAMINHO DO BRASIL

Foto: elecuadordehoy.org (10.06.08)

Foto: Carlos A. Morillo Doria (17.12.08 - Airliners)

O Embraer EMB-135BJ Legacy, prefixo FAE-051, da presidência do Equador, apelidado de "Rafa One" com duas pinturas diferentes

O avião presidencial do Equador sofreu um percalço no domingo passado (23) quando se dirigia a Brasília levando o ministro das Relações Exteriores, Fander Falconí, informou hoje o portal "Ecuadorinmediato".

O avião Legacy da Força Aérea Equatoriana, de fabricação brasileira, sofreu danos ao ser atingido por um raio quando chegava a Brasília.

Nem Falconí, nem os outros cinco passageiros e tripulantes sofreram ferimentos.

As autoridades brasileiras forneceram ao chanceler equatoriano, que se reuniu ontem com seu colega brasileiro, Celso Amorim, um novo avião no qual voará para Quito hoje mesmo.

O Legacy, que permanecerá no Brasil para reparos, é o avião utilizado pelo presidente Rafael Correa e os ministros de Estado em seus deslocamentos ao exterior.

Correa viajou na quinta-feira passada a Cuba, em um voo comercial, para passar uns dias de férias e submeter-se a revisões médicas.

Fonte: EFE

EMBRAER ENTREGA PRIMEIRO JATO EXECUTIVO PARA VIBROAIR

Empresa tem pedidos firmes para dois Phenom 300, um Legacy 500 e um Legacy 600 (imagem acima)

A Embraer entregou na última semana um jato executivo Legacy 600 para a Vibroair Flugservice GmbH&Co.KG, em cerimônia realizada na sede da Embraer em São José dos Campos, interior do Estado de São Paulo. Esta é a primeira aeronave entregue pela Empresa ao cliente alemão, baseado no Aeroporto Internacional de Düsseldorf, e representa o começo de uma relação de longo prazo. A vibroair tem pedidos firmes para dois jatos executivos Phenom 300, da categoria light, e um jato Legacy 500, da categoria midzise, todos com previsão de entrega para 2014. “A reputação da Embraer em produzir jatos comerciais de qualidade teve um grande peso na nossa escolha por estes jatos executivos, que eu considero produtos do futuro”, disse Ulrich Sigmann, Diretor Comercial da Vibroair.

“O Legacy 600 será utilizado em uma das regiões mais populosas da Europa – a Rhine-Ruhr, bem como em outros locais por meio do nosso serviço de fretamento privado.”

O jato Legacy 600 entrou em serviço em 2002 e compartilha importantes qualidades com a plataforma do jato regional ERJ 145, tais como baixo consumo de combustível, custos operacionais reduzidos, fácil manutenção e confiabilidade impressionante. Com mais de 170 unidades voando em 26 países no mundo todo, o Legacy 600 é customizado para atender às necessidades do mercado de aviação executiva, oferecendo autonomia de até 3.400 milhas náuticas, ou 6.297 km, acabamento interno de alta qualidade, três zonas de cabine distintas, excelente conforto e assistência global em centros de serviços dedicados para jatos executivos.

Perfil da vibroair Flugservice GmbH&Co.KG

A VibroAir foi criada em 1987 e, em 1999, iniciou operações de fretamento de jatos executivos. Com base no Aeroporto Internacional de Düsseldorf (DUS), na Alemanha, a vibroair é membro da Associação Alemã de Aviação Executiva (German Business Aviation Association – GBAA) e da Associação Européia de Aviação Executiva (European Business Aviation Association – EBAA), oferecendo serviços de correio e fretamento privado.

A VibroAir oferece serviço de reservas de voos fretados 24 horas, todos os dias da semana, bem como outros serviços de fretamento. Todos os vôos são customizados para oferecer segurança e conforto máximos a uma clientela exclusiva – discreta e exigente. Contando com pilotos e tripulações altamente capacitados, voando aeronaves de última geração seguras e confiáveis, o programa de manutenção da empresa é elaborado a partir dos mais exigentes padrões de qualidade das principais companhias aéreas internacionais. http://www.vibroair.de/.

Fonte: Portal Fator Brasil - Foto: Divulgação

FLEX PODERÁ VOLTAR A ANTIGO CONTROLADOR


Até o final deste mês, a Flex (velha Varig) deve sair da tutela da Justiça e voltar ao controle da Fundação Ruben Berta (FRB). Esse cenário poderá atrapalhar ainda mais as negociações do encontro de contas.

O fim da recuperação judicial também poderá colocar a companhia, que hoje tem só um avião, usado em voos fretados, mais perto de uma falência.

"Aproxima-se o momento final da recuperação", afirmou, na semana passada, o juiz Luiz Roberto Ayoub, titular da primeira vara empresarial do Rio de Janeiro e responsável pelo caso Varig. O juiz não quis estabelecer prazos, mas segundo fontes ligadas ao processo ele tem dito a interlocutores que até o dia 31 de agosto o processo estará encerrado, com ou sem encontro de contas.

A Fundação Ruben Berta, acionista controladora da velha Varig, foi afastada da gestão da companhia durante a recuperação judicial. O eventual cenário de volta da FRB é temido por todas as partes empenhadas no sucesso da negociação com a União. "A volta da FRB pode ser um elemento complicador nas negociações do encontro de contas", avalia Ayoub. "A negociação não é fácil e, neste momento, o ideal é que não haja mudança", afirma Aubiérgio Barros de Souza Filho, interventor da Secretaria de Previdência Complementar no Aerus.

Para a presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), Graziella Baggio, se as negociações forem parar nas mãos da FRB, "a chance de o acordo não sair é enorme". Ela afirma que, no passado, antes de a Varig entrar com pedido de recuperação judicial, a fundação "rejeitou duas vezes a ajuda do governo ao se recusar a abrir mão do controle".

O juiz Ayoub garante que a volta da fundação não implicará riscos em relação ao cumprimento do acordo ou do plano de recuperação. "O dinheiro é carimbado e a mim compete homologar e monitorar o cumprimento do acordo." A reportagem tentou entrar em contato com o presidente da FRB, César Cury, mas não foi atendida.

Graziella explica que a falência é pior para o trabalhador que votou a favor do plano de recuperação, pois nesta condição ele receberá menos do que o previsto no plano. A falência poderá implicar também no fim da prioridade no recebimento de crédito hoje desfrutada pelo Aerus, detentor de garantias.

Se as negociações para o encontro de contas não avançarem, a empresa poderá falir por falta de fôlego financeiro. Nos últimos 45 dias, a empresa demitiu quase 10% dos funcionários e se prepara para cumprir ordem judicial que a obriga a devolver para a Infraero o conjunto de prédios históricos da velha Varig no aeroporto Santos Dumont.

A nova sede da Flex ficará na Ilha do governador, onde está localizado o Centro de Treinamento de Pilotos e Comissários da empresa. A companhia, porém, também não tem recursos para fazer a mudança.

Fonte: Agência Estado

BRITISH AIRWAYS - 90 ANOS DE HISTÓRIA


A British Airways ontem comemorou 90 anos de existência. Para assinalar uma data, uma companhia aérea inglesa recordou o seu primeiro voo diário internacional, entre Londres e Paris, e até o Primeiro-Ministro britânico, Gordon Brown, se JUNTOU à festa para dar os parabéns a uma das mais reconhecidas Transportadoras aéreas do mundo .

"A British Airways nunca perdeu o espírito e visão pioneira fez com que que Levasse até aos céus o primeiro voo internacional diário de Londres para Paris, neste dia em 1919", considerou, Gordon Brown, que Acrescentando 90 anos depois, a companhia "continua orgulhosamente um voar com a bandeira britânica e Continua a ser uma grande marca ".

Além do primeiro voo diário internacional, entre Londres e Paris, a companhia recordou ainda alguns dos momentos mais marcantes da sua história, com Martin Broughton, presidente da British Airways, a afirmar que "nas últimas nove décadas, a British Airways desempenhou o seu papel muito em momentos históricos ".

Até ao final da semana, os passageiros que passarem pelo Terminal 5 do aeroporto de Heathrow vão encontrar alguns membros do pessoal da companhia vestidos com uniformes antigos, uma forma de assinalar um doutoramento que se junta à exposição interna com objectos memoráveis de nove décadas de viagens que uma companhia também está a Promover.

Fonte: Turisver (Portugal)

MAIS

90 anos em imagens

1 º voo internacional (Londres / Paris atrás) há 90 anos

Anos 20

1935 - em Amerrissagem Lagos, na Nigéria

Anos 50

Uma aeronave de carga Bristol Superfreighter

Anos 60

Voo inaugural do Concorde em 1976

O AIBus A380
fonte: Turisver fotos: BBC

ISRAEL ANALISA T-50 E FIRMA CONTRATO PARA OS T-6A TEXAN II

A Força Aérea de Israel planeja incorporar o treinador a jato Sul Coreano T-50 a fim de substituir sua frota de Skyhawks. Neste sentido uma delegação de três membros foi encaminhada a Seul para discutir o assunto com representantes do governo. Segundo informações Israel planeja a compra de pelo menos 30 jatos a serem usados nos exercícios de formação de combate de seus pilotos.

Israel também analisa ainda o Hawk T-45 americano e o M-346, produzido pela Alenia/Aermacchi italiana. Entretanto, o jato sul coreano parece ter a preferência já que compartilha desempenho e componentes com o caça F-16 largamente utilizado por Israel. Além disso, Israel assinou recentemente um acordo de cooperação com a Coréia do Sul para desenvolver um radar de varredura mecânica com tecnologia de Israel para seus TA-50/FA-50.



Concomitante ao anunciado acima, Israel firmou contrato com a HBC - Hawker Beechcraft Corporation para o fornecimento do T-6A Texan II. O contrato inclui simuladores de voo e bancadas de teste para operação e manutenção do aparelho além de publicações técnicas. Apartado do contrato de compra o Ministério da Defesa de Israel vai firmar contrato com a fabricante para introduzir modificações na aeronave bem como a assistência pós-venda da aeronave. Ainda não se sabe a quantidade de T-6A Texan II encomendados mas especula-se que a encomenda superará as 40 unidades.
fonte: DefenseP fotos/divulgação

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...