quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

PLANADOR CAI EM PÁTIO DE CASA E DEIXA TRÊS FERIDOS EM OSÓRIO, RIO GRANDE DO SUL


Planador cai em pátio de casa e deixa três feridos em Osório  Adriana Franciosi/Agencia RBS







Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS
Minutos depois de decolar de um aeroclube, um planador atingiu o telhado de uma casa, derrubou um muro e caiu no terreno de outra residência, em Osório, na manhã desta quarta-feira. O acidente feriu os dois homens que pilotavam a aeronave e provocou um susto na vizinhança do bairro Albatroz. 

Socorridos pelo Corpo de Bombeiros, o instrutor Rafael Valadão Bock e o aluno Thyago Rodrigues Souza receberam atendimento médico no Hospital São Vicente de Paulo. A instituição ainda não divulgou o estado de saúde das vítimas. Em solo, uma moradora sofreu escoriações na cabeça. 

Quem estava próximo ao local do acidente relatou ter ouvido um forte estrondo e, na sequência, ter visto uma nuvem de fumaça levantar do solo. No início da tarde, peritos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) estiveram no local. Ainda não se sabe o que causou a queda.
— Escapei de morrer. Por pouco, não caiu sobre a cama onde estava deitada — contou a aposentada Albertina Luiza Marques, 91 anos. 

Albertina estava em casa na companhia de Maria da Graça Luiza Marques, 62 anos, sua filha,e de Adrya Marques Horn, sete anos, neta da aposentada, no segundo piso da casa atingida pela asa da aeronave. Parte das telhas de concreto e do forro foi abaixo e atingiu Maria da Graça — ela teve cortes na cabeça, mas passa bem. 

A dupla havia decolado às 10h do Aeroclube Albatroz, distante a poucas quadras do local da queda. Esse seria o segundo voo do instrutor e do aluno na manhã de quarta-feira. Considerado experiente pelos colegas, Bock também trabalha como piloto comercial. Souza havia começado o curso há cerca de quatro meses. 
— O que conseguimos identificar, pela experiência que temos, é que foi um ato histórico dos dois. Eles conseguiram fazer uma manobra para desviar de uma casa. O mesmo impacto que o planador causou no muro, ele causaria sobre a casa — apontou Leandro Carvalho, também instrutor de voo no Aeroclube Albatroz. 


Imagem divulgada pela Brigada Militar mostra a área atingida pela queda da aeronave Foto: Brigada Militar / Divulgação
Moradores das redondezas compartilhavam da mesma sensação do instrutor: o estrago poderia ter sido bem maior, já que o planador caiu em uma área de poucos metros cercada por três casas. O desempregado Fernando dos Santos Soares, 37 anos, avistou o acidente — segundo ele, um cabo se desprendeu da aeronave. 
 — Nunca tinha visto nada igual — resumiu outro vizinho, o zelador José Severino da Silva, 41 anos, que lia em casa no momento em que ouviu o estrondo. 

A aeronave, batizada de Nhapecan II, pertence ao clube e costuma ser usada para cursos de piloto.

fonte/foto/Zero Hora/AdrianaFranciosi

AVIÃO AGRÍCOLA CAI SOBRE KOMBI E CAUSA 5 MORTES NO DISTRITO DE WARTA, EM LONDRINA - atualizado 19:20

Anderson Coelho/Grupo Folha


Um avião agrícola sofreu uma pane ao decolar do aeroporto 14 Bis, no distrito da Warta, na região norte de Londrina, por volta das 17h desta quarta-feira (20). Ao tentar retornar à pista, a aeronave acabou perdendo altitude e colidindo contra uma Kombi que passava pela rodovia Carlos João Strass (PR-545). Cinco pessoas morreram e quatro ficaram feridas. O piloto sofreu ferimentos moderados e queimaduras.

Com o impacto, o avião explodiu. As chamas se alastraram e também atingiram o veículo, que transportava trabalhadores que executavam um serviço de capina às margens da estrada. A Kombi trafegava no sentido Warta-Londrina.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, três dos cinco mortos foram identificados: Cléverson Henrique Pereira, de 37 anos; Renan Florêncio Fagundes, de 19; e Flávio Tosi, de 43. Os outros dois ainda não tiveram seu nome divulgado. Todos os corpos foram encaminhados ao IML de Londrina.

Entre os feridos estão o piloto do avião, Bruno Nobre Costa, de 29, que foi encaminhado por funcionários do aeroporto ao Hospital da Zona Norte (HZN); Luís Carlos Silva, de 28, levado à Santa Casa; Alex Carlos de Brito, de 35, conduzido ao HU; e o condutor da Kombi, Diógenes Gomes Fagundes, de 44 - cujo hospital ainda não foi informado.

A princípio, o quadro do piloto é o menos grave. Mesmo com as contusões e queimaduras sofridas após a explosão, ele ainda conseguiu ir ao aeroporto para pedir ajuda.

Diversas viaturas dos bombeiros, do Samu e da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) estão no local. A rodovia ficou completamente interditada por aproximadamente uma hora. Depois, foi parcialmente liberada.

A aeronave é da empresa Viagro Vidotti Agro Aérea e se dirigia ao interior de São Paulo para pulverizar uma plantação. 
fonte/foto/bonde.com
Avião caiu por volta das 17h, próximo a Londrina (Foto: Sandoval Peron/Arquivo pessoal)Avião caiu por volta das 17h, próximo a Londrina (Foto: Sandoval Peron/Arquivo pessoal)
Um avião agrícola caiu sobre uma Kombi com vários passageiros por volta das 17h desta quarta-feira (20) na rodovia Carlos João Strass, no distrito de Warta, em Londrina, norte do Paraná, e deixou pelo menos cinco mortos, segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

A princípio, três pessoas ficaram gravemente feridas e outras duas tiveram ferimentos moderados, ainda segundo a polícia. Elas foram levadas para os hospitais Evangélico, Universitário e Santa Casa, em Londrina.

O avião decolou do aeroporto 14 Bis, perdeu altura, e acabou atingido o veículo que trafegava pela rodovia, segundo testemunhas. A Kombi transportava trabalhadores que faziam a capinagem dos canteiros da estrada.

A aeronave pertence à empresa Viagro Vidotti, especializada na pulverização de plantações. A empresa, por ora, não quis se pronunciar sobre o acidente.

Equipes do Corpo de Bombeiros e PRE permaneciam no local prestando socorro às vítimas por volta das 18h50. A rodovia foi interditada e não tem hora para ser liberada.

fonte/foto/G1

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...