sábado, 20 de agosto de 2011

AERONÁUTICA ABRE 160 VAGAS


Já estão abertas as inscrições para o concurso da Aeronáutica que oferece 160 vagas para o Exame de Admissão ao Estágio de Adaptação de Oficiais Temporários do ano de 2012. São 11 vagas para administração, 34 para análise de sistemas, 36 para serviço social, 3 para ciências contábeis, 2 para estatística, 6 para jornalismo, 11 para psicologia clínica, 13 para psicologia organizacional e do trabalho, 2 para publicidade e propaganda, 9 para relações públicas e 33 para serviços jurídicos.

A inscrição deverá ser feita pelos sites http://www.fab.mil.br e http://www.ciaar.com.br/concursos  até as 15h do dia 15 de setembro. O valor da taxa é de R$ 120,00. O concurso terá exame de escolaridade e de conhecimentos especializados; inspeção de saúde; exame de aptidão psicológica; teste de avaliação do condicionamento físico e análise e conferência dos critérios exigidos e da documentação prevista para a matrícula no estágio.
A prova escrita ocorre no dia 20 de novembro em 11 cidades brasileiras: Belém , Recife, Salvador, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, Campo Grande, Porto Alegre, Curitiba, Brasília e Manaus. A prova de redação será aplicada apenas para as especialidades de jornalismo, relações públicas, publicidade e propaganda e serviços jurídicos.
Clique aqui para ver o edital.
EAOT
O Estágio de Adaptação de Oficiais Temporários da Aeronáutica (EAOT) é ministrado no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), em Belo Horizonte, tem a duração aproximada de 13 semanas e abrange instruções nos campos geral, militar e técnico-especializado.
O candidato não pode completar 44 anos ou mais de idade até o dia 31 de dezembro de 2012. Além disso, deve ter concluído, com aproveitamento, curso superior do Sistema Nacional de Ensino, em nível de graduação (bacharelado ou licenciatura de graduação plena), correspondente à especialidade a que pretende concorrer.
O estagiário que concluir com aproveitamento o EAOT estará em condições de ser nomeado segundo-tenente da reserva, que será convocado a servir à Aeronáutica, obrigatoriamente, por um período de dois anos, como oficial temporário. Ao término do Estágio de Adaptação, o segundo-tenente será designado para servir em Organização Militar sediada na localidade para a qual foi selecionado, de acordo com a classificação obtida no exame.
fonte/TribunaDoNorte

DOIS AVIÕES COLIDEM EM NEW JERSEY


A polícia disse que um piloto está morto depois de que dois aviões monomotores colidiram próximo ao aeroporto em South Jersey.


O acidente aconteceu após 13:30 deste sábado, enquanto os pilotos estavam realizando manobras acrobáticas, de acordo com os investigadores.


O porta-voz do aeroporto de Don Berenato disse NBCPhiladelphia que o acidente ocorreu nos céus do Hammonton Airport, em Hammonton, New Jersey.


Os aviões caíram em uma área de floresta perto do aeroporto.

O piloto de um dos aviões saltou de pára-quedas, e foi capaz de caminhar para fora da floresta até uma estrada, onde foi encontrado pela equipe médica.


Berenato disse que o piloto foi evacuado de helicóptero para o hospital.


O outro piloto não escapou de sua aeronave danificada, e foi encontrado morto.


fonte/foto/NBC
Enhanced by Zemanta

BIPLANO CAI NOS ESTADOS UNIDOS


BOEING 737-200 CAI NO CANADA



Um Boeing 737-200 da First Air , registro C-GNWN realizando o voo 7F-6560 de Yellowknife,NT para Resolute Bay,NU (Canada) com 11 passageiros e 4 tripulantes, caiu durante aproximação para Resolute Bay. Doze ocupantes estão mortos e 3 possíveis sobreviventes não confirmados.

A Polícia Montada do Canada (RCMP) confirmou que a aeronave se acidentou perto de Resolute Bay.  A RCMP informou que há sobreviventes.

Militares Canadenses que estavam participando de um exercício conjunto (NANOOK 11) que inclui a simulação de um desastre aéreo perto de Resolute Bay, juntaram-se à operação de busca e resgate. 


Moradores relataram pouca visibilidade e nuvens baixas no local e a estação metereológica registrava visibilidade igual ou superior 8 km/4.3 nm, nevoeiro, chuva, umidade próxima a 100%.

Metars:
CYRB 201900Z 15008KT 8SM VCFG OVC006 07/06 A2985 RMK SC7 VIS N-E 3 FG TOP OF HILL SLP113
CYRB 201800Z 19008KT 10SM VCFG SCT003 OVC010 07/07 A2983 RMK SF3ST5 SLP108
CYRB 201700Z CCA 20007KT 10SM VCFG SCT002 OVC009 07/06 A2982 RMK SF2ST6 SLP105 
CYRB 201649Z 18013KT 5SM -DZ BR OVC003 RMK ST8 
CYRB 201600Z 18008KT 10SM -DZ OVC007 06/06 A2981 RMK ST8 SLP100 
CYRB 201533Z 17008KT 5SM -DZ BR OVC006 RMK ST8
CYRB 201500Z 18016KT 1/2SM R35/2200FT -DZ FG VV002 06/06 A2979 RMK FG8 SLP095
CYRB 201450Z 17013KT 5/8SM -DZ BR VV002 RMK FG8
CYRB 201434Z 17016KT 15SM -DZ OVC005 RMK ST8
CYRB 201400Z 16014KT 15SM BKN009 OVC070 07/06 A2979 RMK SF4AC4 SLP094


Site at Resolute Bay Airport (Photo: Nicolas Laffont via Twitter):


fonte/AvHerald
Enhanced by Zemanta

ESQUADRÃO PELICANO RESGATA PILOTO QUE REALIZOU POUSO FORÇADO APÓS PANE EM AVIÃO


Esquadrão Pelicano da Base Aérea de Campo Grande resgataram o piloto de um avião monomotor que sofreu uma pane e ficou pendurado nos galhos das árvores. O piloto foi obrigado a fazer um pouso forçado na região do Morro da Caieira, no rio Taquari, próximo de Corumbá (MS).
O acidente aconteceu na tarde de hoje (20), por volta das 13h.
Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a equipe havia perdido contato com o piloto da aeronave com prefixo PT-BGZ e logo depois houve a confirmação do pouso forçado.

fonte/CorreioDoEstado

ENCONTRADO HELICÓPTERO DESAPARECIDO NA BACIA DE CAMPOS

A Petrobras informou no início da noite deste sábado que foi localizado o helicóptero modelo Augusta AW-139, a serviço da estatal, que estava desaparecido desde o fim da tarde de sexta-feira, a 100 km do litoral fluminense, na Bacia de Campos. Junto à aeronave, a 99 m de profundidade, foram encontrados três corpos ainda não identificados. As buscas à quarta pessoa desaparecida prosseguirão.

De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), o helicóptero prefixo PR-SEK decolou da plataforma P-65 da Petrobras com direção a Macaé e, por volta de 17h15, declarou emergência à torre de controle. O piloto detectou problemas e fez um pouso forçado no Oceano Atlântico, conforme a Aeronáutica.

A aeronave, que pertence à empresa Sênior, transportava quatro pessoas: Ricardo Leal de Oliveira, de Rio das Ostras (RJ), auxiliar técnico de planejamento da empresa Engevix; João Carlos Pereira da Silva, de Campos dos Goytacazes (RJ), técnico de inspeção da empresa Brasitest; o piloto Rommel Oliveira Garcia, do Rio de Janeiro (RJ); e o co-piloto Lauro Pinto Haytzann, da Sênior Táxi Aéreo, de São Paulo (SP).

As buscas, coordenadas pela FAB e pela Marinha, foram retomadas às 6h10 de hoje, com um avião P-95 Bandeirante Patrulha, um navio patrulha Guajará e um helicóptero Lynx da Marinha, além de quatro aeronaves e navios da Petrobras. Em nota, a estatal afirmou que as empresas Sênior, Engevix e Brasitest "estão prestando toda a assistência às famílias, com suporte da Petrobras".

fonte/Terra

ACIDENTE COM JATO DA ESQUADRILHA "RED ARROWS" NA INGLATERRA


Uma avião da equipe acrobática da RAF, os Red Arrows, caiu próximo a um rio no sul 
da Inglaterra durante uma exibição aérea.

Segundo testemunhas, a aeronave desviou de seu rumo e se precipitou contra uma 

fileira de árvores. O jato era RED 4, e segundo informações o comandado
pelo piloto RIP Fit Lt Jon Egging.

O avião era um dos nove que participavam do Bournemouth Air Festival.

fonte/BBC






PETROBRAS FARÁ REUNIÃO COM EMPRESA DE HELICÓPTERO QUE CAIU

A Petrobras vai se reunir, neste sábado, com representantes da empresa fabricante do helicóptero que desapareceu ao tentar pouso de emergência no aeroporto de Macaé, segundo informações divulgadas pela empresa. O grupo virá da Itália para o encontro.
As buscas contam com duas aeronaves equipadas para voo noturno, seis aeronaves da Petrobras, duas da Aeronáutica e um barco patrulha da Marinha. A Petrobras recomendou que todas as aeronaves do mesmo modelo fiquem no solo.
O helicóptero decolou da plataforma da Petrobras, P-65, na Bacia de Campos, na última sexta-feira. A aeronave transportava os passageiros Ricardo Leal de Oliveira e João Carlos Pereira da Silva, além do piloto Rommel Oliveira Garcia e do co-piloto Lauro Pinto Haytzann.
fonte/Terra

AEROPORTO DE CAMPO GRANDE CANCELA DOZE VOOS DEVIDO AO TEM RUIM


Doze voos foram cancelados no Aeroporto Internacional de Campo Grande desde a noite de ontem (19), devido ao mau-tempo. Segundo informado pela Infraero, nenhuma aeronave conseguiu pousar após as 23h de sexta-feira por conta da chuva, vento e nevoeiro. 

Três aeronaves da companhia Gol Linhas Aéreas - vindas de Guarulhos, Congonhas e Brasília - não puderam pousar. Em virtude disso, foram cancelados os voos que sairiam da Capital nessas aeronaves com os mesmos destinos. 
À 1h32 de hoje os pousos foram oficialmente suspensos. As decolagens estão sendo feitas por meio de instrumentos desde esse mesmo horário. Além dos voos suspensos, outros dois estão atrasados. Não há previsão de quando o funcionamento normal do aeroporto será restabelecido.
Segundo alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o mau-tempo deve persistir pelo menos até a meia-noite de hoje. Estão previstas para o período condições meteorológicas favoráveis à ocorrência de ventos de até 70km/h.
fonte/CorreioDoEstado

HELIBRAS MOSTRA DUAS OPÇÕES DE AERONAVES PARA SEGURANÇA PÚBLICA DURANTE A INTERSEG 2011


A Helibras vai apresentar durante a Interseg 2011 – Feira Internacional de Segurança Pública, Serviços e Produtos, que será realizada de 21 a 23 de agosto, no Riocentro, Rio de Janeiro, duas opções de helicópteros que começam a ser bastante procurados para uso em missões governamentais no Brasil: o EC145 e o EC130.


São duas aeronaves de concepção diferente e que, a exemplo do consagrado modelo AS350 Esquilo “multimissão”, também começam a ser utilizadas por unidades aéreas policiais e de bombeiros, por conta da grande versatilidade e capacidade de adaptação rápida para o desempenho de várias missões.

O EC145 teve sua primeira unidade governamental adquirida pela Secretaria de Segurança Pública do Maranhão. É um helicóptero biturbina com capacidade para até 10 policiais equipados mais os 2 pilotos, e com um espaço interno que pode ser rapidamente modificado, dependendo da ação a ser desempenhada.

Como exemplo, este helicóptero foi utilizado durante os trabalhos de atendimento às vítimas dos deslizamentos na região serrana do Rio de Janeiro, a pedido da Secretaria Nacional de Segurança Pública, em janeiro deste ano, transportando feridos e desabrigados.
Suas dimensões e potência permitem que o EC145 opere em áreas de acesso restrito além de possuir uma excelente autonomia, fator importante em um estado como o Maranhão, que exige o emprego de força tática em longas distâncias.

A outra aeronave a ser exibida na Interseg 2011 será o EC130, utilizado pela Polícia Militar do estado do Paraná - que, inclusive, acaba de adquirir uma segunda unidade deste modelo – é um monoturbina leve bastante versátil e vem sendo procurado por causa das múltiplas possibilidades de utilização, as quais incluem o transporte aeromédico - feito com a utilização de um kit desenvolvido pela própria Helibras, que possibilita a operação com 2 pilotos, 1 paciente deitado em maca, 1 médico, 1 socorrista e 1 tripulante operacional.
Bastante silencioso devido ao “Fenestron” (pás do rotor de cauda embutidas, uma exclusividade dos modelos Eurocopter/Helibras), permite rápidos deslocamentos e operação em áreas de difícil acesso ou pouso restrito, o que o torna ideal para missões de resgate.

Segundo Julien Negrel, vice-presidente Comercial e Marketing da Helibras, “nossa gama de produtos, aliada à nossa capacidade de desenvolvimento de projetos e somada aos serviços que oferecemos aos operadores governamentais, em qualquer parte do Brasil, fazem da Helibras uma das empresas mais bem preparadas para atender a este importante segmento, provendo soluções personalizadas para a segurança pública e defesa civil, em proveito do atendimento direto dos interesses da população”.
Durante o evento, a Helibras também vai prestar uma série de homenagens a seus operadores governamentais.

Perfil-A Helibras é a única fabricante brasileira de helicópteros. A empresa é associada ao Grupo Eurocopter, maior fornecedor mundial do setor, controlado pela EADS - European Aeronautic Defence and Space Company. Com participação superior a 50% na frota brasileira de helicópteros a turbina, a Helibras está em atividade no Brasil desde 1978 e mantém instalações em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Sua fábrica, que emprega mais de 550 profissionais e tem capacidade de produção de 36 aeronaves por ano, está localizada na cidade de Itajubá (MG), onde são produzidos diversos modelos que atendem aos segmentos civil, governamental e militar. Desde sua fundação, a Helibras já entregou mais de 550 helicópteros no Brasil, sendo 70% do modelo Esquilo. Em 2010, a empresa teve um faturamento de R$ 395 milhões.

Eurocopter e EADS- Fundada em 1992, o grupo Franco-Alemão-Espanhol Eurocopter é uma divisão da EADS, líder mundial em serviços de defesa aeroespacial, e afins, que emprega aproximadamente 17.500 pessoas. Em 2010, a Eurocopter confirmou sua posição de líder como fabricante mundial de helicópteros no mercado civil e parapúblico com um volume de negócios de 4,8 milhões de euros, encomendas de 346 novos helicópteros e uma quota de mercado de 49% nos setores civil e parapúblico. 

No geral, os helicópteros do Grupo são responsáveis por 33% da frota total mundial civil e parapúblico.A forte presença da Eurocopter no mundo inteiro é garantida por suas 30 filiais e participações nos cinco continentes, juntamente com uma densa rede de distribuidores, agentes certificados e centros de manutenção. Há atualmente 11.200 helicópteros Eurocopter em serviço e 2.900 clientes em 147 países. A Eurocopter oferece a maior gama de helicópteros civis e militares no mundo.

A EADS é líder mundial nos segmentos aeroespacial, de defesa, segurança e serviços relacionados, e inclui a Airbus, a Astrium, a Cassidian e a Eurocopter. Em 2010, a EADS faturou € 45,8 bilhões e empregou cerca de 122 mil trabalhadores.

No Brasil, a EADS mantém investimentos há 33 anos, tendo iniciado sua presença por meio da Helibras, subsidiária local da Eurocopter. Também está presente através da EADS Brasil, da EADS Secure Networks Brasil e de escritórios comerciais da Airbus Military e da Spot Image. É acionista da Equatorial Sistemas e desenvolve parcerias de longo prazo com clientes como a TAM, Forças Armadas, Polícia Federal, Agência Espacial Brasileira (AEB), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e as forças policiais estaduais.

fonte/EADS/AgNoticias/FatorBrasil

SUCESSO DO AVIÃO BANDEIRANTE IMPULSIONOU A FUNDAÇÃO DA EMBRAER





Em 1969, o engenheiro aeronáutico, formado pelo ITA, Ozires Silva recebeu a 
incumbência de dirigir a primeira fábrica de aviões brasileiros que nascia em 
São José dos Campos. Ele, que quando garoto, construía pequenos planadores, 
iria viver agora a sua história e começar a história da aviação brasileira,
 hoje a terceira maior força mundial da indústria aeronáutica.


Ozires Silva relatou em seu livro 'A Decolagem de um Sonho', as várias noites 
que passou em claro, esperando o término da construção do hangar. 
A Embraer nasceu assim, como um sonho que hoje é realidade, a de 
produzir aviões brasileiros e ganhar os céus do planeta.


As dificuldades foram muitas, porém, as crises nacionais e mundiais serviram
 ainda mais para despertar a garra e obstinação de todos os envolvidos 
no projeto da aviação brasileira. Desde a equipe técnica, até os funcionários
 da linha de produção, o ideal era um só: construir e fazer voar, sem riscos, 
o primeiro avião brasileiro, o Bandeirantes.

Embrião da indústria aeronáutica
O projeto foi denominado IPD-6504 - referindo-se ao Instituto 
de Pesquisa e Desenvolvimento (IPD) do CTA, e ao ano (65), 
e número do projeto (04). Foram milhares de desenhos e 
testes com equipamentos, 110 mil horas trabalhadas, jornada 
que envolveu uma equipe de 300 pessoas, chefiadas por
 Ozires Silva. O IPD-6504 representava o projeto embrião do 
futuro EMB 110 Bandeirante.


Eram 07h07 dia 22 de outubro de 1968, quando o Bandeirantes, avião com
 nove  lugares, foi foi ao céu, em São José dos Campos, para um voo não 
oficial de 50 minutos. Criado com muitos estudos e trabalho incansável, 
e após 3 anos e meio de desenvolvimento, o protótipo foi pilotado pelo 
comandante major-aviador José Mariotto Ferreira e engenheiro de voo 
Michel Cury.


Sucesso total! Vibração da equipe técnica e esperanças ainda mais 
vivas para dar continuidade ao sonho!


Voo oficial do Bandeirante






















O voo oficial do Bandeirantes aconteceu no dia 26 de outubro de 1968, 
cerimônia que contou com autoridades civis e militares no Centro Técnico
 Aeroespacial de São José dos Campos. Ao abrirem-se as portas do 
hangar X-10, 15 mil pessoas vibraram com a saída da aeronave, que deu 
várias voltas pelo pátio.


Em seguida, pilotadas pelo Maj. Mariotto e o Eng. Michel, o Bandeirante 
parte da cabeceira da pista e faz sua primeira decolagem e  primeiro voo oficial. 
Uma prova de competência de sua equipe e certeza de que o futuro da aviação
 brasileira seria de sucesso.

Um ano depois, o projeto de criação da Embraer torna-se realidade, graças ao
 sucesso do avião Bandeirantes. A Empresa Brasileira de Aeronáutica  foi 
criada em 19 de agosto de 1969. 


Escolhido para ser o presidente da empresa, Ozires Silva, 
acompanhado de seus colaboradores,  tomou posse no dia 27 de dezembro 
do mesmo ano.




fonte/Agrovale



NOTA OFICIAL DA PETROBRAS - ACIDENTE DE HELICÓPTERO NA BACIA DE CAMPOS


A Petrobras divulgou no início da madrugada deste sábado (), por meio de nota, nomes de três das quatro pessoas que estavam no helicóptero que desapareceu no Oceano Atlântico a 100 km do litoral do Rio de Janeiro, na tarde de sexta (19). Estavam na aeronave os passageiros Ricardo Leal de Oliveira, auxiliar técnico de planejamento da Engevix, e João Carlos Pereira da Silva, técnico de inspeção da Brasitest, o piloto Rommel Oliveira Garcia, além do copiloto, cujo nome não foi divulgado a pedido da família.



A companhia informou ainda que “adota rígidos padrões de segurança e exige isso das empresas que prestam serviço a ela, incluindo no setor transporte aéreo”, Segundo a Petrobras, “a segurança do transporte aéreo a serviço da companhia está equiparada às melhores operações offshore do mundo”.


Leia a íntegra da nota da Petrobras:

A Petrobras informa que nesta sexta-feira (19/8), por volta das 17h, um helicóptero da empresa Senior, a serviço da Companhia, solicitou autorização para um pouso de emergência no Aeroporto de Macaé. Como a aeronave, que decolou da plataforma P-65, não chegou ao aeroporto, foi acionado o Plano de Emergência da Bacia de Campos. As buscas prosseguem, com apoio de duas aeronaves com equipamentos para voo noturno e 16 embarcações. Pela manhã, se necessário, outras aeronaves serão mobilizadas. Além da Petrobras, participam a Força Aérea Brasileira e a Marinha.

O helicóptero transportava os passageiros Ricardo Leal de Oliveira, auxiliar técnico de planejamento da empresa Engevix, e João Carlos Pereira da Silva, técnico de inspeção da empresa Brasitest, além do piloto Rommel Oliveira Garcia e do copiloto, cujo nome não será divulgado por enquanto a pedido da família.

A Petrobras adota rígidos padrões de segurança e exige isso das empresas que prestam serviço a ela, incluindo no setor transporte aéreo. A segurança do transporte aéreo a serviço da companhia está equiparada às melhores operações offshore do mundo.

Para melhorar a infraestrutura aeroportuária na região da Bacia de Campos, a companhia começou a operar, no ano passado, voos também a partir do novo aeroporto de Cabo Frio, além de Macaé e Farol de São Tomé.

A idade média da frota de helicópteros utilizada pela Petrobras é de três anos. Todas as aeronaves utilizadas em voos offshore pela companhia são bi-turbina, com turbinas de última geração. Além disso, as aeronaves possuem equipamentos de bordo mais sofisticados, maior auxílio à navegação e desenhos mais adequados à proteção dos passageiros na eventualidade de problemas.

A Petrobras ainda introduziu a obrigatoriedade de reciclagens anuais das tripulações em simuladores de voo de última geração.

Gerência de Imprensa da Comunicação Institucional da Petrobras

fonte/FolhaDaManhaOnLine

NOTA OFICIAL DA FAB - DESAPARECIMENTO DE HELICÓPTERO PR-SEK NA BACIA DE CAMPOS


O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informa que:


Na tarde desta sexta-feira (19), por volta das 17:15 (horário de Brasília), um helicóptero (prefixo PR-SEK), que decolou da plataforma P-65 da Petrobras, com direção a Macaé, declarou emergência à Torre de Controle daquela localidade e fez um pouso forçado no oceano Atlântico, a aproximadamente 100 km do litoral fluminense.

O Salvaero Curitiba mobilizou duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB), sendo um avião P-95 Bandeirante Patrulha, do 4º Esquadrão do 7º Grupo de Aviação, e um helicóptero H-34 Super Puma, do 3º Esquadrão do 8º Grupo de Aviação, para dar início às buscas.

A aeronave P-95 decolou no início da manhã de hoje (20) de Macaé e está, desde às 6:10h, realizando as buscas no local. O helicóptero H-34 está de prontidão em Macaé para o caso de resgate no mar.

A operação, coordenada pela FAB, conta com apoio de um Navio Patrulha Guajará e um helicóptero Lynx da Marinha do Brasil, além de quatro aeronaves e navios da Petrobras.


Brasília-DF, 20 de agosto de 2011.
Brigadeiro-do-Ar Marcelo Kanitz Damasceno
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica
fonte/FAB/Cecomsaer

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...