segunda-feira, 27 de junho de 2016

LOCALIZADO HELICÓPTERO BELL 407 PR-CBB DESAPARECIDO - SÓCIO DO DEPUTADO FEDERAL CELSO RUSSOMANNO ESTAVA A BORDO


Os bombeiros localizaram na manhã desta segunda-feira (26) os destroços do helicóptero que caiu próximo a Jundiaí, no interior de São Paulo. Não há sobreviventes, segundo a Força Aérea Brasileira.

A aeronave estava desaparecida desde domingo (25) e foi localizada por volta das 8h desta segunda. Cinco pessoas estavam no helicóptero e iam para Americana, no interior do estado, para jogar tênis.

"Em função das condições de visibilidade e das características geográficas da região, foi deslocado um helicóptero Águia da Polícia Militar de São Paulo para o local, que confirmou que se tratava dos destroços da aeronave desaparecida e que, lamentavelmente, não há sobreviventes", diz nota da FAB.

Uma equipe do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV) foi deslocada para o local da ocorrência para iniciar as investigações sobre o acidente.

A aeronave perdeu contato na região de Cajamar, próximo ao pedágio da Rodovia dos Bandeirantes, no sentido interior.

fonte/foto/RedeTV/CorpoDeBombeiros

 
Um helicóptero desapareceu após decolar do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, na manhã deste domingo (26), com direção à Americana, também em SP. Estavam na aeronave seis pessoas, e uma delas era o empresário Geraldo Vágner Lanzoti, sócio do deputado federal Celso Russomanno.
 
De acordo com o R7, a aeronave era um modelo Bell 407. Os outros passageiros identificados são Osmar Marchini, Vágner Lanzoti e Francisco Rebolo. O nome da piloto é Josilde. A identidade do quinto passageiro não foi informada.

O sumiço do helicóptero foi relatado à Aeronáutica, em Curitiba, pelo esposo da piloto. A Força Aérea Brasileira vai iniciar as buscas nesta segunda-feira (27).

No Facebook, Celso Russomanno se manifestou e pediu ajuda. Veja o relato do deputado a seguir:

“URGENTE, POR FAVOR COMPARTILHEM!
Amigos de Caieiras e Região. Hoje às 8h07 da manhã, o helicóptero em que meus amigos estavam desapareceu e até o momento não tivemos nenhuma notícia, estava próximo ao pedágio da Bandeirantes, nesta região de Caieiras. Se vocês ouviram algum barulho, viram algum sinal de fumaça, ou movimento diferente na região, por favor entrem em contato com as autoridades e me avisem o quanto antes. Peço que compartilhem com todos que puderem. As famílias estão desesperadas. Seguem as fotos e nomes da piloto e passageiros. Helicóptero Bell 407, matrícula PR CBB. Piloto Josilde, Vagner Oliveira, Vagner Lanzoti, Oscar Marchini e Francisco Rebolo”, escreveu.
Fonte: Notícias Ao Minuto

Um helicóptero BELL 407, prefixo PR-CBB, está desaparecido em São Paulo desde a manhã deste domingo (2). Equipes do Corpo de Bombeiros, do grupamento Aéreo da Polícia Militar e da Força Aérea Brasileira (FAB) fazem buscas pela aeronave.

Em nota, a FAB informou que o helicóptero desaparecido é uma aeronave modelo Bell 407 e que decolou de São Paulo às 7h56 com destino a Americana (SP).

Uma aeronave da FAB, modelo SC-105, deve reforçar as buscas na madrugada desta segunda-feira (27). Segundo os bombeiros, a ação está concentrada nas proximidades do quilômetro 30 da Rodovia dos Bandeirantes.

A FAB não informou a quantidade de tripulação e de possíveis passageiros da aeronave desaparecida.

fonte/G1

  Dados da aeronave via RAB

MATRÍCULA: PRCBB
Proprietário:
SAFRA LEASING S.A ARRENDAMENTO MERCANTIL
CPF/CGC:

Operador:
ALE COSTA NEGOCIOS E PARTICIPACOES LTDA
CPF/CGC:

Fabricante:
BELL HELICOPTER
Modelo:
407
Número de Série:
53926
Tipo ICAO :
B407
Tipo de Habilitação para Pilotos:
HMNT
Classe da Aeronave:
HELICOPTERO 1 MOTOR TURBOEIXO
Peso Máximo de Decolagem:
2268 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
006


Categoria de Registro:
PRIVADA SERVICO AEREO PRIVADOS
Número dos Certificados (CM - CA):
18758
Situação no RAB:
ARRENDAMENTO MERCANTIL
Data da Compra/Transferência:



Data de Validade do CA:
18/03/22
Data de Validade da IAM:
180317
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 27/06/2016 07:38:46

MONOMOTOR DESLIZA NO AEROPORTO DE LONDRINA



Acidente aconteceu na noite de domingo, no aeroporto de Londrina  (Foto: Divulgação / Portal Londrina ) 
Acidente aconteceu na noite de domingo, no aeroporto de Londrina (Foto: Divulgação / Portal Londrina )

Um avião de pequeno porte deslizou na pista de pousos e decolagens do aeroporto de Londrina, no norte do Paraná, e só conseguiu parar no gramado, perto de um muro. O acidente aconteceu por volta das 18h de domingo (26) e ninguém ficou ferido. As operações no terminal foram interrompidas por alguns minutos para a retirada do avião, que precisou ser guinchado.

O monomotor é de fabricação nacional e pertence ao aeroclube da cidade. Ele é usado para o treinamento de pilotos. Até as 6h44, o aeroclube não tinha se manifestado sobre o ocorrido.

fonte/foto/G1

Dados da aeronave via RAB

MATRÍCULA: PTNZD

 
 
Proprietário:
AEROCLUBE DE LONDRINA
CPF/CGC:

Operador:
AEROCLUBE DE LONDRINA
CPF/CGC:

 
Fabricante:
NEIVA
Modelo:
EMB-712
Número de Série:
712061
Tipo ICAO :
P28A
Tipo de Habilitação para Pilotos:
MNTE
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 1 MOTOR CONVENCIONAL
Peso Máximo de Decolagem:
1157 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
003


Categoria de Registro:
PRIVADA INSTRUCAO
Número dos Certificados (CM - CA):
10414
Situação no RAB:

Data da Compra/Transferência:
150313


Data de Validade do CA:
11/04/22
Data de Validade da IAM:
110417
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 27/06/2016 07:54:21

BOEING DA SINGAPORE PEGA FOGO DEPOIS DE POUSO DE EMERGÊNCIA

Singapore SQ368_2016jun27 motorchams 900px

Uma arriscada operação de salvamento decorreu na manhã de hoje no Aeroporto Internacional de Changi, na cidade de Singapura. Tudo decorreu bem e o grande sucesso de toda a operação deve-se à maneira como a tripulação e os bombeiros aeroportuários lidaram com o incidente, no qual um avião de longo curso esteve envolvido pelas chamas após um pouso de emergência, na sequência de um derrame de combustível na asa direita da aeronave. A bordo estavam 222 passageiros e 19 tripulantes, que até puderam filmar e registar fotos do tenebroso momento, em que se chegou a temer o pior. 

Um avião Boeing 777-300ER da Singapore Airlines, matrícula 9V-SWB, que fazia na madrugada desta segunda-feira, dia 27 de junho, o voo SQ368, entre o Aeroporto Internacional de Changi, em Singapura, e o Aeroporto Internacional de Malpensa, em Milão, norte de Itália, foi obrigado a regressar ao aeroporto de partida, onde pousou cerca de 04h20 depois da descolagem devido a uma fuga de combustível num dos depósitos da asa direita.

Segundo relatos dos passageiros a canais televisivos e agências de notícias internacionais, o alerta foi dado pela própria tripulação de cockpit que verificou que o avião estava a consumir mais combustível do que seria normal, devido a um eventual derrame. Estavam decorridas cerca de duas horas de viagem. Logo uma passageira, identificada como Lee Bee Yee, de 43 anos, segundo o jornal ‘Straits Times’ de Singapura, viu um fio de combustível que estava a ser vertido na asa direita.

Singapore SQ368_2016jun27_02 900px

Os passageiros foram acompanhados por alguns esclarecimentos do próprio comandante da aeronave, que nunca escondeu o momento porque estavam a passar e a todos recomendou calma, preparando-os para uma aterragem que não seria normal, de regresso ao aeroporto de partida, alegando que daquela forma não tinham combustível suficiente para chegar a Itália. O avião tocou pista pelas 06h50 da manhã desta segunda-feira (23h50 UTC de domingo) e logo se verificou a ocorrência de um incêndio que se propagou por toda a asa direita e ao motor (General Electric GE90) do mesmo lado. Como previsto nestas ocasiões o avião foi acompanhado por diversas viaturas pesadas de pronto-socorro do Aeroporto, ainda na pista de pouso, tendo o incêndio sido logo atacado. A aeronave manteve-se fechada, até completa contenção e extinção do fogo, tendo os ocupantes saído pelos seus próprios meios por escadas móveis de emergência.

Singapore SQ368_2016jun27_03 900px

Segundo alguns passageiros o motor da asa direita terá explodido, mas sem registar rombo na fuselagem, fato que não está confirmado, se bem que, tal como a asa direita, o motor tenha ficado carbonizado e totalmente destruído.

As fotografias e os vídeos disponibilizados na madrugada desta segunda-feira (hora europeia e brasileira) mostram bem a violência do fogo e os momentos que se viveram no aeroporto de Changi. Alguns passageiros descreveram os momentos horríveis que passaram, mas nem por isso, se registaram momentos de grande pânico a bordo, disseram. Com a ajuda da tripulação, nomeadamente dos pilotos, o incidente foi vivido com alguma calma, pragmatismo e muita confiança no trabalho dos pilotos e assistentes de bordo, no avião, e dos bombeiros e socorristas em terra.

Singapore SQ368_2016jun27_04 900px

A maioria dos passageiros já seguiu viagem nesta manhã de segunda-feira para Milão, num outro Boeing 777-300ER da Singapore Airlines (matrícula 9V-SWF). O voo SQ368D saiu de Changi cerca de cinco horas depois do pouso de emergência. Não se registaram ferimentos entre os passageiros e tripulantes do voo. Alguns casos de passageiros mais sensíveis, poucos em relação ao número de presentes no voo, preferiram interromper a viagem para Itália, segundo fontes aeroportuárias.

fonte/foto/NewsAvia

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...