Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 24, 2011

AÉREAS DOS EUA PROTESTAM CONTRA ALTA NAS TAXAS DE SEGURANÇA

WASHINGTON (Reuters) - As companhias aéreas norte-americanas estão protestando contra um grande aumento nas taxas de segurança dos passageiros, que pode ser parte do plano de redução do déficit dos Estados Unidos. A possibilidade é uma de uma série de medidas que envolvem a aviação, propostas que têm variado constantemente nos esforços do Congresso e da Casa Branca para evitar um calote da dívida do país. Apesar das propostas cobrirem apenas uma fração do déficit, elas representam um ponto crítico nas relações entre a indústria e o governo, em relação à política da aviação. Fabricantes de aeronaves, a forte associação de pilotos privados, donos de aeronaves e agora as maiores empresas aéreas têm feito um forte lobby em torno das negociações da dívida que afetarão seu associados. De acordo com fontes que conhecem as negociações e documentos que circulam no Capitólio, a proposta dobraria a taxa de seguro paga pelos passageiros das companhias aéreas para poder levantar pelo menos 15 bilhões …

SALGADO FILHO REGISTRA 35% DE ATRASOS NOS VOOS NESTE DOMINGO

O Aeroporto Internacional Salgado Filho registra 35% de atrasos nos 
voos programados para este domingo, até às 18h45min. O índice che
gou a ser de 45% por volta das 16h e a demora foi ocasionada pelo 
fechamento do local durante a madrugada, por causa do nevoeiro.


O Salgado Filho só foi aberto para decolagens às 7h35min e para
 pousos, às 9h15min. Com isso, até às 9h20min, 19 voos  estavam atrasados, dos 31 programados. Até o final da manhã,  o número de partidas e chegadas fora do horário subiu para 39. 
Próximo das 16h, dos 102 voos previstos (58 partidas e 44 chegadas), 
46 tiveram atraso (31 partidas e 15 chegadas, cerca de 45% do total)
 e cinco foram cancelados. 

Às 18h45min, segundo a Infraero, a situação começou a se normalizar. 
Do total de 140 voos programados para domingo até aquele 

AGÊNCIA DE AVIAÇÃO CIVIL DOS ESTADOS UNIDOS PARA DE FUNCIONAR

Image via Wikipedia
A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, nas iniciais em inglês) anunciou hoje que cerca de 4 mil de seus funcionários serão dispensados do trabalho a partir de amanhã, porque os dois partidos no Congresso não chegaram a um acordo sobre o financiamento da agência. Os controladores de voo, considerados essenciais, continuarão a trabalhar normalmente.
O impasse no Congresso envolve uma iniciativa do Partido Republicano, de oposição ao presidente Barack Obama, para eliminar um subsídio federal de US$ 16,6 milhões para 13 aeroportos situados em zonas rurais. A soma é pequena em comparação com o total de gastos do governo dos EUA, mas os aeroportos que seriam afetados são localizados em Estados representados no Senado por membros influentes do Partido Democrata, como o líder da maioria no Senado, Harry Reid (Nevada) e o presidente do Comitê de Comércio do Senado, Jay Rockefeller (Virgínia Ocidental).
O corte desse subsídio foi aprovado na C…