quinta-feira, 12 de agosto de 2010

FEIRA EM SÃO PAULO TEM AVIÃO DE ATÉ US$ 50 MILHÕES

A maior feira de aviação executiva da América Latina, a Labace, abriu as portas nesta quinta-feira em São Paulo, com 56 aeronaves em exposição, entre elas o Global 5000, da Bombardier, avaliado em cerca de US$ 50 milhões. O evento que ocorre no aeroporto de Congonhas até o próximo sábado mostra novidades de jatos e helicópteros para um mercado em expansão no Brasil. A expectativa é que a feira movimente cerca de US$ 500 milhões em negócios em três dias.

De acordo com o diretor comercial da TAM Aviação Executiva, Leonardo Fiuza, o segmento não reflete apenas o enriquecimento da população, mas também o avanço da economia nacional. "Este crescimento não é por causa do mercado de luxo, mas da necessidade econômica do País. A aviação executiva é uma ferramenta de trabalho", disse.

A TAM trouxe pela primeira vez ao Brasil o Cessna Cj4, que deve ter a primeira entrega no Brasil em 2011, por cerca de US$ 9 milhões (preço antes de impostos). Segundo Fiuza, as vendas neste ano já superam em 18,5% o ano anterior, quando foram vendidas 50 aeronaves.

A Líder Aviação espera fechar a venda de 13 aeronaves na feira, totalizando cerca de US$ 80 milhões. Um dos modelos expostos pela empresa é o Hawker 4000, um jato supermédio avaliado em US$ 21,5 milhões - alguns milhões a menos que o rival brasileiro, o novo Legacy 650, da Embraer, com preço em torno de US$ 29,5 milhões. O jato apresentado oficialmente pela primeira vez pela fabricante brasileira é capaz de viajar de São Paulo a Miami, sem paradas para reabastecer.

Além de contar com os maiores modelos da linha executiva - o Global 5000 e o Challenger 850, que alcançam os US$ 50 milhões -, a Bombardier conta também com a presença do ex-astronauta Gene Cernan. O último homem a pisar na lua deve fazer o discurso de fechamento no estande da fábrica.

Para os iniciantes, há opções mais "em conta", como o helicóptero A600 Talon, fabricado pela Rotorwayna África do Sul, com preço de US$ 195 mil. A Diamond também expõe seu modelo de aprendizado, o C1-Eclipse, que sai por US$ 224 mil. Até o próximo sábado, os organizadores do evento esperam receber cerca de 15 mil visitantes. O ingresso para os três dias custa R$ 90.

fonte/Terra

Enhanced by Zemanta

AERONÁUTICA ABRE CONCURSO PARA 160 VAGAS DE OFICIAIS TEMPORÁRIOS

A Força Aérea Brasileira (FAB) abriu concurso a fim de selecionar candidatos a 160 vagas em 23 áreas profissionais. O valor médio dos salários é de R$ 5 mil. Haverá provas em Natal e em outras 15 cidades brasileiras.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 100. Para inscrever-se o candidato não deve completar 43 anos até o dia 31 de dezembro de 2011. As inscrições vão de 16 de agosto a 23 de setembro, para o exame de admissão ao Estágio de Adaptação de Oficiais Temporários (EAOT).

O candidato aprovado em todas as etapas do concurso fará o estágio de 13 semanas, no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (Ciaar), em Belo Horizonte (MG), com previsão para início no dia 30 de maio de 2011. Concluindo-o com aproveitamento, será nomeado segundo-tenente, sendo designado para servir em uma organização militar da localidade escolhida no ato da inscrição.

O edital do concurso está disponível no site da FAB.
 
O processo seletivo é constituído das seguintes etapas: Exame de Escolaridade e Conhecimentos Especializados, Inspeção de Saúde (INSPSAU), Exame de Aptidão Psicológica (EAP) e Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (TACF).

A prova escrita ocorre no dia 21 de novembro em 16 cidades brasileiras. A prova de redação será aplicada apenas para as especialidades de Jornalismo, Relações Públicas, Publicidade e Propaganda, Serviços Jurídicos, Pedagogia e Magistério.

Localidades para realização das provas:
Belém - PA , Recife - PE, Fortaleza - CE, Salvador - BA, Natal - RN, Rio de Janeiro - RJ, Belo Horizonte - MG, São Paulo - SP, Campo Grande - MS, Canoas - RS, Curitiba - PR, Florianópolis - SC, Brasília - DF, Manaus - AM, Boa Vista - RR, Porto Velho - RO.

Vagas por especialidades:
Administração (ADM) - 07; Análise de Sistemas (ANS) - 15; Arquitetura (AQT) - 02; Arquivologia (AQV) - 04; Serviço Social (ASS) - 09; Biblioteconomia (BIB) - 05; Ciências Contábeis (CCO) - 11; Economia (ECO) - 03; Educação Física (EFI) - 03; Enfermagem (ENF) - 25; Estatística (EST) - 06; Fisioterapia (FIS) - 03; Fonoaudiologia (FON) - 04; Jornalismo (JOR) - 03; Magistério Língua Inglesa (MLI) - 01; Nutrição (NUT) - 05; Pedagogia (PED) - 11; Psicologia Educacional (PSE) - 04; Psicologia Clínica (PSL) - 11; Psicologia Organizacional e do Trabalho (PSO) - 09; Publicidade e Propagada (PUP) - 02; Relações Públicas (REP) - 05; Serviços Jurídicos (SJU) - 12.

* Fonte: Portal Brasil.

JATO É RETIRADO DA ÁGUA E AEROPORTO SANTOS DUMONT REABRE


A aeronave foi retirada da água com a ajuda de um guindaste Foto: Alessandro Buzas/Futura Press
O jato Learjet da OceanAir Táxi Aéreo, que caiu nesta quinta-feira na Baía de Guanabara, durante o pouso no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, foi retirado da água por volta das 17h, segundo o Corpo de Bombeiros. A retirada causou o fechamento do local para pousos e decolagens das 15h57 às 17h05. Das 15h12 às 15h35, o aeroporto ficou fechado somente para pousos.
Devido ao acidente, sete voos foram alternados para o aeroporto do Galeão. Das 6h às 17h, 33 voos que partiam do Santos Dumont foram cancelados e 18 atrasaram. Dos voos programados para pousar no aeroporto, 34 foram cancelados e 17 atrasaram.
Um jato bimotor Learjet 55 caiu com três pessoas a bordo, próximo à cabeceira do aeroporto. Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o acidente ocorreu durante o pouso da aeronave, que deslizou na pista e ficou parcialmente submersa. As três pessoas foram resgatadas com vida.
Segundo uma fonte do aeroporto, o pneu traseiro do trem de pouso teria estourado durante a operação e uma das turbinas, parado de funcionar. 
O piloto teria feito manobra para tentar parar (uma volta na pista, como um cavalo de pau), mas acabou caindo no mar. Apesar de a OnceanAir não confirmar o destino do avião, ele estaria se dirigindo, segundo a fonte, ao Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), onde pegaria passageiros. A assessoria da apresentadora Xuxa Meneghel confirmou que ela embarcaria na aeronave.
fonte/Terra/foto/FuturaPress/AlessandroBuzas
Enhanced by Zemanta

AEROPORTO SANTOS DUMONT É FECHADO PARA RETIRADA DE AVIÃO

O Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, suspendeu as operações de pousos e decolagens na tarde de hoje para a retirada da aeronave de pequeno porte que caiu no início da manhã, na Baía de Guanabara, segundo informações da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Uma hora após o acidente, que ocorreu por volta das 9h30, apenas a pista auxiliar do aeroporto estava operando, o que provocou cancelamentos e deixou vários voos atrasados. Segundo a Infraero, as operações também foram suspensas na pista auxiliar às 15h12 para o içamento do avião. 

Balanço da Infraero mostrava que, até as 15h45, 27 partidas foram canceladas e outras 17 registravam atrasos. Entre as chegadas, 29 foram canceladas e 15 estavam com horários alterados. 

fonte/Estado
Enhanced by Zemanta

ANAC ALERTA PILOTO PARA RAIOS LASER EM DIREÇÃO A AVIÕES

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) emitiu na semana passada um alerta aos pilotos para os riscos da interferência de raios laser emitidos em direção às cabines das aeronaves. O problema, segundo a agência, foi relatado em cinco voos desde janeiro.

De acordo com o alerta, na madrugada do dia 14 de janeiro, o piloto de um Airbus A320 de uma empresa aérea brasileira informou que, ao se aproximar para pouso no aeroporto de Londrina, no Paraná, percebeu um raio laser focado na cabine de comando, o que comprometeu o procedimento. Conforme o comandante, o raio tinha origem no solo, em uma área descampada e sem iluminação.

"O fato adquire maior gravidade por ter voltado a ocorrer mais quatro vezes, sendo uma em SBLO (Londrina) e outras três no aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte - MG (SBBH)", afirma o documento da Anac. A agência recomendou a todos os operadores que orientem seus tripulantes para que fiquem atentos a novas ocorrências do tipo e redobrem a atenção nas aproximações noturnas quando detectarem a interferência.
fonte/Terra
Enhanced by Zemanta

EMBRAER 145 DA EXPRESSJET COLIDE COM AVE EM SALT LAKE CITY





Um Embraer ERJ-145, da Expressjet E145,  voando em nome da Continental Airlines, matrícula N14105, voo XE-2290/CO-2290 , de Houston (TX) para Salt Lake City (UT), com 49 pessoas a bordo, colidiu no dia 10 de agosto  com ave entre 10500 e 11000 pés durante aproximação, 4 milhas a oeste do aeroporto.

Quando a 11 mil pés relatou 5 falcões e um minuto depois depois, a tripulação do Expressjet relataram que foram atingidos por um número de gaivotas, declarou emergência por ter perdido vários sistemas e desceu imediatamente para 8000 pés.

 Outra aeronave que estava na pista 16R relataram um bando de gaivotas de bom tamanho a 4900 pés no final para pista 16R . O Controle de Tráfego Aéreo mudou a  pista 16L , posteriormente, mudou todos os outros tráfegos de entrada de 16R para 16L. O Embraer continuou para uma aterrissagem segura.

fonte/AvHerald/foto/TvKSL
Enhanced by Zemanta

AVIÃO DE PEQUENO PORTE CAI BA BAÍA DA GUANABARA



RIO - O jatinho táxi aéreo da OceanAir, de prefixo PT- LXO, com três pessoas a bordo, caiu, na manhã desta quinta-feira, próximo à cabeceira do Aeroporto Santos Dumont. Segundo a Infraero, o avião fazia manobra de pouso quando varou a pista e acabou caindo na Baía de Guanabara. Um pneu da aeronave estourou no momento da aterrissagem, de acordo com testemunhas. Piloto, co-piloto e um outro funcionário da empresa aérea foram resgatados com vida e passam bem. A aeronave ainda não foi retirada da água.

Pousos e decolagens no aeroporto ficaram suspensos das 9h31m às 10h33m para facilitar o trabalho de resgate da aeronave. Algumas pessoas que já estavam dentro de aviões para decolar tiveram que retornar para o aeroporto. Segundo a Infraero, os atrasos e cancelamentos nos voos não são maiores em função de a pista auxiliar ter voltado a funcionar por volta das 10h da manhã, dando vazão à boa parte dos voos programados para o dia. A Infraero também confirmou que parte das chegadas foram desviadas para o Aeroporto Internacional Tom Jobim, mas não confirmou a quantidade.

O avião levaria a apresentadora  Xuxa Menenghel para o Recife. Segundo o gerente de operações da OceanAir, Ricardo Santos, o jatinho chegou a decolar do Aeroporto Santos Dummont, mas, devido a uma pane, precisou retornar à pista e acabou caindo na água. Ainda de acordo com o gerente, a aeronave seguia para o Aeroporto Internacional do Galeão, na Ilha do Governador, quando passou por problemas técnicos. De acordo com testemunhas, o avião percorreu cerca de 150 metros na pista antes de atingir a água. Ainda de acordo com as testemunhas, saiu muita fumaça do trem de pouso traseiro.  

O gerente de operações da OceanAir, Ricardo Santos, informou que uma equipe da companhia aérea sairá de São Paulo com destino ao Rio de Janeiro ainda nesta quinta-feira para fazer uma análise das causas do acidente ocorrido nesta manhã. Junto com o gerente, também virá à cidade o agente de segurança de voo da companhia.
Segundo pescadores, que ficam perto do antigo restaurante Albamar, o jatinho vinha de Botafogo em direção à Ponte Rio-Niterói. Eles escutaram um estrondo e depois perceberam a queda. O piloto ainda ficou rodando com o motor dentro d'água para chegar às pedras da cabeceira da pista. 

De acordo com testemunhas, as três pessoas que estavam no avião foram socorridas por duas lanchas do serviço aéreo marítimo Antonio Carlos e por uma outra lancha do salvamento aéreo marítimo da Aeronáutica. As vítimas não tiveram ferimentos graves e saíram andando. 

Várias equipes trabalham nas operações de resgate da aeronave
Os dois motores e parte da cauda ainda estão submersos. Duas lanchas do Grupamento Marítimo (G-Mar) dão apoio à operação de resgate da aeronave. Várias equipes da Polícia Federal, dos Bombeiros, da Marinha e da Aeronáutica também trabalham na operação. O objetivo é não deixar que a maré arraste o avião para o mar. 

Um guindaste da empresa Transreta, com capacidade para içar até 250 toneladas, está no Aeroporto Santos Dumont para retirar da Baía de Guanabara o jatinho. Responsável pela operação, o proprietário da Transreta, Eliseu Drumond, disse que o guindaste, que tem uma lança de 60 metros, foi solicitado pela Infraero para a operação de emergência. 

A mobilização do guindaste de grande porte foi necessária para não danificar a aeronave, que caiu próximo a cabeceira da pista. Com o uso do guindaste, será possível retirar o jatinho sem afetar suas turbinas.
Em julho de 97, a Globeleza Valéria Valenssa e seu marido, o designer gráfico Hans Donner, escaparam da morte quando o jatinho em que viajavam sofreu uma pane e caiu no mar, a cerca de 50 metros da cabeceira da pista do Santos Dumont. Eles foram resgatados ilesos da água, juntamente com o piloto e o co-piloto. 

fonte/foto/Oglobo/JBOnline/UrbanoErbiste
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...