Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 13, 2015

VITÓRIA DOS TRABALHADORES DA VASP

Após dez anos de disputa judicial, os trabalhadores da Vasp devem começar a receber. O juiz Fábio Branda, da Justiça do Trabalho em São Paulo, determinou o início do pagamento a partir dos valores arrecadados com a venda de uma das fazendas do ex-controlador da Vasp, Wagner Canhedo. A decisão ainda não foi publicada. Segundo o magistrado, existem R$ 312 milhões para serem rateados e mais R$ 50 milhões a serem depositados em dezembro. A dívida total com os trabalhadores é estimada em R$ 1,5 bilhão. Será a primeira vez que um grupo econômico responde por uma dívida trabalhista.


fonte/ValorEconomico

INFORMAÇÃO DO SITE  DUQUEESTRADA.ADV.BR SOBRE O PAGAMENTO


Notícias Vasp – 544 – Nota de esclarecimento sobre os pagamentosPublicado em 12/05/2015 às 19:25
São Paulo, 12 de maio de 2015. Prezados Amigos e Clientes, Muitas dúvida tem surgido com base na noticia divulgada por nós e pela imprensa, sendo assim vou tentar, na medida do possível esclarece-las; A dívida trabalhista  na ação civil publica fo…

EMBRAER NEGA DEMISSÃO EM LINHA TRANSFERIDA PARA ESTADOS UNIDOS

Foto: Claudio Vieira

A Embraer negou que a transferência da linha de produção dos jatos executivos Phenom para os Estados Unidos provocará demissões na planta de São José dos Campos, sede da empresa.
Em nota divulgada ontem, a fabricante reagiu à informação divulgada pelo Sindicato dos Metalúrgicos no dia anterior de que os jatos passarão a ser feitos em Melbourne, na Flórida, até meados de 2016.

Hoje, o setor que produz o modelo movimenta cerca de 1.500 trabalhadores, entre diretos e indiretos. Os contratados pela Embraer seriam 650, segundo o sindicato.

A companhia informou que os funcionários da montagem dos jatos Phenom, que são feitos nas versões 100 e 300, serão absorvidos pela linha de produção dos novos jatos comerciais, batizados de EJets 2, lançados em junho de 2013.
“Na planta de São José dá-se início à montagem dos protótipos da nova geração de jatos comerciais da empresa, que absorverá toda a equipe atualmente…

BOMBARDIER ANUNCIA CORTES NA PRODUÇÃO DOS GLOBAL 5000 E 6000

Preços agressivos da concorrência e enfraquecimento da procura nos mercados emergentes levaram a Bombardier a reduzir as entregas de jactos executivos Global 5000 e 6000, apenas dois anos após a entrada em produção em série de 80 aviões por ano. À medida que for reduzindo os níveis de produção destes jactos executivos de longo alcance, nos próximos 12 a 18 meses, também está a traçar o calendário para as entregas dos primeiros Global 7000 e 8000 certificados, inicialmente previstas para 2016 e 2018, respectivamente.
O calendário inicial de entrega do Global 7000 apontava para três anos após a entrada ao serviço do primeiro CS100, mas os atrasos nos CSeries levou a uma sobreposição do programa de jactos executivos. Em 2013, a Bombardier respondeu ao aumento da procura, aumento os ritmos de produção em 60%, com entregas a aumentar, de 50 para cerca de 80, em 2014. Mas as vendas enfraqueceram na Rússia, China e América Latina.
fonte/foto/NewsAvia

FROTA DA GOL TEM IDADE MÉDIA DE 7,5 ANOS

Ao final do 1T15,  balanço da Gol divulgado na terça-feira, 12, do total da frota de 140 aeronaves de Boeing 737-NG, a Gol operava em suas rotas 136 aeronaves. Das quatro aeronaves remanescentes, três estavam em processo de devolução junto aos seus lessores e uma foi enviada via sub-leasing para uma companhia aérea europeia.

A Gol possui 95 aeronaves em regime de leasing operacional e 45 sob leasing financeiro. Dessas, um total de 40 possuem opção de compra ao final do contrato. No 1T15, a empresa recebeu uma aeronave B737 NG em regime de leasing operacional e devolveu duas aeronaves B737 NGs.

A idade média da frota total era de 7,5 anos ao final do 1T15 e, para manter esse indicador em níveis baixos, a companhia possui com a Boeing 129 pedidos firmes para aquisição de aeronaves e renovação da frota até 2026.

fonte/PanRotas

MONOMOTOR FAZ POUSO FORÇADO EM PARECI NOVO, RIO GRANDE DO SUL

Avião perde hélice e faz pouso em potreiro

Um avião experimental fez um pouso de emergência em Pareci Novo no final da manhã do último sábado, 9 de maio. A aeronave, de prefixo PP-XGQ, tinha decolado do aeródromo municipal de Montenegro por volta de 10 horas e sobrevoado a cidade de São Sebastião do Caí. No retorno teria ocorrido um problema mecânico e o piloto foi obrigado a realizar a aterrissagem forçada numa área descampada, num potreiro da margem do rio Caí, na localidade de Porto Maratá, próximo do campo e da Sociedade São Pedro.

Moradores de Pareci Novo e região notaram que o avião estava voando com um barulho estranho e bastante baixo, aparentando estar com o motor falhando. Como desapareceu atrás do chamado Morro da Pedreira, houve a preocupação de que pudesse ter caído no mato. Por sorte, o piloto Gustavo Scussel mostrou muita perícia e conseguiu fazer o pouso usando uma trilha no meio do potreiro. Graças à habilidade do piloto, o pequeno avião não virou, já que …