segunda-feira, 16 de abril de 2012

RON AKANA 0 COMISSÁRIO DE BORDO COM MAIS HORAS DE VOO DOS ESTADOS UNIDOS...PARABÉNS


<a href='http://video.msn.com?vid=7044b9d4-9128-9e2e-f0ee-4f63d7c68fea&mkt=pt-br&from=pt-br&src=FLPl:embed::uuids' target='_new' title='Rei do Céu' >Vídeo: Rei do Céu</a>

FAB VAI USAR O SUPER TUCANO NA ESQUADRILHA DA FUMAÇA

A FAB (Força Aérea Brasileira) estuda integrar a aeronave Super Tucano, produzida pela Embraer, de São José dos Campos, à frota da Esquadrilha da Fumaça, hoje formada pelo caça Tucano, que desde 1983 é utilizada pelo esquadrão de demonstração aérea da FAB.

Em maio, a Esquadrilha completa 60 anos e a expectativa é que, durante a festa, a ser realizada em Pirassununga nos dias 12 e 13 de maio, o anúncio da renovação da frota possa ser feito.
A FAB nega e salienta que não há prazo para a substituição da frota. Por meio de sua assessoria, a Força Aérea informou que a entrada do Super Tucano nas apresentações da Esquadrilha da Fumaça depende de um estudo que vem sendo feito e sem previsão para ficar pronto.

Testes.
No final de janeiro, um grupo de pilotos e mecânicos da Esquadrilha participou de um treinamento de quatro semanas sobre o funcionamento do Super Tucano no Esquadrão Joker, em Natal (RN), responsável pela formação dos pilotos de caça da FAB.
A intenção do encontro foi avaliar as especificações de cada aeronave para garantir a manutenção da realização das manobras já feitas pelo esquadrão.
Apesar de semelhanças do projeto de desenvolvimento, as duas aeronaves apresentam diferenças consideráveis de performance.
A potência do Super Tucano, por exemplo, é de 1.600 shp (cavalos de potência para aviões), contra 750shp do Tucano. O peso máximo do Super Tucano é de 5.400 kg, ante 3.175kg do Tucano (os números são de especificações das aeronaves).

Modernização.
Ao longo dos anos, a Esquadrilha da Fumaça realizou mais de 3.500 apresentações dentro e fora do Brasil. Para manter a rotina média de 100 demonstrações por ano, o Tucano já passou por diversas modernizações.
Aeronaves menos usadas pela FAB também são enviadas à base do esquadrão, em Pirassununga, e passam por processo de revitalização nos equipamentos de voo.

Benefícios.
Para o engenheiro aeronáutico e coordenador do Cedaer (Comissão Empresarial para o Desenvolvimento Aeroespacial de São José dos Campos) Lauro Ney Batista, a substituição das aeronaves não impactaria as acrobacias realizadas pela Esquadrilha.

“Vai ser uma boa (troca), o Super Tucano é muito mais reforçado. Pode ser que se perca um pouco na manobrabilidade, mas nada que interfira na apresentação, pelo contrário, eles podem desenvolver novas manobras”, disse Batista.

Menos risco.
Ele salienta que a mudança também aumenta a segurança dos pilotos.
“O Tucano é um avião antigo, passou, se não me engano, pela terceira revitalização. Depois de alguns acidentes, um, inclusive, em Santos, quando uma asa se soltou e atingiu uma pessoa na praia, seria uma boa trocar pelo Super Tucano”, afirmou Batista.

fonte/OVale

TAM E AEROMÉXICO FAZEM ACORDO


SÃO PAULO - A TAM anunciou nesta segunda-feira, 15, que fechou acordo de compartilhamento (codeshare) com a Aeroméxico, o que permitirá uma ampliação das opções de voo para os clientes das companhias em viagens entre o Brasil e o México. Os trechos estão disponíveis para venda direta no site de ambas as empresas a partir desta segunda-feira e o primeiro voo de código compartilhado será operado em 23 de abril.

Os passageiros do voo TAM de São Paulo para a Cidade do México terão à sua disposição conexão imediata para destinos como Acapulco, Cancún, Ciudad Obregón, Guadalajara, León, Los Cabos, Monterrey, Poza Rica e Veracruz, além de qualquer outro dos 40 aeroportos servidos pela Aeroméxico naquele país.
Em contrapartida, os clientes da companhia mexicana que embarcarem no voo entre Cidade do México e São Paulo terão acesso a conexões para qualquer um dos 43 destinos operados pela TAM no Brasil. A TAM começou a operar o seu voo diário entre São Paulo e Cidade do México há oito meses.
fonte/AgEstado

PORTUGAL TENTA HÁ ANOS VENDER 10CAÇAS F-16 E OITO HELICÓPTEROS PUMA



Portugal tenta há anos vender 10 caças F-16 e oito 'helis' Puma
Dos oito helicópteros Puma, quatro estão em condições de venda imediata e a outra metade precisa de "uma profunda manutenção"
Os dez caças F-16 e oito helicópteros Puma da Força Aérea, inscritos como alienáveis na Lei de Programação Militar, continuam sem compradores interessados, revela o relatório de execução de 2011. 

No relatório de execução da Lei de Programação Militar (LPM) relativo a 2011 e que foi divulgado esate sábado pela agência Lusa, já não existe qualquer referência ao interesse do Paquistão nos caças portugueses, ao contrário do que acontecia no documento relativo a 2010.

De resto, dos equipamentos inscritos para alienar na LPM para o sexénio 2006-2011 regista-se apenas a venda das duas fragatas da classe João Belo ao Uruguai, em 2008, cuja última tranche (de 2,25 milhões de euros) é paga a Portugal em 2013.

Segundo o relatório, dos oito helicópteros Puma, quatro estão em condições de venda imediata e a outra metade precisa de "uma profunda manutenção", e dos "contactos com diversas entidades internacionais potencialmente interessadas" no ano passado "não foi possível identificar interessados".
Já em relação aos caças F-16, o relatório não refere qualquer entidade mas diz que "foram solicitadas informações sobre a configuração e 'upgrades' estruturais às aeronaves" e até "manifestado interesse em realizar visita às OGMA para apreciar os trabalhos de modernização".

Do lado português, "as informações foram enviadas", mas "não houve outros contactos da parte dos interessados" pelas aeronaves. 

fonte/foto/JN.pt

Enhanced by Zemanta

VAGA CERTA PARA PILOTO DE HELICÓPTERO

O aquecimento da indústria de petróleo e gás e as descobertas de reservas no pré-sal têm feito a carreira de piloto de helicóptero prosperar. A cada ano, mais vagas são abertas em todo o País, incluindo Pernambuco, com destaque também para as idas e vindas de executivos a Suape. Em todo o Brasil, o número de licenças emitidas anualmente saltou de 187, em 2006, para 450, em 2011, segundo os dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A formação é cara e exige tempo. Hoje as principais demandas, assim como os melhores salários, são por profissionais nos setores executivo e offshore. A remuneração inicial costuma ficar em torno de R$ 6 mil. Pilotos mais experientes, no entanto, podem ter um ganho que ultrapassa R$ 15 mil.

Na área executiva, a principal função é de taxi aéreo, que leva profissionais do alto escalão de grandes empresas a seus compromissos. Já os que fazem voos offshore costumam prestar serviço a petroleiras, transportando equipes para as plataformas.

De acordo com a Associação Brasileira de Pilotos de Helicóptero (Abraphe), o Brasil tem hoje aproximadamente 3.400 pilotos de helicóptero licenciados em exercício. "São poucos os pilotos desempregados, não chega a 5%. A demanda atual está sendo atendida", afirma o presidente Rodrigo Duarte.

Para se ter ideia, a frota de helicópteros no Estado de Pernambuco vem crescendo entre 10% e 15% nos últimos três anos, segundo a associação. Números da Anac mostram que atualmente o Estado ocupa a 11ª colocação em número de helicópteros registrados no País, com total de 25 aeronaves.

Localmente, a única opção para formação de pessoal é o Aeroclube de Pernambuco, no Pina, Zona Sul da capital. Mas lá só é dado o curso teórico, que custa cerca de R$ 2 mil e tem duração entre 3 e 4 meses. Para fazer o prático, é preciso sair do Estado e ir para locais de referência, como Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Curitiba. Foi justamente nesta última localidade que o publicitário Fernando Bastos resolveu apostar. Ele largou tudo há alguns anos e resolveu apostar na carreira. "Nunca tinha pensando na profissão, mas terminei me encantando quando via alguns modelos no aeroclube. E está dando certo", comemora. Ele também diz saber dos desafios, está ciente que precisa de muito mais horas de voo do que as exigidas pela Anac para conseguir as melhores oportunidades. "O mercado realmente está absorvendo, mas é preciso se dedicar", aconselha.

fonte/JornalDoComercio

RELATÓRIO APONTA QUE PILOTO DA AIR CANADA CONFUNDIU VÊNUS COM AVIÃO

1994-2004 livery on a Boeing 767-300ER (Photo credit: Wikipedia)
Um piloto sonolento da Air Canada confundiu o planeta Vênus com um avião, fazendo o Boeing comandado por ele mergulhar na direção do mar para evitar uma colisão imaginária, segundo um relatório oficial divulgado nesta segunda-feira. O incidente aconteceu em janeiro de 2011 e deixou 16 passageiros e tripulantes feridos. Na ocasião, um Boeing 767 da empresa canadense voava de Toronto para Zurique, na Suíça, com 95 passageiros e 8 tripulantes a bordo.

O piloto fez a manobra para desviar de um avião norte-americano que ele erroneamente pensou que estava na rota de colisão de sua aeronave. "Sob os efeitos de uma significativa inércia do sono (quando o desempenho e a consciência da situação são degradadas imediatamente após o despertar), o primeiro oficial percebeu a aeronave que vinha na direção contrária como estando em rota de colisão, e começou a descer para evitá-la", disse o relatório do Departamento de Segurança dos Transportes do Canadá. "Essa ocorrência salienta o desafio de administrar a fadiga na cabine de voo", afirmou o investigador Jon Lee.

O relatório diz que o piloto havia acabado de acordar de um longo cochilo e, desorientado, soube do comandante que um avião cargueiro dos Estados Unidos estava vindo na direção do Boeing. "O primeiro oficial inicialmente confundiu o planeta Vênus com um avião, mas o capitão o orientou novamente que o alvo estava na posição 12h (bem em frente) e mil pés (305 m) abaixo", disse o relatório.

"Quando o primeiro oficial viu a aeronave em direção contrária, interpretou sua posição como estando acima e descendo na direção deles. O primeiro oficial reagiu a essa percebida colisão iminente empurrando a coluna de controle", continuou o relatório. O avião desceu cerca de 400 pés antes que o capitão voltasse a puxar o manche. Os passageiros e tripulantes que se feriram na manobra estavam sem cinto de segurança, desrespeitando o aviso luminoso.

O tripulante envolvido no caso tinha filhos pequenos e não conseguia dormir direito em casa. Ele havia cochilado durante 75 minutos, em vez dos 40 estabelecidos como máximo pelos regulamentos da companhia. Isso significa que ele adormeceu profundamente e acordou desorientado. A Air Canada afirmou que depois do incidente orientou os pilotos sobre os limites para os cochilos e para que fiquem atentos a sinais de fadiga. Um formulário especial para que os pilotos relatem seu cansaço começará a ser usado em meados deste ano.

A Associação de Pilotos da Air Canada disse que o caso mostra a necessidade de limitar a jornada de trabalho nos voos noturnos, que hoje pode chegar a até 14 horas.

fonte/Reuters/Terra
Enhanced by Zemanta

TAM RETOMA VOO ENTRE BELO HORIZONTE E UBERLÂNDIA

A companhia aérea TAM anunciou que voltará a ter um voo ligando Belo Horizonte a Uberlândia (556 km da capital mineira). 

Serão seis voos semanais, de ida e volta, realizados com uma aeronave Airbus A-319, entre o aeroporto de Confins, na capital, e o aeroporto de Uberlândia. 

De acordo com a companhia aérea, o tempo previsto de viagem é de aproximadamente uma hora e todas as rotas são "avaliadas conforme a demanda de cada cidade ou região". 

fonte/FolhaSP
Enhanced by Zemanta

ARGENTINO PASSA MAL EM CRUZEIRO E É RESGATADO POR HELICÓPTERO DA MARINHA NO LITORAL NORTE


 Foto: Marinha / Divulgação

Uma operação do 5º Distrito Naval - Marinha, com sede em Rio Grande, resgatou nesta segunda-feira um idoso argentino com problema de saúde de um navio em alto mar a cerca de 85 quilômetros de Tramandaí, no litoral norte do Estado. Juan Goldwaser, 76 anos, estava em transatlântico de bandeira panamenha e apresentou problemas respiratórios.

De acordo com a Marinha, o cruzeiro estava no mar gaúcho quando comunicou ao Serviço de Busca e Salvamento do 5º Distrito Naval a necessidade de evacuação aeromédica urgente de um de seus passageiros. Uma helicóptero foi deslocada para realizar o resgate do argentino.

O aposentado foi resgatado e levado ao Farol de Tramandaí, de onde seguiu em uma ambulância a um hospital do Litoral Norte.

fonte/ZeroHora
Enhanced by Zemanta

AIRBUS A330 DA VIRGIN FAZ POUSO DE MERGÊNCIA EM GATWICK


Um Airbus A330-300 da Virgin Atlantic, matrícula G-VSXY,  realizando vôo do VS-27 de Londres Gatwick, (Reino Unido) para Orlando, FL (EUA) com 299 passageiros e 13 tripulantes, pousou em emergência após tripulação recber aviso de incêndio no porão de carga.

A aeronave decolou da pista 08R de London Gatwick  e quando estava a 75nm oeste do Aeroporto Gatwick de Londres foi declara emergência.

O Airbus pousou com segurança na pista 08 de Gatwick, parou na metade da pista e foi evacuado, uma série de pneus estourou. Serviços de emergência foram acionados e não foi localizado nenhum vestígio de fogo ou fumaça.
Voos dentro e fora do Aeroporto de Gatwick foram suspensos depois de um avião foi forçado a fazer um pouso de emergência quando o fumo foi relatado na cabine.
Quinze pessoas precisaram de tratamento hospitalar após a evacuação, 14 deles com fraturas suspeitas.
 A Virgem tinha dito que  apenas quatro passageiros sofreram ferimentos leves.
Alguns vôos foram cancelados ou desviados e os passageiros foram aconselhados a verificar com suas companhias aéreas para obter informações específicas.
Liam Moore, um passageiro do Airbus A330-300, que tinha 13 tripulantes e 299 passageiros a bordo, disse que todos estavam "muito abalados"."Estávamos no avião e tudo parecia bem", disse ele."Em seguida, o piloto avisou que faria um pouso de emergência"."Tudo aconteceu muito rapidamente. Nós pousamos e de repente todas as portas estavam  escancaradas e os slides de emergência foram inflados".
Outro passageiro, Mark Bell, de Bracknell, disse: "Eu sabia que algo estava errado quando decolamos."O avião estava muito instável". A tripulação de cabine piorou as coisas, estavam todos realmente em pânico."Não nos disseram nada além do que nós tivemos que voltar para Gatwick e fazer um pouso de emergência."
Tom Alridge disse que um dos tripulantes de cabine estava em pânico após o pouso."Ela estava gritando com os passageiros - 'Saiam, saiam " - ela foi, literalmente, empurrar as pessoas para baixo da rampa ", disse ele."Alguém tem uma fratura no tornozelo, um outro cara bateu com a cabeça quando ele desceu a rampa, outros têm cortes e contusões."
Dra. Jane Pateman, diretora médica para o Serviço de Ambulâncias do Sul da Costa Leste, disse que várias pessoas ficaram feridas durante a saída do avião."Um total de 15 pacientes foram transferidos para o hospital, 14 dos quais foram para dois grandes centros de trauma, no Hospital St George e Sussex County Royal Hospital Real com suspeitas de fraturas", disse ela.
Uma porta-voz dos bombeiros disse que seis unidades de incêndio foram chamados, mas na verdade tratou de um pequeno incêndio no trem de pouso causado pelo pouso de emergência.
Um porta-voz do aeroporto de Gatwick disse que o avião fez um "pouso de emergência seguro" e descolagens e aterragens tinham sido retomadas apoós as 14:00 BST."Haverá alguns atrasos por um tempo", disse ela.
Um comunicado da Virgin Atlantic disse que a causa do incidente estava sob investigação.

fonte/AvHerald/BBC/foto/BBC
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...