quinta-feira, 1 de julho de 2010

AERONAVES SAO REABASTECIDAS EM VOO DURANTE MANOBRA NA BASE AÉRA DE BOA VISTA

 


 Imagem
 Os avião-tanque da Boeing abastece os caças em pleno voo

Durante os eventos que acontecem na Base Aérea de Boa Vista, desde a última segunda feira, o público aguarda pela primeira vez a participação de uma das aviações de Transporte, Reconhecimento e Asas Rotativas que fará missões de Reabastecimento em Voo (Revo) nos céus da capital boa-vistense.

Durante a operação, a aeronave KC-137 (Boeing) realiza o abastecimento dos aviões de caça, entre eles o F-5EM (Tiger), F-2000 (Mirage, que, dependendo da sua especificação, pode alcançar a velocidade de 2.800 a 3 mil km/h) e o A-1 (AMX).

O primeiro reabastecimento aéreo aconteceu ontem à noite. Os outros devem ser realizados durante o dia e o público que estiver presente no pátio da Base poderá acompanhar. Equipes de comunicação credenciadas também acompanharam o reabastecimento de dentro da aeronave, em período diurno.

O reabastecimento faz parte do exercício Sabre, que começou na última segunda-feira, com a participação de mais de 400 militares da Força Aérea Brasileira (FAB), além do efetivo da Base Aérea de Boa Vista (BABV).

A operação Sabre acontece até o dia 4 de julho, quando também ocorre os “Portões Abertos”. Durante a realização dos Portões Abertos, a população terá acesso a todas as aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB), dispostas no hangar da Base.

A operação Sabre tem o objetivo de propiciar treinamento, avaliação e instrução às equipagens de combate da aviação de caça da FAB. Durante o exercício, militares executarão missões de ataque ao solo, interceptação, patrulha aérea de combate e escolta, entre outras.

Além da operação Sabre, outros eventos também estão ocorrendo no espaço, entre eles o exercício de artilharia antiaérea, em conjunto com o Exército Brasileiro.

Do dia 4 a 9 de julho, acontece o Torneio de Aviação de Caça (TCA), na sua XXIX edição, pela primeira vez sediado em Roraima. O TCA é uma atividade operacional que tem como objetivos, dentre outros, consolidar e aprimorar a doutrina de emprego, além de permitir o intercâmbio de conhecimentos entre os esquadrões participantes no emprego operacional.

Esquadrão Guardião conduz aviões de caça
Durante o exercício operacional Sabre, o controle de tráfego aéreo das aeronaves envolvidas na operação é realizado por aeronaves E-99 e o mapeamento e o reconhecimento de objetivos de interesse, por aeronaves R-99, ambas pertencentes ao II Esquadrão do Sexto Grupo de Aviação (2º/6ºGAv), o Esquadrão Guardião.
Dentro do cenário fictício do exercício, o E-99 possibilita às aeronaves A-1 e A-29 realizarem as missões de ataque, bem como aos F-5E/FM e F-2000 realizarem missões de escolta, interceptação e patrulha aérea de combate na defesa do país que está sendo atacado.

Segundo o capitão Ribeiro, do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica de Brasília, quando os pilotos recebem suas missões e partem para os voos, as aeronaves do 2º/6º GAv já se encontram prontas, voando próximas aos objetivos da operação.

Apesar de a Sabre ser baseada em um conflito fictício, para o Esquadrão Guardião todas as atividades são realizadas em um cenário real. “Nós estamos exercitando toda a capacidade técnica da unidade aérea exatamente da maneira como seria empregado em um ambiente real”, afirmou o comandante do 2º/6º GAv, tenente-coronel-aviador Paulo Sérgio Dutra Vila Lima.

Autoridades militares de Brasília prestigiam evento
Imagem
Os militares, na foto com o prefeito Iradilson Sampaio, vão acompanhar os treinamentos esta semana, em Boa Vista

Durante a realização dos eventos realizados na Base Aérea de Boa Vista, diversas autoridades militares da Força Aérea Brasileira (FAB), vindas de Brasília, prestigiam o evento.

Em entrevista à Folha, o comandante da III Força Aérea, responsável pelas aviações de caça e reconhecimento da FAB, major-brigadeiro-do-ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, enfatizou o aperfeiçoamento dos processos de planejamento, a revisão e padronização da doutrina de emprego e, principalmente, a segurança de voo.

“A segurança de voo é fator essencial para que possamos cumprir bem a nossa missão e estar presente em todos os momentos, desde a fase de planejamento até o encerramento das operações”, ressaltou.

Paralelamente, durante a semana também acontece o exercício Sisdabrex, em conjunto com o Exército Brasileiro, sob a coordenação do comandante de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Comdabra), major-brigadeiro-do-ar Gerson Nogueira Machado de Oliveira. O Sisdabrex tem o objetivo de exercitar os meios da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea do Exército.

Quem também prestigiou o evento foi o prefeito Iradilson Sampaio. “Queremos que o comando faça da prefeitura uma extensão da Base. Estamos à disposição de qualquer parceria, e um evento como esse é de suma importância a toda a população, que está tendo acesso a todas as atividades realizadas pela instituição, responsável pela segurança de nossos ares”.

Próximo comandante da Base Aérea também está em Boa Vista
Imagem
O novo comandante da Base, Leonardo de Farias, acompanhado do atual chefe do local, Waldir Almeida

Em entrevista exclusiva à Folha, o tenente-coronel-aviador Leonardo de Farias, o próximo comandante da Base Aérea de Boa Vista, que deve assumir o posto em janeiro do ano que vem, falou sobre sua atuação e perspectiva. Ele também está na capital roraimense, onde participa dos eventos coordenados pela instituição militar.

O aviador, que já serviu em Roraima nos anos de 2004 e 2005, atualmente atua na área de operações do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Comdabra) e teve seu nome aprovado pelo alto comando da Aeronáutica. A troca ainda não tem data marcada.

“Nossa perspectiva é dar prosseguimento ao ótimo trabalho que já vem sendo realizado pelo atual comando assim como os anteriores, além é claro da implantação de projetos próprios que devem surgir e serem implantados de acordo com a necessidade. Nossa missão é proteger as fronteiras e os ares de todo o território nacional, e aqui não será diferente”.

“O próximo comandante com certeza fará jus à escolha da Força Aérea, é um militar que já serviu no Estado e de muita responsabilidade”, comentou o atual comandante, o coronel-aviador Waldir Almeida de Lima, que, assim que deixar o posto, segue para o Rio de Janeiro, onde participará de um curso de políticas estratégicas aeroespaciais.

fonte//FohaWeb/foto/Divulgação
Enhanced by Zemanta

AVIÃO ABORTA DECOLAGEM NOS EUA APÓS LARVAS CAÍREM DO BAGAGEIRO

A decolagem de um voo foi abortada nos Estados Unidos depois que larvas começaram a cair de um bagageiro situado na parte superior aos assentos de passageiros. O avião partia da cidade de Atlanta, na Geórgia, e seguiria para Charlotte, na Carolina do Norte.

"Então eu escutei a palavra 'larvas' e todos começaram a ficar assustados", disse a passageira Donna Adamo. Ela afirmou que percebeu moscas no interior do avião quando procurava seu assento, mas não se preocupou. Mas, pouco depois, notou que outra passageira se recusava a ocupar o seu lugar.

O avião suspendeu o procedimento de decolagem, e comissários de bordo pediram calma a todos.

Segundo o porta-voz da US Airways, Todd Lehmacher, um passageiro levava carne apodrecida em sua bagagem de mão. O porta-voz não soube explicar por qual motivo o alimento estava na aeronave.

"Comecei a imaginar todas aquelas larvas subindo por mim. Só precisava de uma larva para estragar o seu dia", afirmou Donna Adamo.

fonte/G1/OGlobo
Enhanced by Zemanta

GRUPO BRASILEIROINVESTE US$ 25 MILHÕES EM AÉREA DA ÁFRICA

De olho nas oportunidades de negócios na África e com apoio do governo da Guiné Bissau, ex-colônia portuguesa localizada no oeste do continente, um grupo de seis empresários brasileiros investiu US$ 25 milhões e fundou há quase cinco meses a Safári Linhas Aéreas de Guiné-Bissau S/A. Objetivo: tornar, por meio da empresa, o aeroporto da capital do país, Bissau, um hub para unir a América do Sul, tendo o Brasil como maior mercado, a África e a Europa.

A companhia aguarda a aprovação da Anac para estrear no mercado com um voo regular, duas vezes por semana, entre Bissau e Fortaleza. “A Anac tem colaborado bastante e, para operar a rota, compramos um Boeing 727-200, que está em manutenção na Tap Maintenance and Engineering aqui no Brasil”, diz, com exclusividade ao Portal PANROTAS, o presidente da Safari, o paulista Marcos Marcelino Vieira, em entrevista realizada no escritório da holding Cooperate Group, na capital paulista. A empresa atua na exportação de commodities, sobretudo minérios - manganês e ferro.

“Também compramos um Lockheed Tristar, que deverá unir São Paulo (GRU) com Bissau em uma próxima fase de nossa operação no Brasil”, emenda o diretor comercial, o mineiro Paulo Almada, experiente profissional da indústria aérea. Ele iniciou carreira na então TWA, dos Estados Unidos.

O Boeing 727-200 da Safari terá 12 poltronas na executiva e 161 poltronas na econômica. Caso a Anac aprove, os voos Fortaleza-Bissau devem sair às terças e às quintas – decola à 0h30 e pousa às 6h30 (horário local). “Depois o mesmo avião segue para Lagos, a capital da Nigéria”, conta Almada.

fonte/PanRotas

LENTIDÃO NO SISTEMA DA TAM PROVOCA FILAS NO AEROPORTO DE CONGONHAS

Passageiros enfrentam filas no check-in da TAM no aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, no início da noite desta quinta-feira. 

De acordo com a assessoria de imprensa da companhia, as filas foram provocadas por lentidão no sistema de emissão dos cartões de embarque. Mas, segundo a TAM, nenhum voo atrasou e todos os passageiros foram atendidos. 

As filas se formaram devido à necessidade dos cartões serem feitos manualmente. A lentidão começou no fim da tarde e foi normalizada por volta das 18h50, segundo a TAM. 

De acordo com a Infraero (estatal que administra os aeroportos), dos 199 voos programados desde a 0h até as 19h em Congonhas, 17 (8,5%) atrasaram mais de 30 minutos e 14 (7%) foram cancelados. 

fonte/Folha
Enhanced by Zemanta

AZUL PROMOVE MUDANÇAS INTERNAS



A Azul Linhas Aéreas promoveu uma reestruturação nos seus departamentos. A companhia unificou as áreas de Planejamento, Receita, Marketing, Comunicação, Relações Públicas, Comercial e TI, que ficarão sob a responsabilidade de Trey Urbahn, na vice-presidência Comercial e de Planejamento.

Com a mudança, Paulo Nascimento, que já era diretor Comercial e de TI, amplia seu campo de ação e passa a ser Diretor Comercial e de Marketing. Nascimento seguirá comandando TI como o faz desde a fundação da empresa.

Gianfranco Beting passa a cuidar das áreas de Comunicação, Relações Públicas e Marca. Paulo Mesnik assume a gerência geral de Marketing e Julio Sato assume a gerência de Relacionamento com Clientes. Fábio Marão passa a ocupar o cargo de gerente de Mercado B2C e Marketing Interativo.

fonte/Mercado&Eventos

PILOTOS DE AVIÃO SEQUESTRADO HÁ 20 DIAS REAPARECE NO PERU

Os dois pilotos de um avião sequestrado há três semanas no Peru por supostos narcotraficantes apareceram nesta quarta-feira em bom estado de saúde, disse o gerente-geral da empresa proprietária da aeronave, Aeroadiana.
O avião Cessna 208B Grand Caravan, prefixo OB-1922P , foi declarado desaparecido em 10 de junho com nove pessoas a bordo depois de decolar de um aeroporto localizado no sul de Lima usado pelos aparelhos que sobrevoam as famosas linhas de Nazca.

"Hoje (quarta-feira), às 5h da tarde (19h em Brasília) os dois pilotos se comunicaram conosco ... eles estão muito bem, felizmente já estão de volta, na cidade de Puerto Maldonado", no sudeste do Peru, detalhou o gerente-geral da companhia, Jorge Dávila.

O executivo acrescentou que desconhece o paradeiro do avião e que os pilotos não deram mais detalhes, pois "foram ameaçados".
Depois do sequestro, o porta-voz da Aeroadiana, Jorge Belaván, disse que o avião teria pousado num aeroporto clandestino na floresta peruana com os dois tripulantes e sete passageiros, e que daquele local teria partido à Bolívia ou ao Brasil.

A cidade de Puerto Maldonado, onde apareceram os pilotos, faz fronteira com Brasil e Bolívia.
Na floresta peruana operam quadrilhas de narcotraficantes em parceria com remanescentes da guerrilha de esquerda Sendero Luminoso.
 
fonte/Reuters/OGlobo

BRITISH AIRWAYS É CONDENADA PELO TJ-RS A PAGAR INDENIZAÇÃO DE R$ 20 MIL POR EXTRAVIO DE BAGAGEM

Uma mulher foi à Justiça contra extravio de bagagem durante uma viagem à Índia e obteve indenização de R$ 20.700 no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. De acordo com a decisão da 12ª Câmara Cível do TJ-RS, a British Airways deve pagar R$ 15 mil por dano moral e R$ 5,7 mil de dano material pelo extravio. 

A passageira viajou com o objetivo de percorrer alguns ashrans - comunidades formadas para promover a evolução espiritual, geralmente orientada por um líder religioso - para aprimorar técnicas de Yoga. A viagem duraria dois meses. Ao chegar na Ìndia, porém, ela foi informada sobre o extravio de sua bagagem que continha, além de roubas e produtos de higiene pessoal, medicamentos. 

Na Índia, ela recebeu o pagamento de uma diária pelo transtorno, no valor de 2,6 mil rúpias (cerca de 68 dólares americanos), em Deli. 

Depois de esperar por 24 horas sem explicações. Ela teve de fazer vários telefonemas, enviar fax e e-mails até ser informada que sua bagagem estaria no aeroporto de Ranchi. A mulher disse que o local era longe de onde estava, em Deli, e, portanto, não poderia ir buscar a mala. Pediu então que ela fosse deixada no aeroporto de Deli, onde iria retirá-la. 

A mala, porém, não foi deixada no aeroporto de Deli. Já no Brasil, a empresa disse que não seria possível localizar a bagagem e ofereceu indenização de R$ 2,7 mil. 

A British Airways argumentou que a passageira fez o trajeto de Porto Alegre a São Paulo por outra empresa aérea, que entregou a bagagem um dia depois da viagem. Na Índia, enviou a bagagem para o aeroporto de Ranchi, distante 40 km da localidade em que se encontrava a autora, pela empresa aérea Nacil Indian Airline. Argumentou, ainda, que a autora teve participação na perda da bagagem pela inércia e que, se os remédios eram essenciais e insubstituíveis, deveriam ser carregados na bagagem de mão. 

O relator do processo, desembargador Orlando Heemann Júnior, diz que uma vez despachada pelo passageiro, transfere-se à companhia a obrigação de zelar pelo transporte seguro da bagagem transportada, sendo que a obrigação somente se encerra com o recebimento da bagagem de volta. 

O desembargador disse que é inegável o transtorno e a aflição decorrentes da situação, já que a mulher teve de passar dois meses, em país distante e de costumes peculiares, sem seus pertences, tendo de comprar roupas e utensílios. 

fonte/OGlobo
Enhanced by Zemanta

AVIÃO MILITAR DOS EUA FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA


Autoridades informaram que, na quarta-feira (30) um avião militar norte-americano fez um pouso de emergência no oeste da Alemanha, ferindo um dos dois pilotos que estava a bordo.
O Beechcraft RC-12K Huron, prefixo 88-0155, do Exército Americano (1st MI Bn) pousou num campo nesta tarde pouco antes de chegar ao aeroporto militar norte-americano de Wiesbaden. A porta-voz da polícia, Petra Volk, disse que um dos dois pilotos a bordo da aeronave, que fazia um voo de treinamento, ficou ferido.

O Exército dos Estados Unidos disse que o incidente envolveu um avião militar e estão sendo feitas investigações para determinar a causa do pouso emergencial.

fonte/AP/AgEstado/ASN/NoticiasSobreAviaçâo/foto/DPA


MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...