terça-feira, 25 de novembro de 2008

PERNAMBUCO JÁ PRESENCIOU DIVERSOS ACIDENTES AÉREOS

O acidente de domingo (23), envolvendo um avião modelo King Air B200 e que deixou dois mortos e oito feridos, entra para uma longa lista de acidentes aéreos ocorridos em Pernambuco.Em dezembro de 1987, o Hércules C-130 da FAB decolou do Recife à noite, com vinte e nove pessoas a bordo. A quinze quilômetros de Fernando de Noronha, o avião caiu, matando todos os passageiros e tripulantes.Os moradores de Noronha foram testemunhas de outro acidente aéreo em setembro de 1990. Três minutos depois da decolagem, um Bandeirantes do Governo de Pernambuco caiu no mar. Na ilha, os parentes acompanhavam as buscas sem esperança.Em novembro de 1991 aconteceu o maior acidente aéreo da Região Metropolitana do Recife: a turbina de um Bandeirante da Nordeste Linhas Aéreas pegou fogo na decolagem. O piloto conseguiu desviar do conjunto residencial onde moravam mais de mil famílias, bateu em várias árvores, até cair no meio de uma praça no bairro do Ipsep. Dezessete pessoas morreram.Outro acidente aconteceu em novembro de 1993, quando um avião voando baixo, em São Caetano, no Agreste de Pernambuco, chamou a atenção. Um Bandeirante da Força Aérea caiu a trinta metros de uma casa, matando nove militares que estavam a bordo. A suspeita é de que a hélice de outro avião tenha atingido o Bandeirante, provocando o acidente.Em 2002, no dia do Aviador, 23 de outubro, outra tragédia aconteceu nos céus do Recife: mais uma aeronave modelo Bandeirante da FAB caiu bem no meio do Hospital da Aeronáutica. Cinco militares morreram queimados. A explosão destruiu o almoxarifado e o berçário, que estava vazio.
Fonte: pe360graus.com

HELICÓPTERO CAI NA COLÔMBIA E MATA TRÊS

Um helicóptero Bell da empresa AKA, a serviço da transportadora de valores Brinks, caiu às 8:15 (hora loval) desta segunda-feira (24)no município de Vetas, nas imediações do Páramo de Berlín, no noroeste da Colômbia, minutos depois de entregar dinheiro no Banco Agrario da cidade.O coronel Omar González, comandante da Polícia em Santander, informou que o aparelho se dirigía ao vizinho município de Tona e que por razões ainda desconhecidas, caiu ocasionando a morte de seus três ocupantes.A vítimas foram identificadas como o capitão José Nelson Géneco (piloto) e os funcionários da Brinks, Juan Miguel Quintero e Pablo Contreras Villarreal.O pessoal da Aeronáutica Civil se deslocou para o municipio para tratar de estabelecer o que gerou o acidente fatal."Ao que parece, as pás do helicóptero se enroscaram em cabos elétricos e isso teria ocasionado a queda. O aparelho havia saído às 7:00 do Aeroporto Palonegro de Bucaramanga com a rota Vetas-Tona.", acrescentou o coronel González.A Polícia mantém isolada a área onde caiu o helicóptero e recuperou os 270 milhões de pesos que ia transportar ao vizinho município de Tona.
Fonte: El Tiempo

EQUADOR NEGA TER PEDIDO EMPRÉSTIMO AO BNDES PARA COMPRA DE AVIÕES DA EMBRAER

Quito, 25 nov (EFE) - O ministro de Defesa equatoriano, Javier Ponce, assegurou hoje que o país não pediu crédito ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para comprar 24 aviões Supertucanos da Embraer, já que planeja pagá-los "com dinheiro"."É preciso esclarecer que não há nenhum crédito", afirmou Ponce aos jornalistas."Os Supertucanos não estão sendo comprados com crédito nem do Brasil nem de lugar algum, é o Estado equatoriano quem está pagando com dinheiro. Já deu um adiantamento de US$ 69 milhões previsto em contrato e depois cumprirá os pagamentos", acrescentou.O ministro respondeu assim a uma notícia publicada hoje pelo jornal "O Estado de S. Paulo", que afirmava que o Governo brasileiro tinha decidido suspender a autorização para que o BNDES financiasse a venda dos aviões ao Equador.Segundo o jornal, a medida seria conseqüência da decisão do Governo equatoriano de pedir a um tribunal internacional a arbitragem sobre a dívida de US$ 242,9 milhões que contraiu com o BNDES para construir a hidrelétrica de San Francisco.A publicação ressalta que o crédito de US$ 261 milhões para a compra dos aviões da Embraer também seria concedido pelo BNDES.A compra dos aviões militares foi anunciada em abril pelo presidente equatoriano, Rafael Correa, que destacou que as aeronaves seriam usadas na fiscalização da fronteira.
fonte: http://www.uol.com.br/

GENERAL MOTORS REDUZIRÁ FROTA DE JATOS EXECUTIVOS

A General Motors decidiu reduzir sua frota de cinco jatos executivos, mas não prevê que seus diretores passem a pegar vôos comerciais, após as críticas de parlamentares contra os excessos do grupo.Segundo o porta-voz da GM, Tom Wilkinson, o grupo manterá apenas dois aviões, e a decisão não está relacionada às críticas dos legisladores, que acusam os diretores de esbanjar em pleno debate sobre uma nova ajuda estatal às montadoras, de 25 bilhões de dólares."Trata-se de uma resposta às reduções de gastos ligadas à queda das vendas e à crise de crédito", garantiu Wilkinson, lembrando que a GM já havia entregue dois aviões, em setembro passado.GM, como as outras grandes empresas, determina que "seus diretores viajem em aviões privados por questão de segurança", disse o porta-voz.
Fonte: AFP

FORD IRÁ VENDER FROTA DE JATOS EXECUTIVOS

A Ford Motor está estudando a venda dos cinco jatos executivos da companhia, segundo informou o Wall Street Journal, afirmando que a decisão segue-se a outra semelhante adotada pela General Motors.A decisão de se desfazerem das respectivas frotas de jatos, que servem os executivos das empresas, surgiu depois de críticas de congressista após os responsáveis daquelas empresas terem viajado nos jatos privados das companhias para ir pedir ajuda a Washington.
Fonte: Dinheiro Digital (Portugal)

AIRBUS E BOEING QUEDA DE ENCOMENDAS EM 2008

Com apenas um mês para o final do ano, e as indicações das encomendas para Airbus e Boeing sinalizam uma substancial baixa de vendas em comparação ao ano recordista de 2007. Até o fim de outubro a Airbus havia assegurado 794 encomendas e a fábrica européia (segundo o a consultoria Grupo Marsans da Espanha) com as últimas 61 adicionadas neste mês com receita bruta totalizando 855 encomendas contando com as reservas. A Airbus teve 119 cancelamentos apenas este ano, com a mais recente sendo de 65 aeronaves A319 por concordata da empresa americana SkYbus Airlines. Esta performance comercial está além das expectativas segundo o chefe de vendas da empresa européia, John Leahy, que no início do ano de 2008 disse que as vendas seriam menores que os números de 1458 do total de 2007. A Boeing não emitiu nenhuma orientação oficial de encomendas, mas o balanço de 2008 totalizou 639 aeronaves. As encomendas das duas empresas combinadas nos últimos 10 meses totalizaram 1.433, uma baixa de 28% nas vendas nos mesmo período do ano passado quando a Airbus vendeu 958 aeronaves e a Boeing 1.021.
fonte: Airway Online

AEROPORTO INTERNACIONAL DE BANGCOC FECHADO

O aeroporto internacional de Bangcoc foi fechado na noite desta terça-feira devido à ocupação do principal terminal por manifestantes contrários ao governo, anunciaram as autoridades aeroportuárias.
Milhões de turistas passam a cada ano pelo aeroporto Suvarnabhumi, que foi fechado até nova ordem, destacou uma porta-voz. A autoridade encarregada dos aeroportos da Tailândia (AOT) "decidiu fechar Suvarnabhumi depois que manifestantes invadiram o terminal", explicou uma porta-voz da AOT.
"As companhias aéreas já foram informadas", frisou. "Vôos serão redirecionados para Chiang Mai (norte), Phuket (sul) ou outros aeroportos, mas Suvarnabhumi foi fechado às 21h (12h de Brasília)", acrescentou a porta-voz.
A tensão aumentou segunda-feira na Tailândia, onde manifestantes contrários ao governo estão determinados em derrubar o primeiro-ministro eleito Somchai Wongsawat, cunhado do dirigente deposto Thaksin Shinawatra.
Enfrentamentos entre partidários e opositores do governo deixaram pelo menos 11 feridos nesta terça-feira em Bangcoc, segundo a polícia e um hospital. Estes incidentes aconteceram longe de Suvarnabhumi.
Entretanto, pelo menos 2 mil manifestantes anti-governo foram ao aeroporto internacional na tarde desta terça-feira, cercando o complexo e provocando engarrafamentos.
O coronel de polícia Theeradej Chanurak confirmou na noite desta terça-feira que manifestantes invadiram o terminal do aeroporto de Suvarnabhumi.
"Alguns dos manifestantes entraram nas instalações e a polícia tentou impedi-los, mas não conseguiu. Os policiais tinham sido orientados a não usar a força", destacou o coronel.
AFP

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...