Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 5, 2013

AMBULANTES DO AEROPORTO DE GUARULHOS ATENDEM FUNCIONÁRIOS E TURISTAS

Por ali, a oferta de produtos também é variada: chaveiros, pulseirinhas, cadeados, lanches, refrigerantes, bolos, sucos e "quentinhas".  O apelido "Fome Zero" é uma forma "bem-humorada de criticar os preços exorbitantes praticados dentro do aeroporto", explica Davisson Correa Leite, 33 anos, oito deles dedicados a atender a uma gama de clientes: executivos, turistas de aventura, "passageiros estreantes". 
"Quem trabalha aqui não consegue almoçar dentro de Cumbica. E, cada vez mais, os turistas querem saber onde podem encontrar uma lembrancinha ou algo para comer mais em conta", diz.

Com R$ 5,50 dá para comprar um sanduba e tomar um suco natural da caixinha de Rosemilda de Brito Silva, 47. Vizinha do aeroporto, por volta das 8h, ela desce do carro e descarrega sua "bagagem". Puxa um carrinho e coloca sobre ele um isopor "camuflado", todo enrolado com fita adesiva de uma companhia aérea. "É para os seg…

MONOMOTOR CAI E MATA EMPRESÁRIO E FILHO EM PARAGOMINAS

O empresário Chico da Transroda e o filho mais novo morreram após um monomotor, no qual eles estavam, cair na noite deste domingo (4). De acordo com as primeiras informações, o avião preparava-se para pousar no aeroporto de Paragominas, no sudeste paraense, mas estava com pouco combustível.
O avião, que vinha de Tomé-Açu, explodiu logo depois de cair, no bairro Aragão, zona rural de Paragominas. O local é de difícil acesso, mas já atrai curiosos. Homens do 1º Grupamento de Bombeiros e do 19º BPM também já chegaram ao local.
Os corpos foram encontrados carbonizados. Chico foi reconhecido por conta dos cordões de ouro que costumava usar. 
Chico era um empresário conhecido no município e possui uma empresa de recapagem de pneus. Ele costumava pilotar o monomotor todos os finais de semana para vir a Belém. O filho de Chico era do terceiro casamento do empresário.
fonte/DiarioOnLine