domingo, 16 de agosto de 2015

PILOTO PORTUGUÊS MORRE EM VOO DE PARAPENTE NO INTERIOR DO CEARÁ


 
piloto portugues joão ferreira da silva (Foto: olímpia fernandes) 
João Ferreira da Silva viajava com frequência a
Quixadá para praticar voo livre
(Foto: Olímpia Fernandes)
 
Um piloto português morreu ao cair durante um voo de parapente em Quixadá, no sertão cearense, por volta das 13 horas do sábado (15). De acordo com a delegacia de Polícia Civil da cidade, o corpo está na perícia forense da cidade de Quixeramobim.

João Ferreira da Silva decolou da rampa da Serra do Juá, no distrito de Juatama, voou cerca de 5 km, quando o equipamento se fechou e ele colidiu de frente com uma rocha, na comunidade de Ouro Preto, no mesmo distrito, segundo o presidente da Associação de Voo Livre do Sertão Central, Artemir Júnior. Um outro piloto que voava no mesmo momento relatou que viu o equipamento de João Ferreira fechado e avisou via rádio que o reserva precisava ser acionado, mas o português colidiu com a rocha.  O corpo foi resgatado pelos Bombeiros. 
  
Em nota, a associação informou que as causas do acidente ainda precisam ser investigadas. "É com muita tristeza que comunicamos o falecimento do nosso amigo João Ferreira da Silva, natural de Portugal mas adotado pela capital cearense há muitos anos. O mesmo veio a falecer após um acidente em um voo de cross de parapente (voo de longa distância realizado apenas por pilotos experientes). É necessário um estudo técnico para informar as causas do acidente", diz a nota. 
 
João Ferreira tinha 39 anos e era engenheiro civil. Casado, natural de Lisboa, morava em Fortaleza desde 2010. Segundo a associação, ele voava há cinco anos e conhecia várias rampas no Brasil e no Mundo. Visitante frequente de Quixadá, em 14 de julho, o piloto, decolando da mesma rampa, bateu o recorde pessoal voando 120 km.

João Ferreira, com crianças da região  (Foto: Facebook/Reprodução) 
O piloto com crianças da região
(Foto: Facebook/Reprodução)

A cidade de Quixadá, a cerca de 150 km de Fortaleza, é considerada a 'Havaí dos ventos'. Com duas rampas de decolagem, Serra do Juá e do Santuário, recebe turistas de várias partes do mundo para a prática de voo livre, principalmente, entre outubro e dezembro, na temporada de bons ventos. Os pilotos voam, em média, 400 km, segundo Artemir Júnior. A rampa do Juá foi inuagurada há cerca de quatro meses.

Aracati
Em 18 de janeiro, dois turistas e um piloto de parapente caíram durante um voo e se machucaram na Praia de Canoa Quebrada, no litoral do Ceará. Os passageiros, pai e filha, eram turistas de São Paulo, que faziam o primeiro voo de parapente.

Carlos Oliveira, 61 anos, teve arranhões nas pernas e sofreu uma pancada na cabeça. Talita Aparecida, 26 anos, sofreu arranhões nas pernas e nos braços e hematomas na coluna. Os dois receberam atendimentos e passam bem. O piloto sofreu apenas ferimentos leves.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o vento estava forte no momento do acidente e mudava de direção com frequência. Uma rajada fez com que o piloto perdesse o controle e tombasse sobre as falésias da praia.

fonte/foto/G1

ATUALIZADO - AVIÃO DA INDONÉSIA COM 54 A BORDO PERDE CONTATO COM CENTRO DE CONTROLE






O ATR 42 fazia a ligação entre o aeroporto de Sentani, que serve Jayapura, capital da província de Papua, e a cidade de Oksibil, na Indonésia, uma viagem com duração prevista de 45 minutos.
Segundo um reponsável pelos transportes indonésios, o avião foi localizado ao fim de várias horas de buscas dificultadas pelo mau tempo, avançou a CNN. Habitantes de Okbape, situada a cerca de 25 quilómetros de Oksibil, dizem ter encontrado destroços do aparelho e há testemunhas que dizem ter visto o avião a cair numa zona de montanhas. 

Segundo o diretor de operações da companhia, Beni Sumaryanto, foi enviado um avião para o local, mas o mau tempo dificultou a operações de busca, que terminaram com o cair da noite de domingo, sendo retomadas segunda-feira. "É uma área montanhosa e com um clima muito imprevisível. De repente, e sem aviso, pode ficar nebuloso e escuro. Não é favorável a buscas" - precisou.

 fonte/JN.pt

Um avião de passageiros da Indonésia transportando 54 pessoas perdeu o contato com o controle de tráfego aéreo neste domingo (16) na região leste da Papua-Nova Guiné, segundo a Agência Nacional de Pesquisa e Resgate da Indonésia (Basarnas). 
"Perdemos o contato com o avião", disse Bambang Soelystyo, chefe da Basarnas, à Reuters por telefone.

As buscas foram suspensas por conta da chegada da noite e da baixa visibilidade, e serão retomadas apenas na próxima manhã, segundo a agência. O tempo é ruim na região, que é montanhosa.

De acordo com o perfil oficial da agência no Twitter, a aeronave pertencente à Trigana Air Service, um ATR 42-300, registro PK-YRN, realizava o voo TGN-276,  levava 44 passageiros adultos, cinco tripulantes e cinco crianças e bebês.


Ela havia saído do aeroporto Sentani, em Jayapura, capital de Papua, com destino a Oksibil. O voo teria duração prevista de de 45 minutos e teria desaparecido 30 minutos depois de decolar.

O porta-voz do Ministério dos Transporter, J.A. Barata, disse que ainda não se sabe o que ocorreu com o avião.

fonte/foto/Wikipedia/AvHerald/G1

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...