sábado, 10 de setembro de 2016

EMBRAER PHENON 100 SAI DA PISTA EM ANGRA DOS REIS, RIO

Avião saiu da pista e bateu em grade de proteção (Foto: Alan Freitas/Arquivo Pessoal)


Um avião saiu da pista no aeroporto de Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro, na manhã deste sábado (17). Segundo testemunhas, o piloto tentou pousar, mas a aeronave passou direto pela pista, sem tempo de arremeter. O jato executivo só parou ao atingir a tela de proteção do aeroporto. De acordo com os bombeiros, só havia o piloto na aeronave, e ele não se feriu.

Na batida, o bico do avião acabou ficando parcialmente destruído. A aeronave tem prefixo PT-MMP e é do modelo Phenon 100, fabricado pela Embraer, com capacidade para oito pessoas, entre passageiros e tripulantes. As fotos foram enviadas através do WhatsApp da TV rio Sul, por Alan Freitas.

Avião saiu da pista e bateu em grade de proteção (Foto: Alan Freitas/Arquivo Pessoal)
Avião saiu da pista e bateu em grade de proteção (Foto: Alan Freitas/Arquivo Pessoal)Avião saiu da pista e bateu em grade de proteção (Foto: Alan Freitas/Arquivo Pessoal)
fonte/foto/G1

dados da aeronave via RAB

MATRÍCULA: PTMMP

Proprietário:
BANCO BRADESCO S.A
CPF/CGC:

Operador:
PATRUS TRANSPORTES URGENTES LTDA
CPF/CGC:

Fabricante:
EMBRAER
Modelo:
EMB-500
Número de Série:
50000264
Tipo ICAO :
E50P
Tipo de Habilitação para Pilotos:
EPHN
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 2 MOTORES JATO/TURBOFAN
Peso Máximo de Decolagem:
4750 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
007


Categoria de Registro:
PRIVADA SERVICO AEREO PRIVADOS
Número dos Certificados (CM - CA):
20537
Situação no RAB:
ALIENACAO FIDUCIARIA
Data da Compra/Transferência:
071211


Data de Validade do CA:
25/11/17
Data de Validade da IAM:
051116
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 10/09/2016 13:59:16

FAA PROÍBE CELULARES "SAMSUNG GALAXY NOTE 7" EM BAGAGENS DE PORÃO

samsung_galaxy_note7-900px

A Administração Federal da Aviação Civil dos Estados Unidos da América (FAA) distribuiu nesta quinta-feira, dia 8 de setembro, uma informação às companhias aéreas e aos aeroportos, em que recomenda que, a partir de agora, todos os passageiros devem ser avisados no momento do check-in de que não poderão levar telefones celulares ‘Samsung Galaxy Note 7’ nas bagagens de porão.

Os telefones devem seguir com o passageiros completamente desligados. A FAA alerta para o perigo de explosão e incêndio das baterias do novo celular da fábrica sul-coreana, com diversos casos recentes de ignição de fogos devido ao sobreaquecimento das suas baterias sobretudo quando estão a carregar. Tornou-se evidente que constituem um perigo para a segurança de voo.

Também na quinta-feira, três companhias aéreas australianas, entre elas a Qantas, proibiram a utilização e o carregamento da bateria dos ‘Galaxy Note 7’ a bordo dos seus aviões.

fonte/foto/NewsAvia

INPE VAI CRIAR NOVO CBERS EM PARCERIA COM A CHINA

O LIT, laboratório de testes do Inpe. Foto: Claudio Vieira O LIT, laboratório de testes do Inpe. Foto: Claudio Vieira

A Câmara dos Deputados aprovou a parceria entre brasileiros e chineses para o desenvolvimento do satélite Cbers-4A. A matéria já foi aprovada pelo Senado. Trata-se do sexto satélite feito em parceria com a China. No Brasil, o desenvolvimento do Cbers cabe ao Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), em São José dos Campos.

A construção de mais dois satélites está em discussão no âmbito do Plano Decenal de Cooperação Espacial Brasil-China 2013-2022.

Tecnologia. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o programa Cbers, cuja sigla em inglês significa Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres, proporciona benefícios mútuos em termos de “capacitação e acesso a tecnologias de ponta”, informou a pasta.

E essas tecnologias podem ser transferidas aos setores industriais dos dois países, com participação meio a meio. Brasil e China assinaram protocolo de intenções para tratar de cooperação entre os dois países nos próximos 10 anos, com foco em vários segmentos espaciais.

Construção. Especialistas do Inpe e também da Academia Chinesa de Tecnologia Espacial trabalham em conjunto no Cbers-4A. Concluídas as fases de montagem e integração, os testes do satélite serão feitos na sede do Inpe, em São José. A previsão é que o processo seja iniciado em 2017. O equipamento deve ser lançado ao espaço em setembro de 2018. A construção de mais dois satélites (Cbers-5 e 6) já está em discussão no Brasil.

Monitoramento. As imagens geradas pelos satélites Cbers são utilizadas em programas de monitoramento do desmatamento na Amazônia, bem como em aplicações voltadas para meio ambiente, agricultura, gerenciamento hídrico, cartografia, geologia e gerenciamento de desastres naturais.

No âmbito multilateral, Brasil e China lançaram, em 2007, a iniciativa “Cbers for África”, por meio da qual são distribuídas imagens de satélite, sem custo, a países africanos, contribuição reconhecida internacionalmente como modelo de cooperação.

fonte/foto/OVale