sábado, 15 de maio de 2010

PARTE DO ESPAÇO AÉREO BRITÂNICO PODE VOLTAR A FECHAR DEVIDO A CINZAS DO VULCÃO


Parte do espaço aéreo britânico pode voltar a fechar no domingo devido às cinzas vulcânicas expelidas por um vulcão na Islândia. A informação foi divulgada neste sábado pelo ministério britânico do Transporte
.
O espaço aéreo pode ser fechado em diferentes partes do sudeste da Inglaterra até terça-feira. Alguns dos aeroportos mais movimentados da Grã-Bretanha estão no sudeste da Inglaterra.

O ministro dos Transportes, Philip Hammond, disse que a prioridade do governo é a segurança dos passageiros.

No mês passado, as cinzas expelidas pelo vulcão na geleira de Eyjafjallajokull, na Islândia, obrigaram vários países a fecharem os seus espaços aéreos, provocando atrasos e cancelamentos de milhares de voos.

Nuvens de cinzas vulcânicas continuam sobre a Europa, provocando atrasos e cancelamentos em diversas partes do continente. Na última semana, alguns aeroportos no sul da Europa tiveram de fechar.

Neste sábado, ministros britânicos decidiram disponibilizar no site da agência oficial de meteorologia previsões sobre a movimentação das cinzas vulcânicas para os próximos cinco dias. Anteriormente, a previsão era dada apenas para as próximas 18 horas.

A agência que controla o tráfego aéreo britânico disse que anunciará restrições ao espaço aéreo assim que houver necessidade. A agência recomendou que as pessoas que pretendem viajar se informem com suas companhias aéreas.

fonte/BBCBrasil

AEROPORTO DE JALES, SÃO PAULO, É LIBERADO AO TRÁFEGO AÉREO


O 1° Tenente Engenheiro Robinson Samuel Boschetti, do IV – COMAR – Comando Aéreo Regional, comunicou oficialmente na última quinta-feira, 13 de maio de 2010 ao Prefeito do Município de Jales, em São Paulo, Humberto Parini, que o Aeroporto Municipal “Antonio Alonso Rodrigues” está liberado ao trafego aéreo, exceto às aeronaves movidas a turbina a jato.

A liberação do aeroporto ocorre após a realização de investimentos na infra-estrutura realizados pelo município de Jales em função do novo momento vivido pela cidade. Uma série de novos investimentos está chegando à Jales que necessitam do aeroporto. A Administração municipal continuará os trabalhos para adequar o aeródromo em relação à Segurança de Operações Aéreas, na conformidade do Código Brasileiro de Aeronáutica, com relação “às propriedades vizinhas, edificações, instalações e tudo o mais que possa embaraçar as operações de aeronaves ou causar interferência nos sinais dos auxílios a radionavegação ou dificultar a visibilidade de auxílios visuais”.

Dentre as melhorias também previstas está o recapeamento total da pista e uma nova sinalização em toda a área de pouso e decolagem. O pedido destes recursos está encaminhado junto a Ministério do Turismo e o processo de liberação destes já está em andamento. A liberação de recursos para o aeroporto de Jales foi assumida pessoalmente pelo Ministro Luís Barreto quando esteve em Jales no ato de inauguração do Portal da Cidade.

As restrições apontadas em relatório aplicam-se “a quaisquer bens, quer sejam privados ou públicos, bem como a autoridade aeronáutica poderá embargar obra ou construção de qualquer natureza que contrarie os Planos Básicos ou os Específicos de cada aeroporto e exigir a eliminação dos obstáculos levantados em desacordo com os referidos planos, por conta e risco do infrator, que não poderá reclamar qualquer indenização”.

fonte/siteregiãonoroeste

RYANAIR É MULTADA POR NÃO AJUDAR PASSAGEIROS EM CAOS AÉREOS EUROPEU

A Itália multou neste sábado a companhia aérea Ryanair em 3 milhões de euros (cerca de R$ 6,8 milhões) por não ajudar os passageiros que tiveram seus voos cancelados devido ao caos aéreo europeu do mês passado, provocado pelas cinzas de um vulcão na Islândia.

A agência de aviação civil da Itália (Enac) disse que 178 passageiros não receberam assistência da empresa - como refeições, por exemplo - que é obrigatória, de acordo com regras europeias.

Os casos ocorreram entre 17 e 22 de abril. Naquela semana, as cinzas expelidas por um vulcão na geleira de Eyjafjallajokull provocaram um caos aéreo na Europa.

A Enac acusa a Ryanair de não providenciar refeições e hospedagem aos passageiros que não conseguiram embarcar no aeroporto de Ciampino, em Roma. Segundo a Enac, a maioria das outras companhias aéreas conseguiu cumprir com essas obrigações, apesar das circunstâncias difíceis.

A Ryanair ainda não se manifestou sobre a multa. A companhia aérea opera voos com preços baixos.

Durante o caos aéreo, a Ryanair chegou a manifestar que apenas reembolsaria os passageiros no valor das passagens, em casos de voos cancelados.

O presidente da empresa, Michael O'Leary, afirmou na época que seria um "absurdo" se sua empresa tivesse que gastar centenas de euros com um consumidor que havia pago pouco pelas suas passagens.

"Nós esperamos vê-los [os passageiros] na Justiça, porque sinceramente eu acho que esta é uma grande oportunidade para as companhias aéreas exporem esta bobagem", disse ele na época.

No entanto, a companhia voltou atrás e anunciou que arcaria com todos os custos considerados "razoáveis".

Segundo as leis europeias, se um voo é cancelado, os passageiros de companhias aéreas da União Europeia têm direito de exigir reembolso ou de serem colocadas em voos alternativos. Se o passageiro optar por ser colocado em uma rota alternativa, ele tem direito a refeição e hospedagem, se necessário.

fonte/BBC Brasil/O Globo

AEROPORTO DE PORTO ALEGRE JÁ FECHOU POR 26 HORAS EM MAIO

Sem equipamento antineblina para os dias de baixa visibilidade, a pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho completou ontem 26 horas fechada em apenas 14 dias deste mês. É como se o aeroporto tivesse ficado um dia inteiro impedido para pousos e decolagens por um problema que poderia ser amenizado se Porto Alegre já tivesse o equipamento ILS-2.

No acumulado de 2010, a pista já totaliza 43 horas fora de operação, sem contar as paradas ocasionadas por obras de ampliação realizadas na madrugada. Em 2009, foram 134 horas de paralisação devido ao clima.

Ontem, passageiros enfrentaram quase cinco horas de suplício por causa da forte neblina que cobriu grande parte da Capital e da Região Metropolitana. A pista foi fechada às 5h26min, quando controladores de voo depararam, de uma hora para outra, com visibilidade inferior a 50 metros.

Sem saída, viajantes lotaram os saguões buscando alguma distração. Às 9h8min, o aeroporto foi reaberto para decolagens e, às 10h20min, para pousos. Uma fila de aviões se formou junto à pista principal. O transtorno resultou no cancelamento de 22 voos (11 de partida e 11 de chegada) e em atrasos superiores a 30 minutos em 61 voos (37 de partida e 24 de chegada).

A situação poderia ter sido amenizada se o Salgado Filho contasse com o ILS-2 (Instrumental Landing System, categoria 2), que possibilita operações com pouca visibilidade. Para a instalação, é preciso remover as vilas Dique e Nazareth, junto a uma das cabeceiras da pista. A previsão é de que o aparelho só esteja em operação em 2013.

Tradicionalmente, a temporada de neblina prejudica deslocamentos entre maio e agosto, mas pode ocorrer em outros meses na Capital. Neste ano, maio lidera o ranking dos fechamentos, com 25 horas e 58 minutos sem pousos e decolagens.

A Infraero, estatal que administra os principais aeroportos do país, minimiza o problema e diz que as interrupções representam apenas cerca de 1% do total de horas de funcionamento. Para o presidente da Associação Nacional em Defesa dos Direitos dos Passageiros do Transporte Aéreo, Cláudio Candiota Filho, a neblina não afasta a responsabilidade das companhias na assistência aos passageiros, com alimentação e hospedagem.

– Dá prejuízo para todos: Infraero, companhias e usuários – afirma.

fonte/Zero Hora)

TAM REGISTRA SEGUNDO PREJUÍZO TRIMESTRAL SEGUIDO

A valorização do dólar desde o final do ano passado contribuiu para a TAM registrar um prejuízo líquido de R$ 58,1 milhões no primeiro trimestre. No mesmo período do ano passado, a companhia havia apresentado lucro de R$ 25,7 milhões. Esse é o segundo resultado negativo seguido, já que, no quatro trimestre de 2009, a companhia teve perdas de R$ 334 milhões. 

As despesas financeiras da companhia atingiram R$ 163 milhões --contra uma despesa de R$ 29 milhões um ano antes. 

A concorrente Gol também sofreu com as despesas financeiras, mas registrou lucro líquido de R$ 23,9 milhões no trimestre. O valor representa uma queda de 62% na comparação com igual intervalo em 2009 (R$ 397,8 milhões). 

A receita líquida da TAM foi de R$ 2,6 bilhões no trimestre, queda de 0,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. Essa queda reflete uma redução na tarifa média no mercado doméstico, que caiu 16,5% no período. No mercado internacional, a tarifa média subiu 19,7% em dólar. 

Na sexta-feira, o presidente da TAM, Líbano Barroso, disse acreditar em uma recuperação das tarifas até o fim do ano. "Acreditamos em uma franca recuperação das tarifas neste ano, da ordem de 5% no mercado doméstico e de 10% em dólar, no mercado internacional." 

fonte/FolhaOnLine

PILOTOS DA ANA SÃO OS PRIMEIROS A TESTAR O BOEING 787 DREAMLINER


A Boeing e dois pilotos da All Nippon Airways (ANA) voaram juntos em um Boeing 787 Dreamliner pela primeira vez no último dia 12. A aeronave é a primeira das seis destinados aos voos-teste. O voo durou duas horas e 40 minutos e sobrevoou o estado de Washington, nos Estados Unidos.

“O voo foi uma demonstração para que os pilotos-chefe pudessem avaliar o 787”, afirma o vice-presidente e gerente geral do Programa 787 da Boeing Commercial Airplanes, Scott Fancher. “Estamos extremamente orgulhosos em ter a ANA neste voo, podendo mostrar o grande avião que os homens e as mulheres da Boeing criaram”, finaliza ele.

O programa do 787 foi lançado em abril de 2004, com um recorde de encomendas de 50 feitas pela ANA. A linha aérea, que desempenha um papel ativo como cliente de entrada do modelo no mercado, está programada para receber o primeiro 787 no quarto trimestre deste ano. Outras 810 unidades já foram encomendadas por outras companhias aéreas, o que torna o Dreamliner o equipamento mais vendido da história da aviação.
 
fonte/Panrotas

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...