terça-feira, 1 de setembro de 2009

O FUTURO DOS ASSENTOS DE AVIÕES SERÁ DOLORIDO

As empresas de aviação de baixo custo não só tentam cortar o máximo de custos possível, como usam aviões com mais assentos para levar mais gente de uma vez só. Esta coisa confusa que você está vendo aqui, um avião com assentos retráteis lado a lado, talvez seja o futuro dos assentos de avião — menos que isso e você iria a pé.

É bom saber que a empresa inglesa Design Q, que criou bem-sucedidos assentos para a primeira classe da Virgin Atlantic, tem tempo de pensar na gente, o gado que viaja de avião. De acordo com a empresa, a foto acima "mostra um espaço generoso entre os assentos, que pode ser reduzido, mas os assentos do centro são alternados para coincidir com os espaços dos assentos nas paredes do avião".

Ele parece oferecer mais espaço para as pernas que os assentos normais, mas parece terrivelmente desconfortável, mesmo se usado apenas para voos de curta distância. Bem, se o exército usa esse tipo de assento — você vê abaixo o interior de um avião militar americano —, por que não a gente? Parece que minha reclamação por assentos confortáveis na classe econômica não foi ouvida... [Runway Girl].

fonte/foto- Gizmodo

FROTA DE SEA HARRIER GROUNDEADA NA ÍNDIA

Sea Harrier

A Marinha da Índia suspendeu mais uma vez os voos com seus Sea Harrier da sua frota após um terrível acidente onde o piloto da aeronave acabou falecendo. O acidente ocorreu nas proximidades de Goa na semana passada.

O restante da frota, dez aeronaves, permanecerá “groundeada” até que o motivo da causa seja totalmente esclarecido. Com a decisão a Índia fica sem sua capacidade de operar aeronaves de asas fixas embarcadas, deixando o Viraat somente com helicópteros.

O Viraat acabou de deixar o estaleiro depois de passar por uma reforma que durou 18 meses. A reforma foi necessária para estender a vida operacional do NAe em mais cinco anos, uma vez que a modernização do Gorshikov, futuro Vikramaditya, ainda está em discussão. Em mais dois meses o Viraat estará plenamente operacional.

fonte: India Navy

"CACHIMBO' RECEBE 4.500 PESSOAS NO FINAL DE SEMANA

CachimboO Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV), localizado na Serra do Cachimbo, realizou, no mês de agosto, os Portões Abertos - 2009 com diversas atrações, como a apresentação e exposição de aviões de caça, de aeronaves de transporte e de helicópteros, além de demonstração de resgate e salto de paraquedistas. Cerca de 4,5 mil pessoas participaram do evento.

Os visitantes participaram trazendo para o evento 1 kg de alimento não perecível, sendo arrecadado cerca de 3000 kg, os quais serão doados para instituições de caridade. O objetivo maior dos Portões Abertos é a integração entre as comunidades vizinhas e o Campo de Provas, proporcionando conhecimento a todos sobre o trabalho realizado pelos militares da Força Aérea Brasileira na Serra do Cachimbo.

Fonte: CPBV

AVIÃO FAZ POSUO DE EMERGÊNCIA EM RODOVIA NOS EUA


Foto: Bill Greene (Globe)



Um avião de pequeno porte fez nesta terça-feira um pouso de emergência na rodovia interestadual 495, na altura de Mansfield, no estado de Massachusetts (EUA). A aeronave realizava monitoramento do tráfego na estrada, nas proximidades de Boston.

Os dois ocupantes do avião Piper PA-28-151, prefixo N32146, rgistrado para a empresa Plane Nonsense, não sofreram ferimentos, segundo informações da agência AP. Para evitar acidente com o combustível que vazou, bombeiros espalharam espuma na rodovia. A operação produziu um grande engarrafamento.

Fontes: O Globo / ASN/foto AP Photos

AVIÃO RESERVA DE LULA SOFRE RACHADURA NO PARA-BRISA EM VIAGEM A VITÓRIA (ES)

O avião reserva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um Boeing 737 (foto acima), sofreu uma avaria no trajeto entre Brasília e Vitória (ES) nesta terça-feira (1). Apenas assessores da Presidência estavam no avião. O presidente foi para Vitória num avião Legacy, já que o Airbus presidencial está passando por uma manutenção programada.

Segundo a assessoria da Presidência da República, o sistema que evita que as janelas do piloto embacem sofreu um curto circuito. A falha provocou a rachadura de um dos vidros externos que compõem as camadas da janela. Segundo a assessoria, não houve risco à segurança dos tripulantes e dos passageiros e o voo pôde ser concluído sem problemas.

O Boeing 737 está passando por reparos e poderá ser usado ainda nesta terça-feira para levar os assessores da Presidência de volta a Brasília.

Problemas nos Estados Unidos

Em março passado, outro avião reserva já havia apresentado problemas no retorno dos Estados Unidos, onde Lula teve seu primeiro encontro com o presidente norte-americano, Barack Obama.

Devido a problemas mecânicos, o avião teve de fazer um pouso “brusco” em Brasília, segundo informou na época a assessoria da Presidência. Desta vez, porém, Lula estava a bordo. A assessoria da imprensa não confirmou se o avião que teve problema nesta terça foi o mesmo que também teve avarias em março.

Pouco antes de pousar em Brasília, o piloto percebeu que os flaps não respondiam. Os flaps são usados para reduzir a velocidade do avião ainda no ar e permitir que, no pouso, o piloto não precise parar a aeronave apenas usando os freios e os reversos.

Ao perceber o problema, o piloto avisou aos ministros, assessores, e ao presidente que todos deveriam usar o cinto de segurança e que o pouso seria mais "brusco".

Ao pousar, o avião precisou de mais espaço para parar. Também foi acionado um dispositivo que esvazia os pneus da aeronave para evitar que o superaquecimento provoque uma explosão no trem de pouso.

Na mesma viagem o avião titular da Presidência, o Airbus 319 conhecido como Aerolula, também teve problema. A aeronave sofreu avarias na porta quando Lula e ministros já estavam a bordo. Elas foram provocadas, segundo a assessoria, por um problema do carro que suportava a escada usada para que os passageiros entrassem no avião.

Fonte: G1 - Foto/Divulgação

FALHA NA EMBRATEL AFETOU CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO EM BRASÍLIA

A Aeronáutica informou nesta terça-feira (1º) que uma falha na Embratel provocou problemas no Cindacta I, sistema de controle de tráfego aéreo localizado em Brasília. De acordo com o coronel Henry Monhoz, a falha está provocando restrições na movimentação aérea. O Cindacta I é responsável por 45% do controle de tráfego no território brasileiro.

Ainda de acordo com o coronel, a Aeronáutica está investigando o problema. Não se sabe, por enquanto, a extensão dos atrasos nas decolagens. Procurada pelo G1 por volta das 13h45, a Embratel informou que está apurando o caso e prometeu se pronunciar ainda nesta tarde.

O site da Infraero, onde é possível ver a situação dos voos, não estava acessível por volta das 13h40 desta terça. A assessoria de imprensa da Infraero em Cumbica, Guarulhos, na Grande São Paulo, informou que não havia atrasos significativos nos voos que partem do aeroporto e confirmou que o site apresentava problemas de acesso no horário. Segundo a assessoria de imprensa em Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, pousos e decolagens no aeroporto estavam ocorrendo normalmente.

Rompimento de cabos afetou controle aéreo no DF, diz FAB

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou em nota, nesta terça-feira, que o rompimento de dois cabos de fibra ótica da Embratel afetou canais de comunicação do centro de controle áereo da região de Brasília nesta manhã. Por causa disso, as decolagens entre Brasília e São Paulo foram suspensas entre as 11h15 e 11h42.

Os cabos rompidos ficam localizados entre as cidades de Barretos e Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, e entre Sete Lagoas e Confins, em Minas Gerais. Com o apoio de técnicos da Aeronáutica, o problema foi resolvido pela concessionária de telecomunicações por volta das 15h. Segundo a FAB, as frequências foram restabelecidas às 15h15.

Ainda de acordo com a nota, as decolagens foram sequenciadas de acordo com um planejamento conjunto e colaborativo entre o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), empresas aéreas e Infraero, para evitar atrasos.

Até as 16h, a Infraero registrava dez voos atrasados em Brasília dos 107 programados (9,3%). Em Congonhas, na zona sul de São Paulo, foram registradas 18 decolagens atrasadas em 154 (11,7%). No aeroporto de Guarulhos, o número era um pouco maior: 21 atrasos em 148 voos (14,2%).

Fontes: G1 / Terra

COBRANÇA POR LANCHES EM VOO REVOLTA PASSAGEIROS DA GOL

Médica organizou abaixo-assinado a bordo e foi repreendida pelo comandante.

Passageiros dizem que não foram avisados na compra do bilhete nem no check-in e que comissários manipulavam dinheiro e alimentos
.


Em meio a uma turbulência no voo 1667 da Gol no trajeto Recife-São Paulo no fim de semana, uma médica se levanta, vai à frente da passarela do Boeing-737 e reclama em voz alta de uma novidade que pegou todos os passageiros de surpresa: a cobrança por lanches.

Insatisfeita por não ter sido alertada na compra da passagem nem no check-in, a ginecologista Renê Patriota dizia que passaria em todas as fileiras coletando nomes para um abaixo-assinado que daria início a uma ação coletiva contra a Gol.

Ao saber da reação, o comandante mandou avisar, por meio de uma comissária, que pousaria o avião no primeiro aeroporto para expulsar a médica, mas não o fez. Depois, a tripulação informou que a Polícia Federal a esperava em Cumbica.

O protesto continuou e foram colhidas 55 assinaturas entre os 187 passageiros.

Outra reclamação era a manipulação simultânea de dinheiro e de alimento e bebida por comissários. "Eles pegam em dinheiro, não lavam as mãos e servem comida. Nós também não temos como sair para ir ao lavabo antes de comer porque os carrinhos do serviço de bordo estão bloqueando a passagem", disse a passageira Lígia Mafra.

Em nota, a Gol diz que vai apurar o incidente e, se "confirmados erros de procedimento, tomará medidas corretivas para que não voltem a acontecer". Afirma ainda que "o serviço de venda a bordo foi adotado recentemente, após realização de estudos aprofundados e pesquisas com clientes" e que "a iniciativa é inédita no Brasil".

A novidade foi anunciada no alto-falante logo após a decolagem. As aeromoças passaram pelo corredor distribuindo o cardápio e voltaram anotando pedidos e explicando os pratos.

Quem não quis pagar recebeu um punhado de amendoim japonês e um copo de refrigerante ou água. Os comissários explicavam que, devido ao caráter experimental, não sabiam se o o amendoim, que no cardápio custava R$ 3, também seria cobrado no futuro. Por enquanto, diziam, a comida só era vendida em alguns voos como teste.

"Estamos implantando em projeto piloto para sentir a reação", explicava a chefe de cabine Márcia Mendes.

A medida também chateou os comissários. "Vai contra a regulamentação da Aeronáutica. Nos EUA o acordo com a categoria é diferente. Neste voo vendemos todos os lanches, chegamos a faturar R$ 2.000", disse o comissário Juliano Feitosa.

Para o comandante Carlos Camacho, do Sindicato Nacional dos Aeronautas, há "desvio de função". "O comissário é um elemento muito mais ligado à segurança do voo do que à venda de produtos a bordo", diz.

A Anac, que regula o setor, diz não haver lei que obrigue a empresa a oferecer alimentação a bordo nem que regulamente a venda de produtos em voos. O Procon-SP afirma que a companhia pode cobrar desde que avise claramente na compra do bilhete. O passageiro que se sentir prejudicado, diz a fundação, pode registrar queixa no órgão.

Na Europa e nos EUA algumas companhias já cobram pelo lanche, mas a passagem chega a custar menos de 10. Por enquanto, a cobrança do lanche pela Gol ainda não barateou o preço das viagens -muitos passageiros disseram à Folha, que estava no voo, terem pago mais de R$ 1.000 no trecho ida e volta para Recife.

fonte: Folha de S.Paulo

BANHEIROS ENTUPIDOS CAUSAM 10 HORAS DE ATRASO EM VOO

Um voo da Biman, a companhia aérea nacional do Bangladesh, partiu de Daca para Londres com dez horas de atraso depois da tripulação ter constatado que os cinco banheiros do avião, um Airbus A310-300, estavam entupidos com guardanapos, copos de papel e absorventes femininos.

Segundo a Biman, passageiros do voo anterior jogaram guardanapos, copos de papel e papéis higiênicos nas privadas da aeronave, contra todos os regulamentos da companhia, bloqueando o sistema de sucção pneumática dos cinco banheiros do avião.

A avaria foi resolvida duas horas depois da hora prevista para a partida do voo BG-005 rumo a Londres. No entanto, e devido ao horário de funcionamento do aeroporto de Heathrow, em Londres, que fecha durante a madrugada, o avião da Biman só decolou da capital do Bangladesh oito horas mais tarde, com um total de dez horas de atraso.

Mais de duzentas pessoas ficaram à espera no aeroporto devido ao mau comportamento dos passageiros do voo anterior.

A Biman, companhia nacional do Bangladesh, encontra-se com profundos problemas financeiros e tem sido acusada de não cumprir os regulamentos internacionais de segurança. As Nações Unidas aconselharam os seus funcionários no país a escolher outra companhia.

Fontes: SOL (Portugal) / BBC

PILOTOS DA AIR FRANCE VÃO PASSAR POR SIMULAÇÃO DO ACIDENTE COM VOO AF447

Oficial da Marinha brasileira aponta a localização dos destroços do AF447

Os pilotos da Air France terão uma sessão especial de treinamento em um simulador de voo, para recriar as falhas das sondas Pitot registradas durante o acidente com um avião que fazia a rota Rio-Paris em junho, afirmou um sindicato de pilotos.

O Sindicato Nacional de Pilotos de carreira (SNPL, em francês) confirmou à AFP uma informação divulgada no site da revista Le Point. A companhia aérea não quis comentá-la.

Nos próximos dias e durante três meses, todos os pilotos de Airbus da companhia, ou seja, mais de 3.000 pessoas, receberão uma formação em simuladores que não estava prevista no programa de reciclagem.

"Entre meados de setembro e de dezembro, todos os pilotos da família Airbus participarão, além das quatro sessões de simulação habituais, de uma sessão adicional cuja duração desconheço", explicou à AFP Erick Derivry, porta-voz do SNPL.

Segundo esse sindicato, a sessão adicional servirá para "reproduzir as condições de perda de informação de velocidade em altas altitudes, situação enfrentada pela tripulação do voo AF447", que caiu no dia 1º de junho no Oceano Atlântico deixando 228 mortos.

fonte/foto: AFP

QUEROSENE DE AVIAÇÃO SOBE 1,3 %

O Sindicato Nacional das Empresas de Aviação (Snea) informou, na última sexta-feira (28/08), que o preço do querosene de aviação será reajustado em 3,1% a partir do dia 1 de setembro.
Apesar do aumento, o preço do combustível acumula recuo de 17,8% em 2009.
De acordo com o Snea, nos oito primeiros meses de 2009, o valor do combustível acumulava alta de 17,2%.

Segundo analistas da corretora Link Investimentos, o reajuste é pequeno e marginalmente negativo para as companhias aéreas.
A previsão é que os próximos reajustes continuem sendo positivos, já que o câmbio, um dos fatores que influenciam no preço do combustível, não deve sofrer grandes oscilações no curto prazo.
Portanto, os reajustes seguintes ficarão sujeitos principalmente à variação do preço do petróleo.

A estimativa da Link é que a cotação do petróleo fique acima dos 70 dólares, principalmente se o cenário de melhora da recuperação econômica no segundo semestre se confirmar.
O movimento de alta no preço do querosene deve prejudicar os resultados das empresas do setor, segundo a corretora.


Fonte: Exame.

AVIÃO LABORATÓRIO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ VOLTA DA MANUTENÇÃO APÓS ANOS E MEIO TRÊS

Bandeirante laboratório da Universiadade Estadual do Ceará sai da manutenção depois de 3 anos e meio.



A UECe - Universiadade Estadual do Ceará e a Funceme - Fundação Cearense de Metereologia e Recursos Hídricos possuem um avião-laboratório e o utilizam em pesquisas e no monitoramento ambiental. O avião também é utilizado pelo Nutec - Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará e a TecBio na pesquisa e exploração do biodiesel.
Foto de 2002 quando pesquisadores avaliam efeitos das queimadas no clima

O Avião Laboratório recebeu recursos para voltar a realizar pesquisas através de verba de um convênio entre a Finep, a Universidade Federal do Ceará (UFC), a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a Universidade Estadual do Ceará (Uece) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Estado (Secitece).

O acordo, assinado em 2007 no gabinete do reitor da UFC, Luis Carlos Uchoa Sanders, estabelece a recuperação do Avião Laboratório do Ceará, aeronave criada para a realização de pesquisas atmosféricas. Ao todo, as instituições investiram R$ 342 mil no projeto cada entidade envolvida no projeto. Os recursos serão aplicados na revisão da turbina, inspeção anual de manutenção, troca de cabos das hélices e para viabilizar a utilização do avião para estudos em física de atmosfera.
A previsão era que a aeronave estivesse pronta para voar em julho de 2007. Mas isso so ocorreu após três anos e meio em manutenção, em Brasília. O avião deverá aterrissar em Fortaleza, nesta semana. O avião que está sob a custódia da Uece e havia sido mandada para manutenção. A demora, segundo a Universidade Estadual do Ceará (Uece), foi por causa da verba envolvida – R$ 1,1 milhão, que foi liberada aos poucos.

Com a retomada de sua atividade, o avião voltará a ser empregado em pesquisas sobre microfísica de nuvens do grupo de Física da Atmosfera da Uece. Em breve o avião atuará no estudo Física e Química de Nuvens e Aerosóis.



Equipamentos do Bandeirante Laboratório da UECE

Fonte: UFC

A aeronave ALPA que pertence a Universidade Estadual do Ceará- UECE está equipada com instrumentos que possibilitam fazer a aquisição e processamento de dados, em tempo real, nas camadas baixas da troposfera nas seguintes áreas: termodinâmica atmosférica, microfísica de nuvens, radiação, visualização e navegação.
Os equipamentos que possibilitam tais medições são: 01 Contador de Núcleos de Condensação de Nuvens. 02 Sensores de Conteúdo de Água Líquida. 03 Sondas Espectrométricas para contagem e medição de gotas (FSSP-100, 200X e 200Y). 02 Transdutores de Pressão. 08 Radiômetros (visível e infravermelho). 02 Sensores de Temperatura Total. 01 Sensor de Temperatura de Ponto de Orvalho. 01 Sistema de Posicionamento Global (GPS). 01 Sistema de Visualização (filmadora, vídeo cassete, etc.) 01 Sistema de Aquisição de Dados (DAS64). 01 Microcomputador 486DX (recepção e processamento de dados). O avião ALPA é fundamental para estudos de microfísica de nuvens. Esta aeronave possui um grande potencial para efetuar estudos em outras áreas que tenham interesse em pesquisas atmosféricas, tais como:
Radiometria, Química da Atmosfera, Ecologia, Aerofotometria, entre outras. (1) Entrada de ar para o CCNC; (2) Saída de ar do CCNC; (3) Sensor de Conteúdo de Água Líquida Jonhson Willians; (4) Sensor de Conteúdo de Água Líquida Csiro King; (5) Contador de Gotículas de Nuvens FSSP; (6) Contador de Gotículas de Nuvens OAP 200X; (7) Contador de Gotículas de Nuvens OAP 200Y; (8) Medidor de Pressão Dinâmica e Estática Tubo de Pitot; (9) Piranômetros Superiores; (10) Piranômetros Inferiores; (11) Sensor de Temperatura Total; (12) Sensor de Temperatura de Ponto de Orvalho; (13) Receptor GPS e Antena; (14) Câmara Filmadora para Vídeo; (15) Tanque para Solução Salina para Semeadura de Nuvens; (16) Varetas Aspersoras para Semeaduras de Nuvens; (17) Rack do pesquisador (18) Contador de Núcleos de Condensação de Nuvens CCNC; (19) Microcomputador PC 486DX; (20) Gravador de Vídeo Cassete; (21) Rack do Técnico; (22) Sistema de Aquisição de Dados – DAS; (23) Monitor de Vídeo. Capaz de realizar medidas, in loco, de parâmetros microfísicos e termodinâmicos, os quais podem ser utilizados para realizar a análise da formação e evolução das nuvens. é o principal equipamento de pesquisa do Laboratório, visto que dependemos muito dos dados que são coletados por ele.
fonte/fotos: Universidade ESTADUAL do Ceará/blogVinna/O Povo/Peabirus

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...