Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 3, 2009

PASSAGEIRO EJETA POR ENGANO DURANTE VOO E SOBREVIVE

Num incidente bastante incomum, um passageiro que viajava em um avião de acrobacias da força aérea sul-africana ativou o assento ejetor por engano, foi lançado a 100 metros para o alto e escapou quase sem ferimentos. O passageiro, que não foi identificado, voava junto ao capitão Gerhard Lourens, um dos cinco pilotos da equipe de acrobacias aéreas Silver Falcons, segundo confirmou a equipe à BBC Brasil. Os dois voavam em um avião de dois lugares, o PC-7 MkII Astra e, de acordo com a imprensa sul-africana, durante uma das acrobacias mais arrojadas, o passageiro teria se segurado à alavanca embaixo de seu assento, ativando o processo de emergência. Segundo especialistas, o passageiro, que é civil, teria sido informado sobre o procedimento. O assento ejetor é movido a foguetes e, normalmente, só é usado quando os pilotos precisam escapar do avião durante uma emergência, quando a nave está prestes a cair ou se chocar contra alguma coisa. Depois de lançado para fora, um para-quedas é ativa…

FAB VAI TENTAR IÇAR AVIÃO DE IGARAPÉ COM CABOS DE AÇO

A Aeronáutica informou que nesta terça-feira mais 17 militares chegarão ao local do acidente com a aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB), que realizou um pouso forçado na última quinta-feira em um igarapé na região amazônica, para iniciar os trabalhos de retirada do avião, que devem ocorrer através de içamento por cabos de aços. O avião C-98 Caravan pertencente ao 7º Esquadrão, sediado em Manaus (AM), realizou um pouso forçado na manhã de quinta-feira quando realizava um voo entre as cidades de Cruzeiro do Sul (AC) e Tabatinga (AM). Onze pessoas estavam a bordo, sendo quatro militares e sete funcionários da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Duas pessoas morreram na ocasião e nove conseguiram se salvar. Segundo a Aeronáutica, um avião C-105 da FAB vai levar os 17 militares a Cruzeiro do Sul, e, de lá, o grupo seguirá para o local do acidente para iniciar o trabalho. "Nós emprestamos um equipamento de uma empresa de Rio Branco (AC). A ideia é amarrar cabos de aço nas árvores. E…