domingo, 4 de outubro de 2015

CURTINAS DO DIA 02.10.2015

SAAB SF-340 da Flybe fica atolado ao sair da pista no Aerporto de Rotredam, Holanda (02.10).


Um DeHavilland Canada DHC-6 Twin Otter operado pela Skydive Dubai saiu da pista ao pousar no Dubai-Palm.

AS FLUTUAÇÕES DIÁRIAS DO CAMPO MAGNÉTICO

Quando observamos uma bússola apontar no sentido dos polos magnéticos podemos acreditar que esse alinhamento permanece fixo o tempo todo, mas isso não é correto. Uma análise mais cuidadosa revelará que o ponteiro da bússola oscila quase que imperceptivelmente, durante 24 horas por dia



Essa oscilação natural é causada pelas variações diárias do campo magnético terrestre e dependendo da hora do dia podem provocar desvios nas bússolas de até dois décimos de grau, tanto para o leste como para o oeste. 

Esse fenômeno tem origem a mais de 100 km de altitude e é provocado principalmente pela ionização das camadas superiores da atmosfera. Ali, em uma região chamada ionosfera, emissões altamente energéticas provenientes do Sol no comprimento de onda do ultravioleta e dos raios-x deslocam os elétrons das moléculas neutras do ar (ionização), produzindo partículas carregadas que são conduzidas pelo ar. 

Nos momentos próximos ao meio-dia, o Sol age com muita intensidade e gera mais correntes elétricas na ionosfera. Nos períodos noturnos, a ausência da radiação ionizante faz as cargas se recombinarem nas moléculas neutras, reduzindo a habilidade do ar em conduzir eletricidade, praticamente cessando o fenômeno.


Por outro lado, a luz do Sol não causa apenas a ionização do ar, mas também o aquece provocando ventos de marés térmicas. 

Esses ventos se combinam com os ventos de maré criados pela atração gravitacional do Sol e da Lua e transformam a ionosfera em um verdadeiro dínamo gigante, gerando correntes que fluem pela ionosfera através do campo magnético da Terra na forma de dois loops fechados: um vórtice anti-horário no hemisfério norte e um vórtice em sentido horário no hemisfério Sul. 

Esse movimento de correntes, junto ao movimento de rotação da Terra, produz as flutuações magnéticas vistas diariamente nas bússolas. O formato, tamanho e localização desses vórtices também explicam porque a variação magnética depende da latitude, já que a quantidade de radiação solar que incide sobre os hemisférios norte e sul varia de acordo com as estações do ano e também do ciclo solar. 
Durante os períodos de baixa atividade solar, o desvio magnético diário não passa poucos décimos de grau, mas quando a ionosfera está submetida a um intenso bombardeio de partículas devido a uma explosão solar, desvios angulares entre 1 e 2 graus são facilmente observáveis e devem ser levados em consideração em sistema de navegação que utilizam bússolas em sua orientação. 

fonte/foto/Apollo11.com 

AIR FRANCE REDUZIRÁ FROTA E TRABALHADORES

Air France avioes parados

A Air France vai avançar com um plano alternativo de melhoria da rentabilidade da companhia aérea, que inclui a redução da frota e de pessoal, quer tripulantes, quer de apoio em terra. O anúncio foi feito na quinta-feira, dia 1 de outubro, pelo Conselho de Administração do grupo Air France-KLM, que congrega as suas principais companhias aéreas da França e da Holanda. Contudo, a formalização oficial das medidas só será feita na segunda-feira, dia 5 de Outubro, em conferência de imprensa em Paris.

O comunicado é bastante duro face ao comportamento dos sindicatos dos tripulantes, nomeadamente o SNPL, pois as negociações fracassaram e não houve acordo que permita prolongar por mais tempo a situação de consecutivos prejuízos verificados nos últimos meses. A direcção da Air France ficou ainda mandatada para negociar um plano de rescisões por mútuo acordo que ainda não se sabe quantos trabalhadores abrangerá.

Trata-se do ‘Plano B’ que a companhia irá divulgar nesta segunda-feira, dia 5 de outubro, em Paris. A imprensa francesa adianta neste fim-de-semana que será desenvolvido em duas fases, permitindo assim alguma margem para o reinício das negociações com os sindicalistas.

Este plano, refere a imprensa de Paris, prevê uma redução de lugares em voos de longo curso em cerca de 10% em dois anos, a começar no Verão IATA de 2016, a partir de finais de Março, com a saída de cinco aviões. Citando fontes sindicais, referem que a redução de efetivos pode chegar aos oito mil postos de trabalho, incluindo os primeiros despedimentos da história da companhia.

Em Junho passado a companhia francesa já tinha anunciado a redução de capacidade em voos intercontinentais, nomeadamente para o Brasil e Japão, e o adiamento da recepção de novos aviões de longo curso.

fonte/foto/NewsAvia

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...