segunda-feira, 29 de agosto de 2011

QATAR BOEING 773 X JUNEYAO AIRBUS A320 - SHANGAI - EMERGÊNCIA ????

Juneyao Airlines A320Image via Wikipedia
Incidente (emergência ou não de combustível) com Qatar B773 e A320 Juneyao perto de Xangai em 13 agosto de 2011.

Autoridades de Aviação Civil da China (CAAC) disseram  que após cuidadosa investigação o inquérito foi concluído e divulgado com as seguintes informações:
 
- A tripulação do Qatar não estava em violação dos regulamentos, no entanto mostrou deficiências na previsão de combustível restante, de acordo com uma carta foi enviada à Autoridade de Aviação Civil Qatar.

- A tripulação do Juneyao cometeu um ato ilegal grave  e violação do "Regulamento Geral de Operação deVoo" quando eles não dão cederam lugar para a aeronave em perigo( QATAR).



A tripulação do Boeing 777-300 Qatar Airways, tinham que pousar no Aerporto de Pudong, porém era o número 21 na espera para o procedimento de aproximação.

A tripulação do Catar decidiu, então, desviar para o Aeroporto de Hongqiao  e pediu prioridade, indicando, que estimava ter apenas 5 minutos de combustível acima de reserva de combustível finais restantes (nota editorial: um total de 35 minutos de combustível restante).

A China Southern Airlines imediatamente seguiu as instruções do controlador para sair da rota da Boeing Qatar, a tripulação do Juneayo no entanto recusou as instruções - sem declarar prioridade ou emergência.

A tripulação Qatar em resposta declarou emergência, o controlador novamente deu instruções para a Airbus Juneayo a ceder, as instruções foram novamente recusados ​​(nota editorial: CAAC definitivamente usou a palavra não se recusou, a frase de "não cumprir"). 

Durante um período de 6 a 7 minutos o controlador tentou abrir o caminho para o  Boeing 777, as instruções foram em vão e os tripulantes do Airbus recusaram  repetidamente forçando o controlador a reorganizar a seqüência de pouso.

A CAAC relatou  que o combustível restante no Airbus A320  da Juneyao foi 2,900 kg, suficiente para 42 minutos de espera mais 30 minutos de reserva final, enquanto o Qatar Boeing 777 pousou com 5,200 kg de combustível suficiente para 18 minutos de espera com 30 minutos de reserva.

Com o resultado das investigações, o CAAC decidiu:

- Revogar a licença de piloto do comandante coreano do A320 da Juneyao, sem possibilidade de voltar ao comado ou obter uma renovação da licença e suspender a licença de piloto do primeiro oficial por um período de seis meses. Na China, o capitão é proibida de operar como qualquer membro da tripulação.

- Reduzir vôos Juneyao Airline em 10% para os próximos três meses
 
- Parar os planos de expansão da Juneyao Airlines

- Suspensão do direito da companhia aérea Juneyao aérea para contratar pilotos estrangeiros

- Exigir da Juneyao o treinamento, cerca de 40 horas para todos os pilotos estrangeiros, a fim de educá-los nas regras da aviação civil da China, regras de vôo, regras de funcionamento, manual operacional da empresa e gestão de recursos cockpit.

fonte/AvHerald
Enhanced by Zemanta

RESUMO 11

Trip inicia hoje operações em Chapecó (SC)

A Trip inicia hoje as operações na cidade de Chapecó (SC), a 500 quilômetros da capital catarinense. Com a chegada ao município, a Trip amplia a malha aérea no Estado, onde já opera em Criciúma, Joinville e Florianópolis.

“Apostamos muito no sucesso das operações na cidade. A rota para a cidade certamente auxiliará o tráfego de passageiros a negócios ou a turismo”, afirma o diretor de Marketing e Vendas da Trip, Evaristo Mascarenhas.

A compra de bilhetes pode ser realizada nas agências de viagens credenciadas, pelo portal www.voetrip.com.br, nos aeroportos ou na central de vendas 0300-789-8747 ou 3003-8747 (regiões metropolitanas). 
 

Tam oferece novos voos para Vitória e Maceió

A Tam oferecerá, a partir de 1º de setembro, dois novos voos diários para Vitória desde Guarulhos (SP) e Galeão (RJ). As novas frequências serão operadas por aeronave Airbus A320 com capacidade para 174 passageiros.

A partir de 5 de setembro, a companhia também terá um novo voo entre o aeroporto Santos Dumont (SP) e a capital capixaba. A frequência, disponível de segunda a sábado, será operada com aeronave Airbus A319, com 144 assentos, e volta programada para o aeroporto do Galeão.

Na mesma data, Maceió ganha novas opções de horários para conexões internacionais. O novo voo entre a capital alagoana e o Rio de Janeiro será operado por aeronave Airbus A320 com capacidade para 174 passageiros e terá frequência diária.
 
 

Tam terá novo voo BH – BUE (Ezeiza)

A Tam anuncia que a partir desta sexta-feira (dia 2) inicia um novo voo entre Belo Horizonte e Buenos Aires, aeroporto de Ezeiza. A operação com o Airbus A320 será diária e parte de CNF às 11h52 e chega em EZE às 17h10.
 

Tam é a aérea brasileira que mais interage na internet

A Tam foi indicada como a companhia aérea brasileira mais sociável da internet, de acordo com pesquisa realizada pela E-Consulting Corp. A consultoria analisou o Índice de Presença On-line (POL) de 130 das 1.000 maiores empresas presentes no País no primeiro semestre deste ano. No ranking geral, a companhia ficou em 15º lugar.

O estudo observou Twitter, LinkedIn, YouTube, Reclame Aqui, Google, Facebook e Orkut para avaliar o desempenho on-line das corporações e considerou a qualidade das interações e as iniciativas de Branding, Vendas e Relacionamento (BVR).

“Trabalhamos em nossos canais on-line para dar respostas rápidas e monitorar assuntos relevantes ou destacar novidades, ofertas e conteúdos de interesse para diversos públicos”, afirma o gerente de Engagement Marketing da Tam, Renato Ramos.

O coordenador da pesquisa, Daniel Domeneghetti, fala sobre os conceitos da análise. “Presença on-line é a capacidade de escolher os canais corretos, com as mensagens corretas, para os públicos relevantes. Em nosso estudo, consideramos 23 variáveis para avaliar o nível da visão multicanal das empresas nas redes sociais.”

RANKING
1 – Coca-Cola
2 – Google
3 – Apple
4 – Fiat
5 – Natura
6 – Ford
7 – Volkswagen
8 – Nokia
9 – TV Record
10 – IBM
11 – Petrobras
12 – Microsoft
13 – Toyota
14 – Motorola
15 – Tam 
 

Azul quer quarta frequência entre Campinas e Florianópolis

A Azul Linhas Aéreas solicitou autorização à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para incluir a quarta frequência entre o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), e o Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis.

Se aprovada pela Anac, Campinas terá mais uma frequência diária, exceto aos sábados, para Florianópolis com início previsto para 10/11.

OPERAÇÃO
A saída de Campinas acontecerá às 12h46 e chegada às 14h10 na capital catarinense. No sentido oposto, o voo também é diário, exceto aos sábados, com saída prevista para às 14h30 e chegada às 15h48 no aeroporto campineiro. Os voos serão operados por jatos Embraer 190 e 195.
 
 

Iberia e British Airways ampliam acordo de code-share

A Iberia ampliou o acordo de code-share com a British Airways, nas rotas das duas companhias no Brasil. As vendas com este compartilhamento serão iniciadas na quarta-feira (31). As operações, no entanto, somente dia 7/9 - feriado brasileiro.

O código da Iberia será colocado nos voos operados pela British entre Londres Heathrow e São Paulo/Rio de Janeiro, em conexão com voos MAD-LHR.

A British Airways, por outro lado, irá colocar o código nos voos operados pela Iberia de Madri para São Paulo e Rio, em conexão com voos LHR-MAD e no sentido contrário.
 
 

VÍDEO, FLIGHT SIMULATOR, ESQUADRÃO BRASIL


AIRBUS DA GULF AIR DERRAPA E SAI DA PISTA




Um Airbus A320-200,da Gulf Air, matrícula A9C-AG realizando vôo GF-270 (decolou dia 28 de agosto) a  de Bahrein (Bahrein) para Kochi (Índia) com 137 passageiros e 6 tripulantes, pousou na pista 27 do Aeroporto Internacional de Cochin às 03: 55L (22:25 Z 28 de agosto), mas saiu  a direita da pista e parou com a aeronave cerca de 5 metros para fora da superfície pavimentada. O avião foi evacuado. Um dos passageiros sofreu ferimentos graves (fraturas) e está internado no hospital, e outros sete com pequenos ferimentos e foram liberados do hospital após atendimento. A aeronave recebeu danos substanciais no trem de pouso do nariz.
O aeroporto disse que a pista ficou fechada para cerca de 10 horas, embora pequenos turboélices podem operar na pista. Ventos fortes, chuva e visibilidade reduzida de 2.000 metros prevaleceu no momento da aterrissagem.
Gulf Air confirmou que trem de pouso do nariz entrou em colapso.
Os representantes do Departamento de Aviação Civil  da Índia, informaram que os pilotos foram capazes de ver a pista de cerca de 6nm fora. Ao descer a 2000 pés encontraram chuva moderada, mas depois que a aeronave havia descido abaixo da altura de decisão havia rajadas de vento repentina e chuva intensa.
Um dos passageiros reportou que o avião havia pousado normalmente, mas derrapou na pista e foi para a grama e lama. Alertas do comandante pra os passageiros foram escutados "MAYDAY, MAYDAY, evacuar", a fumaça começou a encher a cabine, o passageiro notou um cheiro estranho de alguns gases.  A tripulação de cabina  disse que o avião tinha sido evacuado em 20 segundos e o capitão parecia estar em choque total após a evacuação.

O Aeroporto Internacional de Cochin tem uma pista (27/09 ) de 3400 metros de comprimento com ILS e VOR para aproximação da 27 e VOR para a pista 09.

Metars:
VOCI 290000Z 26003KT 4000 HZ FEW008 SCT015 OVC080 26/24 Q1008 TEMPO VIS 2000M RA
VOCI 282330Z 28005KT 4000 HZ FEW006 SCT015 OVC080 26/24 Q1008 NOSIG
VOCI 282300Z 00000KT 4000 HZ FEW005 SCT015 OVC080 26/24 Q1008 NOSIG
VOCI 282130Z 29005KT 3000 HZ SCT010 SCT080 26/24 Q1008 NOSIG
VOCI 282100Z 04004KT 3000 HZ SCT010 BKN080 26/24 Q1008 NOSIG
VOCI 282030Z 00000KT 3000 HZ FEW010 SCT015 BKN080 26/25 Q1009 NOSIG
VOCI 281800Z 00000KT 3000 HZ FEW010 SCT015 BKN080 27/25 Q1010 NOSIG

fonte/AvHerald/foto/AP

AEROPORTOS DO PAÍS TERÃO SISTEMA PARA POUSO COM VISIBILIDADE ZERO

A Infraero está investindo R$ 35 milhões nos aeroportos de Guarulhos (SP), Galeão (RJ) e Curitiba (PR) para permitir o pouso de aeronaves mesmo em condições de visibilidade zero.

Os três aeroportos serão os primeiros do país a contar com um equipamento chamado ILS (sigla em inglês para sistema de pouso por instrumento) categoria três, de acordo com a Infraero. 

Com ele, os pousos poderão continuar ocorrendo mesmo em dias de forte neblina ou nebulosidade. Hoje, quando isso acontece, esses aeroportos chegam a suspender suas operações.

No aeroporto de Guarulhos, o maior do país, o ILS categoria três deve começar a funcionar em setembro.

Nos outros dois, o prazo para a conclusão das obras necessárias é o final de 2013.

Hoje, os três aeroportos contam com o ILS categoria dois, que também auxilia pousos com pouca visibilidade, mas não chega a permitir essas operações em casos extremos, de visibilidade zero.

O ILS é composto de dois tipos de antenas, instaladas na ponta e na lateral da pista de pouso. Elas informam as aeronaves sobre a distância e a inclinação delas em relação à pista.
Equipamento e treinamento
Para que o ILS categoria três seja utilizado, o avião precisa contar com um equipamento específico, que interage com as antenas, e os pilotos e copilotos devem estar treinados para operá-lo. A maioria das empresas aéreas estrangeiras já está capacitada para isso. Mas as nacionais ainda não.

“Com esse equipamento o piloto pousa sem visibilidade nenhuma. Agora, para que isso funcione, os pilotos e copilotos precisam estar treinados e as aeronaves dotadas de equipamentos”, disse o diretor de Aeroportos da Infraero, João Márcio Jordão.

Ele afirmou que a realização da Copa de 2014, que vai acontecer no Brasil entre os meses de junho e julho, período em que se costuma registrar fechamento de aeroportos no país devido a más condições climáticas, influenciou na decisão da Infraero de investir no novo sistema.

O G1 apurou que o governo exigiu que as empresas aéreas brasileiras façam os investimentos necessários para operar com o ILS categoria três. As empresas, porém, consideram que o custo de treinar funcionários e equipar as aeronaves é muito alto e o investimento não compensa, já que o novo sistema vai ser pouco usado. Diante da pressão do governo, porém, as empresas devem aceitar fazer o investimento.

A TAM informou que todas as suas 153 aeronaves têm condições de operar com o ILS categoria três. Entretanto, falta treinar seus pilotos e co-pilotos. A empresa informou ainda que está “avaliando os requisitos para o treinamento dos tripulantes e os custos da manutenção dessa certificação.”

A Gol não respondeu a perguntas sobre presença de equipamentos em seus jatos nem sobre treinamento de funcionários para operar com o ILS categoria três. A assessoria da empresa pediu para que o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) fosse ouvido sobre o assunto.

O diretor técnico do Snea, Ronaldo Jenkins, disse que o sindicato ainda não tem uma posição sobre o início da operação do novo sistema e que vai discutir o assunto com as empresas aéreas.

fonte/G1

UNIÃO ESTUDA DESMILITARIZAR SISTEMA QUE CONTROLA TRÁFEGO AÉREO NO BRASIL

Preocupado com o crescimento do tráfego aéreo no país e as falhas nos mecanismos de segurança, o Planalto voltou a negociar com os controladores de voo. Na quinta-feira, o ministro da Aviação Civil, Wagner Bittencourt, conversou por três horas com representantes da categoria, reabrindo as discussões sobre a desmilitarização do setor.

Os controladores apresentaram ao ministro uma radiografia do sistema. Entre os participantes da reunião, estavam militares afastados das funções e que respondem a processo no Superior Tribunal Militar pelo motim de 2007.

Foi mais um passo nessa reaproximação. Na segunda-feira passada, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, já havia prestado depoimento em defesa dos 51 réus da greve branca que paralisou os principais aeroportos do país naquele ano.

Um dia antes do encontro com os controladores, Bittencourt havia dito em entrevista a ZH que os problemas da categoria “estavam superados”. Na edição de domingo, ZH revelou como erros sucessivos no controle de tráfego aéreo quase resultaram em novos acidentes.
 
fonte/ZeroHora

IRENE CANCELOU 10 MIL VOOS - CAOS AÉREO DEV CONTINUAR

O caos provocado pelo furacão Irene nos terminais aéreos do leste dos Estados Unidos poderá continuar durante a semana, depois que a tempestade obrigou o cancelamento de mais de 10 mil voos, informaram neste domingo autoridades locais.

Funcionários da indústria de aviação disseram que os aeroportos internacionais de Nova York reabrirão na segunda-feira à tarde. American Airlines, British Airways, Air France e outras companhias já cancelaram vários voos com destino e provenientes de Europa e Ásia, que estavam programados para a segunda-feira.

Os voos retomaram suas operações na região de Washington, mas continuam gravemente afetados.

A Administração Federal de Aviação americana disse que mais de 10 mil voos foram cancelados devido ao Irene desde sexta-feira, enquanto o número de voos alterados não deixa de subir.
Apesar de o Irene ter sido rebaixado a categoria de tempestade tropical neste domingo, os serviços de transporte público de Nova York continuam suspensos. O mesmo ocorre com os serviços ferroviários que atravessam o leste do país e em vários de seus portos.

A autoridade portuária de Nova York e Nova Jersey, que regula os aeroportos de Nova York e os serviços do porto, disse não ter determinado até o momento quando os terminais aéreos serão abertos. "Nem sequer posso dar uma estimativa", disse à AFP Steve Coleman, porta-voz da autoridade.

Por sua vez, Tom Hendricks, vice-presidente da Air Transport Association, uma instituição da indústria da aviação, disse que as operações serão retomadas em Nova York na segunda-feira à tarde, mas que "levará ao menos dois dias para recuperar todas as conexões".

fonte/AFP/Terra

CHINA AUMENTA NÍVEL DE ALERTA NOS AEROPORTOS SEM CITAR O MOTIVO

A China aumentou o nível de alerta em todos seus aeroportos do grau 1 para o 2 (estado de vigilância) sem citar o motivo de tal medida, provocando confrontos entre viajantes e forças de segurança por causa dos atrasos e perdas de voos ocasionadas pelos controles. 

Segundo declarou uma empregada da segurança aeroportuária, a medida "veio imposta" do governo e sua aplicação "teve de ser imediata", por isso que se formaram longas filas de viajantes, alguns dos quais protagonizaram violentos episódios. "Já vi três brigas aqui e me parece normal. Levamos mais de uma hora esperando para passar o controle de bagagens e ninguém nos explica por que demoram tanto nem o que fazer se perdermos os voos", declarou um viajante ao China Daily

A principal consequência deste aumento no nível de alerta é que os controles de bagagens de mão são feitos de forma mais minuciosa e se inspecionam de forma obrigatória elementos como os calçados, ao mesmo tempo em que se obriga a abrir todas as bagagens, o que desacelera de forma notável o processo. 

O novo estado de vigilância, segundo as mesmas fontes, se prolongará durante os próximos dias à espera de um anúncio oficial que explique os motivos da mudança.

fonte/EFE/Teerra

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...