sexta-feira, 15 de julho de 2011

COMO ERA VOAR NA PRIMEIRA CLASSE

Um conjunto de fotos publicitárias da Japan Airlines tiradas em 1954 dentro de um Douglas DC-6 mostra em detalhes a rota trans-Pacífico somente com a primeira classe (!) da ainda jovem empresa. 

Você pode perceber que ninguém precisou tirar os calçados, ninguém apalpou partes dos passageiros e nenhum tubo de pasta de dente precisou ser colocado em uma sacola plástica transparente antes do embarque.

Estas fotos, de um mundo de gravatas, cigarros, quimonos, drinques, pratos de sushi, beliches e pijamas de seda foram encontradas pelo fotógrafo residente em Okinawa Rob Oechsle, que escaneou e retocou as revelações originais. Aproveite! Quem sabe com um Martini e um cigarro.
















 

fonte/foto/Jalopinick
Enhanced by Zemanta

JUSTIÇA FEDERAL ACEITA DENÚNCIA DO MP CONTRA DIRIGENTES DA TAM E EX-DIRETORA DA ANAC

O juiz federal Márcio Assad Guardia, substituto da 8ª Vara Federal Criminal de São Paulo, decidiu aceitar a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra Marco Aurélio dos Santos de Miranda e Castro, diretor de segurança de voo da TAM, Alberto Fajerman, vice-presidente de operações da empresa aérea, e Denise Maria Ayres Abreu, diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), referente ao acidente aéreo ocorrido no aeroporto de Congonhas em junho de 2007, que resultou na morte de 199 pessoas.
 
Na denúncia, o MPF acusa os réus de atentado contra a segurança de transporte aéreo (art. 261 do Código Penal). Marco Aurélio de Miranda e Alberto Fajerman foram acusados de colocar em risco aeronaves alheias mediante negligência. Denise Abreu, na qualidade de diretora da Anac, foi acusada de imprudência.

O MPF pediu a condenação de 12 anos de prisão dos três acusados. Apesar de a denúncia considerar o crime como culposo (quando não há intenção), o procurador da República Rodrigo De Grandis quer que a Justiça reconheça a existência de circunstâncias na tragédia que, em caso de condenação, multiplicariam por três a pena de 4 anos.

“Constato que a peça acusatória obedece aos requisitos previstos no artigo 41 do Código de Processo Penal, porquanto contém a descrição circunstanciada dos fatos, a qualificação dos acusados e a classificação do crime”, afirma a decisão do juiz.

Os réus deverão ser citados pessoalmente para apresentar resposta escrita à acusação no prazo de dez dias.

Histórico

O acidente aconteceu em 17 de julho de 2007 e deixou 199 mortos. O Airbus vinha de Porto Alegre e chegou debaixo de chuva ao Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo. A caixa-preta revelou que os pilotos pousaram com um manete do avião em posição errada, o que manteve a aceleração em um dos motores. O A320 atravessou a pista e bateu em um prédio. Vinte dias antes, a pista do aeroporto havia sido reaberta. Estava, entretanto, sem o grooving --as ranhuras que ajudam a frear o avião.

O criminalista Antonio Claudio Mariz de Oliveira, que defende os dois executivos da TAM, afirmou que o pedido de 12 anos de prisão para seus clientes é "pouco claro". "Se ele entendeu que o crime é na forma culposa, com o resultado morte, a pena não pode ser essa."


Mariz disse que lhe "causou espécie" o fato de ninguém da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) ter sido acusado "porque foi ela [Infraero] que liberou a pista". O MPF afirma que as provas foram insuficientes para indiciar pessoas da Infraero e da Airbus, fabricante da aeronave. Para a lei brasileira, não há responsabilidade penal de pessoa jurídica.


Roberto Podval, advogado da ex-diretora da Anac, afirmou que o acidente teria acontecido independentemente da atuação de sua cliente. "O Rodrigo [De Grandis] é inteligente e sabe que a denúncia não se sustenta juridicamente." Para Podval, Denise virou "bode expiatório".



fonte/AgEstado/UOL
Enhanced by Zemanta

ENCONTRADOS CORPOS DOS PASSAGEIROS DE HELICÓPTERO QUE CAIU EM JARAGUÁ DO SUL, NORTE DE SANTA CATARINA



Foram encontrados, junto aos destroços do helicóptero Esquilo - prefixo PRJGM, os corpos dos três passageiros que estavam na aeronave. O acidente aconteceu nesta sexta-feira de manhã em Jaraguá do Sul. Eles estão sendo resgatados com ajuda do helicóptero Águia, da Polícia Militar e serão levados para o IML de Jaraguá do Sul, para reconhecimento dos familiares.

Na aeronave estavam três pessoas: o piloto Álvaro Pisetta Júnior, o empresário Gilberto Menel e o pedreiro Érico Melchioretto.

O helicóptero pertencia ao empresário Gilberto Menel. Ele e os demais integrantes da aeronave iam em direção à cidade de Navegantes, litoral de Santa Catarina.

Segundo informações da torre de comando do aeroporto Ministro Victor Konder, em Navegantes, o helicóptero não fez contato com a torre durante o percurso e nem informou sobre problemas.

Conforme informações de integrantes das equipes de resgate, a aeronave teria colidido num morro, que tinha muitas pedras. Na hora do voo havia neblina nessa região.

De acordo com a assessoria de comunicação da Infraero, o comandante da aeronave teria entrado em contato com a torre de comando por volta das 8h, informando o plano de voo. Ele deveria pousar numa empresa que fica às margens da BR-470, por volta das 10 horas. O comandante deveria ter feito uma comunicação no momento em que adentrasse a área próxima ao aeroporto de Navegantes, o que não aconteceu.

Por volta das 11h, a torre de comando confirmou que a aeronave não havia pousado em nenhum outro local e acionou o salva-aéreo.

A Aeronáutica vai investigar a queda. Dois peritos do Serviço Regional de Prevenção de Acidentes Aéreos decolaram de Porto Alegre e devem chegar no final desta tarde para investigar as causas do acidente.

Segundo o Major Nelson Henrique Coelho, comandante da 2ª Companhia do Batalhão de Aviação da Polícia Militar, a maior dificuldade no resgate foi a neblina.
— Além disso, o impacto foi bastante grande. As vítimas apresentavam bastantes lesões na região da cabeça —, completou.

fonte/foto/ANotcia
Enhanced by Zemanta

ENCONTRADOS DESTROÇOS DE HELICÓPTERO QUE CAIU EM JARAGUÁ DO SUL, SANTA CATARINA

Map locator of Jaraguá do Sul, Santa Catarina.Image via Wikipedia
Tripulantes de aeronaves da Polícia Militar de Santa Catarina e da empresa Malwee localizaram os destroços do helicóptero dado como desaparecido na manhã desta sexta-feira em Jaraguá do Sul. Segundo informações da 2ª Companhia de Aviação da PM em Jaraguá do Sul, eles foram avistados em meio a mata fechada no bairro Rio Cerro.

Agora, equipes em terra vão se deslocar a pé para tentar localizar os três passageiros que estariam na aeronave. As pessoas que estavam no helicóptero são o piloto Álvaro Pisetta Júnior, o empresário Gilberto Menel, e o pedreiro Érico Melchioretto. Ainda não há informações sobre as vítimas.

A área onde teria caído o helicóptero é de difícil acesso. Ela fica numa região de morros e mata nativa na região Ribeirão Alma, próximo ao limite de Massaranduba. Conforme informações de integrantes das equipes de resgate, a aeronave teria colidido num morro, que tinha muitas pedras. Na hora do vôo havia neblina nessa região. 

O helicóptero, de propriedade de uma empresa têxtil, saiu de Jaraguá do Sul às 9h22 com destino à cidade de Navegantes, onde iriam vistoriar algumas obras de propriedade de Menel, mas não pousou no horário esperado. A FAB foi avisada do desaparecimento da aeronave às 10h55.  

A aeronave, modelo Esquilo e com apenas 98 horas de voo, seria de propriedade de uma indústria têxtil que fica na região. Dentro da aeronave estaria o empresário Gilberto Menel, dona da indústria, o piloto e também um pedreiro, ainda não identificados. Os três estariam indo para Navegantes acompanhar obras em galpões do empresário.

Equipes de busca em mata iniciaram as busca por terra. Elas contam com ajuda de cinco quadricíclos. Os veículos levam bombeiros e trilheiros.

fonte/ANoticia/ClicRbs
Enhanced by Zemanta

DEFEITO NO TREM DE POUSO EM AVIÃO DA SETE TAXI AÉREO QUASE GERA TRAGÉDIA NO AEROPORTO DE ILHÉUS, BAHIA


Imagem do avião da Sete Linhas Aéreas atravessado na pista do aeroporto Jorge Amado. A direção da empresa proibiu qualquer aproximação da imprensa..


Problemas no trem de pouso de um avião da Sete Linhas Aéreas, por pouco não causaram um grave acidente no aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus.

A aeronave com três tripulantes, que funciona como UTI aérea, fez uma aterrissagem complicada por volta das 21h30min de ontem (quinta, 14), no intuito de pegar um paciente de Ilhéus e transportá-lo para o aeroporto de Confins, em Belo Horizonte (MG). Ninguém saiu ferido.

Com o avião atravessado, a pista ficou interditada por mais de 3 horas. A INFRAERO demorou para explicar o acidente. Por volta de 01h, já de madrugada, o superintendente do aeroporto, João Bosco Bezerra, concedeu uma entrevista a este blog e ao radialista Vila Nova, no saguão do Jorge Amado.

fonte/foto/BlogDoGusmão

EAB 2011 - SÃO JOSÉ DOS CAMPOS SP



O blog IFRONLINE visitou na manhã de ontem a EXPO AERO BRASIL,  no Aeroporto de São José dos Campos. Observamos nesta edição a melhora na organização e acesso à Feira.


Destacamos no primeiro dia entre as aeronves expostas o elegante bimotor italiano P68 VULCANAIR, representado no Brasil pela LINFORD AVIATION e o  ultraleve avançado FK SUPER ANFÍBIO, fabricado pela ABS INDÚSTRIA DE AERONAVES FK SUPER. 



Aguarde novos posts com os detalhes e fotos das aeronaves.

No setor de serviços destacamos o lançamento do jornal O AVIADOR,  voltado ao mercado de compra e venda de peças, aeronaves e produtos aeronáuticos. Publicação patrocinada pela HORUS AERO PEÇAS, empresa com o maior estoque de peças para o helicóptero ROBINSON no Brasil.



Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...