sexta-feira, 16 de outubro de 2009

AVIÃO DO GOVERNO DE MATO GROSSO DO SUL FEZ POUSO DE EMERGÊNCIA EM TRÊS LAGOAS

Tendo como passageiros o governador André Puccinelli (PMDB), os deputados Akira Otsubo (PMDB) e Diogo TIta (PPS), o secretário Wantuir Jacini (Segurança) e assessores, avião bandeirante do governo do Estado teve que fazer um pouso emergencial, na tarde desta quinta-feira (15), no aeroporto municipal de Três Lagoas devido a um temporal, conforme o site Perfil News. Foi apenas um susto, mas que impediu a aeronave de chegar aos destinos Aparecida do Taboado e Paranaíba.

Diante do imprevisto, Puccinelli retornou a Campo Grande com a aeronave. O deputado Akira Otsubo informou àquele site que o avião que havia decolado de Campo Grande por volta das 14h30 já sobrevoavam a região de Aparecida do Taboado quando passou por uma temporal que sacolejou muito a aeronave.

O piloto se viu obrigado então a retornar e pousar no aeroporto de Três Lagoas. Akira, Diogo Tita e o secretário Wantuir Jacini ficaram em Três Lagoas. Depois, Tita e o secretário de Segurança seguiram a viagem de carro para Paranaíba, enquanto Akira Otsubo continuo em Três Lagoas, onde cumpriu agenda, participando da inauguração da Clínica de Criança e de um jantar promovido pela OAB.

fonte/Campo Grande News

FARC ATACA AVIÃO COM 15 PASSAGEIROS A BORDO

Supostos guerrilheiros das Farc atacaram com tiros um pequeno avião que minutos antes tinha decolado de um aeroporto do departamento colombiano do Guaviare (sudoeste) com 15 ocupantes a bordo, informaram hoje meios de comunicação locais.

A nave, um DC3, foi atacada da terra por supostos integrantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que depois fugiram, indicou o noticiário de televisão Caracol Noticias.

A aeronave se preparava para partir de Miraflores com destino a San José do Guaviaré, capital departamental, quando foi baleada.

Um dos projéteis atingiu a fuselagem do aparelho, ferindo a uma passageira.

Os demais ocupantes saíram ilesos.

fonteEFE//IG

TAILÂNDIA COMPRA QUARTO AVIÃO PARA USO MILITAR DA EMBRAER

O Governo da Tailândia adquiriu uma quarta aeronave militar ERJ 135 da Embraer, que será utilizada pela Marinha do país, anunciou hoje a companhia construtora brasileira.

Em comunicado, a Embraer assinalou que a Royal Thai Navy (Marina Tailandesa) assinou a compra, a quarta desse tipo de aeronaves em menos de dois anos.

O primeiro negócio entre Embraer e o Governo da Tailândia foi divulgado em novembro de 2007 com a compra de duas aeronaves, uma para o Exército e outra para a Marinha, ambos entregues no fim de 2008.

No início de 2009 Embraer anunciou a aquisição de um segundo ERJ 135 por parte o Exército Tailandês.

Os aviões são utilizados para o transporte de autoridades militares, mas contam com equipes de resgate e recursos de defesa.

Bélgica, Grécia, Índia, Nigéria e o próprio Brasil já empregam esse tipo de aeronaves no uso de transporte militar.

fonte/EFE /G1

FORÇA AÉREA EQUATORIANA ADMITE CRISE E JUSTIFICA DOAÇÃO DE AVIÕES VENEZUELANOS

O comandante da Força Aérea Equatoriana (FAÉ), Rodrigo Bohórquez, admitiu hoje que a unidade está em crise e justificou assim ter aceito seis aviões Mirage-50 doados pela Venezuela ao Equador.

Bohórquez disse que a FAÉ atualmente só dispõe de um avião supersônico (K-Fir) operacional e outros dois (Mirage) que atuam de forma ocasional.

Lembrou que o Equador dispunha de uma frota de 26 aviões supersônicos mas que, após 30 anos de serviço, já cumpriram sua vida útil, informou o canal "Ecuavisa".

O comandante assinalou que sob essas circunstâncias a FAÉ decidiu aceitar os aviões doados pela Venezuela, que foram reformados em 1995, embora admitiu que se requereria fazer um investimento pequeno para adaptá-los às necessidades do país.

Justificou também a decisão do Governo equatoriano de adquirir, por US$35 milhões, uma dúzia de aviões Mirage-Cheetah da África do Sul, também reformados, para melhorar a capacidade operacional da FAÉ.

"Achamos que é a melhor forma de solucionar nosso problema operacional", acrescentou Bohórquez, que também lembrou que o Equador negociou com o Brasil a aquisição de aviões subsônicos SuperTucano.

O Equador espera também incorporar, nos próximos meses, dois radares provenientes da China, para melhorar a capacidade operacional de sua força militar.

fonte/EFE/via G1

SUÍÇA QUER DESISTIR DE COMPRAR AVIÕES DE COMBATE

A Suíça, um dos países mais ricos do mundo, está prestes a decidir não mais comprar 22 aviões de combate como tinha previsto para seu exército. Entre o Rafale francês, o Gripen sueco e o alemão Eurofighter, o novo ministro de defesa, Ueli Maurer, quer ficar mais algum tempo com sua frota de 54 Tiger para proteger um território menor do que o Piauí.

Inicialmente, o governo suíço tinha definido um pacote de 33 aparelhos. Depois baixou o projeto e reservou US$ 2,2 bilhões para comprar 22 jatos de combate. O setor econômico acha que é um bom negócio. Mas o ministro da Defesa, Ueli Maurer, do partido mais à direita no Parlamento, acha que a falta de recursos atualmente, em plena crise global, sugere a prudência.

Os partidos de esquerda, que quase não o elegeram no Parlamento para o cargo de ministro, agora parecem constrangidos em ver sua bandeira de um exército menor e sem gastos com avião de combate justamente vir a ser implementada pelo adversário político.

O governo diz que não há decisão oficial e as pressões são fortes para manter a encomenda. Em todo caso, o ministro indica que, ao adquirir mais tarde os aparelhos, todos deverão ser de um mesmo tipo.

fonte/Valor Online/via O Globo

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...