terça-feira, 7 de setembro de 2010

FALÊNCIA DA TAP AGRAVA-SE AO RITMO DE MEIO MILHÃO DE EUROS POR DIA

Perdas financeiras acumuladas Este relatório da Parpública permite também conhecer dados sobre as contas semestrais da TAP que a transportadora não divulgou no comunicado sobre os resultados. Assim, e além dos prejuízos de 28 milhões no ramo de Manutenção e de 12 milhões na Groundforce, a TAP somou a isto "um resultado financeiro negativo" de 21 milhões de euros, fruto do "impacto do custo de financiamento", diz a Parpública. Mais: A transportadora perdeu 18,9 milhões no semestre com as "diferenças de câmbio desfavoráveis" e conta ainda com "processos laborais a decorrer relativos à subsidiária TAP Manutenção e Engenharia Brasil com possibilidade de perda provável no montante de 29 milhões de euros", diz a Parpública.

No início de Agosto, o i escreveu que a situação de falência técnica da empresa não parava de se agravar, e que a administração de Fernando Pinto pediu ao Estado uma injecção de 300 milhões de euros na empresa. Na mesma altura, o ministério das Obras Públicas, numa carta citada pelo i, assumia a urgência em recapitalizar a empresa - ainda que António Mendonça, ministro com a tutela, tenha convocado uma conferência para referir que o termo "urgência", utilizado pelo seu ministério na carta, era "exagerado". Agora, com os capitais próprios negativos a saltar de 204 milhões para 306,8 milhões, talvez a urgência já possa ser um termo usado para falar da TAP.

Vender 10% da EDP Segundo o relatório, a Parpública fechou o semestre com prejuízos de 104 milhões de euros, valor que compara com 218 milhões de lucro no mesmo período de 2009. As perdas da TAP e a queda das acções da EDP - que levou a uma perda potencial de 158 milhões de euros nas contas - foram as razões apontadas pela Parpública para esta evolução. Nota final para a semi-revelação presente no relatório: o governo deverá vender até ao final do ano "cerca de 7% do capital da Galp e aproximadamente 10% do capital da EDP" - o governo tinha apenas anunciado que iria vender até 10% da EDP.

fonte/IOL

BLUE LINE ENCERRA OPERAÇÕES


Empresa de charter francesa encerrou as atividades, e o Tribunal de Comércio de Pontoise decidiu que a empresa mantenha-se em atividade até o dia 6 de outubro.

 A Copa do Mundo na África do Sul se transformou em maldição, depois que a companhia se mudou para o continente african, juntando ao fiasco da seleção francesa.

Fundada em 2002, a Blue Line atendia aos operadores turísticos  que operavem viagens organizadas para empresas que premiavam seus funcionários por metas cumpridas e tinha desenvolvido um projeto VIP que atendia  diversos clubes de futebol da Europa, modificando diversas aeronaves ( A310, MD-83 e Fokker 100).

Em junho problemas de corrosão no Airbus  A310, o que aumentou as dificuldades da empresa.


Um fundo de investimento tinha entrado recentemente no capital da empresa.

fonte/LaTribune


Enhanced by Zemanta

DYN'AERO IBÉRICA ENTRA EM INSOLVÊNCIA, DIZ SINDICATO

A empresa aeronáutica Dyn'Aero Ibérica, instalada em Ponte de Sor, Portalegre, entrou em processo de insolvência, por alegadas dívidas a credores, disse hoje à agência Lusa fonte sindical.

"A notícia de que a empresa entrou em processo de insolvência foi-nos dada pela administração da fábrica hoje de manhã", declarou Andreia Branco, representante do Sindicato das Industrias Metalúrgicas e Afins (SIMA).

"Neste momento, trabalham na Dyn´Aero 49 pessoas e existe o risco de uma parte vir a perder o emprego", alertou.

A administração explicou que o processo de insolvência surgiu na sequência das "dívidas" que a empresa contraiu junto de vários credores, entre os quais o Estado, segundo Andreia Branco, uma das trabalhadoras da unidade fabril.

A Dyn´Aero Ibérica, instalada em Ponte de Sor desde 2001, está vocacionada para a concepção e produção de aviões ultraleves e aviões em kit (as peças da aeronave são montadas pelo comprador).

A empresa aeronáutica, filial da Dyn'Aero França, passou por um processo de lay-off parcial em Julho de 2009, situação que se prolongou por um período de seis meses.

Contactada pela Lusa, fonte da empresa Dyn´Aero explicou que o director da empresa reúne-se amanhã com os trabalhadores e que, possivelmente, haverá mais esclarecimentos sobre esta matéria.

Em Dezembro de 2008, a Dyn´Aero Ibérica pretendia atingir uma facturação de mais de três milhões de euros, prevendo chegar, com o aumento da produção e a certificação dos seus aparelhos em 2009, aos oito milhões de euros em 2011.

O investimento desta empresa em Portugal contou com os apoios do Estado, através de capitais de risco do Ministério da Economia, e da Câmara Municipal de Ponte de Sor.

Instalada num espaço com cerca de cinco mil metros quadrados, a unidade alentejana possuía nos seus quadros, nessa altura, 80 trabalhadores.

fonte/foto/OjeLusa
Enhanced by Zemanta

FOTOS DE JATOS EXECUTIVOS NA COPA 2010 - ÁFRICA DO SUL

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...