terça-feira, 14 de setembro de 2010

VÍDEO - HELICÓPTERO SHOW

HELICÓPTERO DA ARMADA VENEZUELANA SE CHOCA COM NAVIO NA ILHA DE MARGARITA

Um dia após acidente aéreo que provocou 15 mortes e deixou 36 feridos no estado de Bolívar, um helicóptero das forças armadas veenzuelanas colidiu com um navio na ilha de Margarita, nordeste da Venezuela, deixando ao menos quatro feridos. As informações são da rede venezuelana Telesur.

Segundo a
Telesur, há a informação de quatro feridos. Já a também venezuelana Globovisión diz que são cinco os feridos; o piloto estaria recebendo cuidados médicos em um hospital.

De acordo com a rede de TV, o ministro de Interior de Justiça, Tareck El Aissami, confirmou o acidente. El Aissami explicou que "o helicóptero estava sendo utilizado para trasladar equipes médicas que prestam socorro às 22 pessoas resgatadas após localização de duas embarcações desaparecidas sábado" quando partiram da ilha de Los Testigos até a de Margarita. 

Segundo testemunhas que estavam no local, o helicóptero voava a uma altitude muito baixa quando se chocou com o navios, também das forças armadas venezuelanas. 

fonte/UOL/OperaMundi


Enhanced by Zemanta

MPF PEDE QUE HELIBRÁS DEVOLVA R$ 9,2 MILHÕES DA VENDA DE HELICÓPTERO AO GOVERNO DO ACRE

Por causa de irregularidades detectadas na compra de um helicóptero modelo Esquilo AS 350B2, adquirido em 2008 por R$ 7,9 milhões, o Ministério Público Federal (MPF) no Acre entrou com ação civil de restituição de patrimônio público para anular o contrato celebrado entre a empresa Helicópteros do Brasil S.A. (Helibras) e o Estado.

O primeiro e único helicóptero do Acre foi adquirido pelo governador Binho Marques (PT), após o ex-governador Jorge Viana (PT), atualmente candidato ao Senado, assumir a presidência do Conselho de Administração da fabricante Helibras.

Na compra do helicóptero foram usados recursos provenientes de convênio do governo estadual com o Ministério da Justiça, por meio do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).
O valor corrigido, a ser devolvido pela Helibrás, caso a Justiça Federal decida pela anulação do contrato, é de R$ 9,2 milhões. Pintado com uma estrela vermelha, o helicóptero foi batizado  de Comandante João Donato, em homenagem ao pai do músico João Donato.

O procurador da República Anselmo Henrique Cordeiro Lopes afirma na ação que as irregularidades na aquisição do helicóptero vão desde o modelo licitatório aplicado, que não poderia ser pregão presencial, mas sim concorrência, até a inclusão de outros itens no contrato que caracterizam venda casada, como o treinamento de pilotos e mecânicos cujo valor é obscuro no contrato
.
Outra irregularidade apontada pelo MPF na ação é a excessiva quantidade de requisitos para a formação do projeto básico do helicóptero, que inclui itens disponíveis apenas em aeronaves fabricadas pela Helibrás, prejudicando o caráter competitivo da compra.

O MPF assinala que as especificidades por si só descaracterizam o helicóptero como bem comum, impossibilitando o uso do pregão como modelo licitatório.

Com relação ao preço da aeronave, a ação comparou valores de helicópteros fornecidos pela Helibrás para quase todos os estados brasileiros e apontou distorções, mostrando grandes variações entre as vendas. A ação demonstra que apenas a variação cambial da época dos contratos não justificaria a diferença abusiva de valores praticados para a venda do mesmo bem, como argumenta a empresa.

Outro pedido da ação é para que sejam ouvidos os responsáveis pelo negócio, tanto por parte do governo do Acre quanto por parte da empresa. A ação teve origem em inquérito civil público instaurado em novembro de 2009. Um inquérito policial federal continua em curso apurando eventuais responsabilidades pessoais.

fonte/foto/TerraMagazine

Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...