segunda-feira, 10 de setembro de 2012

AMERICAN AIRLINES GANHA APROVAÇÃO DA FAA PARA TROCAR QUASE 16 QUILOS DE PAPEL POR IPADS

A companhia aérea norte-americanaAmericam Airlines ganhou aprovação da FAA (Federal Aviation Administration), equivalente à ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) brasileira, para trocar quase 16 quilos de papel por iPads.

Pilotos usando iPads em avião

Entregando as tablets da Maçã para todos seus pilotos e instrutores, a companhia deverá economizar US$1,2 milhão em combustível anualmente, devido à diminuição do peso carregado pelos aviões diariamente.

O vice-presidente de aviação da American Airlines, John Hale, disse que a aprovação representa um grande passo para a modernização dos processos da companhia.

Os iPads serão introduzidos durante este mês em Boeings 777, e a tablet ganhará aprovação para todos os tipos de voos até o final de 2012. A companhia também deve dar iPads para comissários, como uma forma de prover-lhes melhores informações sobre os passageiros.

fonte/foto/TNW/Gizmodo

VÍDEO - BELO COMERCIAL DA WIDEROE AIRLINES


À ESPERA DE LEILÃO, AEROPORTO ABRIGA UM CEMITÉRIO DE AVIÕES

Abandonados no Aeroporto de São José, aviões de companhias aéreas falidas viram ‘sucata’ Foto: Aaron Kawai

Quem já embarcou no Aeroporto de São José ou mesmo passou pela avenida vizinha ao local, sentido Avibrás, deve ter reparado nos aviões estacionados no pátio, sem condição de voo.
 
Eles ficam em uma parte isolada do aeroporto, perto da pista secundária e dos hangares. De fora, pela avenida doutor Amin Simão é possível vê-los. São quatro, no total, formando assim um pequeno cemitério de aviões.
 
Eles pertencem à massa falida de companhias aéreas, ou seja, os credores habilitados no processo de falência. Todas as aeronaves estão sob custódia da Justiça. Só haverá definição do que será feito com eles após conclusão do processo de falência das empresas. Tem avião parado desde 2003.
 
A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), administradora dos aeroportos nacionais, é considerada a fiel depositária das aeronaves.

Justiça. O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) criou em fevereiro do ano passado, o Programa Espaço Livre. O objetivo é remover dos aeroportos brasileiros as aeronaves que estão sob custódia da Justiça ou que foram apreendidas em processos criminais. 
A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), parceira do CNJ no programa, avalia quais aeronaves ainda estão em condições de uso e quais não estão. As que estão sucateadas, serão removidas e desmontadas. As peças serão leiloadas.
O dinheiro arrecadado deve ser usado para quitar dívidas com os credores da empresa, e principalmente para pagamento de direitos trabalhistas.
Os quatro aviões inutilizados que estão em São José dos Campos e integram o programa. Ainda não há uma definição do que serão feitas com elas e nem quando o processo se encerra. 
Enquanto o processo rola na Justiça, as aeronaves são utilizadas para outros fins.
No último dia 31, a Infraero organizou um treinamento de resgate após pouso forçado de uma aeronave. Participaram equipes do Corpo de Bombeiros e do Hospital Municipal. 
As equipes simularam um resgate de feridos presos nas engrenagens dos aviões. 

Sucata. O destino mais comum das aeronave sob custódia é o desmanche e o leilão. Os lotes de sucata são vendidos em média por R$ 30 mil.
Além da carcaça, são leiloadas turbinas, pneus, mesas de refeição, tapeçaria, peças de freios e motor, válvulas de pressão e combustível. 

Futuro do terminal está em debate
São José dos Campos
Atualmente, o Aeroporto de São José se encontra em fase de estudo para ampliação, sem data para ser colocada em prática. Infraero, Secretaria de Aviação Civil e a Aeronáutica conduzem as negociações.
A construção de uma nova pista de pouso e decolagem para voos regulares é uma das propostas estudadas. Hoje a aviação civil e militar dividem única pista.
Outra proposta é a construção de um amplo estacionamento para veículos. A capacidade atual é de 49 carros.
A ampliação do aeroporto é apontada como uma das soluções para diminuir o tráfego aéreo da capital paulista, além de ser crucial caso a cidade se torne uma das sub-sedes da Copa de 2014.
 
fonte/OVale

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...