domingo, 18 de dezembro de 2011

VÍDEO - TORRE DE CONTROLE DO AEROPORTO DE GUARULHOS, SÃO PAULO

Ótimo vídeo sobre a operação da Torre de Controle do Aeroporto de Guarulhos, São Paulo, parabéns aos autores.....



AVIANCA CANCELA CINCO VOOS EM SANTA CATARINA E POLÍCIA É CHAMADA PARA CONTER PASSAGEIROS EM CHAPECÓ

 Não consigo enteder como uma empresa do porte da Avianca que deve ter no seu quadro de funcionários diversos "jornalistas" responsáveis para responder  a imprensa e aos consumidores o que aconteceu..... uma simples NOTA....quem cala consente.....

Cinco voos da Avianca em Santa Catarina foram cancelados entre sábado e domingo, gerando transtorno para centenas de passageiros. No sábado houve atrasado do voo de Florianópolis, que era para chegar às 13h45min em Chapecó, no Oeste, e chegou às 19h30min. Consequentemente a saída de Chapecó para Florianópolis também atrasou, quase seis horas.

O voo de sábado à noite da Capital para o Oeste também foi suspenso. Com isso, não teve o voo das 6h de domingo de Chapecó para Florianópolis. Também foram cancelados os dois voos de domingo entre a Capital e o Oeste, além do voo das 15h40min de Florianópolis para São Paulo.

Os atrasos e cancelamentos geraram revolta nos passageiros. Em Chapecó a Polícia Militar foi chamada para conter os ânimos no aeroporto Serafim Enoss Bertaso.

Por fim, a maioria dos passageiros foi colocada em ônibus, que saiu às 16h de Chapecó e deveria chegar após às 2h em Florianópolis:

— Perdi uma formatura — reclamou o passageiro Élcio Sechetti.

Alguns optaram por não viajar de ônibus. O pesquisador em biotecnologia Joel Meira decidiu comprar bilhete de outra companhia aérea, na segunda-feira pela manhã. Como venceu sua diária de hotel, ligou para um amigo para ter onde dormir.

— Vamos encaminhar reclamações à Anac e ao Procon — desabafou.

Meira tinha uma reunião de trabalho com pesquisadores da Universidade de Mogi das Cruzes, no domingo pela manhã, em São Paulo.

— Tive que cancelar tudo — lamentou. Ele recebeu a informação que havia ocorrido um acidente na porta do avião causado pela escada de acesso.

O gaúcho Tarso Kist saiu às 9h30min de sua cidade, Pinheirinho do Vale, a 200 quilômetros de Chapecó, para conseguir um vôo às 13h45min para Cuiabá-MT. Ele iria visitar o pai que está doente, em Lucas do Rio Verde. Com o cancelamento, teve que ligar para o amigo que o levou ao aeroporto para retornar e buscá-lo.

— Não sei o que fazer, vou para casa decidir — disse. Uma das opções é ir a Porto Alegre.

Em Chapecó os funcionários da Avianca disseram que não poderiam fornecer informações. O mesmo ocorreu em Florianópolis. A reportagem do Diário Catarinense entrou em contato com o assessor de imprensa da Avianca e recebeu a informação de que os cancelamentos seriam apurados.

fonte/DiárioCatarinense
Enhanced by Zemanta

CAPACIDADE DE TRÁFEGO AÉREO DURANTE A COPA DEVE DOBAR


A solução de estacionamento para os jatos executivos serão os pátios dos aeroportos/bases da Força Aérea Brasileira....





Dentre as medidas que estão sendo adotadas para aumentar a capacidade do espaço aéreo até a Copa está a redução da distância entre as aeronaves no pouso.

Hoje o Brasil trabalha com 5 milhas náuticas de distância. A ideia é reduzir para 3 milhas náuticas, que é a distância mínima padrão.

"Vamos treinar os controladores para isso. Mas, se o procedimento será usado, vai depender da capacidade dos aeroportos e também do treinamento de pilotos, que precisarão desocupar a pista rapidamente", afirma Ary Rodrigues Bertolino, chefe da divisão de operações do CGNA (Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea), do Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo).

O plano é dobrar a capacidade do tráfego aéreo brasileiro até 2014. Recentemente, o Decea anunciou um ganho de 47%, com mudanças no sistema de distribuição de voos entre controladores.

O Decea também está investindo no desenvolvimento de um software para gerenciar planos de voo, que terão de ser enviados com mais antecedência. "Temos de ter previsibilidade para que, mesmo em situações atípicas, a gente tenha tempo de resposta para atender a demanda", diz Bertolino.

O plano de ação para a Copa prevê ainda o fechamento do espaço aéreo em cima dos estádios por cinco horas (duas antes do jogo e uma depois), por segurança.

Dependendo da extensão, a zona de exclusão pode afetar o espaço aéreo de aeroportos como Guarulhos e Galeão, por exemplo, devido à proximidade dos estádios.

"A intenção é não fechar nenhum aeroporto, mas talvez seja necessário adotar alguma mudança de procedimento", explica Bertolino.

Ainda que a aviação geral seja direcionada para aeroportos secundários, jatos estrangeiros precisarão pousar em aeroportos internacionais para fazer a imigração.

Para não lotar os pátios, será adotado o "stop and go" (pare e siga). O passageiro desembarca, mas o piloto terá de partir rapidamente.

O "stop and go" foi adotado na África do Sul, mas não foi respeitado. Os pátios ficaram lotados, atrapalhando a aviação comercial.

"A única forma de fazer cumprir a regra é adotar uma taxa salgada de permanência e fazer a cobrança na hora", sugere o professor de transporte aéreo da Poli/USP, Jorge Leal.
 
fonte/Folha

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...