sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

IBERIA SUSPENDE VOOS POR PROBLEMAS EM AEROPORTOS

.
A companhia aérea espanhola Iberia anunciou na noite desta sexta-feira a suspensão até as 11h da manhã de amanhã (4) no horário local (8h no Brasil) de todos os voos previstos para decolar de Madri. Os voos partindo do Brasil também foram cancelados.
Mais cedo, a autoridade de tráfego aéreo da Espanha (Aena) anunciou o fechamento de todo o espaço aéreo espanhol, exceto na região da Andaluzia, devido à falta de controladores de tráfego às vésperas de um feriado prolongado. 

No Brasil, a Infraero (estatal que administra os aeroportos) informou que três voos tiveram problemas, todos no aeroporto internacional de Guarulhos (Grande São Paulo). Um voo da Iberia foi cancelado e dois voos --um da British Airways e outro da Air France-- chegaram a ficar retidos, mas já decolaram, segundo a estatal. O voo da TAM previsto para decolar de Guarulhos para Madri-Barajas às 20h55 não sofreu alteração, segundo a companhia. Já o que saíria de Madri às 20h50 (horário local), com destino a Guarulhos, foi remanejado para as 9h deste sábado (4). 

Os controladores da Espanha não declararam greve oficialmente, mas vários deles se disseram doentes e começaram a abandonar seus postos por volta de 14h (hora de Brasília), segundo nota da Aena, que pede aos passageiros que evitem os aeroportos afetados. 

A ausência dos controladores fez com que oito aeroportos fossem fechados, incluindo o de Barajas, em Madri, o maior ponto de conexões da Europa. 

O Ministério da Defesa informou que assumirá o controle do espaço aéreo espanhol se os controladores não se reincorporarem, advertiu a Presidência do governo. 

Em entrevista coletiva, o ministro de Fomento, José Blanco, destacou que o governo iniciará todas as medidas aprovadas nesta sexta-feira em um decreto, que determina que militares tomem o controle dos aeroportos. 

"Não vamos permitir esta chantagem", disse o ministro após pedir desculpas às milhares de pessoas afetadas pelo abandono dos controladores aéreos no primeiro dia de um período de feriado na Espanha.

FERIADO
Segundo um porta-voz da Aena, 90% dos controladores abandonaram os postos de trabalho às vésperas de um feriado prolongado. 

Os controladores do tráfego aéreo na Espanha estiveram envolvidos em um longo processo de negociação com a agência estatal por causa de salários, condições de trabalho e privilégios. 

O porta-voz afirmou que a autoridade espanhola de aviação se reunirá com a Eurocontrol (agência europeia de controle de tráfego aéreo) e a FAA (agência americana de aviação) para decidir o destino dos voos transatlânticos. 

O fechamento do espaço aéreo ocorre no início de um feriado prolongado até a próxima quarta-feira, quando estão previstas milhares de viagens, e 'está provocando graves problemas no tráfego aéreo de toda a Espanha', atingindo cerca de 250 mil pessoas, segundo a Aena. 

fonte/AgInternacionais/UOL
Enhanced by Zemanta

IMAGENS DO ESPAÇO AÉREO NA ESPANHA


fonteImagens/RadarBox/ManuelMsantos(Portugal)

DEFESA ASSUME O CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO NA ESPANHA PARA FREAR O CAOS




Militares tomaram o comando nas torres de controle dos aeroportos civis na Espanha, e esperam que amanhã todos estejam funcionando. Voos civis estão sendo desviados para aeroportos militares.

O coronel Rubalcaba exige que os controladores voltem aos seus postos ou vão ser acusados de desobidiênciapelos problemas causados para cerca de 300.000 passageiros.

fonte/foto/ElPais

 

GUARDA CIVIL ESPANHOLA VAI NO HOTEL IDENTIFICAR OS CONTOLADORES


Um grupo de controladores de tráfego aéreo estão agora reunidos no Hotel Auditorium em Madrid, localizado a uma curta distância do Aeroporto de Barajas. Os membros do grupo que paralisou o espaço aéreo na Espanha estão reunidos em um grande salão. O gerente do hotel, entretanto, afirma que diversos passageiros vão ficar no mesmo lugar, e outros ocuparam todos os quartos. A polícia veio para impedir quaisquer incidentes entre os clientes e contoladores.

O paradoxo é também que milhares de passageiros vítimas de cancelamentos no aeroporto de Barajas, hoje à noite, estãoa tentando ficar no mesmo lugar, como foi confirmado pelo gerente do hotel. Foi o caso de um passageiro que chegou no início da noite, e ele descreveu a situação no aeroporto de Madrid "dramática". "Espero que não se cruzam nos corredores com os controladores", disse ele, irritado.

Enquanto isso, nas redes sociais, algumas mensagens pedem para colocar os holofotes sobre o hotel em Madrid. Na verdade, o hotel  pediu calma em seu perfil no Twitter: ". Primeiro de tudo, muita calma, que as coisas não são resolvidos com violência" Dada a expectativa de que os espíritos de luz, os membros da Polícia Nacional e da Guarda Civil chegaram ao hotel para coordenar com o pessoal de segurança do estabelecimento e evitar possíveis incidentes.

Além disso, o porta-voz controladores Cesar Cabo sindicato, explicou no Facebook: "Nós estamos tentando voltar a normalidade nos aeroportos e o bom senso prevaleca. O sindicato apelou aos colegas para acalmar os animos. ".

Agentes da Guarda Civil de Barajas entraram no auditório onde eles estavam reunidos para informar a decisão do primeiro-ministro de militarizar o tráfego aéreo, como relatado.
 "Eles estão lá para ver o que está acontecendo, e informá-los em todos os momentos das consequências jurídicas sobre decisão tomada", acrescentou a fonte. 

fonte/foto/ElPais

AVIÃO FAZ POUSO FORÇADO EM FAZENDA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, SÃO PAULO


SÃO PAULO - Um avião fez um pouso forçado numa fazenda em Altair, na região de São José do Rio Preto, a 451 quilômetros de São Paulo, por volta das 11 horas desta sexta-feira. Segundo a polícia, o dono da aeronave tem uma propriedade na região e teria perdido o controle ao tentar pousar. 

O monomotor, modelo 721D de fabricação da Embraer, teria sofrido uma pane elétrica durante o voo, obrigando o piloto a fazer um pouso forçado em uma estrada de terra na zona rural. O piloto, José Moramdi, 66, que estava com a licença para pilotar vencida, disse a polícia que ao tentar a aterrissagem, o trem de pouso quebrou e a aeronave parou no canavial. 

Ainda segundo o piloto, a aeronave teria saído às 7h30m do aeroporto de Frutal, em Minas Gerais, com destino a Campo Mourão, no Paraná. No plano de voo estava prevista uma escala em Penápolis, em São Paulo, para abastecimento. Mas com menos de uma hora e meia de voo a aeronave apresentou problemas técnicos. 

Segundo a polícia, o avião teria sido adaptado. A aeronave, que tem capacidade para seis pessoas, estava apenas com o banco do piloto. A polícia investiga se o avião era usado para transportar cargas ilegais.
O piloto foi levado para a delegacia para prestar depoimento. Com ele estava um passageiro. Ninguém ficou ferido. A polícia afirma ainda que testemunhas teriam visto alguns veículo próximo a aeronave depois do pouso retirando mercadorias do avião. 

fonte/OGlobo
Enhanced by Zemanta

GOVERNO ESPANHOL DIZ NÃO ACEITAR "CHANTAGEM" DE CONTROLADORES


O ministro do Planejamento espanhol, José Blanco, garantiu nesta sexta-feira que o governo não permitirá "chantagem" dos controladores de tráfego aéreo, cuja baixas em massa forçaram o fechamento do espaço aéreo espanhol. O governo do país chegou a dar um ultimato para que os controladores retornassem a seus postos de trabalho ou militarizaria o controle aéreo espanhol.
 
"Não permitiremos esta chantagem que está fazendo os cidadãos de reféns", afirmou Blanco durante uma aparição ante a mídia em que não admitiu perguntas, após presidir a reunião de um gabinete de crise."Convocamos representantes dos controladores para exigir que eles parem com essa atitude.
 
Se não voltarem imediatamente a seus postos de trabalho, o governo ativará todas as medidas extraordinárias necessárias".Em entrevista coletiva, o ministro de Fomento, José Blanco, destacou que o Governo iniciará todas as medidas aprovadas nesta sexta-feira em um decreto, que determina que militares tomem o controle dos aeroportos.
 
fonte/EFE/AFP/Terra
Enhanced by Zemanta

GREVE FECHA ESPAÇO AÉREO ESPANHOL - MILITARES ASSUMEM CONTROLE DO TRÁFEGO


Paralisação pode afetar mais de dois mil voos e cerca de 250 mil pessoas que esperavam viajar nesta sexta, 3, por ocasião do feriado de aniversário da Constituição


MADRI - Um decreto real permitindo que os militares controlem o tráfego aéreo nos aeroportos espanhóis entrou em vigor nesta sexta-feira, 3, após ser publicado por volta das 21h30 (18h30 em Brasília) na Espanha.

Todo o espaço aéreo espanhol, exceto o da região de Andaluzia, está fechado pelo abandono em massa dos controladores de seus postos de trabalho, informaram à Agência Efe fontes do Aena, o organismo que gerencia os aeroportos espanhóis. 

O governo espanhol havia dado um ultimato até as 21h30 no horário local para que controladores de tráfego aéreo retomassem os seus postos de trabalho, que foram abandonados massivamente no meio da tarde de hoje, causando o caos nos aeroportos de todo o país.

O fechamento pode afetar, segundo as mesmas fontes, mais de dois mil voos e cerca de 250 mil pessoas que esperavam viajar nesta sexta-feira por ocasião do feriado de aniversário da Constituição.

O Aena tinha previsto para hoje 5.073 operações, incluindo, as 3.035 realizadas até as 16h hora local (13h no horário de Brasília). No aeroporto de Barajas, principal afetado pelo fechamento do espaço aéreo, o número de aviões que deveriam operar era de 1,3 mil.

Os problemas começaram às 17h (14h no horário de Brasília) quando os controladores decidiram abandonar em massa seus postos de trabalho alegando problemas físicos.

Os primeiros aeroportos afetados foram os de Madri, Palma de Mallorca, Menorca e Ibiza, estes três últimos nas turísticas ilhas Baleares, além dos das Canárias, no Atlântico. Estes são destinos de milhares de turistas de toda Europa.

O ministro de Fomento, José Blanco, responsável pelos aeroportos espanhóis, reuniu um gabinete de crise na sede ministerial para analisar a situação e adotar as medidas oportunas.

  • Segundo fontes do Ministério de Fomento, cerca de 70% dos controladores aéreos espanhóis abandonaram até agora seus postos de trabalho alegando problemas físicos.
  •  
  • A União Sindical de Controladores Aéreos (USCA) assegurou que este movimento foi "voluntário" e que obedece à aprovação pelo Governo espanhol do novo modelo de gestão aeroportuária.
  •  
  • Fontes sindicais asseguraram que os controladores aéreos estão "muito nervosos". Pelo decreto de lei aprovado no Conselho de Ministros está fixado um máximo de 1,67 mil horas de trânsito aéreo anuais, motivo pelo qual deixaram seus postos de trabalho.
  •  
  •  
  • fonte/EFE/AgEstado
Enhanced by Zemanta

DICA DE DVD - PANAIR DO BRASIL


A história da Panair do Brasil, empresa pioneira na aviação comercial brasileira, fechada misteriosamente durante o governo militar, poderá ser vista no DVD que será lançado dia 6 de dezembro, às 19h, na livraria Fnac do Barrashopping. Com narração de Paulo Betti e música de Milton Nascimento e Fernando Brant, na voz de Elis Regina, o documentário mostra porque a empresa se transformou hoje em verdadeira lenda, cercada de mistério pelas circunstâncias em que levaram ao final de suas operações. 
Na ocasião do lançamento, estarão presentes o diretor do filme, Marco Altberg, e o Comandante Lucas, comandante mor da extinta companhia. Com farto material de pesquisa e registros de época, o documentário aborda a época da criação da empresa no início da década de 30, seu crescimento e sua relação com o processo desenvolvimentista brasileiro, bem como sua importância no estabelecimento de bases sólidas para a aviação comercial brasileira. 
A Panair do Brasil cresceu junto com o país. De uma pequena empresa que operava a rota internacional Nova Iorque-Rio-Buenos Aires nos anos 30, expandiu-se incrivelmente em rotas nacionais e internacionais, abrindo agências no exterior, aeroportos e hangares no Brasil, além de empresas de manutenção e controle de tráfego aéreo e meteorologia, apoiada por sólidos empresários nacionais. A empresa viveu o seu auge na era JK. Um dos símbolos do nosso país, a Panair do Brasil transportava desde artistas a políticos e personalidades brasileiras e estrangeiras até as seleções brasileiras campeãs e bi-campeãs. Também desenvolvia um trabalho comunitário, transportando ajuda para as localidades mais distantes do país. A companhia era um verdadeiro acontecimento social. A lista de passageiros da aeronave Constelation, por exemplo, era até publicada nos jornais. “Eu achava tudo muito bonito, muito elegante e ficava com vontade de entrar naquele avião”, conta Milton Nascimento. Chegando ao poder, o regime militar passa a perseguir a Panair do Brasil, atingindo mortalmente a empresa, chegando a decretar leis especiais para a aviação comercial em uma manobra que provoca a falência da empresa em 68.
“A Panair foi impedida de voar por ordem do ministro da aeronáutica, Brigadeiro Eduardo Gomes, - cumprindo a decisão do Presidente da República, Marechal Castelo Branco - , que tinha acabado de chegar de Brasília com o decreto de cassação de suas linhas”, lembra o comandante Lucas. O jornalista Arthur da Távola completa “É preciso que se reconheça que pessoas jurídicas também foram perseguidas pela ditadura”. O documentário mostra como a Panair do Brasil vive ainda hoje no coração e na esperança da chamada Família Panair, composta por antigos funcionários e seus descendentes, de vê-la voltar a voar pelos céus brasileiros.
fonte/foto/FNAC/Divulgação/Aeroflower
Enhanced by Zemanta

AEROCLUBE DE SÃO JOSÉ PODE SER USADO PARA DESAFOGAR AEROPORTO HERCÍLIO LUZ, EM FLORIANÓPOLIS

A falta de espaço para voos fretados no Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, reacende o interesse de lideranças regionais em ampliar o uso do Aeroclube de Santa Catarina, em São José. A ideia é que a estrutura da cidade vizinha possa ajudar a desafogar o fluxo de aviões fretados na Capital. Mas o comando do aeroclube diz que não há espaço nem interesse em mudar de função. O aeródromo de São José conta com uma pista com 18 metros de largura e 900 metros de extensão. 

A estrutura é utilizada para a formação de pilotos e técnicos. Para funcionar efetivamente como uma alternativa para o Hercílio Luz na recepção de voos fretados, o aeródromo de São José precisaria ter a estrutura de um aeroporto. Mais do que uma pista adequada para o pouso de linhas comerciais, um aeroporto deve ter pátio para este tipo de aeronaves e um terminal de passageiros com espaço para a administração do aeroporto e os órgãos de Defesa. Para aprovar projetos, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) exige um estudo detalhado do entorno, e a situação do relevo é determinante para saber a extensão de pista e o restante da estrutura necessária.

O diretor da escola de aviação Aero TD, de Florianópolis, Juan Ibañez, pondera que a ampliação da pista não credenciaria o aeródromo como alternativa para os voos fretados. — O investimento será muito grande e demoraria anos. Ampliar o Hercílio Luz e outros aeroportos que já existem seria a opção mais viável. Hoje, o grande gargalo do Hercílio Luz está na recepção dos voos de empresas latinas que costumam pousar na Capital nas madrugadas. Com as vagas para estacionamento de aeronaves que pernoitam no aeroporto preenchidas, o Hercílio Luz aguarda a liberação da Anac para utilizar parte da pista secundária como estacionamento de aeronaves. Empresários da região, segundo o prefeito de São José, Djalma Berger, estariam interessados em investir na ampliação da pista do aeródromo. Ela passaria a ter 20 metros de largura e 1,2 mil metros de extensão. 

O empresário Jaimes Almeida Jr., que construirá o maior shopping de Santa Catarina, em Palhoça, considera como "absolutamente necessária" a transformação da estrutura do aeroclube em um aeroporto regional. — Esta é uma opção imperdível para os governos municipais e os empresários da região — opina. Escola de piloto é prioridade A estrutura do aeródromo do Aeroclube de Santa Catarina é utilizada para "instrução primária". Ou seja, por aqueles que utilizam ou estão aprendendo a pilotar ou trabalhar na manutenção de aviões pequenos. A propriedade particular é mantida por quase 70 sócios, que pagam mensalidades para o aeroclube. — Somos um dos raros aeroclubes do país que sobrevive após 73 anos de atividades.

Não somos um clube para ricos, mas uma escola — defende César Olsen, presidente da entidade. No local, são ministrados cursos de formação de pilotos e mecânicos. — Temos prédios e o (morro) Cambirela ao redor. Não há espaço e nem interesse de mudar a nossa estrutura para receber aviões fretados. Devemos preservar a escola, que é prioritária — enfatiza Olsen. Hoje, a pista funciona entre as 6h10min e as 19h55min. A estrutura recebe, principalmente, aviões de SC, do Paraná e do Mato Grosso. Poderia receber aviões pequenos de fora do país, mas, para isso, estas aeronaves devem pousar primeiro em um aeroporto internacional. 

fonte/DiarioCatarinense
Enhanced by Zemanta

FEDERAÇÃO DA AVIAÇÃO CIVIL DIZ QUE EMPRESAS PRESSIONAM AEROVIÁRIOS A NÃO ADERIR À OPERAÇÃO PADRÃO

O presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (Fentac) e do Sindicato dos Aeroviários do Rio Grande do Sul, Celso Klafke, disse hoje (3) que a categoria está sendo pressionada pelas empresas aéreas a não aderir à operação padrão, “o que já era esperado, principalmente em aeroportos que não têm muita força sindical”. No Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, não há registro de atrasos nos 39 voos previstos para esta manhã.

O líder sindical acredita porém que as consequências da operação que começou ontem (2) serão sentidas nas próximas horas, principalmente no eixo Rio-São Paulo. De acordo com Celso Klafke, os gargalos vão começar a aparecer a partir de hoje, por causa do fim de semana. Os trabalhadores vão deixar de fazer hora extra e passarão a obedecer seus horários de trabalho, descanso e lanche, além de outras regras.

“Estamos monitorando a operação e sabemos que é um processo, a adesão vai ocorrer gradualmente. Vamos manter o movimento até a próxima quarta-feira [8], quando teremos uma audiência com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias [SNEA] para discutir as reivindicações”, informou Celso Klafke à Agência Brasil.

Aeroviários e aeronautas lutam por o aumento de 30% nos pisos salariais e de 15% para as demais faixas, como forma de recuperar o poder aquisitivo que vem sendo perdido desde a década de 90. As empresas de aviação regular, representadas pelo SNEA, propõe reajuste igual à inflação medida pelo INPC, e a mudança da data-base de 1º de dezembro para 1º de abril.

fonte/UOL
Enhanced by Zemanta

ROLLS-ROYCE QUEBROU CONTRATO DE TURBINA DO A380, DIZ QANTAS

Segundo analistas, as perdas da Qantas podem chegar a US$ 58,5 milhões
Segundo analistas, as perdas da Qantas podem chegar a US$ 58,5 milhões

A Qantas Airways está cobrando da fabricante de turbinas Rolls-Royce danos por perda de negócios gerada pela falha nos motores do superjumbo A380. Investigação sobre o problema ocorrido em uma turbina do avião em pleno voo no mês passado concluiu que a explosão que destruiu o motor foi causada provavelmente por falha de projeto.
A Qantas, em um processo aberto em tribunal da Austrália, afirma que a Rolls-Royce falhou com obrigações e pode ter dado informações erradas para a companhia aérea quando forneceu motores defeituosos e que não podiam funcionar de acordo com os padrões garantidos pela Airbus e pela própria Rolls-Royce.A Qantas não declarou as perdas que sofreu, mas afirmou que teve prejuízos causados pela decisão de deixar sua frota de seis A380 em terra, atrasos na entrega de novas unidades do modelo e porque não pode usar o modelo em rotas entre Austrália e Los Angeles.Analistas estimam que as perdas da Qantas podem chegar a 60 milhões de dólares australianos (US$ 58,5 milhões), excluindo custos de reparação do avião afetado pela falha. 
A empresa aérea também enfrenta custos relacionados à redução de capacidade na temporada de verão no hemisfério sul e potenciais danos à reputação da empresa.Um porta-voz da Rolls-Royce não comentou o assunto, mas afirmou: "A Rolls-Royce vai continuar a trabalhar com as autoridades de investigação e regulação para assegurar cumprimento de padrões de segurança".A Agência de Segurança de Transportes Australiana concluiu que o incidente ocorreu provavelmente por causa de uma falha de design do motor que levou à fadiga de material que gerou rachaduras e vazamento de óleo, causando o incêndio na turbina."É possível que essa seja a causa, mas os resultados das inspeções vão nos dizer se é o caso", disse o diretor do órgão, Martin Dolan.A Qantas retomou os voos com sua frota de A380 de maneira limitada em 27 de novembro depois de manter os aviões em terra por três semanas. Mas a companhia teve que tirar os aviões de rotas para Los Angeles, um dos destinos mais lucrativos da empresa.
Os problemas no motor significam que a Qantas não pode usar o poder máximo de decolagem a partir de Los Angeles e, por isso, teria que limitar o número de passageiros dos aviões do modelo em 80 pessoas ante capacidade normal de 450 pessoas.A companhia aérea afirmou que vai continuar a buscar um acordo fora de tribunais e que a abertura do processo foi decidida para manter todas as opções abertas para a empresa caso um acordo não possa ser atingido.
fonte/Reuters/Terra

Enhanced by Zemanta

AVIÃO CORTA A LUZ DE 2 MIL PESSOAS EM BRAGANÇA, PORTUGAL

Os dois mil clientes de Bragança que ficaram hoje às escuras, durante duas horas, já têm o problema resolvido. O incidente ocorreu depois de o avião que faz a carreira aérea Bragança/Lisboa ter embatido numa linha.

"Fizemos manobras da rede e através de outras linhas já estamos a 'alimentar' os clientes", disse à agência Lusa Maria Antónia Fonseca, do gabinete de Comunicação e Imagem da EDP Distribuição. Segundo a fonte, a resolução do problema acabou por ser mais rápida do que se previa.

Ainda assim, duas mil pessoas das imediações de Bragança estiveram duas horas sem electricidade. O incidente com o avião, com capacidade para menos de 20 passageiros, ocorreu na aproximação à pista do último voo do dia, o que chega a Bragança pelas 17.20 oriundo de Lisboa, com escala em Vila Real, e a cargo da empresa Aerovip.

De acordo com fonte do aeródromo municipal, "quando saiu do nevoeiro", que se abateu sobre a cidade associado à neve, "o piloto apercebeu-se que se encontrava a uma altitude baixa e ao levantar [para inverter a situação] embateu com a roda 'do nariz' [da frente] na linha de electricidade". A fonte garantiu que "não houve qualquer consequência para os passageiros nem danos na aeronave, que está estacionada no aeródromo municipal pronta para levantar voo" na sexta feira de manhã rumo a Lisboa.

O incidente partiu a linha de distribuição de electricidade, levando a que 12 postos de transformação tivessem ficado fora de serviço.

fonte/Sapo.Pt
Enhanced by Zemanta

EXCELÊNCIA

A fotografia de aviação é uma actividade que tem conhecido um boom, sobretudo devido à generalização/facilitação que o suporte digital veio proporcionar.

Há dezenas, centenas, milhares de fotógrafos que fotografam aviões, principalmente os aparelhos comerciais, mas só alguns conseguem ultrapassar alguns "limites", seja pela mestria e excelência técnica, seja pela oportunidade do instante.
 
Das 5 fotos que se seguem, cujo critério de escolha foi mais ou menos pessoa, dois fotógrafos nacionais se destacam, um deles, o André Garcez - colaborador/participante do Porta de Embarque 04 - com uma fotografia plena de oportunidade e simbolismo que é "top rated" no airliners.net, e outra do João Toste, obtida nas Lajes, uma das mais vistas hoje, 2 de Dezembro, no mesmo site.

 Despedida do A-310 da frota da TAP, numa passagem sobre a pista da BA 1, em Sintra. O André Garcez estava lá, no sítio certo. E está também aqui no Porta de Embarque 04...

 Uma aterragem "radical" de um A-319 - Uma das fotos mais vistas de hoje, dia 2 de Dezembro, da autoria do João Toste.

 Um Boeing 757 da Delta, numa descolagem "radical", uma das fotos mais vistas hoje no airliners.net

 Uma magnífica foto, de um magnífico avião, um Boeing 777, de carga...

Um A-330 descola, exibindo toda a sua elegância, com os Alpes em pano de fundo.


fonte/foto/PortaDeEmbarque04Pt

AVIÃO PROJETADO NA UFMG BATE QUATRO RECORDE MUNDIAIS

Um avião construído por alunos e professores da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) quebrou quatro recordes mundiais, ontem e hoje, na categoria C1A0, que engloba modelos com motor a pistão, hélice e peso total de decolagem de até 300 quilos. "Nunca na história da aviação brasileira houve sequer a tentativa de quebrar recordes mundiais com aeronave motorizada", disse, orgulhoso, o professor de Engenharia Aeronáutica da UFMG e coordenador do projeto, Paulo Iscold.


A aeronave CEA 308 bateu ontem o recorde russo de tempo de subida até três mil metros de altitude - baixou de 13 minutos e 40 segundos para 8 minutos e 15 segundos. Também deixou para trás ontem duas marcas que pertenciam a norte-americanos: velocidade em linha reta em 15 quilômetros - atingiu 329 km/h contra 292 km/h - e velocidade de ida e volta em cem quilômetros, chegou a 326 km/h ante 297 km/h. Hoje foi a vez de superar os austríacos na velocidade em linha reta em três quilômetros - 360 km/h contra 351 km/h.


Questionado sobre o que representa a quebra desses recordes para a aviação, Iscold comparou o projeto com carros de corrida. "Você não vai ver um carro de corrida ser vendido numa loja, mas detalhes dele podem ser usados na construção de carros de passeio. Funciona da mesma forma com o avião", explicou. Ele também disse que fica muito satisfeito em poder contribuir com a formação de alunos da UFMG no curso de Engenharia da Aeronáutica. "Vale ainda para mostrar que o Brasil é capaz de desenvolver tecnologia de ponta, sem precisar recorrer a outros países."


As quebras de recorde contaram com a aferição da CAB (Comissão de Aerodesporto Brasileira), órgão vinculado à Anac (
Agência Nacional de Aviação Civil), e da National Aeronautic Association, entidade equivalente à CAB nos Estados Unidos, ambas representando a FAI (Federação Aeronáutica Internacional).

História

O projeto da aeronave mineira foi desenvolvido por Iscold em 1999 como trabalho de conclusão do curso de Engenharia Aeronáutica na UFMG. O primeiro voo ocorreu em 2001. "Naquela época as dificuldades eram muitas, a maior delas financeira", disse. Em 2007 os voos passaram a ser regulares. O piloto que desde 2005 participa dos teste é Gunar Armin, ex-comandante da Varig.

Feito de materiais compostos, como fibra de vidro e espuma rígida, também chamada de espuma de PVC, o avião hoje possui 80 cavalos de potência, pouco mais que a potência de um carro de mil cilindradas, e atinge 360 km/h, velocidade superior a de carros de Fórmula 1. O peso da aeronave sem piloto, paraquedas e combustível é de 206 quilos. "Nessa categoria há limitação do peso em até 300 quilos, o que traz uma limitação de potência, porque é difícil conseguir no mercado motor leve e potente", afirmou Iscold.


fonte/AgEstado/UOL/foto/UFMG/Divulgação
Enhanced by Zemanta

INCIDENTE ENVOLVENDO AERONAVE DA PASSAREDO INTERDITA AEROPORTO AFONSO PENA POR UMA HORA

250Image via Wikipedia
Um incidente envolvendo uma aeronave da companhia aérea Passaredo interditou por aproximadamente uma hora a pista principal do Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na tarde desta quinta-feira (2). 

Segundo a Infraero, a ocorrência foi registrada às 17h04 durante o pouso de um avião que partiu de Ribeirão Preto (SP) rumo a Curitiba.

A assessoria de imprensa da companhia aérea informou que o problema foi causado pelo estouro de um pneu no momento do pouso, mas ainda não sabe dizer o que provocou o estouro. Ao todo, 29 passageiros e três tripulantes estavam na aeronave, mas ninguém ficou ferido. Por precaução, uma ambulância foi enviada ao local, mas, segundo a Infraero, não houve necessidade de atendimento médico.

A assessoria de imprensa da Infraero informou que sete voos foram afetados por conta do incidente. Destes, três aguardaram na pista a liberação para a decolagem, dois utilizaram a pista secundária e outros dois que pousariam em Curitiba tiveram a aterrissagem transferida para outras cidades. Às 17h58, a pista principal do aeroporto foi totalmente liberada e os voos normalizados. 

Segundo a Passaredo, técnicos da companhia avaliaram a aeronave para entender o que teria provocado o incidente. Os passageiros que pegariam o mesmo avião para fazer o trajeto contrário, Curitiba-Ribeirão Preto, na tarde desta quinta-feira, seriam transferidos para voos em outras aeronaves.

fonte/GazetaDoPovoPR
Enhanced by Zemanta

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...